Ir para conteúdo
Growroom

Congresso Internacional Sobre Drogas: Lei, Saúde E Sociedade - 3 A 5 De Maio De 2013 - Brasília


Recommended Posts

Congresso Internacional sobre Drogas: Lei, Saúde e Sociedade

3 a 5 de maio de 2013

Brasília


542493_10200546042796988_630747339_n.jpg




O Congresso Internacional sobre Drogas: Lei, Saúde e Sociedade vai acontecer de 3 a 5 de maio de 2013, no Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).


O evento vai fomentar o intercâmbio entre a sociedade e reconhecidos representantes do Brasil e do mundo nas diversas áreas do conhecimento relacionadas ao tema. Especialistas do Brasil, América Latina, Europa e Estados
Unidos vão discutir, com representantes da sociedade civil, sobre segurança pública, política, educação, cultura, medicina e saúde pública.


O congresso visa também a contribuir para o aperfeiçoamento de profissionais graduados de diversas áreas do conhecimento e para a formação de estudantes, educadores e futuros profissionais dessas áreas. Mais especificamente, temos como objetivo geral consolidar, documentar e fornecer ao governo, aos profissionais, aos estudantes e à sociedade, subsídios técnico-científicos capazes de alicerçar o debate e indicar caminhos concretos e alternativas que minimizem as consequências negativas da atual política de guerra às drogas e criminalização de usuários.


O congresso será composto por conferências científicas e mesas redondas temáticas interdisciplinares. Estas atividades não deverão ser simultâneas, para possibilitar o intercâmbio entre os participantes das diversas áreas e sua exposição aos mais diferentes pontos de vista sobre questões que envolvem o uso de drogas psicoativas. O congresso também contará com exposição de arte e shows musicais.


Para potencializar a visibilidade do evento, o congresso será transmitido ao vivo pela internet e poderá ter a participação, pela web, de pessoas de todo o mundo. Além disso, haverá projeção na área externa do Museu para que mais pessoas possam acompanhar os debates.


Como resultado, será gerado um documento formal de referência, contendo a síntese do evento, com recomendações para uma nova política de drogas no Brasil. O documento vai ser disponibilizado ao Governo Federal com o objetivo de subsidiar a discussão da atual legislação nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.


O encontro é uma iniciativa conjunta da Universidade de Brasília (UnB), Conselho Federal de Psicologia (CFP), Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Psicoativos (NEIP) e da

Associação Brasileira de Estudos Sociais do Uso de Psicoativos (ABESUP). É financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (CAPES) e conta com o apoio institucional da Coordenação Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas (Ministério da Saúde), da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento (SBNEC), do Programa de Atendimento e Orientação a Dependentes (PROAD-Unifesp), do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID-Unifesp), da Associação Brasileira de Ensino em Psicologia (ABEP), da Comissão Brasileira Sobre Drogas e Democracia (CBDB), do International Centre for Science in Drug Policy (ICSDP), do Centro de Investigación y Docencia Económicas del México (CIDE), da Rede Pense Livre e do Movimento Viva Rio.


Congresso Nacional Sobre Drogas. Uma oportunidade inédita para se redefinir os rumos da política sobre drogas no Brasil.


Palestrante e Debatedores:

Alejandro Madrazo Lajous - Convite aceito
Center for Economic Research and Educationof México (CIDE).


Alessandra Oberling - Convite aceito
Coordenadora de projetos do Instituto Igarapé.

André Barros – Convite aceito
advogado da Marcha da Maconha do Rio de Janeiro.

Beatriz Labate - Convite aceito
Center for Economic Research and Education of México -CIDE.

Bruno Ramos - Convite aceito
Representante dos coletivos É de Lei e Respire Redução de Danos.

Cristiano Maronna - Convite aceito
Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

César Gaviria - Convite aceito
Ex-presidente da Colômbia.

Dartiu Xavier da Silveira Filho - Convite aceito
Professor da Universidade Federal de São Paulo, PROAD.

Denis Russo - Convite aceito
Jornalista e Escritor – Editor Chefe da revista Super Interessante.

Edward MacRae - Convite aceito
Professor da Universidade Federal da Bahia.

Elisaldo Carlini - Convite aceito
Professor da Universidade Federal de São Paulo, CEBRID.

Emílio Figueiredo - Convite aceito
Consultor Jurídico do Growroom.

Ethan Nadelmann - Convite aceito
Drug Policy Alliance - EUA.

Gabor Maté – Convite aceito
Médico e escritor, Vancouver, Canadá.

Henrique Carneiro - Convite aceito
Professor da USP.

Humberto Verona - Convite aceito
Presidente do Conselho Federal de Psicologia.

Ilona Szabo - Convite aceito
Rede Pense Livre, Fundação Igarapé, Global Commission onDrugPolicy.

João Menezes - Convite aceito
Professor da UFRJ.

Jorge da Silva - Convite aceito
Coronel reformado da Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Luciana Boiteux - Convite aceito
Professora da UFRJ.

Luis Eduardo Soares - Convite aceito
Professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Luis Fernando Tófoli - Convite aceito
Universidade Federal do Ceará.

Maria Lúcia Karam - Convite aceito
Presidente da Law Enforcement Against Prohibition Brazil.

Maurício Fiore - Convite aceito
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, NEIP (Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos).

Maurides Ribeiro - Convite aceito
ICBCRIM.


Paulo Teixeira - Convite aceito
Deputado Federal.

Pedro Abramovay - Convite aceito
Ex-secretário nacional de justiça.

Rebeca Lerer - Convite aceito
Coordenadora de Comunicação da Global Commissionon Drug Policy, Rede Pense Livre.

Renato Cinco - Convite aceito
Vereador eleito pelo PSOL do Rio de Janeiro.

Renato Malcher - Convite aceito
Professor da Universidade de Brasília.

Renato Filev – Convite aceito
Coletivos Desentorpecendo a Razão e Respire Redução de Danos.

Rodrigo Mac Niven - Convite aceito
Cineasta, Coletivo Projects.

Roberto Tykanori - Convite aceito
Coordenador Nacional de Saúde Mental.

Rubem Cesar - Convite aceito
Diretor executivo do movimento Viva Rio.

Sérgio Vidal - Convite aceito
Antropólogo e escritor.

Sidarta Ribeiro - Convite aceito
Professor da UFRN, Diretor do Instituto do Cérebro.

Tarso Araújo - Convite aceito
Jornalista e escritor – Revista Galileu

Walter Maierovitch - Convite aceito
Ex-secretário Nacional Anti-drogas.

William Lantelm Filho - Convite aceito
Growroom e Revista semSemente.

Organização:

Comissão Científica

Beatriz Labate
Center for Economic Research and Education of México (CIDE)

Cristiano Maronna
Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

Dartiu Xavier da Silveira Filho
Universidade Federal de São Paulo.

Eduardo Schenberg
Universidade Federal de São Paulo.

Edward MacRae
Universidade Federal da Bahia.

Henrique Carneiro
Universidade de São Paulo.

João Menezes
Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Luciana Boiteux
Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Maurício Fiore
Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

Renato Malcher
Universidade de Brasília e International Centre for Science in Drug Policy (ICSDP).

Sidarta Ribeiro
Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Humberto Verona
Presidente do Conselho Federal de Psicologia.

Comissão Organizadora

Renato Malcher (Presidente)
Universidade de Brasília e International Centre for Science in Drug Policy (ICSDP).

Henrique Carneiro (Vice-Presidente)
Departamento de História - Universidade de São Paulo.

Cristiano Maronna (Conselheiro)
Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

Isabela Oliveira (Conselheira)
Faculdade de Comunicação da UnB.

Sidarta Ribeiro (Conselheiro)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Humberto Verona (Conselheiro)
Presidente do Conselho Federal de Psicologia.

Inscrições:

As inscrições do Congresso Internacional sobre Drogas estão abertas. As vagas são limitadas. Garanta já a sua!


Inscrições no Congresso
Alunos de graduação – R$100,00
Alunos de pós-graduação - R$150,00
Professores/pesquisadores/outros profissionais – R$250,00


Inscrições de trabalhos
Se você tem um trabalho relacionado ao tema e quer apresentá-lo no Congresso, inscreva-se aqui.

Normas para submissão de Pôster (Painel)

Descrição: O objetivo desta atividade é o de apresentar relatos de pesquisas ou ações/intervenções em uma dessas grandes áreas: Direito, Ciências Sociais, História, Ciências Biomédicas. O pôster deverá contemplar uma síntese da pesquisa ou da intervenção. Os trabalhos no formato de pôsteres ficarão expostos em locais e horários previamente divulgados na Programação.

Requisitos: o proponente deve estar previamente inscrito no congresso, com o pagamento confirmado. Cada proponente pode inscrever no máximo 1 (um) pôster, mas pode configurar como coautor em outros trabalhos.

Proponente: graduandos, doutorandos, mestrandos, doutores, mestres e profissionais graduados. O proponente corresponde ao primeiro autor do trabalho, sendo a pessoa que irá apresenta-lo.

Co-autores: professores orientadores, mestres, doutores, mestrandos, doutorandos e profissionais graduandos.

Normas para submissão de RESUMOS DE PÔSTER

A proposta para atividade PÔSTER deverá ser apresentada em fonte Times New Roman tamanho 12, espaçamento simples, contendo:

1ª. Linha: Título centralizado em maiúsculas.
2ª. Linha: em parágrafo justificado: nome(s) e filiação institucional do(s) proponente(s).
3. Resumo entre 200 a 250 palavras, num único parágrafo, contendo: introdução, objetivos, método, resultados, discussão e conclusão.
4. O pôster aprovado deverá ser confeccionado no formato padrão 120 cm x 90 cm.

Mais informações em http://cid2013.com.br

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Grande evento, lendo os parcitipantes e convidados paro e penso, este povo todo, muito bem instruidos de conhecimento a nivel mundial fazendo tal congresso so me da mais esperança que este ano 2013 é o ano da LIBERTAÇÃO!
Nada me tira da cabeça que é so questão de por os "pingos nos is" para a descriminalização.
Estamos muito bem representados pelo ativista William Lantelm Filho, esplana la geral parceiro.
MUDA BRASIL!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Saiu a programação do Congresso:


quinta.jpg

8h30 - 9h00 - Cerimônia de abertura

9h00 - 9h50 - Palestra de abertura: História das Drogas
Palestrante: Henrique Carneiro

9h50 – 10h05 - Intervalo

10h05 – 11h35 - Mesa Redonda:Guerra às Drogas no Brasil, impactos na sociedade

Mediadora: Alessandra Oberling
Participantes: Rubem Cesar, Luis Eduardo Soares, Luciana Boiteaux e Orlando Zaccone

11h35 – 13h – Almoço

13h – 14h30 - Mesa Redonda: O Papel da Ciência e da Medicina na Política Sobre Drogas no Brasil

Mediador: Luís Fernando Tófoli
Participantes: João Menezes, Sidarta Ribeiro, Paulo Gadelha e Humberto Verona

14h30 – 14h40 - Intervalo

14h40 – 16h10 - Mesa Redonda: Guerra às Drogas no Brasil, impactos na segurança pública

Mediadora: Beatriz Vargas
Participantes: Cel. Jorge da Silva, Maria Lúcia Karam, Walter Maierovitch e Carlos Arruda

16h10 – 16h20 - Intervalo

16h20 – 17h50 - Mesa Redonda: Da Coerção à Coesão
Participantes: Roberto Tikanory e Marcus Matraga

17h50 – 19h00 Intervalo


19h00 – 20h00 - Conferência Internacional
Palestrante: Cesar Gaviria

20h00 – 20h10 - Intervalo

20h10 – 21h40 - Mesa Redonda: Mídia e sociedade na discussão sobre drogas psicoativas
Mediador: Tarso Araújo
Participantes:
Rebeca Lerer, Denis Buergerman e Rodrigo Mac Niven

21h35 – 21h50 - Intervalo

21h50 – 22h50 - Atividade Cultural: Documentário Quebrando o Tabu (exibição do filme e debate com o diretor - a confirmar)

sexta.jpg

8h30 – 09h30 - Conferência Internacional
Palestrante: Ethan Nadelmann - The Rise and Fall of the Global War on Drugs (Ascenção e Queda da Guerra Mundial Contra as Drogas)

9h30 – 9h45 - Intervalo

09h45 – 10h45 - Conferência Internacional
Palestrante: Gabor Maté - Brain Development e Addiction (Desenvolvimento Cerebral e Dependência)

10h45 - 11h00 - Intervalo

11h00 – 12h30 - Mesa Redonda: O uso medicinal da Cannabis: riscos, benefícios e regulamentação
Mediador: João Menezes
Participantes: Elisaldo Carlini, Renato Malcher, Maria Antonia Goulart e DartiuXavier

12h30 – 13h30 – Almoço

13h30 –14h50 - Conferência: Drogas e cultura na América Latina, usos tradicionais e urbanos
Conferencistas: Bia Labate e Edward MacRae

15h00 – 16h30 - Mesa redonda: Movimentos civis de usuários de Cannabis
Mediador: Henrique Carneiro
Participantes: William Lantelme Filho, André Barros, Sérgio Vidal, Renato Cinco e Renato Filev, Leilane Assunção

16h30 – 19h00 - Montagem e exposição de painéis

18h00 – 19h00 - Apresentação de painéis

19h – 20h30 - Mesa redonda: Abuso de drogas, prevenção, redução de danos e tratamento
Mediadora: Maria de Fátima Sudbrak (a confirmar)
Participantes: Margarete Malvar de Mendonça, Bruno Ramos, Dartiu Xavier e Luís Fernando Tófoli

20h30 – 20h45 - Intervalo

20h45 – 22h45 - Atividade Cultural: Documentário Cortina de Fumaça (exibição do filme e debate com direto

sabado.jpg

8h30 -10h00 - Mesa Redonda: Drogas na América Latina

Mediadora: Nara Santos

Representante do Brasi: Ilona Zsabó
Representante da Colômbia: Juan Manuel Galán
Representante do Uruguai: A confirmar
Representante da Argentina: A confirmar

10h00 – 10h15 - Intervalo

10h15 – 11h45 - Mesa Redonda: Propostas para a regulamentação da maconha

Mediador: Denis Russo (a confirmar)
Participantes: Martin Barriuso, Emilio Figueiredo, Paulo Teixeira, Henrique Carneiro Carneiro e Lucas Maia (a confirmar)

11h45 – 13h – Almoço

13h – 14h30 - Mesa Redonda: Psicologia, drogas e cidadania
Mediador: Humberto Verona
Participantes: Gerivaldo Viana, Antonio Nery, Rosemeire Silva e Aldo Zaiden

14h30 – 16h - Mesa Redonda: Drogas, direitos humanos e laço social
Mediador: Nelson Gomes Júnior
Participantes: Pedro Paulo Bicalho, Elisa Zaneratto, Marcos Rolim e Roberta Brasilino

16h – 18h - Mesa Redonda: Propostas para uma nova política de drogas no Brasil
Mediador: Ilona Zsabó (a confirmar)

Participantes: Sidarta Ribeiro, Cristiano Marona, Pedro Abramovay, Maurides Ribeiro, Maurício Fiore, Maria Angélica Comis (a confirmar)

19h - Show de Encerramento

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Galera que esta indo fecharam em que Hotel, vi no site do congresso que eles tao recomendando o albergue da juventude de Brasilia mais fica mto longe do local do congresso! E voces sabem se vai rolar transporte pra galera desses hoteis, nem imagino como andar em Brasilia!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Galera que esta indo fecharam em que Hotel, vi no site do congresso que eles tao recomendando o albergue da juventude de Brasilia mais fica mto longe do local do congresso! E voces sabem se vai rolar transporte pra galera desses hoteis, nem imagino como andar em Brasilia! Est

Estou com o mesmo problema cara! Liguei no hostel, alem de ser o UNICO em BSB, esta aparentemente lotado infelizmente!

Queria economizar ao máximo, mas esta dificil sem hostels na cidade! E como brasilia tudo é longe, pegar um hotel mais barato, mas muito longe de tudo pode acabar dando muita dor de cabeça!

Alguem do forum indo de outras cidades com dicas de acomodação ?

E Curitiba, alguem?

Abracss

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 months later...
  • Usuário Growroom

Olá pessoal, eu como uma pessoa não nativa do Brasil, sinto algumas dificuldades em conseguir os conteúdos que procuro aqui no growroom.

Tenho muito interesse em saber a programação dos eventos relacionados a Canabis no Brasil, porém não vi nada ainda sobre futuros eventos, apenas sobre coisas que já passaram e com isso não consigo participar de nenhum evento, o que acho importantíssimo para minha socialização com outros cultivadores.

Espero que possam me atualizar quanto a agenda dos próximos eventos canábicos.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por VelhoNovo
      Ola, Preciso de ajuda
       
       Eu era usuário de longa data porém, tive uma especie de "surto de cegueira" quando usei a algum tempo e de la pra cá não consigo usar mais. Meu coração acelera e eu começo a ver pontinhos pretos e pontinhos brancos para todo lado que eu olho. Se houver algum medico por aqui por favor me ajude, já faz cinco anos que não uso e quero muito poder ter essa liberdade novamente. já fui ao oftalmologista e ele disse que minha visão esta perfeita, fui no neurologista e em vários outros médicos, porem mais do mesmo, não confio no SUS. por favor me ajudem!
       
       Desde já agradeço.
    • Por Blonde Cyborg
      Vocês batem no peito e admitem que fumam maconha quando perguntam ou são mais da ideia de "maconheiro bom fica quieto"? Ou então só admitem e falam abertamente com as pessoas próximas a vocês?
      E em outras situações, quando perguntam se vocês fumam, como por exemplo em entrevista de emprego, em exames/consultas quando o médico pergunta se fumam, vocês admitem? 
      E além de várias outras coisas que expõem a indentidade de maconheiro, como sair usando roupas, acessórios, adesivos que fazem referência a planta. E também vejo muita gente postando foto fumando nos status/stories na maior cara de pau, compartilhando memes e publicações sobre o assunto nas redes, e fazem tudo isso quase como se fosse legalizado mesmo. 
      Eu, sinceramente, evito me expor assim, sou meio cabreiro e sem contar que sempre vem algum mala incomodar, e não tenho saco pra ficar dando satisfação. Porém, admito que as vezes fico me sentindo meio covarde por isso, pois fumo a erva e gosto pra caralho, mas aí fico me reprimindo sobre o assunto, ou será que o mais certo é evitar essas discussões e exposição mesmo? 
      Mas e aí, aos que fazem isso, se sentem melhor assim? Ou tudo isso é correr risco a toa? 
       
       
    • Por BASEADG
      Fé rapaziada, chuva de mec?  Eu sou novo aqui no fórum mas acompanho hà 6 meses já e ja fui ajudado muitas vezes por dicas dos usuários, então resolvi passar uma visão legal aí pra galera que quer da um2 mas sofre com a paranoia dos pais assim como eu.
      Há 2 meses minha mãe comprou uns testes de thc/coc no mercadolivre e ela fica ameaçando de fazer o teste. No começo fiquei  de cara, mas aí como tava tudo suave eu saí e f1.
      5 dias depois ela pediu pra eu fazer o teste.
      Fui pesquisar sobre isso e acabei usando umas dicas pra passar nesses testes e funcionou, espero que ajude vocês:
      O que precisam saber é que o figado gera metabólitos de todas as substâncias externas do corpo para eliminá-las, e elas saem pela urina. O exame basicamente consiste em um reagente que só manifesta em contato com o THC-COOH(metabólito do thc). Conforme você urina, a substância vai sendo eliminada e esse processo demora em média 3 a 7 dias (para quem fumou pouco), 15 dias (pra usuários moderados) e 1 mês (pra usuários pesados).
       Caso você tenha fumado e esteja perto do dia do exame (obvio que se você fumou o mês inteiro e parou 1 dia antes não funciona) existe um jeito de aumentar a chance de negativo. Esses exames caseiros são imprecisos, os laboratoriais medem até a quantidade de agua no sangue para equilibrar os niveis de THC-COOH. O segredo está em beber muita água e urinas consecutivas vezes antes do exame, assim você acelera o processo de eliminar os metabólitos, sem que se passem dias (beba muita água também para fazer o exame). Também é importante não consumir açúcar porque ele atrasa esse processo).
      Também vale tentar outras dicas que já se mostraram eficientes como: beber café (puro), tomar 4-5 aspirinas (elas ajudam a mascarar o thc) e tomar sulfato de zinco (ele encaminha os metabólitos para o canal fecal tornando a urina livre de boa parte de metabólitos). Tome diuréticos naturais para eliminar as substâncias, se quiser pode tentar tomar Hidroclorotiazida ela age de forma muito eficaz como diurético para eliminar os metabólitos.
      Pra quem sofre de pais paranoicos como eu (já vi pessoas no fórum pedindo ajuda por isso) é bom saber dessas dicas, pra mim funcionou e deu negativo, boa sorte maconheiros.
    • Por Crizes
      Olá, tudo bem com vcs ?
      Sou novo aqui, mas tenho uma dúvida 
      No ano passado fui internado involuntariamente em um centro de reabilitação e recuperação de dependentes, fiquei com um trauma dessa situação. Porém este ano voltei a fumar e minha mãe voltou a saber, bom queria saber:
      Há alguma Lei, Recurso, ou Método jurídico que possa recorrer que impeça ou diga que estou com o juízo perfeito e são, e não posso ser internado pela vontade dos outros ? Se há por favor diga ela aqui, explique se puder pra poder melhor entender 
      (Obs: antes dependia de minha mãe pra tudo e Agr ela apenas me da moradia, em uma casa diferente da que ela mora, e Tbm pode ficar tranquilos que sempre tive autocontrole no consumo de maconha, ela só me internou pq queria se livrar de mim por outros motivos, inclusive o religioso, e sinto que isso vai ou pode acontecer novamente, o internamento)
    • Por ben1O
      Bom dia rapaziada!
      Vim discutir sobre quão prejudicial pode ser usar cigarros como filtro do baseado, sei que em alguns lugares falam "Cigarronha" e por aqui no Rj geralmente se fala "Balão".
      Não gosto muito de fumar o tal balão, mas as vezes acabo fumando porque sinto a onda mais suave. Será que isso faz mal ou não? Para os que não sabem é um baseado que tem como "piteira" um cigarro, não fumamos o cigarro, só a maconha.
×
×
  • Criar Novo...