Ir para conteúdo
Growroom
adnelsinho

Maconha E Ansiedade Generalizada;

Recommended Posts

topico muito bom, fumei sativa prensada por anos e tbm fumei esses mentolados do paraguay por anos tbm e agora estou com uma ansiedade ''a mais'', comecei a sentir alguns sintomas desde uns dias atraz e resolvi criar minha conta aqui no GR, apesar de ja conhecer este forum a anos!

agora deixei de lado esses prensados do paraguay vo ficar sem fumar ate conseguir umas seeds 100% indicas, como hindu kush, Mr. Nice G13 X Hash Plant® e etc...
precisa fixar este topico pq ele é muito interessante e contem informacoes muito boas.

Uma duvida,

alguem sabe me dizer se eu for para amsterdam, da para trazer as seeds escondidas comigo sem problemas??
Este é meu primeiro post aqui de muitos que estão por vir hahaha!

Valew galera, abraços!

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem está com problemas de depressão e ansiedade e nenhum tratamento tradicional tenha surtido resultado recomendo lerem sobre a utilização da Niacina (Vitamina B3) pra aliviar e em alguns casos até curar essas patologias.

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Irmão adnelson,

Entregue-se a Deus meu caro,

Que ele seja seu ponto de referencia,

De resto, nada poderá te atingir.Tenha fé , oque aconteceu com vc

foi que vc desligou o consciente com bastante maconha, o seu inconsciente , onde encontra-se o seu EU ficou confuso

com a perda de controle

e deu todas essas consequencias relatadas.Lembre-se, não devemos brincar com o insconsciente,

ele é bom mas é poderoso, primeira ache-se com o seu EU depois fume maconha

essa é a minha opinião, nao sou o senhor da razão e ja passei por isso tbm brother, porem mais fraco

Boa sorte irmão.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bah velho....aconteceu exatamente a mesma coisa comigo....EXATAMENTE....

Jurava que até hj isso aí só tinha acontecido comigo e pensei muito em parar de fumar.

Visão preta,pressão baixa, sem forças, desespero e com a sensação que o coração ia explodir....tive que ir pro hospital tb.....isso aconteceu depois de 12 anos fumando e outras cositas mas...sem amadorismo.

Depois disso, parecia q toda hora ia acontecer de novo, mudou muito minha vida. Não podia nem pensar em fumar e nem sair de casa que o coração ja acelerava na hora.

Resolvi ir no psiquiatra, abri o jogo e expliquei toda a história e o mesmo me receitou Paroxetina e Alprazolam. Não aceitava o tratamento com tarja preta, mas tive que aceitar pois não aguentava mais as crises de ansiedade e pânico, melhorei 90%. Faço tudo que fazia antes porém com mais cuidados.

O que o médico me disse que aconteceu, foi que a situação disparou o "gatilho" da síndrome do Pânico.

O motivo eu não sei ao certo, pois no dia q aconteceu, eu estava sem dormir, estava bebendo e fumando só king size.....dae ja viu né..

Mas se liga, muita gente já me falou q tem tudo a ver com o sono, pois pelo oq vc postou vc tem o costume de dormir bem tarde, e isto está MUITO errado.

Depois que eu comecei a respeitar o ciclo do sono, melhorou a brisa e principalmente as crises de pânico..

Desde que começaram as crises eu procuro algum tipo de fumo que venha a amenizar esta ansiedade, se alguem tiver alguma sugestão de tipo, eu agradeço.

Valeu!!

Tamo junto moçada.....na paz ou no desespero....

NAO TOME TARJAS PRETAS MANO

VC TA COLOCANDO A SUJEIRA PRA DEBAIXO DO TAPETE AO INVES DE REMOVE-LA

DPS VAI SER PIOR.. A SOLUCAO ESTA EM SI MESMO

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo, tambem estou com essa crise de ansiedade.

Já procurei medicamentos para isso e não adianta. Por exemplo, quando aconteçe algo novo fico tao ancioso que não consigo comer, durmir, conversar.

E a sativa me deixa mais doido ainda!

AInda estou a procura Strain que contenha menos THC e mais CBD talves ajude

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Há 6 meses não fumo maconha. Depois de um quadro de ansiedade generalizada.

Te digo que a culpa não é da maconha. Na verdade, talvez ela tenha te salvado de algo, pois foi o que aconteceu comigo. Ela me salvou da morte.

Começou depois de uma noite cheirando... o pó acabou e fumei um. Tive uma crise assustadora, mas acho q não tão grande como a sua. A intensidade dessas crises tem a ver o a robustez da personalidade, mas enfim...

Hoje enxergo bem oq aconteceu.

Quem já fez uso da coca sabe dos efeitos fisicos, taquicardia, arritmia, mal estar depois q o efeito passa.

O uso havia se intensificado quando passei a morar sozinho. Algumas noites da semana passava cheiro, sozinho, como um bicho.

Passei também a pesquisar sobre a coca, e me assustei muito com o risco que corria. Ataque cardíaco, morte súbita, perfuração do septo nasal... Cheirar passou a ser como brincar de roleta russa. A cada teco eu apertava o gatilho. Era assim que eu via.

Tudo se somou. O risco, o medo, a culpa por brincar com minha vida, os sintomas fisicos... a maconha pegou tudo isso e multiplicou na minha mente.

Parei de cheirar, mas fiquei ainda por uns 3 meses lutando contra minha mente. Não pela vontade de voltar a cheirar - o que eu não sentia - mas pelo medo de morrer. Fiquei alerta a cada sensação, uma simples pontadinha no peito era sinal de que eu poderia ter um ataque. Passei a ficar atento até aos meus batimentos cardíacos, vigilante. Hipocondria. Paranóia vinda do trauma das crises de ansiedade, da possibilidade dos danos que causei ao meu corpo com o pó, e claro, da abstinência do pó e da maconha, que parei de fumar, pois intensificava esse estado louco.

Por isso digo q a maconha me salvou, eu estava abusando extremamente da coca, sem informação sobre os riscos reais q eu corria.

Isso aconteceu há 6 meses... digo q estou 90%. Ainda um pouco alerta demais em relação ao meu corpo, mas lidando melhor com isso!

As vezes o desejo da branca de neve vem, mas já decidi q não vale a pena. O prazer é pequeno para arriscar a vida.

Já sobre a cannabis... ainda haverá um reencontro. Antes quero parar de fumar o caretinha. Quero reencontra-la sem culpa alguma, puro.

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Da uma consultada na área de saude, fiz um tópico sobre Cannabinoides, Neurotransmissores e Receptores que pode te ajudar a entender como a especie que voce esta usando talvez seja a responsável pela sua crise.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu conselho é, se você já chegou nesse ponto com os remédios, médicos e tudo mais, conversa com a patroa e com os filhos ai e tira um tempo pra vc brow, pega um avião pro nordeste do brasil, um onibus pra alguma praia, algum lugar que vc goste e passe um tempo, dar uma esfriada na mente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É simples a solução. Esteja confortável e não force nada. Respire, tudo vai dar certo, nenhuma dose te faz mal. Este problema com certeza é interno, busque a causa do por que vc trabalha, para quem trabalha, como enxerga as pessoas, como vê a vida e a pressão que coloca nela.

A vida é linda, livre, suave e conectada a energias que não podemos tocar, apenas sentir. Deus está conosco a todo momento, não existe falha nesta comunicação. Nossa cabeça é perfeita o suficiente para resolver tudo isso, take care.

Qual o propósito real em sua vida da Ganja? Por que a utiliza? Existe alguma inspiração?

Consuma doses medicinais e mais uma vez, se tens receio, não use. Simples. Um amor nunca será abandonado, pode ser guardado e recordado com emoções.

Eu parei hoje, acho que prensados de fato não são legais, e ambientes fechados não estão com nada.

Quero dar um tempo para minha mente e relaxar, ficar numa boa. Realmente? não preciso disso. A paz, tranquilidade e amor estão dentro de você, apenas use-os e exercite estas sensações, aprenda a reviver e a resentir-se.

Long life to US!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aconteceu também comigo:
Passei um bom tempo tendo "bads" com maconha até que um dia fumei muito pouco (pois estava com medo de passar mal) e fui olhar um filme e logo iniciou uma grande crise de ansiedade, pensei em ir no médico, pois achei que iria morrer. Só consegui me controlar pois fiz meditação e consegui me acalmar, mas fiquei horas com ansiedade. Esta foi a última vez que fumei (faz uns 4 meses)

O estranho é que no outro dia acordei muito mal, parecia que iria acontecer algo muito ruim comigo. Passei o dia inteiro assim e na noite consegui dormir com dificuldade. No outro dia também acordei com a mesma ansiedade! Foram dois dias com ansiedade forte depois desta crise que tive ao fumar!

Na semana seguinte eu vi que realmente precisava ir em um médico: estava na faculdade e não consegui ficar na aula, pois estava com muita ansiedade. Por isso fui numa psiquiatra e fiz um exame (eletroencefalograma e outros) e fui diagnosticado com "transtorno de ansiedade generalizada". Atualmente estou tomando Lyrica e não tive mais nenhuma crise! O ruim é que o tratamento dura no mínimo 6 meses e não posso beber e nem fumar ao tomar este remédio!

Conclusão:

Acredito que a maconha intensifique o estado mental que você está, ou seja, se já está com algum problema de ansiedade ficará intenso ao fumar! Acho que foi isso que aconteceu comigo! Podem ler alguns estudos sobre a relação da maconha com ansiedade.

Para quem teve crise de ansiedade ao fumar maconha, recomendo:

  • Busque um médico e faça exames para ver se possui algum transtorno de ansiedade;
  • Faça meditação e atenção plena (ajuda muito a diminuir a ansiedade e estresse)

Para aprender meditação e atenção plena recomendo os livros do Eckhart Tolle e Osho. Além dos livros budistas "A Alegria de viver" do Yongey Mingyur Rinpoche e "No coração da vida" da Jetsunma Tenzin Palmo . A meditação que mais eficas para mim foi a meditação Kundalini do Osho, se fizer corretamente você vai se sentir bem melhor.

  • Faça exercícios regularmente (pode baixar até 90% da ansiedade);
  • Se continuar fumando recomendo que evitem Sativa; (pelo que li CBD diminui a ansiedade, enquanto THC aumenta)

Espero ter ajudado alguém!

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara estou passando por isso e posso te dizer é foda, nao sei oq é mas é um bagulho que só quem passa entende...

1º crise foi no começo do ano e desde então me tratando e tlz, remedio, esportes sempre ocupando cabeça, dei um tempo no beck tb, pq depois que tive 1º crise, minha vida não foi mais ah msm em relação ah baseado, sempre fumei "prensada" sativa boa, e de vez enquando algums naturais e dpois da crise fiz algumas tentativa de fumar..

posso te dizer, que nenhuma foi suave, todas deu uma sufocada, ansiedade mil, senti ums bagulho no peito, uma briza ruim msm, nao de relaxar e tlz, ja tentei umas 8 a 9 vezes e sempre bateu essa fita, umas mais fortes umas mais leves... eh esquisita essa sensação de sair pra fumar e nao ficar tranquilo achando que vai bate essa ansiedade, foda,.. no momento decidi larga baseado por um tempo... to até me acostumando, gostava muito de fumar porem nao ta me fazendo mas bem pelo contrario.. as melhores horas que ah briza foi passando, foi qndo eu sai pra fumar e toma uma cerva, quando eu fumo e ando, parece que da um acalmada msm assim, é esquisito... acho que dpois que vc desperta isso demora um tempo pra passar ou talvez nunca passe, não sei ainda faz 4 meses que tive isso e não vi progresso na briza.. fumei ate um natural e deu essa brisa tb.. tenho muita vontade de experimenta essa indica mas ja to me conformando que não vo mais pode ser um maconheiro nato, agora fuma de vez enquando dias especiais, sei que se vicio é bom, mas real, nenhum vicio é bom, vo deixa pra fumar numa praia, num pico.. bem deboa, que seja um beck e uma indica, no momento, larga mao um poco disso e deixa ah vida passar pra passar essa bad..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros amigos cultivadores, andei tendo alguns problemas aqui com uso de sativas e como sou adepto do amor à planta, espero que só comentem quem puder agregar alguma informação ou ajuda.

Não sou nenhum bebê como a maioria que geralmente reclama de "bads" aqui no fórum, também não sou nenhum novato no uso. Fumo maconha há mais de 10 anos diariamente, e sempre passei informações positivas à respeito da planta, já que por anos havia melhorado muito minha qualidade de vida, melhorou meu apetite, acabou com meu stress, com minhas dores, inclusive me ajudou muito com minha timidez e salvou minha relação dentre outros dos inúmeros benefícios que todos vocês usuários graduados conhecem.

É justamente por isso que abro este tópico e peço humildemente a ajuda de vocês, eu pensei muito antes de abrir o tópico e relatar meu problema, mas a verdade é que já não tenho a quem recorrer.

Eu tentei fechar meu diário, e meu grow está desativado faz alguns meses em função de uma crise que desencadeou um problema em minha vida e infelizmente sinto que somente aqui posso encontrar apoio e quem sabe alguma motivação.

Eu fumo um verde regularmente, fumo prensado também mas só coisa que eu busco pro meu próprio consumo e conheço a procedência e o produtor. Então mesmo quando não cultivo sempre tenho alguma coisa boa pra fumar. Como viajo muito acabo nem sempre podendo cuidar e etc, porém já cultivo antes de conhecer o growroom, fazia guerrilhas antes de saber que outras pessoas faziam, é claro que sem informações nunca tive uma colheita abundante como alguns membros aqui costumam ter com facilidade. Quando encontrei o growroom me identifiquei com o fórum, olhei, li, acompanhei por meses antes de resolver participar.

Tentei levar um cultivo no diário que inclusive foi interrompido por esses problemas e outros problemas rotineiros.

Vamos lá.

Um tempo atrás eu estava jogando um game sozinho aqui em minha casa, minha esposa e meu filho estavam dormindo. Fiz um e fui bater aquele game pra descontrair. Como de costume, pelo menos uma sexta-feira por mês passo a noite na frente da tv fazendo um verde, jogando e laricando.

Eu sou tabagista infelizmente, porém faz tempo que não bebo, então a maconha é realmente o meu happy hour.

Antes do dia amanhecer (6,7h) fui dar uma cagada, tomar um banho pra ir pra cama, é um ritual. Deitei na cama e nada de dormir, mesmo tendo fumado pelo menos uns 3 king-size e dado umas boas vaporizadas.

O engraçado é que havia parado de fumar lá pelas 3 da madruga, e vinha chapado desde então. Tentei, tentei, tentei dormir e nada, refiz meu ritual do banho e nada, pensei em fumar outro mas me bateu um receio de meu filho acordar.

Quando me dei por conta, parece que tinha algo entalado na garganta, um nó pra ser sincero. Ficava com esse arroto preso e o danado não saia, mas na verdade não havia arroto nenhum era apenas pira preta minha.

Não conseguia comer, mal conseguia beber água sem ter a sensação de que iria engasgar.

Minha esposa acordou, eu disse que estava passando mal e tal, eu não queria pagar de apavorado mas eu estava me sentindo realmente muito mal, a ansiedade já apertava meu peito de tal forma que só quem já teve crise de ansiedade conhece.

Quando me dei por conta não conseguia mais controlar minha respiração, meu corpo adormeceu eu literalmente não sentia as pernas, os braços e fiquei literalmente cego por pelo menos 10 minutos, mesmo com olhos abertos tudo que conseguia ver era um clarão.

Algo empurrava meu adomem pro peito com uma força extremamente insana, eu mantive a respiração e foi tudo que consegui fazer, respirar 200 vezes por segundo até o peito doer.

Chegando no médico me carregaram, mesmo eu não estando desmaiado eu ouvia o que se passava em volta com tom de "eco" e me colocaram numa cama, fizeram os exames básicos, mediram a pressão que foi baixando, mediram a oxigenação no sangue estava normal e por fim fui diagnosticado com "crise nervosa aguda" a enfermeira disse que quase todos os dias alguém aparece com crise nervosa, mas é raro quando os dedos torcem tanto pra cima como aconteceu comigo, então ela correu chamar o médico mesmo sabendo que não era nada grave, depois me mandaram de volta pra casa sem nenhuma informação além disso.

Não venham me dizer que foi bad de palpitação de maconha, que já passei por inúmeras piras com maconha, de todos os tipos e mesmo quando tomava 1 litro de nesconha feito com kief e caia duro no chão sem conseguir me mexer, nunca senti algo tão forte e estranho.

Nós fumantes por vezes encontramos alguém que fuma e dá um pire-paque, começa a suar frio, falar que vai morrer, mas nada que um copo de água, uma barra de chocolate e algumas horas não resolvam.

O fato é que fiquei muito assustado, não sou problemático, nunca fui depressivo, nunca fui mau-humorado, nunca tive manias de doença, pelo contrário não tomo remédio nenhum, acredito que à saúde está na mente e nos hábitos saudáveis e não em ir ao médico e ficar procurando doenças pra qualquer coisa que apareça.

Quando cheguei aqui como de costume comecei minhas inúmeras pesquisas porque eu não queria admitir que o problema havia tido como causa o uso da maconha em si, até porque usei por anos e nunca vi nada parecido mesmo quando era mais jovem e realmente abusava das bongadas no hash.

Desde então perdi 9 kg, não consigo comer praticamente nada, fico ameaçando engasgar com tudo. Já fiz exames na garganta, na laringe, não tenho problema nenhum, é puramente psicológico.

Então procurando alguns médicos do ramo "psicólogos e psiquiatras" fui em pelo menos 4, os melhores aqui na minha cidade, gastei fortunas com exames esses últimos dias, e como sei que a medicina hoje é um comércio acabo ficando com o pé atrás com todos os veredictos.

O problema é que os 3 aparentemente não eram caretas e todos me disseram que o que causou a crise de ansiedade generalizada foi o uso de maconha.

Cada um explicou de uma forma, cada um veio com um lero lero, mas todos me disseram que a causa é a maconha, já que aparentemente não tenho outros fatores de risco, não tenho histórico, nem problemas na família, não sou um cara estressado, não passei por nenhum problema ou acidente anteriormente, não tive traumas conhecidos nem passei por pressão psicológica.

A verdade que digo pra vocês é que eu realmente não tive nenhum outro motivo aparente, e mesmo sabendo que a cabeça é uma caixinha de surpresas, infelizmente não consigo mais fumar um verde, e isso me incomoda mais que tudo. Não estou comendo, porque ando me recusando a tomar os remédios receitados, o médico que pegou mais leve receitou Prozac e Valium.

Porém não consigo nem sequer meditar, não consigo tirar a crise da cabeça por mais positivo que fui minha vida inteira, a experiência foi tão intensa que se tornou uma barreira em minha mente.

Esses dias estava até me sentindo bem, peguei um skank que estava na cura à dias, só pra dar um tapinha pra ver se me sentia bem, e a verdade é que após 1 hora na boa a ansiedade volta com uma pressão tão grande que nem o diazepam consegue controlar.

Não consigo dormir, e estou tentando ao máximo me manter em pé, me manter confiante, me manter aqui dentro de mim sem pensar em depressão ou ansiedade, sem pensar em enlouquecer.

Estou correndo, forçando sucos e alimentação mesmo sem fome, estou lendo, estou pensando em voltar com o grafitti, mas infelizmente tive de aceitar a medicação, e agora fico dopado literalmente todo o dia, tenho q tomar 60 gotas de prozac que é considerado uma dose alta do remédio, mas ele não me incomoda, porém também piorou a insônia que eu já vinha tendo e agora to tendo de tomar o valium pra ver se durmo e é horrivel que meus olhos se abrem durante a noite e meu corpo está desligado, acabo ficando olhando pra cima tendo todo tipo de sensação ruim que um ser humano pode ter.

Por favor não achem que estou fazendo do problema algo maior que realmente é, que eu to tentando levar ao máximo na esportiva, mas já fazem algumas semanas (meses) e nada de melhorar.

Preciso de conselhos, e para os conhecedores de genéticas quero cultivar meu remédio então preciso saber qual a genética com maiores propriedades ansiolíticas.

Obrigado de coração pra quem leu. Um abraço!

Que jah esteja conosco!

Cara passei por algo parecido, isso é decorrente da ansiedade. Fumar maconha diminui a ansiedade, mas o uso crônico acaba aumentando a tua ansiedade. Tu teve um quase ataque de pânico, que é decorrente de muita ansiedade. O trauma desse ataque te gerou uma depressão, e por tu ter parado de fumar logo em seguida a tua ansiedade foi aumentando cada vez mais (decorrente da falta do baseado). A depressão somada com uma ansiedade intensa pode gerar um descontrole mental, tu acaba ficando obsessivo, e perde uma parte do controle dos pensamentos. Justamente por tu ver que uma das maiores felicidades da tua vida pode te fazer mal, isso acaba te deixando mais pra baixo ainda. É um trauma somado com uma química errada no teu cérebro. O uso excessivo do baseado acaba, te deixando amotivacionado pras outras coisas. é como se o thc fosse uma recomepensa que te traz felicidade, mas ao mesmo tempo acaba tirando a liberaçao química de recompensa por tarefas diárias e conquistas. Possívelmente tu ja era uma pessoa ansiosa, mas em outras fases da vida acabava descarregando essa ansiedade em outras coisas. Nos ultimos 10 anos o uso excessivo de cannabis era uma forma de tu inconcientemente se automedicar contra a ansiedade. Como disse, passei por algo parecido, uma ansiedade tremenda e uma sensação de irrealidade que me apavoraram e me deram a sensaçao de que nada mais tinha graça nem um propósito. Diminui muito a maconha, mas infelizmente o conselho que tenho pra te dar é que tu vai ter que usar algum remédio pra combater essa ansiedade que ja faz parte de ti. Uso continuo de algum antidepressivo durante algum tempo, pra reestabelecer a química no teu cérebro. Como a ansiedade tira muito da concentraçao, deve estar sendo difícil cumprir tarefas diárias e que necessitem uma maior concentraçao. Nesse caso o uso de rivotril pra reestabelecer essa disciplina e te manter mais focado seria muito interessante. Rivotril 0,25mg sublingual, pra momentos de crise (ajuda a combater as bads). Se estiver parando com a cannabis recomendo que tome de 0,5mg à 1,5mg de rivotril por dia (não tenha receio do rivotril pois tu ja fazia uso da cannabis que também é uma droga e que possui mais efeitos colaterias que o rivotril). Cafeína em excesso também pode estar gerando essa ansiedade toda, entao recomendo não abusar do café. Uma boa alimentaçao e uma rotina de exercícios físicos também irão te ajudar. Complexo B, é muito bom para a ansiedade também. Passei por isso e me recuperei, e te digo que demora, talvez mais de um ano, assim como um trauma de perder um parente ou algo parecido. Se ao usar ritalina, tu te sentir ansioso pode tomar um sublingual de rivotril que vai te fazer bem. Tudo vai ficar bem, apenas vai dando tempo pro tempo e sem ficar noiando que o tempo está passando e vc ainda nao está se sentindo legal. Como disse um trauma pode demorar pra ser esquecido e teu corpo não terá mais como fazer flashesback dessa bad que tu teve. Só pra deixar claro que nao sou contra a baura, apenas acredito que ela tem que ser tratada como uma droga... e querendo ou nao, usando todo dia isso acaba te fazendo mal de uma forma ou outra.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

cara o q alivia minha ansiedade é exercicio.. eu percebi q qnt mais eu pegar pesado menos ansiedade eu tenho, entao eu malho q nem um louco, se eu vou pedalar eu pedalo 50km, se eu vou caminhar eu caminho 30km, to começando a fazer travessia, trekking, e se eu ficar sem isso eu morro auhauhua, prejudica um pouco as vezes eu vou traabalhar cansado, mas tbm eu durmo super aliviado e a ansiedade diminui bastante

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Irmão eu tenho estou muito surpreso aqui, em descobrir que outras pessoas além de mim tem o mesmo problema. é muito importante trocarmos ideia não só sobre as coisas boas, e nos ajudarmos no que realmente precisamos. è preciso avisar pra molecada ( eu gostaria mto de ter sido avisado) que essa plantinha bacana não é tão simples como parece... Realmente é muito triste, mas afinal, maconha é uma droga e é necessário saber que seu uso trazem consequências danosas... e não venham me falar nada que eu já sou macaco velho nessa praia, e não adianta achar que é só parar de fumar prensado.... sinceramente, acho que tanto para mim como para você tenha chegado a hora de parar... é foda.. eu admito sou viciado nessa planta, amo ficar chapado, amo mesmo, sou adicto. Não rola essa de fumar unzinho por mês e tal... se eu fumar um quero logo fumar vários... e talvez ai more exatamente o problema, pois o uso constante e diario é que é foda, se você tiver a moral reduza DRASTICAMENTE, eu pessoalmente sou 8 ou 80, cada um sabe de si mesmo.. não tenho regras para você, mas meu grande conselho é que tenha força consulte um NEUROLOGISTA e recorra a práticas saudáveis e mude seus hábitos.. Não é insistindo nos mesmos atos que a solução virá, busque tratamento e cuidado com os tarjas pretas da vida.....

até chorei quando vi que o que eu tinha era ( pelo menos em boa medida) culpa da cannabis, mas é isso, você aproveitou o quanto deu, tem de ser sagas e cortar aquilo que não está lhe fazendo bem. Não é fácil, mas é o que é. Não tape o sol com peneira e busque uma solução efetiva.

gente quem puder dar dicas, remédios caseiros, e ensinamentos sou todo ouvidos. Agradeço desde já.

Sinto muito, abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caralho, muito impressionante seu relato, consegui me sentir um pouco no seu lugar e até me arrepiou, de coração espero que vc esteja melhor desde que escreveu, e muito bem escrito, suas experiencias. Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

muito bom esse tópico, vai me ajudar muito com certeza.

tive uma bad trip SUPER INTENSA 2 dias atrás:

Estava num primeiro-encontro com um cara que pouco conhecia, ele preparou a joint pra mim misturando com meu tabaco. A maconha era pura mas misturado com meu tabaco nao deveria ser forte... comecei a fumar sozinha e logo percebi que ficou estranho. Tive uma crise de riso por uns 10 minutos e depois veio o pânico, não conseguia me mexer muito menos levantar, mal conseguia falar. Entrei em desespero pq nao sabia que isso podia acontecer com maconha então achei que ele tinha misturado outra coisa e que queria me matar ou me estuprar.... Ai o desespero só aumentou, comecei a gritar feito louca, chorar, me debater. Aquela sensação de morte horrível. Ele me ajudou a me levantar e ficou desesperado ao me ver daquele jeito e tentava me acalmar. Com muita dificuldade consegui falar com uns amigos que me buscaram... Até chamaram a polícia pelo grau do meu desespero ao telefone. A loucura toda durou em torno de 6 HORAS!!!
Variava entre crises de riso, panico, choro, me debatia e perda de movimentos. Meus amigos queriam que eu tentasse dormir mas eu tinha medo de não acordar ou acordar ainda ruim. Depois de muito esforço para tentar me acalmar, pensar em coisas boas, consegui dormir e acordei bem.

Mas claro que tenho pensado muito nisso ainda, medo de fumar de novo (já não fumo maconha com frequencia), tive uns panicos com certos barulhos ontem e hoje... Agora lendo este post vou me preparar antes que piore, sei que é muito recente mas sou do tipo de ficar encanada com algo... E foi a pior sensação do mundo, não quero que aconteça de novo.

Agradeço o depoimento de todos aqui :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, thaus disse:

muito bom esse tópico, vai me ajudar muito com certeza.

tive uma bad trip SUPER INTENSA 2 dias atrás:

Estava num primeiro-encontro com um cara que pouco conhecia, ele preparou a joint pra mim misturando com meu tabaco. A maconha era pura mas misturado com meu tabaco nao deveria ser forte... comecei a fumar sozinha e logo percebi que ficou estranho. Tive uma crise de riso por uns 10 minutos e depois veio o pânico, não conseguia me mexer muito menos levantar, mal conseguia falar. Entrei em desespero pq nao sabia que isso podia acontecer com maconha então achei que ele tinha misturado outra coisa e que queria me matar ou me estuprar.... Ai o desespero só aumentou, comecei a gritar feito louca, chorar, me debater. Aquela sensação de morte horrível. Ele me ajudou a me levantar e ficou desesperado ao me ver daquele jeito e tentava me acalmar. Com muita dificuldade consegui falar com uns amigos que me buscaram... Até chamaram a polícia pelo grau do meu desespero ao telefone. A loucura toda durou em torno de 6 HORAS!!!
Variava entre crises de riso, panico, choro, me debatia e perda de movimentos. Meus amigos queriam que eu tentasse dormir mas eu tinha medo de não acordar ou acordar ainda ruim. Depois de muito esforço para tentar me acalmar, pensar em coisas boas, consegui dormir e acordei bem.

Mas claro que tenho pensado muito nisso ainda, medo de fumar de novo (já não fumo maconha com frequencia), tive uns panicos com certos barulhos ontem e hoje... Agora lendo este post vou me preparar antes que piore, sei que é muito recente mas sou do tipo de ficar encanada com algo... E foi a pior sensação do mundo, não quero que aconteça de novo.

Agradeço o depoimento de todos aqui :)

Essa galera não aprende. Você misturou tabaco ? ta aí a resposta, sua pressão abaixou por conta do tabaco e junto com a onda da maconha você se desesperou, tenta não fazer mais isso, aprecie a erva, pura ! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou colar aqui meu depoimento, que fiz um tópico semelhante, espero poder ajudar em algo.

Bom vou dar meu depoimento aqui, pois já passei ou melhor ainda passo por situações semelhantes(porem não tão intensas) a essa mas até então, nunca tinha vinculado isso a maconha. Fumo maconha já faz um bom tempo, comecei com 15 anos, mas fumo com frequência diária a uns 6-7 anos. Esse lance dos ataques de pânicos começaram a uns 2 anos atrás, dores no peito, coração acelerado, tremores e muito suor nas mãos e pés, achei mesmo que ia morrer(pela primeira vez na vida pensei na morte), como sou ou era(1 semana sem fumar) fumante(cigarro), achei que aquilo tudo era excesso de cigarro + sedentarismo, fiz inúmeros exames e no final da contas, eu não tinha nada. O medico me receitou um medicamente anti depressivo, mas optei por não tomar, já que após os exames ficou claro que aquilo era um quadro psicológico e sendo assim só o EU mesmo poderia resolver aquilo. Agora no final do ano comecei a sentir os mesmo sintomas e de novo aquela angustia de iria morrer.

Foi então que comecei a conversa/pensar comigo mesmo e tentar entender todas as crises já tive; o por que disso, por que aquilo ocorria e quando aquilo ocorria. Fui perceber que o que desencadeava isso em mim era o medo. Mas qual medo? Na verdade o primeiro ataque veio após alguns sintomas de sinusite(o que o medico disse), que pra mim acabou sendo um choque(já que sou daqueles que questiona tudo), nunca havia tido uma crise de sinusite em 26 anos de vida, comecei a ficar desconfiado/paranoico com os desconfortos que eu sentia e logo vi que o medo que aquilo(os desconfortos) me trouxe, também trouxe as crises de pânico. Parei(na época) com o cigarro e diminui muito a maconha nessa época, depois que resultados dos exames saíram e tratei a sinusite, as crises pararão. Isso tudo na minha primeira crise, a 2 anos atrás.

Com as crises recentes, agora de final de ano, resolvi novamente ir ao medico pra fazer novos exames e essa ida ao medico foi exatamente hoje a poucas horas atrás, ele me diagnosticou como um estado de Ansiedade Cronica e Depressão, não falou sobre síndrome do pânico, mas parece claro que seja algo próximo disso.  Algo que já era de se esperar, pois sinto que não estou muito bem psicologicamente(por questões de precisar tomar um rumo na minha vida pessoal/profissional) mas o que realmente vinha a me amedrontar/preocupar são os sintomas físicos, como dores no peito, coração acelerado, enfim, após sair do medico percebi um certo alivio, não estou morrendo(apesar dos exames novos n terem sido feitos), o que acontece é sim um problema psicológico, esse tal medo faz com que eu acabe sentindo coisas que realmente não estão acontecendo, sempre acreditei que nossa mente é capaz de coisas inimagináveis e isso é a prova de tudo. Mas o que isso tudo tem haver com o tópico? A dois dias atrás, sai para fumar uns baseados com dois amigos, fazemos um role típico de carro pelas estradas rurais aqui da cidade fumando uns, só que acabei tendo uma crise de pânico nesse role(assim como em alguns roles agora de final de ano), com o carro parado, senti meu coração disparar, minha perna esquerda formigava, meus pés suavam, sentia uma sensação muito desagradável, tão desagradável que não fumei mais desde então, fiquei muito pensativo se a maconha(que até então nunca tinha sido cogitada como motivo para as crises), pensando nisso tudo lembrei dos 1981787217 baseados que já fumei a vida toda sem ter essa crises e novamente afirmo que o MEDO é quem me trás essas crises a tona.

Como sua primeira crise veio logo após que você fumou, é bem provável que seu cérebro ou inconsciente está associando a maconha as crises, deixando você com medo toda vez que fuma, ai então vem a crise junto. Falo isso por já tive crises fumando e sem fumar e em todas elas eu senti medo e isso fez com que aquela ideia ruim não saísse da minha cabeça e isso só reforça o que venho a pensar sobre tudo isso ter mais haver com o psicológico do que com a maconha em si. Digo isso por que desde então andei lendo bastante sobre a Síndrome do Pânico e muitos textos e artigos que li afirmam que a síndrome é desencadeada por algo que nosso cérebro assimilou com a primeira crise, como um lugar ou uma situação(no nosso caso, fumar um baseado).

Peço desculpas por esse texto gigante, mas o que eu realmente queria expor é o que causa toda essa situação desagradável é nosso psicológico, seu inconsciente já vinculou maconha com crises, então faça como alguns já disseram, se você não estiver bem psicologicamente e se estiver encanado que vai "passar mal", evite fumar(principalmente sozinho, que é quando bate aquela brisa filosófica e ficamos muito pensativos kkkk) mas principalmente evite pensar que isso vai acontecer sempre que você fumar, maconha nunca matou ninguém e você e nem eu seremos os primeiros. Por me senti mal, deixei de curtir vários momentos na viajem de final ano(onde rolaram algumas crises), com amigos que não via a anos, não queria beber, nem fumar e as vezes nem sair de casa, tudo isso por conta do medo de ter um treco e estragar o role de todo mundo, mas no dia que sai de casa com um pensamento positivo e deixei toda essa paranoia de lado, enchi a cara de vodka, fumei vários baseados, fui um dos poucos que aguentou o role até o final e NADA aconteceu.

Nossa mente/cérebro/psico/inconsciente é uma coisa muito foda, que vai além de tudo que imaginamos, então vamos sempre condiciona-la com pensamentos positivos e tudo ira mudar. Melhoras pra nos todos que sofremos desse Pânico maldito :D

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Enquanto a humanidade não der o devido valor a espiritualidade e transformar esta em um campo científico, casos assim só se multiplicarão..

A real eh que, no fundo no fundo todos sabem que a cura para todos esses problemas da mente esta dentro de nós, remédios da industria jamais serão a cura, apenas a peneira.

Wake up, World!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, tb tenho passado por umas crises de ansiedade, mas isso é ocasional. A pressão da vida tem aumentado, mais trabalho, mais responsabilidade... fumo a mais de 15 anos, hj só fumo sabendo a procedência do verde e dos hxx, mas reduzi muito o consumo. Não tenho essas crises que vc tem, mas as vezes entro numa paranóia chata que me incomoda e já tive umas crises de pânico tbm, até mesmo sem estar chapado. Hxx praticamente não fumo mais pq é certo de aumentar minha ansiedade e tenho procurado algumas indicas pq dizem que tem um efeito mais relaxante, mas está difícil de achar... o esporte me ajuda muito, principalmente a corrida, pois ajuda a melhorar a respiração. As vezes tenho umas mini crises que me atrapalham um pouco, mas estou aprendendo a controlar. Melhoras irmão, tente pensar que a vida é um eterno aprendizado, e que no seu mundo é vc quem manda.  Agradeça sempre por estar vivo e pela sua família. Bora ser feliz! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara nosso psicológico é muito sinistro e inacreditavel...se liga no que aconteceu comigo ONTEM:

EU costumo fumar maconha todo sábado com minha namorada ja fazem uns 3 anos (e ja fumava de vez em quando a uns 7 anos).

Pois bem, ontem fumei relativamente pouco comparado ao da semana passada, sentei na cama e dez minutos dps senti meu coração batendo EXTREMAMENTE FORTE e pelo corpo todo, me sentia vibrar a cada batimento. Achei que fosse so mais uma taquicardia que a maconha as vezes causa, entao esperei passar. Mas aí veio o pior, senti uma sensação de queimação no lado esquerdo do meu  corpo e meu ouvido começou a apitar, braço e ombro esquerdo doer muito, palma das mãos e dos pés bem gelados e fiquei super pálido, traduzindo: achei que ia morrer logo logo.

Corri pro hospital e praticamente implorei pra ser atendido, e o que mais me surpeendeu foi: exame cardiaco NORMAL, pressão NORMAL, glicose NORMAL, exame de sangue NORMAL.

Pois entao pq achei q ia morrer se meu corpo tava normal? Essa é a tal da crise de ansiedade....agora te garanto, isso NUNCA É CULPA DA MACONHA...ela pode até aumentar alguma sensação mas nao vai ser ela a culpada pelo seu mau estar....eu costumo sempre me alimentar bem e fazer exercicios, e percebo q quando fico algumas semanas fora da dieta e exercicio meu coração acelera mais talvez por causa do excesso de carboidratos e peso e tal...entao a maconha deve aumentar isso, mas ela NUNCA É A CAUSA DA ANSIEDADE, isso pode ficar tranquilo.

O engraçado é que depois a médica me passou rivotril e achei locão rss nunca tinha usado e fiquei super bem dps e achei até engraçado, no dia seguinte (hoje - domingo dia 23/05/2016) acordei achando q tudo tinha sido um sonho, so lembrei de tudo quando vi os band-aids nos lugares q coletaram sangue e me colocaram soro....mas que é tenso demais eu sei que é, parece que a morte está cada vez mais perto...entao minha dica realmente é aquele clichê: SE ALIMENTE BEM, FAÇA EXERCÍCIOS E FUME SÓ DE VEZ EM QUANDO (BASICAMENTE, TENHA UMA VIDA REALMENTE SAUDÁVEL QUE TUDO FICA BEM, SEM REMÉDIOS)

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É um assunto complexo, mas a maconha pode ser usada de forma medicinal pra quem necessita e de forma recreativa pra quem não tem reações ruins ou hipersensibilidades! "A diferença entre a droga e o remédio está  na dosagem", é uma regra básica da farmacologia... onde cada um tem seu limite de dose com relação ao seu corpo e tipo de sangue. O óleo extraido da cannabis pra fins gastronomicos também existe essa abordagem, onde as ondas são fortes através de "space cookies", de hash. Há de se levar em consideração tambem fatores emocionais, espirituais e problemas de familia também...  onde uma pessoa com fatores negativos e problemas sérios queira culpar unicamente o uso de uma substancia, que é conhecida por psicologos como uma válvula de escape dos problemas, que usada em forma de droga pode "anestesiar" problemas, mas não resolver, necessitando acompanhamento terapeutico. Da mesma forma que uma picada de abelha pode ser usada em um tratamento medico, um sujeito alérgico (raramente) à abelhas pode morrer com picadas de 1 ou poucas abelhas... Ou alguem que é alérgico a camarão por exemplo, pode inchar o pescoço e trancar a respiração como reação alérgica, onde quero chegar? Não seriam a abelha, o camarão ou a maconha vilões, mas existem pessoas alérgicas ou sensíveis, ou no caso da cannabis, pessoas que não estariam em saude perfeita para poder usar a erva...
Na regulamentação da erva seria interessante todo maconheiro dever ter um médico Cannabis responsável (na California existe algo parecido) pelo seu acompanhamento e indicação de variedade mais indicada para o seu caso, de acordo com entrevista e análise feita ao paciente, onde nem sempre seria indicada a erva para fumar, as vezes atraves de extratos, cigarro eletronico, gastronomia, etc...

eu por exemplo, sou o tipo de pessoa compulsiva, pra tudo... parei de beber, usar drogas e fumar cigarro por 15 anos (dos 18 aos 33), depois voltei apenas a fumar 1 beck

isso me faz bem até... todas as outras drogas que parei me faziam muito mal, e o álcool era o mais surrateiro, pois quadruplicava o uso de outras substrancias...

o que existe, de fato, é que de um modo geral, o uso da maconha provoque uma onda cerebral e hipersensibilidade de sentidos e do corpo pra quem usa poucas doses (3 a 4 tragadas) a cada 1 semana, por exemplo;;, ja quem consome com maior frequencia, como eu, media de 5 gramas por dia, a maconha ja nem faz efeito, apenas relaxa o corpo e as vezes da uma brisinha de manha no primeiro beck mas bem rapida, de poucos minutos, e sinseramente a maconha não me é porta de entrada pra outras drogas como o alcool, não sinto necessidade de 'mais e mais" pra ficar louco / chapado, até porque se fosse essa a intenção eu usaria alcool com drogas sinteticas... o que sou totalmente contra (mas nada contra quem bebe socialmente);;;

em fim... estudos apontam que maconha nao gera problemas psiquiatricos ou psicologicos, apenas dobra as chances de desenvolver em quem ja tem tendencia por hereditariedade ou outros fatores, mas utilizada de forma correta e medicinal pode até combater os sintomas dessas doenças...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 25/10/2014 at 01:25, Apóstolo X disse:

Há 6 meses não fumo maconha. Depois de um quadro de ansiedade generalizada.

 

Te digo que a culpa não é da maconha. Na verdade, talvez ela tenha te salvado de algo, pois foi o que aconteceu comigo. Ela me salvou da morte.

 

Começou depois de uma noite cheirando... o pó acabou e fumei um. Tive uma crise assustadora, mas acho q não tão grande como a sua. A intensidade dessas crises tem a ver o a robustez da personalidade, mas enfim...

 

Hoje enxergo bem oq aconteceu.

Quem já fez uso da coca sabe dos efeitos fisicos, taquicardia, arritmia, mal estar depois q o efeito passa.

O uso havia se intensificado quando passei a morar sozinho. Algumas noites da semana passava cheiro, sozinho, como um bicho.

Passei também a pesquisar sobre a coca, e me assustei muito com o risco que corria. Ataque cardíaco, morte súbita, perfuração do septo nasal... Cheirar passou a ser como brincar de roleta russa. A cada teco eu apertava o gatilho. Era assim que eu via.

 

Tudo se somou. O risco, o medo, a culpa por brincar com minha vida, os sintomas fisicos... a maconha pegou tudo isso e multiplicou na minha mente.

Parei de cheirar, mas fiquei ainda por uns 3 meses lutando contra minha mente. Não pela vontade de voltar a cheirar - o que eu não sentia - mas pelo medo de morrer. Fiquei alerta a cada sensação, uma simples pontadinha no peito era sinal de que eu poderia ter um ataque. Passei a ficar atento até aos meus batimentos cardíacos, vigilante. Hipocondria. Paranóia vinda do trauma das crises de ansiedade, da possibilidade dos danos que causei ao meu corpo com o pó, e claro, da abstinência do pó e da maconha, que parei de fumar, pois intensificava esse estado louco.

 

Por isso digo q a maconha me salvou, eu estava abusando extremamente da coca, sem informação sobre os riscos reais q eu corria.

 

Isso aconteceu há 6 meses... digo q estou 90%. Ainda um pouco alerta demais em relação ao meu corpo, mas lidando melhor com isso!

As vezes o desejo da branca de neve vem, mas já decidi q não vale a pena. O prazer é pequeno para arriscar a vida.

Já sobre a cannabis... ainda haverá um reencontro. Antes quero parar de fumar o caretinha. Quero reencontra-la sem culpa alguma, puro.

kkkkkkk velho muito bom ! ri muito aqui kkkkkkkkkkkkkkkkkkk  "... como um bicho" ... " a cada teco eu apertava o gatilho,  era assim que eu via" kkkk

 

imaginei um filme cara, muito bom, o jeito que você escreve é massa  kkk 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Falai autor do tópico, novidades dessa treta ai??

Acredito que para esses problemas oriundos do inconsciente, a medicina atual não tem soluçoes..apenas esses remédios tapa buraco que mais fodem que ajudam

negócio eh deixar o tempo rolar e tentar se manter calmo e positivo..tempo da a resposta pra tudo man..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por Malta_Fe
      Olá, sou novo aqui e queria tirar uma dúvida com vocês, joguei umas sementes que separei do prensado e gostaria de saber se é um pezinho de maconha kkkkk

    • Por lucasoformiga
      Salvee galera, esse é o meu primeiro post, e tambem meu primeiro cultivo, estou com duvidas sobre a floração, o pé esta a mais ou menos 2 meses em floração, tirei algumas foto dos tricomas, sera que ja esta na hora da colheita? A historia desse pé foi quando meus pais descobriram que fumava, ele simplesmente nasceu do nada, eu comprava minha cota, e as sementes jogava tudo pela janela, um certo dia meu pai me perguntou, que pé de maconha é esse? eu fiquei tipo?????????? ele não foi muito bem cuidado, fiz duas vezes o transplante dele para colocar em um lugar mais seguro, longe de olhos, e acho que por isso ele não se desenvolveu tanto, segue as fotos






    • Por juniorxd308
      sensação de paralisia ao fumo, nunca tentei fazer um brizadeiro
    • Por doggbill
      Sempre fumei com um amigo q o irmão descolava a
      ganja em quantidade, mas esse amigo se mudou
       Nunca fui numa boca e nem sei onde tem uma, n conheço mais ngm q fuma
      tem algum jeito de eu descobrir onde ficam as biqueiras da minha cidade?
      PS: n moro perto de favela ou algum lugar q seja muito obvio, oq mais se aproxima são as praias
×
×
  • Criar Novo...