Ir para conteúdo
Growroom

"Bafometro" Para Maconha E Cocaína


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

A partir de hoje, blitz da lei seca vai flagrar quem usa maconha e cocaína

Inéditos no Brasil, equipamentos serão usados na capital sempre que policiais suspeitarem que motorista consumiu drogas ilícitas

entre a noite desta sexta-feira e a terça-feira de carnaval, o governo do Estado vai testar nas ruas da capital um novo modelo de blitz para fiscalizar a lei seca. Além de novos equipamentos para flagrar motoristas bêbados, como câmeras de vídeo, policiais de São Paulo terão, pela primeira vez, aparelhos capazes de detectar se o motorista consumiu também maconha ou cocaína.

Os equipamentos - inéditos no País - serão usados caso o policial suspeite do consumo de drogas. Para o teste, são coletadas gotas de saliva do condutor. Diferentemente do álcool, não é preciso aferir a quantidade de outras substâncias psicoativas no corpo: pelo artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), qualquer valor é suficiente para indiciar o motorista por crime de trânsito, que pode pegar pena de 6 meses a 3 anos de prisão, além de perder a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por um ano e pagar multa de R$ 1.915,40.

A ressalva, segundo o presidente da Comissão de Trânsito da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), Maurício Januzzi, é que, assim como o bafômetro e o exame de sangue, o motorista não é obrigado por lei a fazer o novo teste antidrogas.

Mudanças

Os novos aparelhos são apenas uma das mudanças na blitz da lei seca. O governador Geraldo Alckmin vai assinar hoje um decreto que rebatiza a fiscalização como Operação Direção Segura. No lugar de uma operação conduzida basicamente por policiais militares, as novas blitze terão também delegado e escrivão da Polícia Civil, peritos do Instituto de Criminalística e agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e de seis secretarias de Estado. Serão, ao todo, 17 pessoas por operação. "A diferença é que toda a operação estará concentrada em um lugar só. Hoje, a cada motorista flagrado, é preciso que três, quatro policiais o acompanhem até a delegacia. Com o tempo, a blitz acaba se desfazendo", explica o presidente do Detran, Daniel Annenberg.

A ideia do Palácio dos Bandeirantes, conforme o Estado antecipou em novembro, é que o indiciamento do motorista infrator ocorra na mesma noite do flagrante da bebedeira. A documentação do motorista e a situação do veículo (em relação ao pagamento de IPVA e licenciamento) também serão fiscalizadas nas operações.

Outra novidade é que os policiais vão usar câmeras de vídeo, cujas imagens passaram a ser aceitas como prova de embriaguez desde o fim do ano passado, e foram treinados para notar os sinais de embriaguez definidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Além disso, cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito farão ações de conscientização sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool e outras drogas. Eles também vão atuar em bares, baladas e restaurantes.

O piloto do novo programa só deverá ser implementado no resto do Estado após o carnaval. Annenberg diz que, em uma segunda etapa, ainda neste ano, as blitze terão vans com computadores da Secretaria de Estado da Fazenda para que motoristas que estejam sóbrios, mas tenham pendências financeiras com o veículo, possam acertar suas contas. "Às vezes, o cidadão que não é bandido e está com a família fica a pé à noite por causa disso."

2 perguntas para: Dirceu Rodrigues Alves Jr., médico especialista em trânsito

1. Há diferença, para a segurança do trânsito, se o motorista bebeu ou usou maconha ou cocaína? Todas as drogas alteram a capacidade cognitiva, motora e sensitiva. As três drogas atrapalham, mas as ilícitas podem causar até alucinações. As drogas são uma grande agressão ao corpo e a pessoa não tem nenhuma condição de dirigir sob efeito delas - e isso inclui o álcool.

2. Há estatísticas sobre consumo de drogas por motoristas? Sim. Há relatos sobre motoristas nas rodovias que antes bebiam e agora usam maconha, porque a droga não aparece no bafômetro. E o consumo é maior entre os jovens que vão para as festas de carnaval. E lá consomem também álcool.

Também está na mira venda de álcool para adolescentes

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai fazer operação especial no carnaval para fiscalizar a proibição de venda de álcool a menores de idade, mesmo acompanhados dos pais ou responsáveis. As blitze vão de hoje a terça-feira.

Agentes das Vigilâncias Sanitárias estadual e municipal e do Procon-SP, a maioria à paisana, vão fiscalizar bailes de carnaval, casas noturnas, bares e outros estabelecimentos que ficam em ruas por onde passam blocos, cordões e trios elétricos. O sambódromo do Anhembi e imediações também estão na mira.

A vigilância será intensificada ainda no litoral, em quiosques de praia e estabelecimentos. Os fiscais também vão checar o cumprimento da lei antifumo.

Os estabelecimentos infratores receberão multa de até R$ 96,8 mil, além de interdição e perda da inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS.

FONTE : http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,a-partir-de-hoje-blitz-da-lei-seca-vai-flagrar-quem-usa-maconha-e-cocaina-,994412,0.htm

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 92
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

O objetivo dessa merda toda é um toque de recolher mascarado ninguem sai mais de casa a noite,logo caem os indices de violencia, essa é a tatica do Cabralzinho !!!!!!!!!!!!!!!!!e ainda nos colocam nas

E agora, Geraldo? Desinformação é a melhor arma pra fazer dinheiro com o proibicionismo... enquanto não temos regras claras e bem definidas para esses tipos de infração, o Estado vai lucrando qu

Já existe a resolução no CONTRAN homologada no diário oficial? Qual a graduação permitida? Se na nova lei seca a autoridade policial poderá identificar sinais de embriaguês clássica: - cambaleant

  • Usuário Growroom

A partir de hoje, blitz da lei seca vai flagrar quem usa maconha e cocaína

Entre a noite desta sexta-feira e a terça-feira de carnaval, o governo do Estado vai testar nas ruas da capital um novo modelo de blitz para fiscalizar a lei seca. Além de novos equipamentos para flagrar motoristas bêbados, como câmeras de vídeo, policiais de São Paulo terão, pela primeira vez, aparelhos capazes de detectar se o motorista consumiu também maconha ou cocaína.

leiseca_JBNeto_Estadao288.jpg

JB Neto/AE

Blitz na Rodovia dos Imigrantes; no novo teste, serão coletadas gotas de saliva do condutor

Os equipamentos - inéditos no País - serão usados caso o policial suspeite do consumo de drogas. Para o teste, são coletadas gotas de saliva do condutor. Diferentemente do álcool, não é preciso aferir a quantidade de outras substâncias psicoativas no corpo: pelo artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), qualquer valor é suficiente para indiciar o motorista por crime de trânsito, que pode pegar pena de 6 meses a 3 anos de prisão, além de perder a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por um ano e pagar multa de R$ 1.915,40.

A ressalva, segundo o presidente da Comissão de Trânsito da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), Maurício Januzzi, é que, assim como o bafômetro e o exame de sangue, o motorista não é obrigado por lei a fazer o novo teste antidrogas.

Mudanças

Os novos aparelhos são apenas uma das mudanças na blitz da lei seca. O governador Geraldo Alckmin vai assinar hoje um decreto que rebatiza a fiscalização como Operação Direção Segura. No lugar de uma operação conduzida basicamente por policiais militares, as novas blitze terão também delegado e escrivão da Polícia Civil, peritos do Instituto de Criminalística e agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e de seis secretarias de Estado. Serão, ao todo, 17 pessoas por operação. "A diferença é que toda a operação estará concentrada em um lugar só. Hoje, a cada motorista flagrado, é preciso que três, quatro policiais o acompanhem até a delegacia. Com o tempo, a blitz acaba se desfazendo", explica o presidente do Detran, Daniel Annenberg.

A ideia do Palácio dos Bandeirantes, conforme o Estado antecipou em novembro, é que o indiciamento do motorista infrator ocorra na mesma noite do flagrante da bebedeira. A documentação do motorista e a situação do veículo (em relação ao pagamento de IPVA e licenciamento) também serão fiscalizadas nas operações.

Outra novidade é que os policiais vão usar câmeras de vídeo, cujas imagens passaram a ser aceitas como prova de embriaguez desde o fim do ano passado, e foram treinados para notar os sinais de embriaguez definidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Além disso, cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito farão ações de conscientização sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool e outras drogas. Eles também vão atuar em bares, baladas e restaurantes.

O piloto do novo programa só deverá ser implementado no resto do Estado após o carnaval. Annenberg diz que, em uma segunda etapa, ainda neste ano, as blitze terão vans com computadores da Secretaria de Estado da Fazenda para que motoristas que estejam sóbrios, mas tenham pendências financeiras com o veículo, possam acertar suas contas. "Às vezes, o cidadão que não é bandido e está com a família fica a pé à noite por causa disso."

2 perguntas para: Dirceu Rodrigues Alves Jr., médico especialista em trânsito

1. Há diferença, para a segurança do trânsito, se o motorista bebeu ou usou maconha ou cocaína? Todas as drogas alteram a capacidade cognitiva, motora e sensitiva. As três drogas atrapalham, mas as ilícitas podem causar até alucinações. As drogas são uma grande agressão ao corpo e a pessoa não tem nenhuma condição de dirigir sob efeito delas - e isso inclui o álcool.

2. Há estatísticas sobre consumo de drogas por motoristas? Sim. Há relatos sobre motoristas nas rodovias que antes bebiam e agora usam maconha, porque a droga não aparece no bafômetro. E o consumo é maior entre os jovens que vão para as festas de carnaval. E lá consomem também álcool.

Também está na mira venda de álcool para adolescentes

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai fazer operação especial no carnaval para fiscalizar a proibição de venda de álcool a menores de idade, mesmo acompanhados dos pais ou responsáveis. As blitze vão de hoje a terça-feira.

Agentes das Vigilâncias Sanitárias estadual e municipal e do Procon-SP, a maioria à paisana, vão fiscalizar bailes de carnaval, casas noturnas, bares e outros estabelecimentos que ficam em ruas por onde passam blocos, cordões e trios elétricos. O sambódromo do Anhembi e imediações também estão na mira.

A vigilância será intensificada ainda no litoral, em quiosques de praia e estabelecimentos. Os fiscais também vão checar o cumprimento da lei antifumo.

Os estabelecimentos infratores receberão multa de até R$ 96,8 mil, além de interdição e perda da inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS.

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,a-partir-de-hoje-blitz-da-lei-seca-vai-flagrar-quem-usa-maconha-e-cocaina-,994412,0.htm

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Aguardem, nos próximos anos, em todo o brasil...

Um duro golpe proibicionista. Vão empurrar a maconha, como sendo a causa dos acidentes causados pelo álcool.

Gostaria de ter mais detalhes técnicos do aparelho. O THC fica no sangue por mais de 15 dias...30-60 em usuários pesados.

Imagine, fumo um beck hoje, nunca mais posso dirigir...

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Imagina

e se o passageiro tiver fumado? e a marofa chegar ate o motorista?

o Geraldo alquimia é contra drogas mesmo hem

e se o passageiro tiver fumado? e a marofa chegar ate o motorista?

o Geraldo alquimia é contra drogas mesmo hem

Putz fudeu tudo entao, minha duvida tb eh essa, eu que nao fumo mais, o passageiro ta fumando, vem aquela fumacinha eai como que fica?. Alguem especialista sabe dizer como procede isso? Fumar e dirigir ao meu ver nao prejudica em nada.

E como o amigo LostSKUIX disse, se o cabra fumou antes de dormir acorda de manha pra ir pro trampo eh barrado no aparelhinho e ai commo que fica? Brasil ta ficando foda hein

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O objetivo dessa merda toda é um toque de recolher mascarado ninguem sai mais de casa a noite,logo caem os indices de violencia, essa é a tatica do Cabralzinho !!!!!!!!!!!!!!!!!e ainda nos colocam nas maos dos taxistas que qd chove nao tem taxi, escolhem corrida: nao levo para Santa T, nao levo para Barra, nao levo para Tijuca , nao levo para suburbio...So existe a Zona Sul e tb nao tem metro 24h!!!!!!!!!!!!!!!!!É tudo na bunda do povo!!!!!!!!!!!!!!!Enquanto isso em Brasilia...

  • Like 7
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O pior é que tem um medicamento que mascara os efeitos do álcool ai o cara bebe e passa numa boa, agora para a maconha e cocaína já fica difícil. :127472813-scratchhead4wijz2:

Preparem-se, nos próximos anos spray anti saliva thc...Hhuahuauhauhhu

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Aguardem, nos próximos anos, em todo o brasil...

Um duro golpe proibicionista. Vão empurrar a maconha, como sendo a causa dos acidentes causados pelo álcool.

Gostaria de ter mais detalhes técnicos do aparelho. O THC fica no sangue por mais de 15 dias...30-60 em usuários pesados.

Imagine, fumo um beck hoje, nunca mais posso dirigir...

Sem fala que a quantidade de thc na boca e na saliva após o consumo é muitas vezes maior que a real concentração no sangue, li isso uma vez por ai. Vai acaba dando merda essa parada.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Bom se o remédio funciona para mascarar os efeitos do álcool , pode também funcionar para cannabis pois são metabolizadas no fígado, e o medicamento vai agir eliminando mais rapidamente o excesso de toxinas e gorduras, acho que pode funcionar.Quem se habilita testar? :emoticon-0102-bigsmile:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Af esse país de merda só me faz passar raiva. Não vejo a hora de ir embora daqui

Bando de animal, como faz com a maconha que fica diasss no organismo? Fumo hoje e nao dirijo mais?

Bafometro eu faço, pois nao bebo, mas ser preso pois fumei um banza de noite, acordei e peguei o carro é justo?

Pqp na moral é um odio que cresce dentro de mim...

Algum Consultor Juridico?? Como proceder? pqp que raiva

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

bom eu vou continuar escutando meu bob e queimando o green no carro e que se foda o sistema.

Não aguento mais opressão

VAI SURGIR UMA NOVA PROFISSÃO POR AE OS "HELP DRIVERS" VOCÊ BEBE,FUMA,CHEIRA E LIGA PRA ELES QUE VEM UM NERD TIPO BILLGATES DIRIGIR PRA VOCÊ ATÉ EM CASA

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Quanto tempo depois de queimar unzinho estarei apto a dirigir?

essa é a pergunta que num quer calar

alias eu acho que se voce não quiser não precisa fazer esse exame

Não precisa não...mas fica pior eu acho...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...