Ir para conteúdo
Growroom

Depois Das Prisoes Do Governo, Vem Aí: Prisoes Privadas


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

A partir desta sexta-feira (18), mais de 600 presos começam a ser transferidos para uma penitenciária construída e administrada pela iniciativa privada, emRibeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Esta é a primeira iniciativa deste tipo no Brasil. A inauguração oficial vai ser no dia 28 deste mês.

A penitenciária foi construída por um consórcio de cinco empresas, que venceu uma licitação por R$ 280 milhões. Em contrapartida, o consórcio vai receber do estado R$ 2,1 mil por preso todo mês, nos próximos 27 anos.

A alimentação, saúde e educação dos 608 presos vão ficar por conta dos investidores. Em galpões dentro da unidade prisional, vão funcionar oficinas de trabalho. Os presos vão aprender a costurar uniformes e fazer calçados e mobiliário. Todos que estiverem cumprindo pena vão trabalhar.

Uma empresa vai monitorar os resultados da Parceria Público-Privada (PPP). De acordo com a gestora da unidade prisional, Maria Cláudia Machado de Assis, funcionários da empresa vão estar dentro do presídio. “Nós teremos aqui sete pessoas dessa empresa norte-americana fazendo mensurações, verificações do atendimento e da segurança da estrutura”, disse.

A gestora explica que são cerca de 380 itens avaliados. O investimento em segurança foi alto. Colchões antichamas, lâmpadas de baixa voltagem e paredes sem tomadas para que nenhum celular seja recarregado são medidas de segurança.

Duas torres funcionam como centrais de monitoramento e recebem imagens de quase 300 câmeras dia e noite. Das torres são disparados os comandos para abertura e fechamento de portões, funcionamento ou não de energia elétrica e dos chuveiros.

Segundo o comentarista de segurança da TV Globo, Rodrigo Pimentel, estas medidas ajudam na segurança do presídio. “Essa automatização que determina a segurança. Imagine que antes de um modelo desse, um agente penitenciário descia a cela para retirar um preso. Ele era feito refém e daí dava início a uma rebelião. Isso acaba neste contexto”, explicou.

O especialista em segurança pública e integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Robson Sávio, acredita que o modelo de PPP não contribui para a ressocialização do preso e ainda é caro. “A PPP não supera o modelo prisional que nós temos baseado na contenção ao invés da ressocialização no alto custo e na reincidência. A única diferença dele é que garante mais segurança tanto para a sociedade quanto para o preso porque ele é baseado num fortíssimo e grande esquema de vigilância”, disse.

Rodrigo Pimentel defende o sistema adotado em Minas Gerais. “Faltam 240 mil vagas no sistema penitenciário brasileiro hoje. Isso é para ontem, é emergencial. E a Parceria Público- Privada oferece o dinamismo e a velocidade para implementação desses investimentos. Pode ser a solução a curto prazo para a crise no sistema penitenciário no Brasil”, informou.

fonte:

http://g1.globo.com/...ber-presos.html

Mais empresas privadas que serao contra nosso ativismo em relacao a legalização, e esses serao fortes.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 87
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Prisões privadas só beneficia um. O dono. A função de uma prisão e resocializar... Essas prisões priivadas só querem uma coisa, mais presos...

o lucro das prisões privadas vem do trabalho escravo.

Depois que o Chofer veio com argumento do livro do Reinaldo Azevedo eu larguei de mão... Por mim que o Estado gaste 10.000 com preso, e que não seja negócio manter alguem cadeado... Daí ia faltar

  • Usuário Growroom

O mundo inteiro querendo diminuir a população carcerária sabendo que muitos são presos injustamente pelos mais diversos motivos que não justificam serem encarcerados, e esses criando espaço para prender mais.

Eta brasilzão!

AINDA BEM QUE TEMOS O STF!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Não acho uma má ideia. Pelo menos na teoria, claro.

O estado já provou que não tem capacidade ALGUMA de gerir presídios e a prova disso é a situação PRECÁRIA do sistema carcerário brasileiro.

Pelo menos esse modelo irá obrigar o contratante a manter os presídios em boas condições e isso é benéfico para a sociedade pois irá dar um pouco mais de dignidade aos presos, que quando voltarem a sociedade irão voltar menos revoltados e etc.

O que não pode acontecer de jeito nenhum é um esquema ou lobby para aumentar o numero de presos para aumentar os lucros da empresa que administra os presídios. E isso não tem nada a ver com o modelo proposto e sim com corrupção, corporativismo e a política brasileira.

É necessário que acima de tudo, os órgãos fiscalizadores tipo MP, TCU, PF e etc fiscalizem bem o contrato e a parceira.

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Consultores Jurídicos GR

Não concordo 100% com esse teu pensamento canadense. Acho que a coisa já tá meio alá tiririca: Pior do que tá, não fica.

E isso é fato na minha humilde opinião. Faz tempo que defendo essa ideia de PPP, acho que pode ser uma boa experiência. Aguardando pra ver o que vai rolar!

E no mais, tem que rolar uma fiscalização minuciosa de toda história.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

o poblema é que fica como os EUA... prisões injustas em fator descomunal...

obviamente sobra pra quem???

põe pra fudê as classes mais sussetiveis... principalmente num lugar onde policia e corrupção anda de mão dada. papum pra acharem novos criminosos em systemas de quotas.

http://www.nydailynews.com/opinion/war-marijuana-nypd-article-1.1215819 Num é exatamente de prisões privadas. Mas ilustra meu ponto.

  • Like 5
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Não acho uma má ideia. Pelo menos na teoria, claro.

O estado já provou que não tem capacidade ALGUMA de gerir presídios e a prova disso é a situação PRECÁRIA do sistema carcerário brasileiro.

Pelo menos esse modelo irá obrigar o contratante a manter os presídios em boas condições e isso é benéfico para a sociedade pois irá dar um pouco mais de dignidade aos presos, que quando voltarem a sociedade irão voltar menos revoltados e etc.

O que não pode acontecer de jeito nenhum é um esquema ou lobby para aumentar o numero de presos para aumentar os lucros da empresa que administra os presídios. E isso não tem nada a ver com o modelo proposto e sim com corrupção, corporativismo e a política brasileira.

É necessário que acima de tudo, os órgãos fiscalizadores tipo MP, TCU, PF e etc fiscalizem bem o contrato e a parceira.

amigo vive em que mundo?? Reacionário master detected. quer privatizar nossas prisões tb man?? nosso maior patrimônio kkk

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Não concordo 100% com esse teu pensamento canadense. Acho que a coisa já tá meio alá tiririca: Pior do que tá, não fica.

E isso é fato na minha humilde opinião. Faz tempo que defendo essa ideia de PPP, acho que pode ser uma boa experiência. Aguardando pra ver o que vai rolar!

E no mais, tem que rolar uma fiscalização minuciosa de toda história.

ta doidão chofer???!?! quer pegar cana particular??? se liga manolo ta errado!!!

boa experiencia pra quem? pros presos, pra sociedade ou pro grupo investidor? ou pro político que intermediar essa transação?

de boa, isso é um papo muito psdb peloamor. vcs tao falando em modelo, fiscalização, que que é isso gente? o modelo aqui é escreveu nao leu pau comeu.

eu nao estudei em colegio publico mas faco questão de ficar numa cadeia pública rsss

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Canadense,

Mas isso não é o conceito de prisões privadas. Isso é corrupção e pode acontecer em todos os níveis.

Quem disse que o estado também não tem vontade de ter mais presos? Construtoras ganham rios de dinheiros fazendo presídios e com certeza rola propina por ai. Ou seja, corrupção pode ocorrer na esfera pública ou privada.

O que o modelo propõe é o gerenciamento dos presídios, que o estado não tem a mínima capacidade de fazer (como em outras milhares de coisas).

Por isso eu disse que deve haver uma forte fiscalização, para coibir qualquer tipo de esquema. Além de uma mudança nas leis do país.

Temos que pensar no modelo proposto, se colocarmos o fator corrupção, nada será aceitável pois a corrupção pode ocorrer em qualquer esfera/escalão/lugar e etc.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O que acontece é que precisamos militar na nossa causa.

Enquanto outros paises estao pensando em formas de sair da crise, ate mesmo incentivando o turismo cannabico, mais um passo pra tras do nosso Brasil.

Minha ignorancia levou a esses calculos, imaginei o cenario de 600 presos a 2.7k/mes. Esse pessoal vai lucrar apenas o dobro do investimento e ainda vao levar 27 anos pra isso?

600 presos/mes = 1.620.000,00

27 anos = 324 meses

324 * 1.620.000,00 = 524.880.000,00

tem alguma coisa errado...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

2100*600*12*27 quanto da??

a licitacao foi 280 milhoes, em 27 anos eles ganham 400. Fora todo o resto envolvido, fora os diversos aditivos que vao surgir no decorrer desses 27 anos. cada cabecinha infeliz la dentro vai valer 5 conto daqui uns anos kk

mano vfs dinheiro desses grandes grupos é virtual, junto um poucquinho de numero de cada um e imobiliza num puta negocio bem sucedido com muita possibilidade de ficar melhor no decorrer dos anos, sem contar que é só a primeira, eles tao testando.

aecinho ta quietinho fazendo esssas proezas enquanto a gente bate cabeça aqui

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O que o modelo propõe é o gerenciamento dos presídios, que o estado não tem a mínima capacidade de fazer (como em outras milhares de coisas).

Por isso eu disse que deve haver uma forte fiscalização, para coibir qualquer tipo de esquema. Além de uma mudança nas leis do país.

Temos que pensar no modelo proposto, se colocarmos o fator corrupção, nada será aceitável pois a corrupção pode ocorrer em qualquer esfera/escalão/lugar e etc.

mano quem disse que o estado nao tem a mínima capacidade de fazer?? se for pra fiscalizar pq nao fiscalizar o estado?

sim, pois se o estado é corrupto e o orgao fiscalizador é do estado, naturalmente o dono do presídio vai corromper a fiscalização.

O problema é conceitual e o chuck já deu a planta, liberdade nap é comoddities. O conceito de empresa privada é auferir lucro em cima de algum produto ou serviço ofertado. É absurdo alguem LUCRAR legalmente com o encarceramento de pessoas.

mesma coisa que falar " a petrobra não tem a mínima capacidade de tirar petróleo do pré-sal" kkk, a globo adora essa

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

e o que eh tb o trabalhador que ganha salario minimo aki nesse pais Canadense?!...... escravo tb.

escravidão por toda parte, mas convenceram os escravos de que podem ter "melhores" senhores se se renderem ao sistema.

meu mano velho, essa é a ilusão da sociedade meritocrática. é o q mantém esse sistema falido em pé.

Partindo do princípio que todos tem oportunidades estritamente iguais (sic) pra desenvolver suas potencialidades:

"acredite, amanhã vc pode ser um deles (bem $ucedido)" é essa máxima que o sistema enfia nas pessoas.

ser hippie é mole pra gente difícil é acreditar numa sociedade organizada de forma diferente.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O que acontece é que fora daqui, ja foi testado de tudo contra as drogas, inventaram milhares de formas que nao funcionaram, agora eles vao atras dos paises que nao se preocupam com informacao para aplicar esses metodos, por que maior parte do faturamento ja perderam nos paises em que se descriminalizou...

Breve teremos enchurrada de estrangeiros "investindo" em nosso pais na guerra contra as drogas...

Ou breve veremos essas pessoas tendo que tentar outras formas de investimento,

depende de nos

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Consultores Jurídicos GR

2mil por mês por preso, então adotando esse sistema teriamos um gasto mensal de 200 milhões mensais apenas com a população carcerária que responde pena por tráfico de drogas. Daí a pena mínima fica nos 5 anos, que dá 60 meses, e chegamos ao valor de 12 bilhões de reais pra "ressocializar" todos os narco-detentos do nosso sistema.

Dá pra fazer quantas escolas com 12 bilhões?

EDIT: considerando o número de 100 mil encarcerados por crimes relacionados a drogas, mesmo sabendo que são 120mil, aproximadamente.

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

caralho mané, é só tijolada, uma atrás da outra...

essa notícia é péssima, um desastre, tipo o ,novo codigo penal proposto pelo fio-terra, eles tão banalizando a violencia, fascimo à vista!

a lógica de qualquer empresa é só uma, aumentar os lucros, sempre. por isso as empresas carcerárias americanas estão entre as q mais botam dinheiro contra a legalização da maconha, lógico, pq eles iria querer diminuir o número de crimes se eles querem é isso mesmo pra lucrar mais?

se o dinheiro não fosse roubado em todas as esferas dava muito bem pro governo gerir o problema com a verba existente

preso não é gado porra, q merda é essa? pra lá de matrix!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...