Ir para conteúdo
Growroom

Onda De Prisões Mostra Limitações De Políticas Sobre Drogas


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Onda De Prisões Mostra Limitações De Políticas Sobre Drogas

Por Flávio Pompeu*

http://www.growroom....s-sobre-drogas/

Nos últimos dois meses, uma série de casos de prisões de cultivadores de cannabis no Distrito Federal mostrou as limitações das atuais leis e políticas brasileiras sobre drogas. A sensação pública é de abuso de direitos humanos e de dinheiro público jogado pelo ralo.

JPB7652.jpeg

Marcha da Maconha Goiânia 2012. Foto: Nemetscek

No Brasil, a atuação do Estado quanto às drogas ilícitas está pautada na Lei Nacional Sobre Drogas, ou Lei 11.343, de 2006. Nessa Lei, tentou-se diferenciar os usuários, que não estariam mais submetidos a penas privativas de liberdade (prisões), dos traficantes, que estariam sujeitos a penas severas.

Pela lei, o traficante é enquadrado no artigo 33. É aquele que produz, vende, fornece ou transporta drogas para consumo de terceiros. São previstas longas penas de prisão: a pena-base é de 5 a 15 anos, agravada por inúmeros fatores.

Já o usuário está tipificado no artigo 28. É aquele indivíduo que possui ou transporta drogas para consumo pessoal, e está sujeito a três penas possíveis: advertência verbal, prestação de serviços à comunidade ou participação em curso educativo. Segundo o parágrafo primeiro, submete-se a essas mesmas penas o indivíduo que semeia, cultiva ou colhe pequena quantidade de drogas para consumo pessoal.

No último dia 28 de novembro, após uma denúncia anônima, um estudante de 20 anos do Guará foi preso. Apesar de ele ter apenas dois pequenos pés de cannabis, ele foi acusado de tráfico de drogas. Chamou a atenção a declaração do delegado à TV Record: “Pela lei, o simples fato de plantar já configura o tráfico de drogas”. É uma clara omissão do art. 28 da Lei, que prevê que o usuário que planta pequena quantidade para consumo pessoal não está sujeito à prisão. Foi solto cinco dias depois.

No dia 9 de novembro, um casal de jovens foi preso em flagrante em uma chácara de Brazlândia. Eles foram mostrados na TV e a carteirinha de estudante dele apareceu filmada na Globonews. Ambos eram estudantes da UnB, e na chácara havia 15 plantas de cannabis, algumas mudas e sementes. A origem da investigação foi denúncia anônima. A prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva para ambos, mas a garota teve o alvará de soltura expedido 6 dias depois da prisão, pois o juiz entendeu que mantê-la presa era “constrangimento ilegal”. O namorado dela, que além de universitário é estagiário em uma agência reguladora federal, segue preso. Será que ele representa mesmo tanto perigo a ponto de ter que ficar preso??

Outro caso emblemático que ocorreu em novembro no DF foi a prisão de um atleta. Ele já foi bem ranqueado na Associação de Tenistas Profissionais, atualmente trabalhava como professor de tênis, estudava educação física, tinha bons antecedentes. Foi denunciado pela ex-namorada, e o flagrante foram 23 plantas de cannabis, incluindo nesta contagem as mudas, várias plantas crescendo em um mesmo vaso etc. Ele ficou mais de 3 semanas preso, até conseguir um habeas corpus. Mais um caso em que o Estado erra e demora a reconhecer o erro.

congresso.jpeg

Foto: Sinclair Maia

Em 19 de outubro, um estudante de Pedagogia da UnB foi preso em flagrante, na Asa Sul, com sete pés de cannabis na varanda de seu apartamento. O alvará de soltura saiu quatro dias depois, mas ele continua respondendo por tráfico. Em entrevista à TV Record, ele explicou que plantava apenas para consumo próprio.

No dia 9 de outubro, um estudante de arquitetura foi preso em sua residência, na Asa Norte, onde havia 6 pés de cannabis. Este caso, iniciado com denúncia anônima, chamou a atenção porque, num claro sinal de desperdício de recursos públicos, a polícia utilizou um helicóptero para confirmar que havia alguns pequenos pés de cannabis no quintal. Ele é um estudante brilhante, já ganhou prêmio em um concurso, e ficou mais de 3 semanas preso. Apesar ter relaxada a prisão, segue respondendo por tráfico de drogas.

Essa série de prisões mostra que as atuais leis e políticas sobre drogas estão equivocadas. Temos um imenso gasto de dinheiro público na fase de investigação policial (delegado, agentes, helicóptero), na esfera judicial (juiz, ministério público, defensoria pública), penal (prisões são caras e ineficazes). Temos exposição ilegal das pessoas na mídia. Temos, na maioria dos casos, usuários e pessoas que não representam perigo à sociedade sendo presas. Chega! Está na hora de mudar.

Os casos de cultivadores presos só vão aumentar, por um motivo simples: cada vez mais, cresce a quantidade de pessoas que plantam cannabis para consumo próprio no Brasil, apoiadas no artigo 28 da lei 11.343. Grupos como o Growroom têm ensinado que, com o autocultivo, os usuários de cannabis podem buscar uma alternativa ao tráfico de drogas. O abuso que tem ocorrido é enquadrar essas pessoas no artigo 33, fazendo com que sofram semanas, meses ou anos até conseguir a retificação judicial e o enquadramento correto.

marcha2012.jpeg

Marcha da Maconha Brasília 2012. Foto: Sinclair Maia

Os cultivadores de cannabis presos são apenas a ponta do Iceberg de uma política de drogas ineficiente. É preciso sair às ruas e protestar contra essas prisões injustas. Ir à porta da delegacia e só sair quando houver liberdade. Está na hora de rediscutir o sistema prisional brasileiro; as alternativas positivas surgidas em outros países em 2012, como o fato de dois estados dos EUA terem regulamentado o uso recreativo de cannabis, e a iniciativa do Uruguai para estatizar a maconha; o uso medicinal e religioso de cannabis no Brasil, entre outros temas.

* Flávio é Cientista político, com graduação e mestrado pela Universidade de Brasília (UnB). Servidor Público Federal e professor de Administração Pública. Membro do PSOL-DF, debate as políticas públicas sobre drogas, é um dos organizadores da Marcha da Maconha em Brasília e colaborador do Coletivo CannaCerrado (www.cannacerrado.org).

  • Like 13
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

muito boa lek!

Liberdade para todos cultivadores do brasil!!!

grower não é traficante!!!

freeganjateamrevolucionario

freerasgeraldinho

freesativalover

nossa vitoria não será por acaso!

obs: aquela foto ali do Sinclair Maia ficou um espetaculo!!!

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu entendo muito pouco de direito, mas não sei como um delegado consegue enquadrar um cara que tem meia duzia de pés em casa como traficante. É só mostrar a conta de luz que se prova que não ha lucro! Não entendo como o ministério público e a promotoria aceitam um enquadramento assim. Não entendo como um juiz de direito pode aceitar tal enquadramento e julga-lo por este.

Eu tenho repensado o meu cultivo. Gastar todos os meses mais de 300 reais com luz, dedicar tempo e trabalho às plantas, gastos com sementes, gastos com apetrechos para o grow... financeiramente não compensa e ainda corre-se o risco de ser preso. Só compensa pela qualidade do fumo!

Bom mesmo é financiar e armar o tráfico! É isso que a justiça e a policia querem!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

foto muito bela,não adianta reprimir estado a repressão so vai nos fortalecer a lutar mais e mais por essa causa!

so vai sussegar quando super lotar as cadeias de growers ?

vai continuar predendo pai de familia ?

atletas ?

pessoas de bem ?

Vamo acordar galera quem manda é a voz do povo!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Excelente texto do amigo Flávio!

O que vem acontecendo no DF é um absurdo! Até parece que a policia tem o que fazer em Brasília!

O Cannacerrado cumpre um papel fundamental ao denunciar que pessoas que cultivam suas flores estão indo pra cadeia!

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente texto do amigo Flávio!

O que vem acontecendo no DF é um absurdo! Até parece que a policia tem o que fazer em Brasília!

O Cannacerrado cumpre um papel fundamental ao denunciar que pessoas que cultivam suas flores estão indo pra cadeia!

a parada é ir pra rua......sano estou totalmente off do ativismo explicito queria te perguntar uma coisa

quais seriam os meios legais pra mim organizar uma marcha da liberdade aqui na nossa cidade natal,tenho muita influencia aqui inclusive em jornais locais pra fazer cobertura da passeata....juntar pessoas é o mais facil...só nao sei ate q ponto pode ser feita e por onde começar.

da um quote pra mim saber a sua resposta porfavor

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

a parada é ir pra rua......sano estou totalmente off do ativismo explicito queria te perguntar uma coisa

quais seriam os meios legais pra mim organizar uma marcha da liberdade aqui na nossa cidade natal,tenho muita influencia aqui inclusive em jornais locais pra fazer cobertura da passeata....juntar pessoas é o mais facil...só nao sei ate q ponto pode ser feita e por onde começar.

da um quote pra mim saber a sua resposta porfavor

Cara, ja existe Marcha em Santos! O ideal é você colar com os organizadores e fortalecer!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Este é o tópico mais importante...e aí, vamos plantar um pé cada um na esplanada?

Levamos um milhar de camaradas...

Cada um segura seu BO...Que acham?

KKKK

Irmão, já fui consultado acerca de levarem plantas para a Marcha, e eu acho arriscado, pois dá chance de ser enquadrado no artigo 33 na medida que o 28 prevê cultivo para uso próprio, e o cultivo para uso em manifestação publica configura fim diverso do consumo próprio!

Segurar um BO de 28 é fácil, um 33 ja fica mais difícil!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Preocupante a situação no DF. Grower não é traficante! Espero que todos esses growers sejam soltos e que se criem precedentes para que a polícia pare de intervir em casos assim, ou pelo menos mude sua abordagem, aplicando de forma correta a lei e o art. 28.

Em 2006/2007, houve dezenas de casos de growers presos no DF por causa de sementes de cannabis pelo correio. Alguns ficaram mais de uma semana presos. Porém depois o próprio poder público entendeu que estava errando e mudou de abordagem, deixou de lado quem comprava sementes para priorizar outras coisas mais importantes.

Bela foto da marcha Goiânia: cultivo caseiro já!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • oi jess, parece overwater muita agua e o solo que ta atolado só na terra sem aereador,não ta soltinho pras raizes respirarem.turfa e perlita é essencial pra um cultivo. uma solução que vc pode tentar ai é diminuir a agua,mi fala o que tem nessa terra  e quantos ml de agua vc da ?quantos litros tem esse vaso?vc adubou com alguma coisa? faz uma limpeza nela tira tudo que for folha morta de perto dela e tira as que tiverem caindo tipo se puxa ela solta,isso só atrai bichos e fungos,regue menos o observe a reação. ta deixando ela toma essa chuva de verão é?num pode não viu. arruma uma brasilit de pllastico aquelas transparente,monta uma cabaninha pra ela.ou vem pro indor tentar simular o sol. nóis que pranta  
    • em galaxias a anos nus quero trazer sabores exordigos kkk Quando eu era quase analfabeto >>> Copa de 66 no UK ...  O Stanilau ... criador do FBAP ... Festival da Besteira que Assola o Pais ...  Teve 1 cronica classica ... Do homem que comia MITU  ( Me Too) ....  O manolo era aba lá in London ... Chegava junto dos parças no restaurante >>> era o último à pedir >>> vai querer o que ?>>> MITU ... Enquanto na Terceira Maior Concentração de Cactaceas do Planet >>> Semiarido Br > Perde só pro Norte do Mex > E Atacama e afins >>> 100 sp trains  (endemicas ) das nossas espinhosas BR estão no livro vermelho >>> Espinhaços e Chapadas>>> Melhor é ter amigo Mauricinho >>> aquele que importa o trend tópics ?#fks > Só HT C cup >>> Samsung sem gato no AC >>>>> Duda visitou o garden do M e com seu Rootone >>>  Ganhei 12 clones > 4 cepas >> Só filé >> OG não sei o q... Crack sp ...   Clone de caneteiro ... Do General do Advance ... Prá destravar ... Hoje deu 38º ... Bagulho é louco ...  Tinha o Stuart que me avisou >>> primeiro aprende a plantar >>>  Já sonhei  com 1 Pakalolo MauiW... Kauai Elec ... D Poison ... M Gold ...  tudo latitude fávorável ....  Ganhei 1 (uma ) Doctor Kush ... City Hall ... fiz f1 bcrox ... clonei e clonei ... até genetic drift ... depois 3 freebees na tampa de pet fechada na fita crepe ... Mamma mia ( Mazarx Early Skunk ) = anâs ... Depois clone de Cheese ... e Seed de Black Domina ...   Teve no primeiro semestre o Felps ... Sativão lindo de umas seeds dum green da Cajuti (Tijuca) ...  DEpois de si fuder com meia duzia de Hermas de 1m... só porque tua irmã careta te visitou >>>  Segue os links >>> https://moldresistantstrains.com/ https://www.cannaconnection.com/strains/breeders          
×
×
  • Criar Novo...