Ir para conteúdo
Growroom

Estudo Espanhol Confirma A Eficiencia Do Oleo Canabico Na Cura Do Cancer


ElMarijuano

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Traduzi no Google , pra quem nao entende ingles ( Site de onde foi retirada a informaçao - http://collapsereport.com/2012/10/10/spain-study-confirms-hemp-oil-cures-cancer-without-side-effects/)

Óleo de cannabis e Câncer

Por Mark Sircus Ac., OMD

A ciência médica é fortemente a favor de óleo de cânhamo THC Laden como uma terapia primária do câncer, não apenas em um papel de apoio para controlar os efeitos colaterais da quimioterapia. O International Medical Association Verdades é colocar o óleo de cânhamo em seu protocolo de câncer. É uma lista priorizada protocolo cujo topo cinco itens são o cloreto de magnésio, iodo, selênio, ácido alfa-lipóico e bicarbonato de sódio. Faz todo o sentido deixar cair óleo de cânhamo para a direita no meio do fogo cruzado este nutricional de medicamentos anti-câncer, que são vendidos sem prescrição médica.

O óleo de cânhamo tem sido reconhecida como uma das substâncias mais versáteis e benéfico conhecidas pelo homem. Derivado de sementes de cânhamo (um membro da família do achene de frutos), tem sido considerado como um superfood devido ao seu alto teor de ácido gordo essencial e a razão original de omega3 para omega6 e ácido gama-linolénico (GLA) - 02:05:01 . Óleo de cânhamo, é conhecido por conter até 5% de GLA puro, uma concentração muito mais elevada do que qualquer outra planta, ainda maior do que a Spirulina. Por milhares de anos, a planta do cânhamo tem sido usado em elixires e chás medicinais por causa de suas propriedades curativas e agora a ciência médica é zerar dentro das propriedades de suas substâncias activas.

Tanto o tipo comercial legal de óleo de cânhamo e do óleo de cânhamo ilegal THC carga, são uma das fontes de proteína mais poder-embalados disponíveis no reino vegetal. Seu óleo pode ser usado em muitas aplicações alimentares e trans-dérmica. Em outros capítulos na minha Vencer a guerra no livro Câncer vamos discutir em profundidade sobre ABL e câncer e também o interessante trabalho de Dr. Johanna Budwig. Ela usa óleo de semente de linho, em vez de óleo de cânhamo para curar o câncer - por meio de mudanças na parede celular efetuam - usando estes omega3 e omega6 carregados óleos medicinais.

Na verdade não há outra forma de usar maconha medicinal sem fumar a folha. Segundo o Dr. Tod Mikuriya H., "Os habituais produtos de degradação irritantes e tóxicos da queima utilizada com o tabagismo são totalmente evitados com vaporização. Extracção e inalando canabinóides óleos essenciais inferiores à temperatura de ignição dos produtos de cannabis tanto brutos e refinados proporciona atenuação significativa de irritação na cavidade bucal, e árvore traqueobrônquica de produtos de degradação pyrollytic. [iii]

Mikuriya continua dizendo: "Os habituais produtos de degradação irritantes e tóxicos da queima utilizada com o tabagismo são totalmente evitados com vaporização. Extracção e inalando canabinóides óleos essenciais inferiores à temperatura de ignição dos produtos de cannabis tanto brutos e refinados proporciona atenuação significativa de irritação na cavidade bucal, e árvore traqueobrônquica de produtos de degradação pyrollytic. "[iv]

Rick Simpson, o homem nos vídeos acima mencionados, tem vindo a fazer óleo de cânhamo e partilhá-lo com amigos e vizinhos, sem cobrar por isso. Em doses pequenas, diz ele, que faz você bem sem você ficar alta. "Bem, você não pode negar seus próprios olhos pode?" Simpson pede. "Aqui está alguém morrendo de câncer e não está morrendo mais. Eu não me importo se o medicamento vem de uma planta de tomate, planta batata ou uma planta do cânhamo, se o medicamento é seguro e ajuda e trabalha, por que não usá-lo? ", Pergunta ele.

Quando uma pessoa tem câncer e está morrendo esta questão atinge um ponto crítico. A bravura de Rick Simpson, do Canadá para nos mostrar como fazer o óleo de cânhamo para nos oferece muitas pessoas uma esperança que deve ser cada vez mais apreciada como seca dinheiro até para tratamentos de câncer caros. Nós vamos precisar de remédios baratos no futuro e não há nada melhor do que os que podem fazer razoavelmente barata nós mesmos.

Para a maioria das pessoas no mundo é ilegal para que a escolha poderia vir a quebrar a lei ou morrer. Não há nenhuma pesquisa para indicar quais as vantagens que o uso oral de óleo de cânhamo vs vaporização mas podemos supor que a vantagem seria nutricional com a ingestão oral. Dr. Budwig Abaixo trabalho iria sustentar esse ponto de vista, especialmente para pacientes com câncer.

A Ciência

Segundo o Dr. Robert Ramer e Burkhard Dr. Hinz, da Universidade de Rostock, na Alemanha maconha medicinal pode ser um tratamento eficaz para o cancro. [V] A pesquisa foi publicada no Jornal do acesso antecipado Instituto Nacional do Câncer em 25 de dezembro de 2007 num artigo intitulado A inibição da invasão de células de cancro por via Cannabinoids expressão aumentada de Tecido Inibidor de Metaloproteinases-1 Matrix.

A maior contribuição da presente descoberta da descoberta, é a de que a expressão de TIMP-1 mostrou ser estimulada pela activação dos receptores de canabinóides e para mediar o efeito anti-invasivo de canabinóides. Antes de agora os mecanismos celulares subjacentes a este efeito não eram claras e a relevância dos resultados para o comportamento de células de tumores in vivo ainda não foi determinado.

Maconha cortes de pulmão crescimento do tumor do câncer pela metade, um 2007 Harvard Medical estudo mostra Escolares. O ingrediente ativo da maconha reduz o crescimento do tumor no câncer de pulmão na metade e reduz significativamente a capacidade de o câncer se espalhar, dizem pesquisadores da Universidade de Harvard que testaram a substância química em ambos os estudos de laboratório e mouse.

Este é o primeiro conjunto de experiências para demonstrar que o composto, Delta-tetra-hidrocanabinol (THC), inibe a EGF-induzida do crescimento e migração no receptor do factor de crescimento epidérmico (EGFR) expressando células não pequenas do pulmão linhas celulares de cancro. Cancros do pulmão, que sobre-expressam o EGFR são geralmente altamente agressivo e resistente à quimioterapia. THC que tem como alvo receptores de canabinóides CB1 e CB2 é semelhante em função de endocanabinóides, que são os canabinóides que são produzidos naturalmente no organismo e activar estes receptores.

"A beleza deste estudo é que estamos mostrando que uma substância de abuso, se usado com prudência, pode oferecer um novo caminho para a terapia contra o câncer de pulmão", disse Anju Preet, Ph.D., pesquisador da Divisão de Medicina Experimental . Agindo através de receptores de canabinóides CB1 e CB2, endocanabinóides (bem como THC) pensa-se que desempenham um papel numa variedade de funções biológicas, incluindo a dor e o controlo da ansiedade, e da inflamação.

Os pesquisadores relataram em 15 de Agosto de 2004 da revista Cancer Research, a revista da Associação Americana para Pesquisa do Câncer, constituintes que maconha inibiu a propagação de câncer no cérebro em biópsias de tumores humanos. [Vii] Em um desenvolvimento relacionado, uma equipa de investigação da Universidade do Sul da Flórida observou ainda que o THC também pode inibir seletivamente a ativação e replicação do vírus herpes gama. Os vírus, que pode permanecer latente por anos dentro de células brancas do sangue antes de se tornar ativo e se espalhando para outras células, são pensados ​​para aumentar as chances de desenvolvimento de câncer, como o sarcoma de Kaposi, linfoma de Burkitt e doença de Hodgkin.

Em 1998, uma equipe de pesquisa na Universidade Complutense de Madri descobriu que o THC pode seletivamente induzir a morte celular programada em células de tumores cerebrais sem afetar negativamente as células vizinhas saudáveis. Então, em 2000, relataram na revista Nature Medicine que injeções de THC sintético erradicadas gliomas malignos (tumores cerebrais), em um terço dos ratos tratados, e vida prolongada em outro terço por seis semanas.

Liderado pelo Dr. Manuel Guzman o time espanhol anunciou que tinha destruído tumores de câncer incurável cerebrais em ratos injetando-os com THC. Eles relataram na edição de Março de 2002 "Nature Medicine" que eles injetaram o cérebro de 45 ratos com células cancerosas, produzindo tumores cuja presença confirmada através de imagens de ressonância magnética (MRI). No 12 º dia eles injectados 15 dos ratos com THC e 15 com o Win-55 ,212-2, um composto sintético semelhante ao THC.

Pesquisadores da Universidade de Milão, em Nápoles, Itália, publicado na Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics que os não-psicoativos da maconha compostos inibiram o crescimento de células de glioma de maneira dose-dependente, e seletivamente alvo e matou as células malignas através de apoptose. "Non-psicoactiva CBD produzir a actividade anti-tumoral significativa in vitro e in vivo, sugerindo uma possível aplicação de CDB como um agente antineoplásico."

O primeiro experimento documentar Pot efeitos anti-tumorais ocorreu em 1974 na Faculdade de Medicina da Virgínia a mando do governo dos EUA. Os resultados desse estudo, apresentados de 18 de agosto de 1974, Washington característica jornal Post, que foram componente psicoativo da maconha, THC ", retardou o crescimento de cancros do pulmão, cancros da mama e uma leucemia induzida por vírus em ratos de laboratório, e prolongada suas vidas por tanto quanto 36 por cento ".

Financiado pelo Instituto Nacional de Saúde para encontrar provas de que a maconha danifica o sistema imunológico, encontrado em vez que o THC retardou o crescimento de três tipos de câncer em ratos - de pulmão e câncer de mama, e uma leucemia induzida por vírus. O DEA rapidamente desligado do estudo e todas as pesquisas Virginia cannabis / tumor adicional, embora os investigadores descobriram que "THC retardou o crescimento de cancros do pulmão, cancros da mama e uma leucemia induzida por vírus em ratos de laboratório, e as suas vidas prolongadas por tanto quanto 36 por cento. "

"Atividade Antineoplásica de canabinóides", um artigo em um jornal de 1975 do National Cancer Institute relatórios ", Lewis adenocarcinoma pulmonar crescimento foi retardado pela administração oral de tetrahidrocanabinol (THC) e canabinol (CBN)" - dois tipos de canabinóides, uma família de componentes ativos da maconha. "Os ratos tratados durante 20 dias consecutivos com THC e CBN reduziu o tamanho do tumor primário."

Maconha alivia a dor que os narcóticos como a morfina e OxyContin

tem pouco efeito sobre qualquer, e pode ajudar a aliviar o sofrimento de

doenças como a esclerose múltipla, diabetes e câncer.

De acordo com Devra Davis em seu livro História Secreta da Guerra sobre o Câncer, 1,5 milhões de vidas foram perdidas porque os americanos falharam em agir no conhecimento existente sobre as causas ambientais do câncer. É impossível calcular as mortes agregado de 'cura de câncer "reprimida, mas nós sabemos da terrível sofrimento de centenas de milhares de pessoas que foram presos por uso de maconha.

Óleo de cânhamo com THC tem incluído a realização de um tratamento de câncer primário, que mesmo sozinho parece ter uma grande chance de virar a maré contra os tumores de câncer. Tem a vantagem adicional de segurança, facilidade de utilização, a falta de efeitos colaterais e de baixo custo quando se torna a si mesmo. Cercado por outros medicamentos anti-câncer substâncias em um protocolo completo, é difícil imaginar alguém a falhar e cair em sua guerra contra o câncer.

THC deve ser incluído em cada protocolo de cancro.

O bicarbonato de sódio é uma outra substância anti tumor excelente que reduz os tumores, mas é muito mais difícil de administrar do que o óleo de cânhamo THC. Os canabinóides são capazes de passar através de todas as barreiras no corpo como ácido alfa-lipóico para ingestão oral simples é suficiente. Com bicarbonato precisamos de aplicações intravenosas e muitas vezes até mesmo isso não é suficiente, muitas vezes temos que usar cateteres e poucos médicos do mundo estão dispostos a administrar este caminho.

No final, todos os tratamentos de câncer que não são promovidos por oncologia mainstream são ilegais. Nenhum médico licenciado vai dizer que são a cura do câncer com bicarbonato de sódio que eles vão tratar as pessoas com câncer de explicar que eles estão equilibrando o pH ou algum outro perfil metabólico com este medicamento comum sala de emergência encontrada também a maioria das cozinhas do mundo. Mais do que vários estados já aprovaram leis que fazem a maconha medicinal legal, mas o governo federal não vai relaxar e deixar as pessoas a liberdade de escolher os seus tratamentos, mesmo que suas vidas dependem disso.

Notas Davis que a covardia de cientistas, que publicam relatórios cuidadosamente referenciados mas puxar seus golpes no final, alegando que mais estudos precisam ser feitos antes que a ação pode ser tomada. Declarações como essas são explorados pela indústria que compra tempo para fazer muito mais dinheiro. É uma tentativa deliberada que cria dúvida pública atacado a partir de pequenas lacunas de dados e demais incertezas científicas.

Eles têm feito isso com tudo certo até e inclusive a luz solar. Tudo é considerada perigosa, excepto os fármacos que são as substâncias mais perigosas de todos. Quimioterapia estômago violenta eo princípio morte de radiação são legais, mas seguro óleo de cânhamo THC Laden não é.

É legal para os médicos para atacar as pessoas com seus venenos, mas você pode ir para a cadeia por tentar salvar a si mesmo ou um ente querido de câncer com o óleo de uma erva daninha jardim simples. Nossa civilização colocar-se com esta loucura, mas há um grande preço a ser pago. Em um mundo louco médica pessoas morrem de que não precisa e esta é uma terrível tristeza que destruiu a integridade e ética da medicina moderna.

A ciência para o uso de óleo de cânhamo é credível, específica baseada em fatos, e está documentado em detalhes. Não há absolutamente nenhuma razão para não legalizar a maconha medicinal e criar uma produção imediata e distribuição de óleo de cânhamo THC para pacientes com câncer. Infelizmente vivemos em um mundo povoado com os governos e capangas médicos que preferem ver pessoas morrem mortes cruéis então ter acesso a um medicamento contra o câncer seguro e efeito.

Enquanto isso, a Food and Drug Administration aprovou medicamento mais vendido da Genentech, o Avastin, como um tratamento para o câncer de mama, em uma decisão, de acordo com o New York Times ", que apareceu para baixar o limiar um pouco para a aprovação de certos medicamentos contra o câncer. A grande questão era saber se era o suficiente para uma droga temporariamente para parar o câncer de agravamento - como Avastin havia feito em um ensaio clínico - ou seria necessário para uma droga para permitir que os pacientes a viver mais tempo, que o Avastin não tinha conseguido fazer. Oncologistas e defensores de pacientes foram divididos, em parte por causa dos efeitos colaterais da droga, por vezes graves. "

As diferenças entre Avastin e óleo de cânhamo são enormes. Primeiro Avastin vai ganhar centenas de milhões Genentech onde THC óleo de cânhamo não obterão nada um. Segundo que não existem efeitos colaterais graves ou até mesmo leve a tomar óleo de cânhamo e, por último, não é uma resposta temporária, mas uma solução real. Certamente óleo de cânhamo irá garantir uma vida mais longa.

http://youtu.be/0psJhQHk_GI

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

posta junto o texto original em inglês pq tradução de google é uma merda.

tipo assim ó:

Spain Study Confirms Cannabis Oil Cures Cancer Without Side Effects

October 10, 2012 · by giavellireportadmin · in Healthcare

[Note: Some have commented that this article is a bit misleading. While Hemp seed oil is generally healthy with lots of gamma linoleic acid, it is the Marijuana Buds and Leaves, soaked in alcohol and then slow cooked down so that the alcohol evaporates and leaves behind the pure extracted essence into a black tar like substance that is the hemp oil which is the cancer cure. I have added this video to help clarify it. Cannabis oil contains THC and produces a THC effect. But that is not why cancer patients take it. It has millions of unknown substances which is currently beyond today's science. I have retitled the article Cannabis Oil and Cancer to avoid the confusion. I hope this helps.- Thanks - ED]

Cannabis Oil and Cancer

By Mark Sircus Ac., OMD

The medical science is strongly in favor of THC laden hemp oil as a primary cancer therapy, not just in a supportive role to control the side effects of chemotherapy. The International Medical Verities Association is putting hemp oil on its cancer protocol. It is a prioritized protocol list whose top five items are magnesium chloride, iodine, selenium, Alpha Lipoic Acid and sodium bicarbonate. It makes perfect sense to drop hemp oil right into the middle of this nutritional crossfire of anti cancer medicines, which are all available without prescription.

Hemp oil has long been recognized as one of the most versatile and beneficial substances known to man. Derived from hemp seeds (a member of the achene family of fruits) it has been regarded as a superfood due to its high essential fatty acid content and the unique ratio of omega3 to omega6 and gamma linolenic acid (GLA) – 2:5:1. Hemp oil, is known to contain up to 5% of pure GLA, a much higher concentration than any other plant, even higher than spirulina. For thousands of years, the hemp plant has been used in elixirs and medicinal teas because of its healing properties and now medical science is zeroing in on the properties of its active substances.

Both the commercial legal type of hemp oil and the illegal THC laden hemp oil are one of the most power-packed protein sources available in the plant kingdom. Its oil can be used in many nutritional and trans-dermal applications. In other chapters in my Winning the War on Cancer book we will discuss in-depth about GLA and cancer and also the interesting work of Dr. Johanna Budwig. She uses flax seed oil instead of hemp oil to cure cancer – through effecting changes in cell walls – using these omega3 and omega6 laden medicinal oils.

Actually there is another way to use medical marijuana without smoking the leaf. According to Dr. Tod H. Mikuriya, “The usual irritating and toxic breakdown products of burning utilized with smoking are totally avoided with vaporization. Extraction and inhaling cannabinoid essential oils below ignition temperature of both crude and refined cannabis products affords significant mitigation of irritation to the oral cavity, and tracheobronchial tree from pyrollytic breakdown products.[iii]

Dr. Mikuriya continues saying “The usual irritating and toxic breakdown products of burning utilized with smoking are totally avoided with vaporization. Extraction and inhaling cannabinoid essential oils below ignition temperature of both crude and refined cannabis products affords significant mitigation of irritation to the oral cavity, and tracheobronchial tree from pyrollytic breakdown products.”[iv]

Rick Simpson, the man in the above mentioned videos, has been making hemp oil and sharing it with friends and neighbors without charging for it. In small doses, he says, it makes you well without getting you high. “Well you can’t deny your own eyes can you?” Simpson asks. “Here’s someone dying of cancer and they’re not dying anymore. I don’t care if the medicine comes from a tomato plant, potato plant or a hemp plant, if the medicine is safe and helps and works, why not use it?” he asks.

When a person has cancer and is dying this question reaches a critical point. The bravery of Rick Simpson from Canada in showing us how to make hemp oil for ourselves offers many people a hope that should be increasingly appreciated as money dries up for expensive cancer treatments. We are going to need inexpensive medicines in the future and there is nothing better than the ones we can make reasonably cheaply ourselves.

For most people in the world it is illegal so the choice could come down to breaking the law or dying. There is no research to indicate what advantages oral use of hemp oil vs. vaporization but we can assume that advantage would be nutritional with oral intake. Dr. Budwig Below work would sustain this point of view especially for cancer patients.

The Science

According to Dr. Robert Ramer and Dr. Burkhard Hinz of the University of Rostock in Germany medical marijuana can be an effective treatment for cancer.[v] Their research was published in the Journal of the National Cancer Institute Advance Access on December 25th of 2007 in a paper entitled Inhibition of Cancer Cell Invasion by Cannabinoids via Increased Expression of Tissue Inhibitor of Matrix Metalloproteinases-1.

The biggest contribution of this breakthrough discovery, is that the expression of TIMP-1 was shown to be stimulated by cannabinoid receptor activation and to mediate the anti-invasive effect of cannabinoids. Prior to now the cellular mechanisms underlying this effect were unclear and the relevance of the findings to the behavior of tumor cells in vivo remains to be determined.

Marijuana cuts lung cancer tumor growth in half, a 2007 Harvard Medical School study shows. The active ingredient in marijuana cuts tumor growth in lung cancer in half and significantly reduces the ability of the cancer to spread, say researchers at Harvard University who tested the chemical in both lab and mouse studies.

This is the first set of experiments to show that the compound, Delta-tetrahydrocannabinol (THC), inhibits EGF-induced growth and migration in epidermal growth factor receptor (EGFR) expressing non-small cell lung cancer cell lines. Lung cancers that over-express EGFR are usually highly aggressive and resistant to chemotherapy. THC that targets cannabinoid receptors CB1 and CB2 is similar in function to endocannabinoids, which are cannabinoids that are naturally produced in the body and activate these receptors.

“The beauty of this study is that we are showing that a substance of abuse, if used prudently, may offer a new road to therapy against lung cancer,” said Anju Preet, Ph.D., a researcher in the Division of Experimental Medicine. Acting through cannabinoid receptors CB1 and CB2, endocannabinoids (as well as THC) are thought to play a role in variety of biological functions, including pain and anxiety control, and inflammation.

Researchers reported in the August 15, 2004 issue of Cancer Research, the journal of the American Association for Cancer Research, that marijuana’s constituents inhibited the spread of brain cancer in human tumor biopsies.[vii] In a related development, a research team from the University of South Florida further noted that THC can also selectively inhibit the activation and replication of gamma herpes viruses. The viruses, which can lie dormant for years within white blood cells before becoming active and spreading to other cells, are thought to increase one’s chances of developing cancers such as Kaposi’s Sarcoma, Burkitt’s lymphoma and Hodgkin’s disease.

In 1998, a research team at Madrid’s Complutense University discovered that THC can selectively induce programmed cell death in brain tumor cells without negatively impacting surrounding healthy cells. Then in 2000, they reported in the journal Nature Medicine that injections of synthetic THC eradicated malignant gliomas (brain tumors) in one-third of treated rats, and prolonged life in another third by six weeks.

Led by Dr. Manuel Guzman the Spanish team announced they had destroyed incurable brain cancer tumors in rats by injecting them with THC. They reported in the March 2002 issue of “Nature Medicine” that they injected the brains of 45 rats with cancer cells, producing tumors whose presence they confirmed through magnetic resonance imaging (MRI). On the 12th day they injected 15 of the rats with THC and 15 with Win-55,212-2 a synthetic compound similar to THC.

Researchers at the University of Milan in Naples, Italy, reported in the Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics that non-psychoactive compounds in marijuana inhibited the growth of glioma cells in a dose-dependent manner, and selectively targeted and killed malignant cells through apoptosis. “Non-psychoactive CBD produce a significant anti-tumor activity both in vitro and in vivo, thus suggesting a possible application of CBD as an antineoplastic agent.”

The first experiment documenting pot’s anti-tumor effects took place in 1974 at the Medical College of Virginia at the behest of the U.S. government. The results of that study, reported in an Aug. 18, 1974, Washington Post newspaper feature, were that marijuana’s psychoactive component, THC, “slowed the growth of lung cancers, breast cancers and a virus-induced leukemia in laboratory mice, and prolonged their lives by as much as 36 percent.”

Funded by the National Institute of Health to find evidence that marijuana damages the immune system, found instead that THC slowed the growth of three kinds of cancer in mice — lung and breast cancer, and a virus-induced leukemia. The DEA quickly shut down the Virginia study and all further cannabis/tumor research even though the researchers “found that THC slowed the growth of lung cancers, breast cancers and a virus-induced leukemia in laboratory mice, and prolonged their lives by as much as 36 percent.”

“Antineoplastic Activity of Cannabinoids,” an article in a 1975 Journal of the National Cancer Institute reports, “Lewis lung adenocarcinoma growth was retarded by the oral administration of tetrahydrocannabinol (THC) and cannabinol (CBN)” — two types of cannabinoids, a family of active components in marijuana. “Mice treated for 20 consecutive days with THC and CBN had reduced primary tumor size.”

Marijuana relieves pain that narcotics like morphine and OxyContin have hardly any effect on, and could help ease suffering from illnesses such as multiple sclerosis, diabetes and cancer.

According to Devra Davis in her book Secret History of the War on Cancer, 1.5 million lives have been lost because Americans failed to act on existing knowledge about the environmental causes of cancer. It is impossible to calculate the added deaths from suppressed ‘cancer cures’ but we do know of the terrible suffering of hundreds of thousands of people who have been jailed for marijuana use.

Hemp oil with THC included has the making of a primary cancer treatment, which even alone seems to have a great chance of turning the tide against cancer tumors. It has the added advantage of safety, ease of use, lack of side effects and low cost if one makes it oneself. Surrounded by other medicinal anti-cancer substances in a full protocol it’s hard to imagine anyone failing and falling in their war on cancer.

THC should be included in every cancer protocol.

Sodium bicarbonate is another excellent anti tumor substance that reduces tumors but is much more difficult to administer than THC hemp oil. Cannabinoids are able to pass through all barriers in the body like Alpha Lipoic Acid so simple oral intake is sufficient. With bicarbonate we need intravenous applications and often even this is not sufficient, often we have to use catheters and few doctors in the world are willing to administer this way.

In the end all cancer treatments that are not promoted by mainstream oncology are illegal. No licensed doctor is going to claim that are curing cancer with sodium bicarbonate though they will treat people with cancer explaining they are balancing pH or some other metabolic profile with this common emergency room medicine found also most kitchens of the world. More than several states have passed laws making medical marijuana legal but the federal government will not relax and let people be free to choose their treatments even if their lives depend on it.

Davis notes that the cowardice of research scientists, who publish thoroughly referenced reports but pull their punches at the end, by claiming that more research needs to be done before action can be taken. Statements like these are exploited by industry that buys time to make much more money. It is a deliberate attempt that creates wholesale public doubt from small data gaps and remaining scientific uncertainties.

They have done that with everything right up to and including sunlight. Everything is thought to be dangerous except the pharmaceutical drugs which are the most dangerous substances of all. Stomach wrenching chemotherapy and the death principle of radiation are legal yet safe THC laden hemp oil is not.

It is legal for doctors to attack people with their poisons but you can go to jail for trying to save yourself or a loved one from cancer with the oil of a simple garden weed. Our civilization has put up with this insanity but there is a great price being paid. In a mad medical world people die that need not and this is a terrible sadness that has destroyed the integrity and ethics of modern medicine.

The science for the use of hemp oil is credible, specific fact-based, and is documented in detail. There is absolutely no reason to not legalize medical marijuana and create an immediate production and distribution of THC hemp oil to cancer patients. Unfortunately we live in a world populated with governments and medical henchmen who would rather see people die cruel deaths then have access to a safe and effect cancer drug.

Meanwhile the Food and Drug Administration approved Genentech’s best-selling drug, Avastin, as a treatment for breast cancer, in a decision, according to the New York Times, “that appeared to lower the threshold somewhat for approval of certain cancer drugs. The big question was whether it was enough for a drug temporarily to stop cancer from worsening — as Avastin had done in a clinical trial — or was it necessary for a drug to enable patients to live longer, which Avastin had failed to do. Oncologists and patient advocates were divided, in part because of the drug’s sometimes severe side effects.”

The differences between Avastin and hemp oil are huge. First Avastin will earn Genentech hundreds of millions where THC hemp oil will earn no one anything. Second there are no severe or even mild side effects to taking hemp oil and lastly it is not a temporary answer but a real solution. Certainly hemp oil will ensure a longer life.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por joaovithor420
      olá sou joão.v , comecei a fumar a 3 anos venho fumando todos os dias , compro um prensado de qualidade verde,com cheiro de manga,limão, pelo que andei lendo o prensado que venho pegando e de boa qualidade , infelizmente não tenho acesso a flor ,👵 minha vó tem cancer no estomago e esta passando por uma quimeoterapia pesado todas as noites ela fica gemendo de dor na cama ate amanhecer , ela nao dorme,nao come,e acho que cada dia que passa ela esta ficando pior, eu tenho medo de dar oleo de prensado mesmo eu lavando e sendo de uma qualidade "Boa" mais n agoente ver mais minha vo sofrendo , posso fazer o oleo ⚗️ com thc? existe algum risco por conta da idade ? ela te pressão alta e toma remedios ? 
    • Por mex530
      Bom Dia, tarde ou noite.
      Hoje venho relatar um tema pouco abordado, mas que pode existir muita dependência em indivíduos que se encontram melhor no mundo das ideias ao invés do mundo real.
      A abundancia de conteúdos pornográficos em nosso dia a dia, tanto em comerciais de TV, quanto nas propagandas da internet, quanto em sites adultos são de fácil acesso e diversas vias para se conhecer além do corpo, os próprios desejos e preferencias.
      Por conta disso, em muitos momentos de nossas vidas damos uma descontraida com nosso amigo lá de baixo e recebemos uma abundancia de dopamina.
      Em certos momentos, nos reprimimos (não em todos os casos) e preferimos ficar no nosso canto, nossa bolha pessoal do conforto. Nos isolando do mundo externo mergulhamos ao todo desejo do mundo da internet e caímos em sites pornográficos que nos mostram uma perspectiva a qual jamais iremos chegar, mas que satisfaz e nos alegra por mínimos através do ato da masturbação, tanto para homens quanto para mulheres.

      Com o uso da cannabis, em alguns indivíduos, acaba acrescentamos o habito de procrastinar em frente a tela e não sair para o mundo externo nascendo assim uma zona de conforto. 
      Quando saímos para o mundo externo, acaba gerando um caso desgovernado de ansiedade por não ser nada daquilo que criamos em nossa mente com a ajuda da internet e o individuo acaba voltando para a tela e seu conforto. Em alguns casos, em forums, pessoas com algumas dessas perspectivas são comparadas aos incels (uma referência a membros de uma subcultura online que se definem como incapazes de encontrar uma parceira romântica ou sexual). 
      A cannabis estimulando nossos sentidos, pode nos dar uma sensação muito maior de prazer, aumentando nossa auto-critica consideravelmente. 
      Mas o pós, a pós-masturbação para muitos é a pior parte, aquela "depressão" e auto-questionamento e penitencia: "Porque eu fiz isso?" "De novo..."
      Levando em conta que:
      'O consumo de maconha também diminui a produção de testosterona.
      (O estimulo natural do homem)
      e até 7 dias sem se masturbar aumenta a testosterona em 45%'
       
      Faço a vocês uma questão a ser discutida: quais os perigos da masturbação excessiva com o uso da cannabis?  Os maiores problemas que se pode enfrentar?  Como reverter esse quadro? 
       
      Alguns artigos que foram base: https://www.vice.com/pt_br/article/pgempm/masturbacao-beneficios-cientificos-pessoais
      https://www.yourbrainonporn.com/pt/rebooting-porn-use-faqs/any-connection-between-orgasm-abstinence-and-testosterone-levels/testosterone-research-versus-testosterone-myths/#abstinent 
      https://mundoh.com.br/seducao-pratica/o-mal-da-masturbacao/
      https://drauziovarella.uol.com.br/entrevistas-2/maconha-entrevista/


       
  • Tópicos

  • Posts

    • Barato tá zicado mesmo, meu pedido da OA tá parado desde dia 21, confirmou o pagamento do despacho postal e nunca mais atualizou.....tô começando a achar que caiu tb....até então que caia apenas as naves e não a casa pra ninguém  
    • absorverdo umidade ? igual silica ? arroz ? sal ? teve uma epoca q eu usava aquecedor no minimo pra deixar crispy  sequinho hoje em dia, silica laranja
    • Aproveitando o assunto, recomendo a leitura do tópico das strains... olha o que mestre black flag escreveu lá sobre as feminizadas: "Semente feminizada é praticamente igual em todos os bancos. Os caras usam as mesmas plantas pra reverter e fazer sementes. Um compra a madre do outro. E 90% das vezes a planta que eles revertem o sexo e usam pra polinizar as outras é uma WW ou uma Black Domina. Mesmo que na cruza anunciada não tenha WW ou BD. Você pensa que tá comprando uma coisa, mas na verdade metade daquilo é WW. As empresas fazem isso porque dá menos problemas pra elas, o grande público não liga pra genética, só quer plantar algo que chape e que tenha um nome da moda. E revertendo a WW quase todas as plantas vão apresentar vigor, boa resina, vão render bem e ninguém vai reclamar, pelo contrário, ainda vai elogiar o gato que ela comprou como lebre. A menos que a pessoa conheça a genética original, aí ela vai saber que aquilo não tem nada a ver com a original."
×
×
  • Criar Novo...