Ir para conteúdo
Growroom

Denunciar

  • Conteúdo Similar

    • Por Naart
      Dale rapaziada, parei de fumar faz quase um ano as vezes eu dava um 2 enfim, quando voltei a usar percebi que não me sentia bem na presença de pessoas (estranhos, amigos e familiares) o que era novo para mim pois smp curtia a onda com a galera tranquilo, percebi que qndo fumava sozinho em casa eu ficava tranquilo bem dboa, sou ex dependente químico de cocaína estou as 2 anos limpo no começo a maconha fazia diferença no meu tratamento por prefirir ela do q o álcool, ela me manteve bem durante o primeiro ano dps fui parando por conta dessa "paranóia" só vim fazer um relato e saber se alguém mais ja passou por isso...
      Vlw galera, forte abraço
    • Por berLôquera
      Existe overdose de maconha? 
      Nunca ouvi falar, mas por meu tempo trabalhando na saúde hospitalar descobri que overdose não significa necessariamente morte. Significa que você ingere uma dose maior do que pretendia ou do que poderia tolerar, o que lhe acarreta efeitos colaterais (náusea/vômito, tontura, ansiedade, paranoia, deficit cognitivo, taquicardia, PA elevada, etc.). Ou então, você usa uma maconha não tão boa, que pode conter sintéticos e resíduos/solventes da extração (vi em algumas pesquisas).
      Portanto, pode se dizer que ter uma overdose de maconha é pouco provável, mas não impossível!
      Vou deixar aqui meu relato do último final de semana...
      Fumo socialmente há 1 ano (beck, bong..), mas provei dos comestíveis e foi beeem diferente! Fiz uma receita de Cookies Canábicos (está aqui no meu perfil).

      12:30
      Comi um... e como demorava muito pra "bater", resolvi comer outro. ERRO RUDE!
      Do mesmo jeito que demora pra começar a sentir os efeitos (o estômago pode levar 30min ou horas pra fazer digestão), também demora para sair do corpo.
      Então embarquei numa viagem looonga KKKK
       
      13:00
      A partir daqui, não sei dizer os horários com precisão. Comecei a sentir moleza, leve tontura e precisava sentar. Perdi a sensibilidade das pernas.
      Depois comecei a me sentir incomodada com a claridade e fiquei de óculos escuros 😎 
      Daí veio uma tontura lancinante, que não achava jeito melhor de ficar, piorava ainda mais de olhos fechados.
      Uma vez com os olhos fechados, fui pra longe (flutuando, nadando, voando...) e com muito velocidade, ao som de uma dessas bandas psicodélicas. Foi doido!!!!
      Nesse momento, segurei a mão do meu parceiro pra ter certeza de que não estava sozinha (ele também não estava bem, mas ainda sim cuidou de mim).
      Com meu oxímetro em mãos, assustei quando vi meus batimentos oscilando entre 145-162bpm estando em repouso. 
       
      16:00
      Comecei a ficar bem nervosa e ansiosa, porque não dava uma trégua ou uma amenizada nem por um segundo. Obs: tenho transtorno de ansiedade. Mas tentava me manter bem para não desesperar! Não digo que pensei na morte, mas em ir pro hospital, sei lá, tomar um soro.
      O tempo todo bebi água para me manter hidratada.
      Fui deitar na cama e de coberta (sentia frio). Aos poucos a tontura foi passando e entrei noutra fase: a da safadeza! hehehe (transar chapada é mt bom pqp!) Estava mais sensível ao toque e desejando coisas que geralmente não quero.
      Tudo ia bem...mas quando fomos tomar um banho, minha pressão caiu do nada (e mais uma vez tive sorte por não estar sozinha). Fiquei sentada no box do banheiro, molhando o rosto, até passar.
       
      20:00
      O engraçado nesse tempo todo é que não perdi o apetite. Belisquei durante a tarde, ainda que com medo de nausear e a noite pedimos comida japonesa ❤️
      e uma Coca bem gelada foi me reanimando. 
       
      23:30
      Ainda me sentia mole, mas bem. Jogamos Uno, tomando vinho e arrisquei até a fumar um pouco.
      Sinto que perdi o sono, porque demorei a dormir e acordei na madrugada com "dor de barriga" rsrs
      Tomei um banho quente e voltei pra cama des-tru-í-da!
       
      Fim dessa experiência de quase-morte!
      Queria agradecer ao @Freem@n por ter cuidado de mim, mesmo estando na mesma. Conseguiu ser mais forte! 
      E lembrar que: não passe por nada disso sozinhx, principalmente se for a primeira experiência (e mesmo fumando já a algum tempo).
      Outro conselho é ir com calma, provando dos seus limites até encontrar a dose perfeita (pra mim meio cookie bastava). E nunca mais repita o mesmo erro!
       
      É diferente, é louco, é insano! Bjão a todos!
    • Por Relombra
      Sou novo aqui e não sei se esse é o tópico certo para isso, mas vou falar da minha experiência com a maconha e vcs me dá algumas dicas
      Eu já tinha fumado algumas vezes só que eu meio que não sentia nd só ficava relaxado, aí teve um dia que eu fumei um Beck sozinho em menos de 10 minutos pq estava com medo de alguém me pegar fumando e como nunca sentia nd resolvi dar uns tragos fortes, até aí tudo bem logo quando acabei o Beck eu estava na garagem e meio que ouvi os vizinhos falar do cheiro então eu subir para casa correndo joguei a ponta nos matinhos e eu estava super feliz logo que cheguei na cozinha percebi que estava tudo lento kkkk n entendi e fiquei com medo então fui deitar só q aí lembrei que eu tinha deixado umas sedas e tals pela casa eu levantei desesperado e comecei a limpar tudo meu coração disparou e eu queria fazer várias coisas ao mesmo tempo logo quando terminei de limpar td e ter tomado banho eu deitei na cama e fiquei super d boa sabia se alguém chegar era só finge que estava dormindo, então eu curti a brisa fui pesquisar aqui no Google e fui lê essas histórias dei muitas risadas quando eu levantava para ir beber água parecia que eu tava dentro da minha cabeça, era tipo um robô que eu controlava kkkkk eu parava e falava "é.. eu tô muito louco"kkk mas é isso sentia medo e pânico queria que acabasse aquela brisa mais dps eu só queria curtir
      Isso foi normal? Foi pq eu exagerei por meu corpo n está acostumado? Coração disparar é normal? Será que um psiquiatra conversa sobre essas coisas?
    • Por fischerva
      Salve, galera, tudo bem?
      Se tiver posto o tópico em lugar errado, peço desculpas, sou novo aqui e ainda estou me habituando.
       
      Minha dúvida sobre temperaturas no vaporizador é a seguinte:
      É sabido que diferentes canabinóides são liberados em diferentes temperaturas, de forma que é possível dosar o seu uso de acordo com a vontade, escolhendo o tipo de brisa (mais Thc ou Cbd).
      Na erva, cada temperatura evapora determinado canabinoide, mas e nos concentrados, também é possível fazer esse controle ou sempre irá evaporar todos os canabinoides juntos?  
      Não sei se funcionaria da mesma forma ou se há alguma uma tabela específica pra concentrados, como existe para as ervas: 

       
       
       
      Alguém sabe me dizer, ou também tem essa mesma dúvida?
       
×
×
  • Criar Novo...