Ir para conteúdo
Growroom

Governo Americano Quer Fechar O Maior Dispensário Do Mundo.


Reinaque

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

U.S. cracks down on world's largest medical marijuana dispensary

(Reuters) – Federal prosecutors have filed civil forfeiture actions against an Oakland medical marijuana dispensary that bills itself as the world’s largest, as part of a crackdown by U.S. authorities on California’s massive cannabis trade.

The lawsuits, filed on Monday in U.S. District Court in San Francisco, seek forfeiture of two properties where Harborside Health Center operates, said Melinda Haag, U.S. attorney for the Northern District of California.

HarborsideHealthCenter.jpg

Harborside says it is the largest medical marijuana dispensary in the world, serving more than 100,000 patients in a “beautiful waterfront location,” and is subject of the Discovery Channel reality TV show “Weed Wars.”

“The larger the operation, the greater the likelihood that there will be abuse of the state’s medical marijuana laws and marijuana in the hands of individuals who do not have a demonstrated medical need,” Haag said in a statement on Wednesday announcing the actions.

“The filing of the civil forfeiture complaints against the two Harborside properties is part of our measured effort to address the proliferation of illegal marijuana businesses in the Northern District of California,” she said.

In a statement on its website, the clinic said, “Harborside has nothing to be ashamed of, and will contest the Federal actions openly and publicly, with every legal means at our disposal.”

“We look forward to our day in court, and are confident that justice is on our side. Come what may, we shall continue to care for our patients unless we are physically prevented from doing so,” the statement said.

Harborside also announced a news conference for Thursday morning to respond to the “federal attack,” saying that Oakland Mayor Jean Quan and other city, state and union officials would attend.

The action against Harborside is the latest in a crackdown on what federal prosecutors say is a flourishing network of illegal cannabis suppliers operating across California under the cover of the state’s medical marijuana law.

The possession or sale of marijuana is illegal under federal law, which does not have an exemption for medical purposes.

The drive by federal prosecutors to shut down dispensaries has caused friction between the U.S. government and California, which in 1996 became the first state to decriminalize medical marijuana. Sixteen states and the District of Columbia have followed suit.

California Attorney General Kamala Harris, in a November interview with The New York Times, said the federal campaign had “only increased uncertainty about how Californians can legitimately comply with state law.”

Harris also said federal authorities were “ill equipped to be the decision makers as to which providers are violating the law.”

Federal prosecutors say the dispensaries operate outside of California law, which permits only primary caregivers to dispense marijuana and bans sale of the drug for profit.

(Additional reporting by Ronnie Cohen; Editing by Tim Gaynor and Peter Cooney)

Fonte: http://www.beckleyfoundation.org/2012/07/12/follow-reuters-facebook-twitter-rss-youtube-read-china-preempts-apple-on-iphone-5-launch-244pm-bst-1-uk-long-run-budget-outlook-remains-unsustainable-obr/

É, Sr. Obama não está perdendo tempo ao alavancar sua campanha apelando para repressão massiva afim de conquistar votos dos conservadores. Regredindo, infelizmente.

O pior disso tudo é que o candidato da oposição é outro merda seu culhões que visa fazer campanha para os velhos conservadores, responsáveis por todo tipo de atraso mundial.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

hoje parece ser o dia de noticias ruins... cara preso por cultivar, salvia na lista de proibidões - em breve nas mãos de um menor de idade numa boca proxima a sua residencia! :cadeirada:

que porra é essa? o imperio contra-ataca?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

hoje parece ser o dia de noticias ruins... cara preso por cultivar, salvia na lista de proibidões - em breve nas mãos de um menor de idade numa boca proxima a sua residencia! :cadeirada:

que porra é essa? o imperio contra-ataca?

É mermão, não dá pra gente levar todas, mas depois que a semente entrou na cabeça de alguém, ninguém mais tira! Passo por passo, vitória por vitória e vamos chegar lá.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

tem q editar o titulo pq mais dispensario do mundo fico meio cruel ein.... edita la.

eles vao dar um jeito d tempos em tempos sempre querem fechar eles. vamos acompanhar.

KKKK me liguei só agora.

Mas não dá pra editar o título.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

É assim mesmo galera, toda guerra segue esses altos e baixos, uma hora parece que a vitória total é eminente e no outro dia tomamos um tombo daqueles e fica parecendo que as forças inimigas opressoras são invencíveis e implacáveis, mas no final vence quem não desiste nunca e não para de lutar por nada!! Acreditamos totalmente na nossa causa e sabemos que essa é a visão correta sobre o assunto, toda mudança é difícil, toda revolução é custosa e cansativa de se lutar mas a vitória é certa!!! Tudo indica isso, a visão das pessoas, da mídia e dos próprios governantes está mudando pouco a pouco, mas é preciso que trabalhemos duro para que essa mudança se de o mais breve possível, a razão está do nosso lado, vamos convencer as pessoas que a liberdade é fundamental e que a maconha não é prejuducial para a humanidade e sim a salvação desta!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eles tem o poder de coerção, eu não conheço uma força policial no mundo anti-proibicionista, pois o interesse dessas instituições como corporações de pessoas é expandir o poder desse "ser" que é uma força policial, mesmo se no nível individual a proibição seja prejudicial aos policiais mais novatos e recrutas, como coletivo as forças policiais sempre vão tender a apoiar a proibição de forma contundente, assim como os governantes, bancos, farmacêuticas, cervejarias, empresas armamentistas e a elite que controla a mídia é claro, eles tem seus intere$$es a zelar. Infelizmente o quadro é esse, eu sempre fiquei pasmado com a situação em que estamos hoje em dia, são todos contra nós, todos querendo manter esses cartéis de lucros internacionalmente, e alguns grupos ativistas anti-proibicionistas da sociedade civil e vai lá, alguns grandes grupos nos EUA e corporações também, temos algumas corporações "mais ou menos do nosso lado", seedbanks na Europa, alguns grupos em outros países, mas se for pensar é isso, são muitos grupos com muito poder contra alguns poucos grupos e algum poder, e a sociedade civil, parte da população que é engajada nisso.

É complicado...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

É assim mesmo galera, toda guerra segue esses altos e baixos, uma hora parece que a vitória total é eminente e no outro dia tomamos um tombo daqueles e fica parecendo que as forças inimigas opressoras são invencíveis e implacáveis, mas no final vence quem não desiste nunca e não para de lutar por nada!! Acreditamos totalmente na nossa causa e sabemos que essa é a visão correta sobre o assunto, toda mudança é difícil, toda revolução é custosa e cansativa de se lutar mas a vitória é certa!!! Tudo indica isso, a visão das pessoas, da mídia e dos próprios governantes está mudando pouco a pouco, mas é preciso que trabalhemos duro para que essa mudança se de o mais breve possível, a razão está do nosso lado, vamos convencer as pessoas que a liberdade é fundamental e que a maconha não é prejuducial para a humanidade e sim a salvação desta!!!

flw td! ñ desistiremos jamé!!!
  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eles tem o poder de coerção, eu não conheço uma força policial no mundo anti-proibicionista, pois o interesse dessas instituições como corporações de pessoas é expandir o poder desse "ser" que é uma força policial, mesmo se no nível individual a proibição seja prejudicial aos policiais mais novatos e recrutas, como coletivo as forças policiais sempre vão tender a apoiar a proibição de forma contundente, assim como os governantes, bancos, farmacêuticas, cervejarias, empresas armamentistas e a elite que controla a mídia é claro, eles tem seus intere$$es a zelar. Infelizmente o quadro é esse, eu sempre fiquei pasmado com a situação em que estamos hoje em dia, são todos contra nós, todos querendo manter esses cartéis de lucros internacionalmente, e alguns grupos ativistas anti-proibicionistas da sociedade civil e vai lá, alguns grandes grupos nos EUA e corporações também, temos algumas corporações "mais ou menos do nosso lado", seedbanks na Europa, alguns grupos em outros países, mas se for pensar é isso, são muitos grupos com muito poder contra alguns poucos grupos e algum poder, e a sociedade civil, parte da população que é engajada nisso.

É complicado...

Policia e indústrias armamentistas vivem da desgraça do povo, como vão receber verba para a segurança se não houveram mais problemas nessa esfera? O problema é bem vindo, enchem os bolsos de dinheiro e sujam as mãos de sangue.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

galera pergunta sincera aqui , quem ler e souber responder por favor responda.

minha mae ta com cancer, e to tentando cultivar uns pes aqui mais ta fraco e vai demorar ...ela tem quimio agendada pra esses dias mais devido a uns problemas de seguro ta enrolando...eu e minha mae a um ano atras moravamos na california e ela ainda tem muitos documentos validos de la como carteira de motorista... ela tem como provar facil que tem cancer e agora gostaria de saber se tem como eu ir com ela a california e conseguir um "medical marijuana prescription" e depois conseguir comprar o hemp oil. alguem aqui entende ou ja foi la e conseguiu comprar ? qualquer informaçao é bem vinda !

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Dexter, sim e é muito fácil.

Lá voce consegue uma prescription em menos de duas horas, é só ir naqueles médicos (há vários cartazes nas ruas) e lá o médico irá dar a receita para sua mae.

É meio caro mas vale a pena, especialmente pois é um remedio. No CQC o cara conseguiu a receita dele em poucas horas também. Depois é só ir num dispensário e escolher o que voce quiser.

Mas cuidado para entrar com esse Hemp Oil no Brasil! Pode rodar hein...

No mais boa sorte e MELHORAS para sua mae! Muita forca a ela!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

galera pergunta sincera aqui , quem ler e souber responder por favor responda.

minha mae ta com cancer, e to tentando cultivar uns pes aqui mais ta fraco e vai demorar ...ela tem quimio agendada pra esses dias mais devido a uns problemas de seguro ta enrolando...eu e minha mae a um ano atras moravamos na california e ela ainda tem muitos documentos validos de la como carteira de motorista... ela tem como provar facil que tem cancer e agora gostaria de saber se tem como eu ir com ela a california e conseguir um "medical marijuana prescription" e depois conseguir comprar o hemp oil. alguem aqui entende ou ja foi la e conseguiu comprar ? qualquer informaçao é bem vinda !

Como não ter vergonha de viver numa sociedade dessas?

A mãe do cara com câncer e ele tendo esse trampo todo...FODA!

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

po galera valeu pelo apoio eu vi esse video do cqc /

e realmente parece ridiculo de facil , minha duvida eh se eu conseguir esse prescription para pode comprar marijuana em Los angeles eu poderia comprar o oleo em outra cidade como oakland, porque la que tem esse harbourside healt center que eh o maior e mais conhecido de todos , e no site deles eu vi o oleo , sendo vendido por 40 dollar que deve ser algumas gramas e vem na siringa... agora nao sei se eles vendem a siringa completa... mais estou muito contente em saber que existe essa possibilidade de conseguir o oleo la, nao importa o preço vendo tudo pra curar minha mãe e nao ter que ver ela sofrendo na maldita quimioterapia. Jah bless galera

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por Bas
      A bancada evangélica da Câmara dos Deputados cerca o presidente Michel Temer para emplacar apadrinhados na Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, no Ministério da Justiça; e no segundo escalão do Ministério da Educação, que cuida da compra de livros didáticos, o qual praticamente direciona o teor do conteúdo a ser tratado nas escolas.
      Vale lembrar que há uma briga ferrenha e antiga da frente cristã do Congresso contra o comitê do MEC, na gestão do PT desde 2003, que trabalhava para inserir no ensino básico a discussão sobre o respeito à diversidade sexual.
      O chamado kit gay foi limado na gestão de Fernando Haddad, no primeiro ano do Governo Dilma, após a bancada visitá-la no gabinete no Planalto.
      A Secretaria de Drogas do MJ cuida do combate em especial do alastramento do crack.
      Fonte: http://colunaesplanada.blogosfera.uol.com.br/2016/05/30/evangelicos-querem-secretaria-de-drogas-do-mj-e-didatica-do-mec/
    • Por CanhamoMAN
      Governo deve apresentar proposta de punição severa para tráfico de drogas Nesta sexta-feira, dia 3, nova versão deve prever pena menor para pequenos traficantes Fonte:http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/governo-deve-apresentar-proposta-de-puni%C3%A7%C3%A3o-severa-para-tr%C3%A1fico-de-drogas
      BRASÍLIA - O governo deve apresentar nesta sexta-feira, dia 3, uma proposta alternativa ao Projeto de Lei do deputado Osmar Terra (PMDB-RS) que trata da intensificação das penalidades para traficantes de drogas. Atualmente, a lei prevê cinco anos de reclusão como pena mínima para o delito, o que seria aumentado para oito anos. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, contudo, quer que esse acirramento da lei valha, apenas, para aqueles ligados a organizações criminosas, não para pequenos traficantes.
      Após reunião, nesta semana, com o autor da proposta e o relator, o deputado Givaldo Carimbão (PSB-AL), Cardozo teria pedido um abrandamento da pena para quem fosse flagrando com pouca quantidade de entorpecente, o que aproximaria a pena, nesses casos, da atual. A principal alegação do ministério aos deputados, para que a pena fosse abrandada em casos específicos, é a superlotação dos presídios.
      "Insistimos que o pequeno traficante é tão nocivo quanto o grande, porque dissemina a droga igual", destacou Terra. A proposta que será apresentada nesta sexta-feira pelo ministério tentará uma saída intermediária: contemplará o aumento da pena, porém com atenuante aos pequenos traficantes. O secretário nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore Maximiano, foi escalado para finalizar o texto. O projeto, que deve ser votada na Câmara dos Deputados na próxima semana, trata ainda do financiamento de comunidades terapêuticas e das internações involuntárias, o que já havia sido acordado anteriormente com o Palácio do Planalto.
      As previsões passariam a fazer parte da lei que instituiu o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas, em vigor desde 2006. Em relação à internação involuntária, o texto atende uma reivindicação de juízes, que pediam a transferência da responsabilidade de internação involuntária para postos de saúde. Caso a proposta seja aprovada, levar um usuário de drogas para tratamento contra a vontade dele será menos burocrático.
      "Há uma corrente segundo a qual o doente crônico de dependência química não perde o livre arbítrio e, por isso, interná-lo contra a vontade deve ser uma decisão da justiça. Como médico considero diferente. O transtorno da droga é grave e impossibilita o discernimento", explicou o autor da proposta. O tratamento em comunidades terapêuticas será voluntário e devem receber investimento do governo. "Elas foram criadas por omissão do Estado e, agora, se tiverem orientação, protocolo técnico adequado, tem condições de ampliar rede de atendimento."
    • Por CanhamoMAN
      Notícias
      29abril2013
      TRECHOS POLÊMICOS
      Governo negocia mudanças em projeto de lei antidrogas
      Fonte:http://www.conjur.com.br/2013-abr-29/governo-negocia-mudancas-projeto-lei-combate-drogas
      29/Abr/2013

      O governo federal negocia alterações no Projeto de Lei 7.663/2010, que trata do combate às drogas e está em fase final de tramitação na Câmara. A votação estava prevista para abril, porém, por falta de acordo foi adiada. A expectativa de seu autor, o deputado Osmar Terra (PMDB-RS), é vê-lo em pauta no dia 8 de maio. As informações são do jornal Valor Econômico.
      O objetivo dos articuladores do Palácio do Planalto é evitar que a presidente Dilma Rousseff seja forçada a vetar trechos considerados polêmicos da proposta. De acordo com deputados, o governo já teria sinalizado ser contrário à descriminalização das drogas e a favor da internação involuntária de dependentes químicos.
      Na última quinta-feira (25/4), a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, coordenou uma reunião com Osmar Terra, o relator da proposta na Câmara, deputado Givaldo Carimbão (PSB-AL), integrantes do grupo parlamentar que trata do assunto e representantes de diversos ministérios. Uma nova reunião com Gleisi está prevista para esta terça-feira (30/4). À tarde, os parlamentares devem se encontrar com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para discutir um dos pontos que o governo tenta alterar antes de o texto ser colocado em votação. A proposta eleva as penas de traficantes, inclusive os de pequeno porte. O governo, porém, argumenta que a medida tende a aumentar a ocupação das já superlotadas cadeias brasileiras.
      "Não dá para abrir mão do aumento da pena para o tráfico, porque é uma questão de diminuir a epidemia. Tem que retirar quem passa a droga", sublinhou Terra. O relator da proposta reforçou: "Ninguém abre mão [governo e deputados], mas abrimos uma conversa".
      Por desagradar o governo, o relator Givaldo Carimbão retirou do projeto o artigo que determinava às instituições de ensino o cadastramento de suspeitos e usuários confirmados de drogas. Para alas do governo federal, a iniciativa poderia fomentar a marginalização e formação de estereótipos, além de transformar as escolas num espaço "inquisidor" em vez de ser um local acolhedor e onde se cria uma relação de confiança entre estudantes e educadores.
      Outro ponto que pode ter mudança é a internação involuntária de dependentes de drogas. O projeto permite a internação a pedido da família ou de qualquer "servidor público" que constatasse a existência de motivos que justificassem a medida, a qual seria tomada após a decisão de um médico responsável. Um acordo deve ser fechado, autorizando servidores das áreas de saúde e assistência social a tomarem a decisão nos casos em que os usuários não estiverem em contato com seus parentes. Antes, segmentos do governo federal insistiam que a internação compulsória não deveria ser a primeira opção de tratamento.
      O parecer de Givaldo Carimbão também prevê incentivos à atuação das chamadas comunidades terapêuticas, ao prever que o tratamento dos dependentes químicos será custeado pelo poder público ou pelo Sistema Único de Saúde quando não houver vagas em programas governamentais de atendimento ou acolhimento. Num primeiro momento, alas do governo alertaram o Palácio do Planalto para o risco de ser criado um sistema paralelo ao SUS. Mas, segundo os deputados, tais resistências não teriam se confirmado nas mais recentes reuniões.
      Revista Consultor Jurídico, 29 de abril de 2013
  • Tópicos

  • Posts

    • Boa noite galera, tô precisando de uma ajuda no meu cultivo.. Utilzo solo de turfa + perlita, e o que estou percebendo é que ele tá muito compactado, de modo que, quando eu vou fazer a rega, a água escorre pelas laterais do vaso, e não atinge as raízes em sua totalidade, apenas superficialmente (os vasos que utilizo é aqueles de pano).  Alguém tem alguma dica pra soltar um pouco o solo, e TB fico preocupado se isso não geraria um stress na planta. Se alguém puder dar umas dicas... 
    • Muito obrigado irmao @TerraqueoTenho o seu diario de cultivo como um exemplo a ser seguido. Preparando e levando no organico.  
    • Irmão, vou tentar te ajudar. Primeiro, que alguns fatores vão muito das condições onde seu grow vai ser instalado. As vezes optamos por uma solução não melhor, devido a outros fatores.    Seus perguntas e respostas abaixo:   - como é um grow pequeno, voces aconselham eu colocar o exaustor pra fora anexado com aquele tubo de ar puxando ar de dentro para fora? Ou acham de boa colocar ele dentro mesmo com um suporte quase que no teto do grow. E outra, preciso puxar o ar quente do cooltube pra fora?    Se o grow é pequeno, instala o exaustor do lado de fora puxando o ar quente do cool tube p/ fora. Sempre ar quente da lampada direto p/ fora da tenda.   - tenho 2 extratores fora o exaustor. Acham uma boa usar eles apenas pra tirar o ar de dentro ou usar algum deles ou os 2 pra jogar o ar de fora pra dentro?   O melhor desempenho é você colocar o(s) exautor(es) puxando o ar para FORA. O ar entra na tenda de forma passiva. Ao tirar o ar, se tiver por onde entrar, o ar de fora vai entrar. Não precisa de nada p/ jogar o ar p/ dentro da tenda.   - Acham necessario colocar essa fluor 85w junto com a HQI 400w?    Acho desnecessário. 400w para esse tamanho está já no máximo.   - estou sem ph metro, o que voces me aconselhariam a fazer diante disso? Tem alguma forma de saber se o ph da agua esta correto? Ou alguma forma de tornar uma agua dentro do ideal sem o medidor?   Compra um phmetro ou medidor de pH de aquário. Funciona muito bem. Equipamento indispensável. PHmetro é caro. Se comprar um barato vai durar 3 meses. Medidor de PH de aquário deve custar uns 30 reais e dura o ano todo. Mas, as vezes é um pouco chato para ler.     Nessa parte do forum você encontra muita dica para montar seu projeto: https://www.growroom.net/board/forum/6-growroom-projetando-e-construindo/
×
×
  • Criar Novo...