Ir para conteúdo
Growroom

Denunciar

  • Conteúdo Similar

    • Por Highstein
      Alterosa Setembro 2018 Youtoba
      “Reportagem” cultivo 
    • Por Smoke Cannabis
      Em Sto.André, PM faz maior apreensão de maconha de SP
       
       
      A PM (Polícia Militar) confirmou ontem a descoberta da maior plantação de maconha em área urbana do Estado de São Paulo registrada nos últimos anos. Ao todo, 6.500 pés de Cannabis sativa, planta utilizada para produzir o entorpecente, foram localizadas no morro da Kibon, em Santo André. A polícia chegou ao local após denúncia anônima. O plantio ocupava área de aproximadamente 1.000 m². Segundo cálculo da corporação, a cada metro quadrado foram localizadas de cinco a oito plantas na área.
      “A princípio, a perícia constatou 1.000 pés (conforme noticiado ontem pelo Diário), no entanto, a realização de nova vistoria na área, com apoio de helicóptero da Polícia Civil, constatou que se tratava de uma plantação muito mais ampla, com cerca de 6.500 pés, a maior do Estado em área urbana, segundo levantamento da corporação”, explica o capitão Luiz Roberto Moraes, que relembra a apreensão de 25 mil pés da erva em Franca, no Interior de São Paulo. No entanto, a descoberta foi em área rural.
      Localizado em terreno de difícil acesso, o cultivo apresentava plantas em estágio de pré-colheita. A estimativa da PM é a de que a plantação esteja no local há cerca de dois meses e que, posteriormente, a sua retirada seria comercializada no próprio município.
      A remoção dos pés, iniciada ontem, demandou apoio de 56 profissionais, sendo 20 policiais militares, três da polícia ambiental e 33 profissionais cedidos pela Prefeitura de Santo André. “No primeiro momento já removemos de 30% a 40% das plantas. A ideia é finalizar o trabalho entre amanhã (hoje) e sábado (amanhã)”, disse o capitão Moraes.
      As plantas, que estão sendo encaminhadas para o 6º DP (Vila Mazzei) de Santo André, onde o caso foi registrado, devem seguir nos próximos dias para Instituto de Criminalística, local onde as mudas serão catalogadas. Posteriormente, todas passarão por processo de destruição, segundo a PM.
      Até o fechamento desta edição, um indivíduo, que seria o responsável pelo cultivo e armazenamento das plantas em área fechada, foi preso em flagrante. No entanto, as investigações do caso continuam.
      Segundo a PM, a partir de agora os trabalhos serão concentrados na investigação do local onde o plantio seria processado. “Acreditamos que o espaço deve ser próximo, podendo ser aqui mesmo no morro da Kibon”, afirma o capitão Moraes.
      Abordados pela equipe de reportagem do Diário, moradores da comunidade evitaram falar sobre o assunto.
       
      Fonte: https://www.dgabc.com.br/Noticia/2676124/em-sto-andre-pm-faz-maior-apreensao-de-maconha-de-sp
    • Por diegogskt
      A pedido do delegado chefe da 17ª SDP de Apucarana, José Aparecido Jacovós, o juiz da 2ª vara criminal de Apucarana, Dr. Jose Roberto Silvério decretou a prisão preventiva do empresário Ivo Grossi Maia, 31 anos.
       
      Segundo informações obtidas junto a  Polícia Civil, Ivo seria um dos donos da sofisticada plantação e cultivo de maconha em um apartamento no centro de Apucarana.
      Na noite da quarta-feira (6), uma equipe do serviço reservado da Polícia Militar (P2), após receber denúncia localizou estrutura sofisticada de cultivo de maconha em um apartamento na Rua Tamandaré na área central de Apucarana. Após a polícia ficar próxima ao local por cinco horas, não foi possível localizar o dono da plantação.
      Na residência os policiais encontraram estruturas de cultivo de alto custo, 59 vasos com mudas da planta,  além de parte da droga sendo desidratada em caixas, 180 sementes importadas da Holanda, outras 214 sementes, além de 126,82 gramas de sementes em processo de secagem e três porções de maconha (33) gramas já prontas para a venda. Havia ainda insumos e fertilizantes para cultivo do vegetal.
      O que chamou a atenção pelos policiais foi à sofisticação nos equipamentos com tubos de ar e luzes de led para controlar a temperatura, umidade e iluminação das plantas, embalagens, a droga já saia pronta para consumo.
      Esse cultivo, considerado mais nobre, sementes vindas da Holanda, com o que deve possibilitar um produto de melhor qualidade, que faz com que o valor da droga seja mais cara.
      Informações dão conta que filhos e parentes de grandes “figurões” (advogado, médico, empresário, etc.) também estejam envolvidos na associação para o tráfico. A Polícia Civil está investigando para chegar aos demais envolvidos. Ivo Grossi Maia é considerado foragido da justiça e está sendo procurado pela Polícia.
      Link da notícia e fotos: rtvcanal38
      Vídeo: youtube
×
×
  • Criar Novo...