Ir para conteúdo
Growroom
verdegulho

Alunos Entram Em Confronto Com A Polícia Militar Na Usp

Recommended Posts

Quando começou tudo isso... pensei comigo, ótimo! Se todos se manifestassem assim, em universidades de todo o Brasil seria um passo

gigante para a descriminalização. Mas conforme a coisa foi andando, a unica coisa que eles conseguiram fazer foi sujar cada vez mais a imagem

de quem fuma maconha. E isso ninguém aqui pode discordar de mim.

.

Se as pessoas já não viam quem fuma a maconha com bons olhos antes, agora então. Não passamos de baderneiros, vagabundos, que inves de estuda.. vai pra faculdade

fuma maconha. É isso que acham de nós. Eu cheguei a ve gente falando que O TRÁFICO TA FINANCIANDO esses protestos.-.-

Policial é fdp. É. eu sei disso. todo mundo aqui sabe. Mas eles tão lá pra faze o trabalho deles, ta na lei que é proibido fumar maconha, eles vão lá e vão fazer

o que a lei ta mandando eles fazer. SIMPLES ASSIM. é absurdo,É. Mas não vai se com violência gratuita que vamos mudar alguma coisa.

Nosso alvo não são os policiais. Temos que "atacar" o Governo. Órgãos Públicos. Políticos. Temos que exigir dos "GRANDES" o direito de fuma maconha, não dos policiais..

Não conheço a USP, sou do Sul do Brasil. Mas já me falaram que perto da USP é uma bandidagem do kct. Um moço foi morto num assalto lá dentro, tentativas de estupro ocorreram lá dentro. ELES PRECISAM DE SEGURANCA. A policia é uma segurança ( com seus milhoes de defeitos ou não)

Querem muda alguma coisa? Vamo mostra pras pessoas que maconheiro não é vagundo. Vamo faze manisfetações decentes. Sem violência. PAZ MINHA GENTE.

Iniciativas como de um moço aqui do GR que eu li.. de mandar cartas com folhas de maconha para órgãos públicos. São ótimas. Uma maneira inteligente e não violenta de protesta. Outra maneira é mostra a cara mesmo. Pq nas marchas eu só vejo muleque lá gritando LEGALIZE . Cade os professores? Médicos? Advogados? Pais de família? Pq vcs não mostram a cara?

Enquanto não mudarmos a lei, não podemos fazer nada contra os policiais.

Agora a partir do momento que a maconha for descriminalizada, ou legalizada que seja.

Aí vamos rir da cara dos coxinhas, Aí vamos poder fumar tranquilio,eu vou pode ter meus pézinhos em casa tranquila.. sem medo de ser presa.

E então os policiais vão pode faze o trabalho que eles TEM que fazer.. que é prender ladrão e não maconheiro.

Essa violência boba só vai gerar mais revoltas, mais brigas, mais confusão, mais pessoas alienadas. =/

abraços (:

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A resistência não resistiu, os porcos acordaram o pessoal mais cedo e todo mundo saiu fora sem que fosse preciso massagem! Fico aqui pensando como tem dinheiro sobrando no País, ao ponto de montarem uma firula dessas para botar para fora esses perigosos rebeldes. A população em geral não se preocupa, aí vem as olimpíadas, a copa do mundo etc. " se eles te oprimem, tu grita gol "

Concordo, deve tá sobrando muito dinheiro nesse país...nego invade patrimonio público, pixa, depreda, quebra cameras e equipamentos e ainda é aplaudido....

Bela revolução eles fizeram heim, mudaram o mundo...Agora sim vivemos num lugar melhor, esse tipo de revolucionário é essencial a nossa existencia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

togo, dá um tempo brother, esse reitor se tu pesquisar gastou mais dinheiro montando o escritóriozinho dele, do que vai custar p/ arrumar o que "depredaram" no prédio. Aqui no growroom ler uns negócios desses me deixa assustado viu. A USP vai virar o Chile vai vendo o que to escrevendo, PM vai ser expulso na bica daqui pra frente.

ocupareitoria%252520136.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Dankai, porra...bando de muleque mimado que não reinvidicou nada que prestasse.

E que lógica é essa que quem planta maconha tem que ser revoltado contra o tal "sistema"???? Se opinião diversa te assusta vc tem q abrir mais a cabeça bro, tamo aqui pra trocar idéia né.

Como eu já coloquei a algumas páginas atrás, os radicalismos estão com os dias contados, e não são só os do tipo do Bolsonaro, os de esquerda também não cabem mais nos dias de hj.

Mas bobiar alguém virou vegetariano ou parou de assisitir a globo pelo menos, talvez influenciados pelos revolucionários da GAP. A USP não vai virar nada de Chile, isso aí vai miar e ninguém mais vai ouvir falar, pq nem os caras sabem o que querem

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A polícia matadora de traficantes não é um radicalismo político? E os traficantes devolverem as balas também não é um radicalismo? E as explosões a caixa e milícias no Rio? Pra mim configuram sim em radicalismos, tanto fascistas quanto defendendo facções criminosas, são radicalismos políticos pois a proibição das drogas é uma escolha política, de criminalizar certa parcela da população, se não houvesse a guerra às drogas qual seria o inimigo dos fascistas? Eles ficariam chateados de não ter nenhum inimigo para demonizar, no intuito de assustar a população e a jogar contra esse inimigo, no caso sabemos que essa guerra toda é uma farsa, mas pense bem em quem ganha com esse conflito, tente ver o quadro maior, só isso que te peço, "Cui bono?".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tanta merda acontecendo no brasil , mas a mulecada que acaba virando os viloes, sao qse terroristas esses estudantes.. nossa! depredaçao de patrimonio publico, meu deus!

cracolandia nao é depedraçao de patrimonio publico?

CORRUPÇAO POLITICA É A MAIOR DEPREDAÇAO DO PATRIMONIO PUBICLO!

mas agente nao ve o povo com a mesma indignaçao e odio para com a corrupçao, CPIs sendo abafadas e etc etc...é tudo manipulado pela midia e pelo estado... desviam o foco e a energia, conduzem as pessoas .

no final o filho da puta sem carater, o cancer da sociedade acaba sendo ''estudantes esquerdistas maconheiros''

bicho de sete cabeças, é uma vergonha isso!

QUERO VER A MESMA INDIGNAÇAO COM OS MALUFS E SARNEYS DA NOSSA VIDA!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Doutrolado é isso mesmo, fazem um circo numa questão como essas pra desviar o foco, agora a mulecada vai pagar o pato dessa sociedade doente, vai ter de responder processo por depredação de patrimônio público, se quiser responder em liberdade é 1.050 reais na mão do Estado, e viva o Brazól.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Dankai, porra...bando de muleque mimado que não reinvidicou nada que prestasse.

E que lógica é essa que quem planta maconha tem que ser revoltado contra o tal "sistema"???? Se opinião diversa te assusta vc tem q abrir mais a cabeça bro, tamo aqui pra trocar idéia né.

Como eu já coloquei a algumas páginas atrás, os radicalismos estão com os dias contados, e não são só os do tipo do Bolsonaro, os de esquerda também não cabem mais nos dias de hj.

Mas bobiar alguém virou vegetariano ou parou de assisitir a globo pelo menos, talvez influenciados pelos revolucionários da GAP. A USP não vai virar nada de Chile, isso aí vai miar e ninguém mais vai ouvir falar, pq nem os caras sabem o que querem

Tu que sabe... ó grande pensador!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A polícia matadora de traficantes não é um radicalismo político? E os traficantes devolverem as balas também não é um radicalismo? E as explosões a caixa e milícias no Rio? Pra mim configuram sim em radicalismos, tanto fascistas quanto defendendo facções criminosas, são radicalismos políticos pois a proibição das drogas é uma escolha política, de criminalizar certa parcela da população, se não houvesse a guerra às drogas qual seria o inimigo dos fascistas? Eles ficariam chateados de não ter nenhum inimigo para demonizar, no intuito de assustar a população e a jogar contra esse inimigo, no caso sabemos que essa guerra toda é uma farsa, mas pense bem em quem ganha com esse conflito, tente ver o quadro maior, só isso que te peço, "Cui bono?".

Então parceiro, mas meu ponto é que eles nunca reivindicaram o fim da guerra as drogas, não falaram em regulamentação de nada. Não reclamaram q a maconha é proibida, reclamaram de ter q conviver com PM no campus, por isso minha crítica a esse movimento, parecem rebeldes sem causa.

Tanto os radicalismos estão ficando sem espaço, que mesmo a guerra as drogas hj é discutida, com envolvimento de pessoas famosas e tal. Lei mais branda para usuário, etc. Só que leva tempo pra população acostumada ao terrerismo ideológico feito pelas igrejas e formadores de opinião ser superado pela verdade. Infelizmente vivemos num país de ignorantes, onde muitas vezes a palavra do bispo vale muito mais que a do médico. Mas sinto que apesar de tudo temos obtido avanços, e a coisa vai cada vez mais nesse sentido. Enquanto o Demóstenes tenta prender usuário, a caravana passa e obtemos cada vez mais apoio, os radicais tendem a ficar falando sozinhos...

Tu que sabe... ó grande pensador!

Obrigado pelo "grande pensador", nunca me vi assim mas agradeço o carinho. E quanto ao saber o que quero, pode ter certeza que além de saber corro atrás.

abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

na boa brother, um monte de maconhero pensando no prórpio cu ao ponto de não ser capaz de avaliar os ideais dos outros, ningm tomo o prédio por causa de maconha ou de maconhero, qm lanço essa conversa é a porra da midia, tanto q o pessoal q pegaram com fumo nem xio, a questão é q lugar de porco é bm longe de instituição de ensino, a segurança da faculdade é responsabilidade da faculdad, tu ja viu porco dentro de escola? as vezes q eu vi não tavam lah a trabalho, nos arredores tudo bem, mas instituição de ensino não é lugar de polícia, voltando ao momento e o motivo da invasão, os 3 malucos não tavam fumando, tavam só com o fumo o que signifca q eles deliberadamente revistaram estudandes em ambiente escolar, ai eu te pergunto, eles tão lah pra dá gilica nos alunos ou pra evita assalto? e te pergunto mais, desde q fizeram essa cagada de convenio com a polícia cessaram os assaltos? não cessaram os assaltos, e a polícia ainda fica dando gilica nos alunos, e tem mais coisa por trás, pm rodas e alckmin, chero de podridão e certeza de faucatrua...isso não pode fik de graça...mas vai fik de graça, medalha no peito do porco credibilidade no nome do alckmin e o rodas se sentindo o foda, e pra piora agente entra no growroom e nego vem dize q o radicalismo ta com dias contados q 400 estudandes q tomam um prédio pedindo liberdad cultural e de expressão são mimado, ta loko...vamo procura enxergar as coisas com mais racionalidad e mais inteligencia antes de defende um ponto, tem grower largando ideia com selo de qualidade zé povinho...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A face autoritária do reitor da USP

Publicado em 7 de novembro de 2011 por redacao

JoaoGrandinoRodas260.jpgQuando dirigia a Faculdade de Direito, João Grandino Rodas colocou a tropa de choque para desalojar manifestantes. Também já recebeu uma condecoração de oficiais da reserva do Exército, defensores da “Revolução de 64″

Por Ana Paula Salviatti

Ao resgatarmos a Memória da ditadura militar brasileira (1964-1985) encontramos no meio da história o nome do atual reitor da Universidade de São Paulo (USP), João Grandino Rodas. Entre 1995 e 2002, Rodas integrou a Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos e esteve diretamente ligado à apuração da morte de alguns militantes de esquerda, dentre eles a estilista Zuzu Angel, caso em que os militares foram inocentados.

Enquanto diretor da Faculdade de Direito, Rodas foi primeiro administrador do Largo São Francisco a utilizar o aparato policial, ao requisitar, ainda na madrugada do dia 22 de agosto de 2007, a entrada de 120 homens da Polícia Militar, inclusive da tropa de choque, para a expulsão de manifestantes que participavam da Jornada em Defesa da Educação, na qual estavam presentes representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), de estudantes e membros de diretórios acadêmicos, os quais foram fichados e levados à delegacia, com um tratamento ofensivo em especial aos militantes dos movimentos populares.

Também foi Grandino Rodas que, ainda na gestão do governador José Serra (2006-2010), lavrou o documento que viabilizava a entrada da PM no campus da USP, em 2009. Durante sua administração na Faculdade de Direito, tentou sem sucesso a implementação de catracas para impedir o acesso de gente “estranha” ao prédio da instituição. Em seu último dia na direção da Faculdade de Direito, Rodas assinou a transferência do acervo da biblioteca para um prédio próximo à Faculdade, o qual não possuía perícia para tanto, apresentava problemas com a parte elétrica, hidráulica e inclusive com os elevadores. Tudo isso feito sem consultar sequer o corpo burocrático da Faculdade.

Ainda durante a gestão de José Serra, Grandino Rodas foi escolhido reitor da USP através de um decreto publicado no dia 13 de novembro de 2009. Seu nome era o segundo colocado numa lista de três indicações. Ou seja, Rodas não foi eleito pela comunidade acadêmica. A última vez que o governador do Estado impôs um reitor à Universidade — utilizando-se de um dispositivo legal criado no período militar e que está presente na legislação do Estado de São Paulo até hoje — foi durante a gestão do governador biônico Paulo Maluf, que indicou Miguel Reale para assumir a Reitoria da USP entre 1969 e 1973.

Na gestão de Rodas, estudantes têm sido processados administrativamente pela Universidade com base em dispositivos instituídos no período militar. Num dos processos, consta que uma aluna — cujo nome ficará em sigilo — agiu contra a moral e os bons costumes. Dispositivos como estes foram resgatados pela USP.

Em agosto de 2011, João Grandino Rodas assinou um convênio com a Polícia Militar para que esta pudesse entrar na Universidade. O reitor também recebeu o título de persona non grata por unanimidade na Faculdade de Direito, que apresenta uma série de denúncias contra a gestão do ex-diretor, acusando-o de improbidade administrativa, entre outros crimes. Recentemente, um novo ocorrido, a princípio um incidente, podia ser visto no campus ao ser lido na placa do monumento que está sendo construído na Praça do Relógio uma referencia à “Revolução de 64”, forma como os setores militares e demais apoiadores do golpe militar se remetem à ditadura vivida no Brasil.

Rodas também é atualmente investigado pelo Ministério Público de São Paulo por haver contratado sem concurso público dois funcionários ligados ao gabinete da Reitoria, sendo um deles filho da ex-reitora Suely Vilela. Contra Rodas também pesam denúncias de mau uso do dinheiro público. E, por último mas não menos importante, Grandino recebeu a medalha de Mérito Marechal Castello Branco, concedido pela Associação Campineira de Oficiais da Reserva do Exército (R/2) do NPOR do 28° BIB. O Marechal que dá nome à honraria, não custa lembrar, foi o primeiro presidente do Estado de Exceção vivido no país a partir de 1964.

Todas estas informações foram lembradas. No entanto, muitas outras lotam o Estado em todas as suas instituições, todos os dias, graças ao processo de abertura democrática do país, que não cumpriu o seu papel de resgatar a Memória e produzir uma História que reconfigurasse e restabelecesse os acontecimentos do regime, possibilitando a rearticulação das inúmeras ramificações do Estado, como foi feito no Chile, Argentina e mais recentemente Uruguai. A consciência dos cidadãos passa pelo tribunal da História que, ao abrir as cicatrizes não fechadas, limpa as feridas ao falar sobre as mesmas dando a cada um o que é lhe de direito.

As diversas vozes que exclamam a apatia nacional frente às condutas políticas sofrem deste mesmo mal ao não relembrarem que a história do país conduzida por “cima” não expulsou de si seus fósseis, e sim os transferiu de cargo, realocou-os em outras funções. Os resgates da imprensa são limitados às Diretas Já e ao Impeachment de 1992. Se a memória que a mídia repõe é a mesma que se debate no cotidiano, então nosso país sofre de perda de memória e , junto disso, de uma profunda inaptidão crítica de suas experiências, dando assim todo o respaldo ao comumente infundado senso comum.

Ao levantarmos o passado, constata-se que o anacronismo não está só nas inúmeras manifestações que acontecem no meio universitário, no caso a USP, mas em todas as vezes em que não são cobertas pelo noticiário as inúmeras reintegrações de posse feitas em comunidades carentes, nas manifestações que exigem a reforma agrária, nas reivindicações que exigem moradia aos sem-teto. O anacronismo está presente nas inúmeras invasões sem mandado judicial que ocorrem em todos os lugares onde a classe média não está, no uso comum de tortura pelas Polícias Militares em um Estado que se reivindica democrático, nos criminalizados por serem pobres e negros, naqueles que são executados como Auto de Resistência pelas Polícias Militares, e a lista segue. Vive-se a modernização do atraso nas mais diversas formas e matizes.

O tempo se abre novamente e aguarda o resgate da Memória e a reconstrução da História. O país tem uma dívida a ser paga com seu passado, e eis que, finalmente, a Comissão da Verdade vazia de sentido ao ser apresentada pelos inábeis veículos de informação ressurge agora preenchida e repleta de sentido. Afinal, a História dos vencedores nega o passado dos vencidos, assim como seu presente e, consequentemente, seu futuro.

http://rede.outraspa...-reitor-da-usp/

Muito bom.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eles não estão protestando mais nem pela maconha, amigos SLOWPOKES 3ov7.jpg

A questão é que a PM não tem nada o que fazer lá. Ficar reprimindo gays e gente fumando maconha no campus, e os assaltos só aumentando?

A questão da maconha veio de brinde. Não era pra estar proibida e principalmente, estudante que fuma na faculdade não tem NADA que estar sendo preso por policial militar. No MÁXIMO uma advertência e deu. Isso é um absurdo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é isso aí...

almofadinha defendendo a P.M. com argumentos que serviriam no máximo pro seu filho bebê não por a mão no fogo... e olha lá... até ele vai questionar...

a mídia ta fazendo a cabeça sim. sempre que fala da usp, das as notícias de crackolândia e apreensões junto, como se fossem da mesma laia...

abaixo a ditadura!

abaixo rodas!

abaixo a PM!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o ativismo forte mesmo é fumar varios baseadao na cara desse fila da puta.... Rodas de Fumo nesse tal #Rodas

uma vez fumando um baseado em um capus universitário, uma professora começou a gritar de la da janela de cima do segundo andar: "-eiii , va fumar seu baseado mais pra lá qeu tá atrapalhando aqui o cheiro"(meio grosseira),,, só pq ela gritou(todo mundo ouviu) e a expressão dela representou superioridade arrogante e falta de carisma , eu respondi gritando de cá,,: "-sou aluno e vou fumar onde eu quiser, se quiser ligue pro diretor do meu campus e fale que tem gente de outro campus aqui fumando..." ela calou a boquinha dela e foi dar a aula..

assim como professores , já se mostraram incomodados , bem mais educados e a resposta foi imediata, "-Claro , desculpe ai , já vamos dar um jeito...!", e ele todo educado agradeceu..

a EDUCAÇÂO VENCE!

sou brasileiro, e independente do campus eu entro e respeito , mas se vier me gritando, recebe grito,, se vier me batento , recebe porrada, e por ai vai...se vier no dialogo , vamos conversar..

a diretora do meu campus uma vez me disse que nao gostava de maconheiro , eu falei pra ela que ela entao nunca poderia ser diretora de um curso academico de nivel superior... que era melhor ela renunciar o cargo ou aprender a tratar pessoas independente das suas escolhas de comportamento...pq a maconhagem estava apenas começando... engraçado que depois disso ela ficou minha amiga polemica, sempre me dando moral...e a galera que nao suportava ela nao entendia nada como eu , tolerava ela e ela me tolerava... e nos saimos muito bem de relação diretora / aluno...

Dialogo é tudo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1688688.jpg

reparem bem nessa foto, a imprensa fazendo mo frescura q tem molotov

mas reparem bem, a garrafa de whisky com as paradas da mesma cor do whisky! HAHAHAHHAHA

e vi tbm no uol umas garrafas de dreher vazias, pq será

e tipo com aquela quantidade ali, não da pra queimar NADA

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dois pontos tenho a destacar.

1 - Agora são 3mil estudantes manifestando nas ruas de SP. Espero que mão desistam antes de quaisquer resultado. Mas cade as informações? É raro encontrar algo. (Maldita mídia)

2 - Sou contrário ao vandalismo exercido pelo movimento, contudo eles foram muito sacudos ao dizer ao Brazil que querem fumar em paz e sem polícia enchendo o saco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Tópicos

  • Posts

    • Primeiramente bom domingo a toda comunidade GR. Estou com uma dúvida sobre interrupção do fotoperíodo escuro em floração por acidente. Explico: nessa última noite aqui em casa teve umas quedas de energia bem rápidas e em uma delas, quando a energia retornou, o sistema de ventilação/exaustou não religou. Tive que desconectar/reconectar toda a fiação para que o sistema voltasse a funcionar. Por sorte estou usando luz verde no quarto, o que me deu alguma luminosidade para fazer o reparo na hora. Acontece que bateu a noia da ventilação estar desligada desde as interrupções anteriores e acabei abrindo rapidamente a porta do grow, por algo em torno de 5-10 segundos, situação na qual incindiu uma luz indireta (pelo angulo de abertura da porta, que ainda assim protegeu) da TV que está a uns 3 metros de distância e não sei por que cargas dágua ligou naquele exato momento. Imagino que situações como essa, repetidamente, sejam um problema e por isso vou fazer uma revisão de toda instalação da fiação. Mas a minha dúvida é: esses poucos segundos com incidência de luz indireta já seriam o suficiente pra hermar as minhas plantinhas? Elas são prenseeds e estão entrando na terceira semana de flora. Demorei uma hora pra voltar a dormir pensando nisso e acabei me sentindo culpado por ter aberto a porta pra checar se estava tudo ok. Em alguns fóruns gringos que pesquisei no celular de madrugada li que períodos muito curtos assim são menos perigosos que light leaks constantes em função de alguma passagem de luz no grow, mas gostaria da opinião de vocês. Forte abraço e boa semana a todos!
    • Resolvi montar 2 grow com leds bulbo pra aprender a lidar com a planta, não vou investir 1k em led por enquanto...quero pegar as manhas de amarrações, usar o cultivo como terapia ao aprendizado de algo novo, depois pensar em alto rendimento...vou começar com 4 plantas, sendo duas em cada grow. No momento estou apenas com duas, tem mais 3 sementes na terra em copos pequenos que coloquei hoje...   Estava pensando se vale a pena colocar coolers de pc ligados a uma fonte 12v ou se é melhor já colocar um exaustor de uns 150 reais, pois talvez alimentar a fonte 12v pra tocar 2 coolers de pc, a longo prazo, em gasto de energia não compense...e esse mesmo pensamento me fez desistir de adquirir as hps...bom, sigo aqui treinando umas amarras [foto1] e tentando maximizar os led bulbo, alinhando todos no mesmo nível e colocando umas “asas” pra direcionar mais luz em direção a planta[foto2 e 3]...por enquanto a exaustão tá sendo feita com ventilador e grow semi aberto paz pra todos
    • Salve meu mano, valeu. Na verdade esse ano fiz cultivos de automáticas e tinham sobrado um Pack de seeds que acabei não usando e resolvi estender o cultivo. São 3 seeds da Santa Semilla, auto cheese. Analisei com calma depois, as 3 vieram hermas, com certeza vieram de genética. Nunca havia tido uma planta herma, ja tive vários machos, mas hermas nunca. Como meu ciclo tinha acabado e eu só tenho elas, resolvi levar mais um pouco, só pra ver como elas se desenvolvem. Notei que mesmo assim elas resinam relativamente bem, estou achando que vai rolar uma manteiga temperada pelo menos. Kkkk Valeu família.
×
×
  • Criar Novo...