coringao

Intimação Da Pf

Recommended Posts

Valeu pelo relator, Null!! Siba sempre presença, não deixa na mão com orientações preciosas.

43 gramas de semente é coisa pra caramba, tem algo errado ai, não bate com 15 sementes. Deve ter pesado com embalagem.

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu pelo relato man.

Ler historia como essa , traz um pouco de tranquilidade.. Foda ficar 2 anos na agonia. Eu ja to a 1 kkkkkk

Um dia é minha vez kkkkk.

Mas um dia isso muda.. e acho que já ta começando

Fica tranquilo jowwRS - a PF mete medo, mas pelas proprias palavras do delegado, eles nao querem prender usuario.

Valeu pelo relator, Null!! Siba sempre presença, não deixa na mão com orientações preciosas.

43 gramas de semente é coisa pra caramba, tem algo errado ai, não bate com 15 sementes. Deve ter pesado com embalagem.

Grande Sano!! Nao somente o Siba, mas voce tambem tá sempre alerta e pronto para ajudar!!

Tambem imagino que pesaram o pacote todo, pq o delegado disse que nao tinha o numero exato de sementes no material que ele recebeu.

Ae mas a PF tem poder de "pegar" o pessoal de seed banks gringos ? tipo seedsman, sensiseeds e tal ?

Blz Andrerznd! Tambem nao entendo o pq destes comentarios - tem bandido sobrando no Brasil, pq procurar vendedor de sementes em paises onde isto é legalizado?? nao da pra entender tb...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ae mas a PF tem poder de "pegar" o pessoal de seed banks gringos ? tipo seedsman, sensiseeds e tal ?

Claro que não, nesses países sementes são legais ... no reino unido qualquer tipo de semente, de qualquer planta e legal ... se vai germinar e outra historia ...

Você não pode responder por um crime em um pais que o 'crime' não e crime ... nem os EUA conseguiu fechar os seed banks ... coitadinho do nosso Brasil ...

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salve galera do grow.

Sei que vcs nao me deixar na mão, estou com uma dúvida eu havia feito uma compra de seeds para mim cultivar umas genéticas melhores q o prensado,so q hj eu fui rastrear a encomenda ela esta retida na unidade de tratamento administrativo do correio.

O pior q eu pedi a encomenda no meu nome !

É provável que eu receba a tal carta de intimação ou q a pf venha me intimar pessoalmente?

Vlw e agradeço desde já quem puder me ajudar nessa dúvida

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salve galera do grow.

Sei que vcs nao me deixar na mão, estou com uma dúvida eu havia feito uma compra de seeds para mim cultivar umas genéticas melhores q o prensado,so q hj eu fui rastrear a encomenda ela esta retida na unidade de tratamento administrativo do correio.

O pior q eu pedi a encomenda no meu nome !

É provável que eu receba a tal carta de intimação ou q a pf venha me intimar pessoalmente?

Vlw e agradeço desde já quem puder me ajudar nessa dúvida

Fala amigo Leandriinhuu, boa noite!

Então, as vezes fica retida na alfândega pela demora mesmo (não sei quanto tempo faz que você pediu), receita federal e correios só funcionam quando e como querem. Eu mesmo já tive encomendas minhas "paradas" na alfândega por mais de mês (na época eu importava fumo de narguile, que não era permitido pela quantidade hahaha) e nem por isso dava nada. Tinha vezes que me taxavam, teve uma (única) vez que apreenderam e na grande maioria só demorava por demorar mesmo e chegava em minha casa depois de um tempão. Me lembro inclusive um caso que eu havia esquecido da compra já e do nada minha campainha toca e "uou, você ainda existe"! Então respire fundo que, talvez, possa não ser nada.

Caso ela foi realmente apreendida provavelmente você vai receber uma intimação, usualmente feita pelos correios, para comparecer à delegacia. Fique tranquilo, caso necessário e você venha a receber a devida intimação, mande e-mail para [email protected] que a equipe lhe respondera e te passará toda a instrução necessária.

Forte abraço,

Jah bless

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, você deixa de ser réu primário sim. Fica com ficha suja sim. Se você for tirar ficha de antecedentes criminais irá constar uma transação penal. SE você for novamente condenado, isso irá contar para a a fixação da pena na parte de boa conduta social, etc. Isso foi até citado no Julgamento da descriminalização no STF. E se você for fazer um concurso público então, esquece. Sua ficha criminal terá que você transacionou pelo 28. Além disso, você não tem que fazer petição nenhuma pro STF, você vai alegar na 1a instância a inconstitucionalidade. Ponto. Tinha que constar em todas as teses de defesa. Inclusive é a orientação dada pelo Defensor Geral do Rio. Sempre pedir a inconstitucionalidade. É só mais um parágrafo que você tem que acrescentar na sua petição, nada além disso. Depois disso o processo vai ser sobrestado e aguardar o STF. Ponto. Por isso que perguntei se era usado em todos os casos. Pq não tem motivo de não ser, já que não tem custo adicional nenhum. Mas sl, nego hj faz tudo nas coxas.

Transação penal não gera antecedentes criminais exatamente pela sentença não transitar em julgado... pelo que sei apenas sentença transitada em julgado gera antecedentes...

TJ-PR - Apelação Cível e Reexame Necessário APCVREEX 5675703 PR 0567570-3 (TJ-PR)

Data de publicação: 02/06/2009

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL E REEXAME NECESSÁRIO. MANDADO DE SEGURANÇA. CONCURSO PÚBLICO PARA SOLDADO DA POLÍCIA MILITAR. EXCLUSÃO DO CANDIDATO NA FASE DE ANÁLISE DE CONDUTA SOCIAL EM RAZÃO DE HAVER CONTRA SI INQUÉRITO POLICIAL POR INFRAÇÃO DE TRÂNSITO. IMPOSSIBILIDADE. PROCEDIMENTO QUE RESTOU ARQUIVADO EM RAZÃO DO CUMPRIMENTO INTEGRAL DA TRANSAÇÃO PENAL, COM A CONSEQUENTE EXCLUSÃO DE PUNIBILIDADE. EDITAL QUE PREVÊ A EXCLUSÃO DO CANDIDATO DO CERTAME POR CONSIDERAR TAL FATO ANTECEDENTE CRIMINAL. INOCORRÊNCIA. TRANSAÇÃO PENALDEFERIDA QUE NÃO PODE SER CONSIDERADA COMO ANTECEDENTE CRIMINAL. SENTENÇA MANTIDA EM REEXAME. RECURSO DE APELAÇÃO CONHECIDO E DESPROVIDO. Não há falar em exclusão do certame na fase de conduta social por ter, contra si, inquérito policial por cometimento de infração de trânsito, já arquivado devido ao cumprimento da transação penal que também declarou extinta sua punibilidade. A transação penal afasta a inscrição em antecedentes criminais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim atleticano, foi o que eu expliquei nos "posts" seguintes à este colocado.

Acontece que eu entendi o ponto em que o Cannabis_Man quis chegar na discussão. Nem sempre a prática é bonita como a teoria. Já diria Alexandre Morais: "Cada comarca tem suas leis penais e processuais penais, o jogo processual penal dá ordem parcial ao caos, estipulando o local do jogo, seus limites, regras, jogadores e julgadores. (...) E para ser um bom jogador, não basta somente conhecer as regras processuais, é preciso ter habilidade, inteligência, ritmo, harmonia, capacidade de improviso e fair play". Essa é a nossa realidade do judiciário brasileiro, principalmente na área criminal. Nem sempre vemos a lei sendo aplicada e com isso os mais vulneráveis ficam presos ao limbo jurídico do sistema criminal. Saravá!

Forte abraço

Jahbless!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim atleticano, foi o que eu expliquei nos "posts" seguintes à este colocado.

Acontece que eu entendi o ponto em que o Cannabis_Man quis chegar na discussão. Nem sempre a prática é bonita como a teoria. Já diria Alexandre Morais: "Cada comarca tem suas leis penais e processuais penais, o jogo processual penal dá ordem parcial ao caos, estipulando o local do jogo, seus limites, regras, jogadores e julgadores. (...) E para ser um bom jogador, não basta somente conhecer as regras processuais, é preciso ter habilidade, inteligência, ritmo, harmonia, capacidade de improviso e fair play". Essa é a nossa realidade do judiciário brasileiro, principalmente na área criminal. Nem sempre vemos a lei sendo aplicada e com isso os mais vulneráveis ficam presos ao limbo jurídico do sistema criminal. Saravá!

Forte abraço

Jahbless!

Opa entendi...

Realmente, a realidade é diferente da teoria... apenas lembrando então que a transação penal não gera antecedentes criminais... se isso acontecer com alguém aqui fale que o juiz está viajando e mande ele estudar... enquanto for possível recorrer a pessoa é considerada inocente para todos os fins, menos eleitorais. A mesma regra se aplica para concursos públicos.

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Objeto apreendido por órgão de fiscalização ou outro órgão anuente?"

Issu quer dizer que minhas seeds foram para tora neh?

E de quebra vou ter q prestar esclarecimento? Mais para frente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Objeto apreendido por órgão de fiscalização ou outro órgão anuente?"

Issu quer dizer que minhas seeds foram para tora neh?

E de quebra vou ter q prestar esclarecimento? Mais para frente.

_____

Eu acho que sim mano, o pior e q tem caso q as seeds ficam retidas mais de um ano, e a intimaçao da PF so vem depois

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Opa entendi...

 

Realmente, a realidade é diferente da teoria... apenas lembrando então que a transação penal não gera antecedentes criminais... se isso acontecer com alguém aqui fale que o juiz está viajando e mande ele estudar... enquanto for possível recorrer a pessoa é considerada inocente para todos os fins, menos eleitorais. A mesma regra se aplica para concursos públicos.

 

Abrax

Fala Atleticano? Vc chegou a ver os debates antes do RE começar a ser julgado? Então, um dos advogados que defenderam a descriminalização citou como exemplo o processo que o STJ julgou esse ano. O fera tinha caído no 28 e tempos depois caiu no 33 com pequena quantidade. Acontece que o juiz do 33 condenou no semi-aberto, por causa da primeira condenação, que na teoria não gera antecedentes, quando se não tivesse o 28, o cara ia pro aberto direto. Saco? Outras putarias são como na Bahia, que o TJ de lá coloca as transações apenas a título de "ilustração". Ilustração uma ova neh, ela coloca isso pra vc não arrumar emprego, etc. E essa jurisprudência que vc colocou é pra soldado da PM, o cargo que aprova 4 mil candidatos por vez e tem critérios mais maleáveis de vida pregressa (se não n entra ngm). Agora, tenta vc passar pra Juiz, Procurador, Auditor com o 28 nas costas. Pode ser que dê merda, pode ser que não. Último causo ilustrativo. Tem uns 4 anos que um Analista Judiciário do Rio passou pra Juiz do Mato Grosso do Sul. Os desembargadores de lá simplesmente pegaram o avião e foram no gabinete do juiz onde o cara trabalhava pra saber dele. Vc acha que um fera que tem esse tipo de comportamento vai deixar um 28 passar? A parada que pra concurso / emprego o cara tem milhões de coisas que pode implicar com vc pra te fuder. 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salve galera do grow 

Então, gostaria de e saber o seguinte...prestei depoimento em novembro passado e ate hj estou na dúvida se arquivou ... Enviei email ao sos (agradecimento ao Emilio que respondeu prontamente) o processo não consta la no site do mpf e não tive coragem de ir à uma unidade pedir informações,  nao mexer com o que esta quieto rs enfim... Alguém que tenha prestado depoimento na mesma época se puder comentar ou os fera que manja os paranaue...creio que haja bastante gente na mesma situação logo um parecer sobre quanto tempo após depor se arquiva ou continua seria de grande alivio...agradeço! 

Editado por Yeswecannabis

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Atleticano? Vc chegou a ver os debates antes do RE começar a ser julgado? Então, um dos advogados que defenderam a descriminalização citou como exemplo o processo que o STJ julgou esse ano. O fera tinha caído no 28 e tempos depois caiu no 33 com pequena quantidade. Acontece que o juiz do 33 condenou no semi-aberto, por causa da primeira condenação, que na teoria não gera antecedentes, quando se não tivesse o 28, o cara ia pro aberto direto. Saco? Outras putarias são como na Bahia, que o TJ de lá coloca as transações apenas a título de "ilustração". Ilustração uma ova neh, ela coloca isso pra vc não arrumar emprego, etc. E essa jurisprudência que vc colocou é pra soldado da PM, o cargo que aprova 4 mil candidatos por vez e tem critérios mais maleáveis de vida pregressa (se não n entra ngm). Agora, tenta vc passar pra Juiz, Procurador, Auditor com o 28 nas costas. Pode ser que dê merda, pode ser que não. Último causo ilustrativo. Tem uns 4 anos que um Analista Judiciário do Rio passou pra Juiz do Mato Grosso do Sul. Os desembargadores de lá simplesmente pegaram o avião e foram no gabinete do juiz onde o cara trabalhava pra saber dele. Vc acha que um fera que tem esse tipo de comportamento vai deixar um 28 passar? A parada que pra concurso / emprego o cara tem milhões de coisas que pode implicar com vc pra te fuder. 

Dae! Então, para alguns concursos públicos, como para Policial Federal, existe análise da vida pregressa e inclusive possibilidade de entrevista com vizinhos para saber sobre o histórico e comportamento do cidadão. Porém é importante perceber que análise da vida pregressa é uma coisa totalmente diferente de análise dos antecedentes criminais. O primeiro é critério subjetivo (vida pregressa) para reprovação, o outro é objetivo.

Logo, é completamente possível que você passe para um concurso de juiz com um TC nas costas... já que se trata de um critério subjetivo (e o avaliador não irá saber se foi por 28). Por outro lado, é praticamente impossível você tomar posse em concurso se tiver condenação penal transitada em julgado...

Apenas esclarecendo que são coisas diferentes... o que está na lei é bem claro, não sei qual foi a decisão do RE que você comentou, mas o juiz se fez isso estava delirando... você falou que ele "caiu" com 28, isso quer dizer que ele foi condenado ou que ele fez a transação penal?

Se ele fez a transação penal não irá constar em sua ficha que foi por artigo 28, saca? Irá constar apenas como transação penal e processo arquivado... Agora se o cidadão foi condenado pelo 28 aí gera antecedentes mesmo, não tem jeito...

O fato dos desembargadores terem viajado para saber do passado do novo juiz é um fato bastante atípico, tem que ver se é um juiz normal ou alguém encarregado de combater o tráfico ou corrupção, como um Sérgio Moro da vida... aí os caras vão fundo mesmo...

Editado por atleticano

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Senhores, boa tarde. 

ja fazem 6 meses desde que fui prestar esclarecimentos a PF e até agora nao recebi nada de arquivamento ou de processo.

 

Acontece q em 30 dias vou mudar de endereços, o q preciso fazer pra nao dar a entender q estou fugindo da justiça? (pq nao estou mesmo)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Senhores, boa tarde. 

ja fazem 6 meses desde que fui prestar esclarecimentos a PF e até agora nao recebi nada de arquivamento ou de processo.

 

Acontece q em 30 dias vou mudar de endereços, o q preciso fazer pra nao dar a entender q estou fugindo da justiça? (pq nao estou mesmo)

Você pode informar o seu advogado, o seu defensor público, ou ir pessoalmente até a vara onde está o inquérito e falar para eles...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

os que ja prestaram depoimento ou esperam pela intimaçao, poderiam dar mais informçoes de como compraram, o metodo enviado e etc ...

fiz uma compra na green house e ja estou com a consciencia pesada ...

grato

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, bom dia a todos. Vim aqui contribuir nesse tópico com minha experiência no assunto.  Eu fui grower durante mais de dez anos, e sempre mantive o lema "o segredo do segredo é o segredo" nos cultivos para uso próprio. No entanto, com o tempo e vendo amigos e colegas pedirem e receberem sementes em casa com toda a conveniência, resolvi arriscar e pedir genéticas superiores para meu quartinho... Estava dando tudo certo, no entanto, um pedido feito no início de 2012 acabou por ser apreendido pela alfândega da receita federal, que o repassou para a PF. Já havia esquecido o assunto e atribuído a não chegada da encomenda a algum erro nos Correios quando, no início de 2013 (quase um ano após o pedido), um discreto policial federal à paisana apareceu no prédio de apartamentos onde moro perguntando sobre mim a um porteiro e deixando telefone de contato.  Liguei imediatamente e na mesma hora já sabia do que se tratava; marquei com o agente de me encontrar em outro bairro que não o meu para receber a intimação. O agente foi polido e disse que o caso seria relacionado a drogas mas que, se fosse sério mesmo, já teriam feito operação em minha residência, e não apenas uma intimação...

Desesperado, meu mundo caiu e precisei de muita calma, força, fé e racionalidade para saber qual o melhor caminho para me safar desta situação. Nunca havia tido nenhum envolvimento com a polícia (com excessão de um ou outro "achaque" da PM quando era adolescente) e sempre fui cidadão "exemplar", do tipo que estuda, trabalha, ajuda a avó etc...

Um amigo e também ex-grower, que, por uma infeliz coincidência, também havia sido pego com sementes apenas um mês antes, me falou do Growroom e da possibilidade de uma assistência jurídica sobre um assunto nebuloso que poucos advogados conhecem a fundo.  Escrevi email para o SOS Growroom, pedindo indicação de advogado e instruções jurídicas mas, para minha surpresa, o Sano já marcou uma reunião comigo, junto com Big Cunha, no escritório no centro do Rio; ambos assumiram minha defesa, recusaram qualquer tipo de pagamento e me surpreenderam e me emocionaram com sua solidariedade e amor a uma causa, a do combate à injustiça.

No dia do depoimento, fui acompanhado por Big Cunha, que, com sua calma e bom humor, ajudou a dissipar toda a tensão daquele momento. Em 2013, ainda não eram tantos casos como agora, não havia tanta jurisprudência favorável. Tive também a "sorte" de ainda não haver tantos e tantos casos desse tipo, o que possibilitou uma ajuda mais próximo do Growroom, time fantástico ao qual serei eternamente grato por toda a vida (sem exageros). No dia D, o delegado foi objetivo e razoável, me pediu para contar a "história das sementes" e não fez muitas perguntas. Minha linha de defesa, já combinada com o time Growroom, foi de assumir a verdade sobre o pedido das sementes, alegando redução de danos à sociedade e a mim mesmo, e dizendo também que provavelmente ficaria com as sementes até haver algum tipo de legalização no país, antes de plantá-las. Depois do depoimento, só me restaria esperar pela manifestação do Ministério Público Federal.

O mais difícil nesse tipo de caso é segurar a onda da espera, da ansiedade, da paranoia e da insegurança em relação ao futuro. Pesquisei muito, e achei desde casos de arquivamento sumário quanto de denúncias de ações penais graves de tráfico internacional de drogas.

Tive muita sorte, pois não houve indiciamento por parte do delegado e o Procurador da República no meu caso pediu o arquivamento por atipicidade, baseando-se em jurispridência bem recente do TRF-3 (SP).  No entanto, houve um complicador quando o Juiz (isso já em início de 2014, quase um ano após o depoimento) negou competência para o caso e tentou transferir para a jurisdição de São Paulo, onde ocorrera a apreensão. Fiquei desesperado, e corri para o time Growroom (Sano e Big Cunha) que acompanhava meu caso de perto.  Ambos articularam um pedido de habeas corpus, muito bem escrito e fundamentado, em que faziam a defesa pelo trancamento imediato do inquérito, pela permanência da jusridição no RJ (pela facilidade que haveria numa eventual defesa em ação penal) e uma bela defesa do caráter e dos antecedentes da minha pessoa.  Isso tudo pouco antes de começar a Copa do Mundo...

O julgamento do habeas corpus foi favorável à manutenção do processo no RJ (vitória inesperada) mas o julgamento do pedido de arquivamento ficaria mesmo com o Juiz de primeira instância, que se dignou a decidir sobre o caso somente 6 meses depois (final de 2014), após insistentes idas de Big Cunha à Vara Federal para ver o que estava acontecendo.

Finalmente, o Juiz decidiu homologar o arquivamento por atipicidade do fato (tese mais favorável de todas) e, até ocorrer a eliminação das sementes e todo o processamento burocrático, o inquérito policial foi finalmente arquivado esta semana última de setembro de 2015.

Queria reiterar o quão fantástica e maravilhosa foi a atuação de Sano e Big Cunha com toda a atençao e carinho que deram a meu caso. Imagino que hoje em dia seria mais difícil essa dedicação, pois as apreensões de algumas passaram para milhares e a coisa toda tomou um tom social e político, com avanços como o julgamento da inconstitucionalidade do artigo 28 da lei de drogas em curso no Supremo. Big Cunha foi até o fim no meu caso, assim como em outros em que ele atuou até o seu desligamento do Growroom (por outros motivos). Sano está levando a batalha, com bons argumentos jurídicos e humanistas, até as altas instâncias legislativas e judiciárias deste país, e está de parabéns!

Realmente foi um período bem difícil da minha vida, pois além de lidar com todas as dificuldades "normais" da vida (dinheiro, trabalho, família, relacionamentos etc.) havia sempre essa sombra da mão pesada da Justiça, em que você fica à mercê do entendimento de um Procurador e de um Juiz, já que a lei é ambígua e aberta a todo tipo de interpretações. A ideologia e as experiências dos operadores do direito contam mais o que a letra da lei, nesse caso, e é possível, juridicamente falando, um mesmo fato ser considerado desde um "não-crime" (fato atípico) até tráfico internacional de drogas (crime equiparado ao hediondo, sem progressão de pena, perdão ou sursis). E essa insegurança é o que pode matar a vida emocional e social do cidadão envolvido neste tipo de inquérito, além do fato de, durante o curso do inquérito, não poder ser pego com mais nada de errado em sua vida. Fechei o meu Grow, parei de queimar um na rua, evitei mesmo sair à noite para bares e festas para não ficar vulnerável ou ser envolvido em confusões alheias. Passei a valorizar mais a vida em família, em casa e cuidando da saúde, pois um abalo emocional deste perturba o sistema imunológico de qualquer um. Sou praticante de meditação, o que me ajudou muito nos momentos mais difíceis quando parecia não haver esperança, pois fica sempre a pulga trás da orelha em relação a futuros empregos e concursos públicos se chegasse a haver um julgamento por tráfico (que felizmente não houve, nem ação penal nem julgamento).

Estudei muito os temas de direito penal e processual penal pertinentes ao meu caso, quem quiser tirar alguma dúvida pode mandar pro meu inbox sem problemas. Quanto a dicas de cultivo, infelizmente me aposentei da vida de Grower e dedico minha energia e tempo a outros projetos culturais.

Quero de verdade agradecer, mais uma vez, de coração, ao Growroom, ao Sano e ao Big Cunha, cujo trabalho e empenho foi melhor do que qualquer advogado criminalista poderia oferecer, mesmo se eu tivesse os 30 mil para pagar pela minha defesa.  Ofereci pagar-lhes pelo menos uma ajuda de custo, o que eles sempre negaram. Me coloco a disposição para ajudar, no que for possível, outros casos deste tipo. Quem quiser trocar mais ideias sobre o assunto pode enviar mensagem para meu inbox. Desejo a melhor sorte do mundo para todos aqueles injustamente respondendo a inquéritos policiais por causa de ervas ou sementes, o que contraria toda a ideia de direito natural do ser humano de cultivar e consumir o que considera bom para si mesmo. O maconheiro é perseguido na cultura hegemônica careta brasileira, enquanto o bêbado é exaltado nos comerciais de cerveja. O baseadinho é criminalizado enquanto o Rivotril vicia milhares. No futuro, a criminalização da cannabis será vista como hoje vemos a escravidão, como algo bizarro e cruel, que nega o direito humano básico da Liberdade. Obrigado e bom domingo a todos.

  • Like 38

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom e um dos mais completos e esclarecedores relatos que já li por aqui, meu depoimento foi em novembro de 2014 não fui indiciado pelo delegado ... De la pra cá esta mais tranquilo,  mas ainda tenho dúvidas se arquivou nunca tive coragem de ir ao mpf pedir informações não quis mexer com o q tá quieto.

Editado por Yeswecannabis
  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom e um dos mais completos e esclarecedores relatos que já li por aqui, meu depoimento foi em novembro de 2014 não fui indiciado pelo delegado ... De la pra cá esta mais tranquilo,  mas ainda tenho dúvidas se arquivou nunca tive coragem de ir ao mpf pedir informações não quis mexer com o q tá quieto.

2X

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...