Ir para conteúdo
Growroom
Bas

Congresso Antiproibicionista 2011

Recommended Posts

Galera

Mais uma vez tão organizando um Congresso sobre o assunto antiproibicionismo e mais uma vez ignoram TODO O MOVIMENTO ativista que existe no Brasil

Mais uma vez, nós do Growroom ,que lutamos diariamente para ampliar o debate sobre a regulamentacão do uso da Cannabis, para incluir o cultivo caseiro e o uso medicinal da Cannabis fem pauta, fomos marginalizados.

Quase 10 anos de existência, quase 10 anos ensinando pessoas a cultivarem, quase 10 anos plantando mudando a realidade e não somente pedindo a mudança, não foram suficientes para o reconhecimento do Growroom.

Envio aqui abaixo um e-mail que rolou na lista de discussão do congresso, onde a Marcha é excluida da pauta e mais abaixo o meu pedido de retirada do Growroom desse congresso.

Posso ter sido radical, mas não me conformo que nosso movimento seja marginalizado dessa forma.

Está na hora do Growroom e dos diversos ativistas que estão aí a muito tempo serem reconhecidos pelo que fazem.

Email com sugestão de

Bia Labate to Congresso

show details 3:06 AM (13 hours ago)

Caros colegas

Fiz uma busca nos últimos emails e estou mandando a programação de volta com novas atualizações em funções das novas manifestações e sugestões:

- acrescentei Maurides e Edward na Comissao organizadora

- deixei NEIP, IBBCrim e ABESUP como organizadores

- deixei Desentorpecendo a Razão (DAR), Viva Rio, Psicotropicus, Groowroom como apoiadores

- coloquei o nome do Pedro Delgado

- adicionei o ultimo arquivo de 15/06 da Maria Clara com as biografias atualizadas

- adicionei a biografia do Jorge que havia sido perdida na lista

- coloquei como data 11 a 13 de novembro, considerando que foi pedido para não ser de 2 a 5 de novembro pois tem a Reform Conference e de 12 e 16 pois tem a reuniao Anual da Society for Neuroscience e mais para o final de novembro acho que esvazia um pouco. O que acham?

- falta: biografia Carlos Medeiros, William Lantelme, Pedro Delgado, Tarcisio Andrade

Alguem pode mandar???

Alguém é amigo do Tarcisio e poderia convida-lo para entrar na lista?

- Proponho tirarmos a Mesa da Marcha da Maconha, já que o assunto já foi decidido e colocarmos uma mesa ou sobre usos tradicionais de drogas – talvez como modelo para regulamentações alternativas? -- ou uma sobre drogas e mídia, outro assunto que foi bem mencionado aqui. O que acham???

Creio que a programação em anexo esta ótima para levar ao Reitor. Melhor ainda seria com estes detalhes pendentes, para ficar caprichadíssimo.

Acho que ficou bem legal!!

Abracos

Bia

PS: Isabela, renomeie o arquivo com a data de hoje para vc não se confundir com as varias versões e vc e o Renato levarem para a reunião junto com o Reitor na segunda ok?

Após varias pessoas falarem que descordavam (henrique Carneiro, Renato malcher, Sidarta Ribeiro, Eduardo Schemberg, eu entrei e fui direto

Como representante do Growroom, maior portal sobre Cannabis da lingua

portuguesa e organizador da marcha da maconha, estou retirando o apoio

do Growroom a esse congresso que não reconhece o trabalho de muitos

anos feito pelos ativistas não academicos.

Nao preciso me retirar da mesa da Marcha da Maconha, pois essa já foi

sumariamente excluida da programação sem previa consulta aos

organizadores desse congresso

Boa Sorte a todos com a organização desse evento.

Sem mais

William Lantelme Filho

Depois ainda mandei mais essa tentando lembra a eles outros fatos importantes

Um congresso antiproibicionista que sequer tem o cultivo caseiro em pauta???

Um congresso que sequer tem um paciente na mesa sobre cannabis medicinal.

Um congresso que não contempla ativistas como os advogados da Marcha

do Rio de Janeiro que constantemente dao a cara, sangue e suor na

causa como o Gerardo Santiago e o Andre Barros.

Um Congresso que não contempla o Renato Cinco que vem debatendo o

assunto exaustivamente na midia

Esse congresso não tem nada de antoiproibicionista.

Me parece mais um congresso para inflar os egos de algumas pessoas.

Se repararem é sempre isso.

O COngresso da Psicotropicus nao convidou usuarios e ativistas,

somente ACADEMICOS DIPLOMADOS

O Simposio de Cannabis Medicinal não convidou pacientes e ativistas,

somente ACEDEMICOS E AUTORIDADES

E esse congresso que poderia ser diferente seguiu o mesmo rumo

Boa Sorte então...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente, ainda somos vistos como os doidões que plantam a própria maconha! E não temos o reconhecimento no meio academico do que realmente somos!

Somos Homens de atitude que combatem o proibicionismo e a violência do tráfico armado ao mesmo tempo, com o simples gesto de cultivar flores em casa!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lamentável!!!

Precisamos de cultivadores nas mesas de debate, precisamos ouvir os usuários que lidam diariamente com os propblemas da proibição. É claro que tem que ter acadêmico, mas tem coisas que não se aprende na faculdade.

Realmente concordo com as palavras do Bas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esses congressos acadêmicos são extremamente importantes, mas para além deles, precisamos de eventos abertos às diferentes frentes de estudos, de enfrentamento, redução de danos, autocultivo, uso medicinal, cultura e subcultura, etc.

daí sim, estaremos a polarizar o discurso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Proibir gente de cultivar plantas parece algo tão banal, pra mim é um absurdo sem tamanho.

Seria interessante como o Mouchoque disse, ter sempre gente lá defendendo nosso ponto de vista, mas a manifestação do Bas é válida, a Marcha não teve sua questão resolvida, pois a maconha não teve seu consumo descriminalizado pelas leis ridículas e imorais desse país.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Banir ativistas usuários e cultivadores de maconha em uma debate anti-proíbicionista é como um médico receitar um remédio sem consultar com o paciente.

Acho lamentável. O growroom é o maior fórum sobre cannabis do Brasil e não pode ficar de fora!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra sustentar nossa reflexão a respeito do congresso, segue a programação proposta no momento em que o apoio do GR foi retirado do congresso:

Organização: Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (NEIP), Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBBCrim) e Associação Brasileira de Estudos Sociais do Uso de Psicoativos (ABESUP)

Apoio: Desentorpecendo a Razão (DAR), Viva Rio, Psicotropicus, Groowroom, Plantando Consciência

Sexta feira 11 de novembro:

Abertura: Exibição do Filme Quebrando o Tabu

Mesa Redonda Manhã: Repensando o Proibicionismo

Mesa Redonda Tarde 1: Redução de danos e impactos da proibição no tratamento da dependência

Mesa Redonda Tarde 2: Drogas e Justiça: Liberdades Individuais e Coletivas

Sábado, 12 de Novembro

Mesa Redonda Manhã 1: A Marcha da Maconha: Movimentos Sociais e Democracia

Mesa Redonda Manhã 2: Política de Drogas e Direitos Humanos: o impacto do proibicionismo no sistema penitenciário

Mesa Redonda Tarde 1: Possíveis Alternativas a Proibição

Mesa Redonda Tarde 2: O potencial medicinal da Cannabis sativa

Exibição do Filme Cortina de Fumaça

Domingo, 13 de novembro

Marcha pelas Alternativas ao Proibicionismo

Da UnB ao Congresso Nacional

Foram suprimidos os nomes pois essa informação sequer deveria estar circulando ainda pois as propostas de programação ainda não foram concluídas e o momento é o de discussão e proposição.

Paz, Justiça e Liberdade

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esses acadêmicos só querem que trabalhemos de graça pra eles! Querem é platéia para ouvi-los e aplaudir o brilhantismo deles.

Se eles não querem parceria, se querem uma relação vertical, façamos nossos próprios congressos e eventos, garanto que conseguimos mais pessoas, mais dinheiro e até mais acadêmicos pra falar.

A coisa tem que ser na parceria... Esses caras acham que só porque têm um diploma eles cagam ouro...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Carlindo, faltou o botão LIKE do facebook para o seu post.

Na proxima versão do Board capaz de ja ter.

Disse tudo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi

É por essas que acho urgente iniciarmos uma gestão de conteúdo no site do Growroom.

respeito é conquistado

e tem MUITA gente capaz e disponivel nesta rede.

Bas, parabéns pelos emails

não teria dito melhor

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os colegas da UNB são notórios no meio acadêmico por esse tipo de incoerência! Nessa toada esse congresso vai virar MAIS UM motivo de piada sobre a UNB nos corredores de outras instituições de inclusive bem maior peso!!!

Não acredito que o tema da Marcha da Maconha deixe de ser levantado espontaneamente, contra vontade dos organizadores, por alguns dos participantes. Quem quiser entremeia o tema em sua fala!

Que infelicidade! Tomara eles repensem essa posição imatura e politicamente burra.

Edit: Sem contar a hipocrisia desse congresso, pq o que esse posicionamento denota é que a marcha integrava a pauta até o ponto em que a liberdade de expressão era violada, mas a proibição que é o tema da Marcha em si - o consumo, cultivo e comércio da maconha - esse é renegado e portanto não integra a pauta!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de entender que sensibilidade teria um "teórico" sobre drogas...

A vaidade dificulta o entendimento de que a realidade é mais rica que a cinzenta teoria...

Nenhum deles vale a metade de qualquer irmão que cultiva aqui....

:emoticon-0172-mooning: PAU NO CÙ DOS CATEDRÁTICOS :emoticon-0172-mooning:

:happydance: QUERO MAIS QUE MINHA PEYOTE CRESÇA :happydance:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fraquinho...essas observações feitas são verídicas!

e o congresso do carlini foi bem fraco e inócuo na questão defendida por ele na época.

apoiar porra nenhuma mesmo não e boa sorte pra cumadres.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra sustentar nossa reflexão a respeito do congresso, segue a programação proposta no momento em que o apoio do GR foi retirado do congresso:

Domingo, 13 de novembro

Marcha pelas Alternativas ao Proibicionismo

Da UnB ao Congresso Nacional

Algum desses acadêmicos andou junto nas nossas marchas?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

na moral galera,

analisando a programação do congresso que o pintolico postou, não vejo pq o GR ficar de fora, tem varios espaços em que é possivel levantar a quetão de auto cultivo, acho que a galera ta dando mole, tem mais e que botar as caras e levar o debate do auto cultivo.

Se ta faltando cultivador falando na parada, ninguem melhor que a galera do GR pra falar, se a galera do GR se retirar do congresso aí que os cultivadores não vão ter voz mesmo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

na moral galera,

analisando a programação do congresso que o pintolico postou, não vejo pq o GR ficar de fora, tem varios espaços em que é possivel levantar a quetão de auto cultivo, acho que a galera ta dando mole, tem mais e que botar as caras e levar o debate do auto cultivo.

Se ta faltando cultivador falando na parada, ninguem melhor que a galera do GR pra falar, se a galera do GR se retirar do congresso aí que os cultivadores não vão ter voz mesmo!

Essa pauta aí é a que estava sendo proposta no momento da retirada do Growroom! Propuseram trocar essa mesa da Marcha por uma mesa sobre o uso tradicionais de drogas ou uma sobre drogas e mídia. Entenderam que com a permissão do STF para a realização da marcha o assunto estava encerrado, ignorando quase 10 anos do movimento ativista que questiona a proibição da maconha em si! É como disse antes, trata-se de um congresso hipócrita, pois só abraçou a causa até o aspecto da violação da liberdade de expressão, tacou um f... pra luta contra a proibição da Cannabis!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

na moral galera,

analisando a programação do congresso que o pintolico postou, não vejo pq o GR ficar de fora, tem varios espaços em que é possivel levantar a quetão de auto cultivo, acho que a galera ta dando mole, tem mais e que botar as caras e levar o debate do auto cultivo.

Se ta faltando cultivador falando na parada, ninguem melhor que a galera do GR pra falar, se a galera do GR se retirar do congresso aí que os cultivadores não vão ter voz mesmo!

Penso diferente.São 10 anos de luta!!!!!!

E Não é luta apenas ideológica, teórica, mas quem tá no trampo sabe, na hora que o cúzinho aperta, pedem KY ao GROWROOM para passar no REGO

Chegou a hora do GR se impor. Se não somos respeitados, temos que nos fazer respeitar.

Depois a galera reclama que o GR é fechado, que foca apena auto-cultivo.

Abraçamos todas as ideias, eventos de drogas e seja dando subsidios tecnicos, teóricos, financeiro e até material humano.

No pior das hipóteses em eventos proibicionistas, vamos lá para ficar refutando argumentos, gritando na platéia, pois lá é esperado não termos voz, mas num evento que vai se falar de mudança na lei de drogas,alternativas e soluções e não ter como umas das bandeiras oficial a do cultivo caseiro...

Se não for FALTA DE CONHECIMENTO sobre a história da luta pela legalização da maconha. Da importância do GROWROOM na criação e execução da MARCHA DA MACONHA é o que??!!!

VAMOS CULTIVAR PORRA!!!!!!!!!!

Melhor organizarmos marchas,workshops, copa Canábica e maconheirices genéricas.:happydance: te garanto que é de lá que saem as idéias e atos que realmente fazem a diferença no caso concreto.

Penso que não deveríamos dar tanta importância a quem não nos dá importância.

LUTAMOS DESDE OS PRIMÓRDIOS e essa TRUPE, Caiu de PARAQUEDAS :cadeirada:

:happydance: FIQUEM PUTOS NÃO,GROWROOM É TRADIÇÃO!!!!!!! :happydance:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha profissão tenho um pé (talvez até mais) na academia e sei que o povo de lá pode ser chato mesmo, se acham os tais.. Ai fica uma briga empresa-academia mais ou menos nesta linha, na visão das empresas eles é quem fazem acontecer e os academicos só ficam no bla-bla-bla.. na visão dos academicos eles é quem descutem questões que são realmente importantes, os problemas raiz e as empresas ficam batendo cabeça com questões que a academia já tem como resolvida ou não dá muita importãncia.. Percebem a semelhança?? hehe

Eu não sei como que foi este processo deste congresso, mas não acho que é uma dicisão acertada o growroom ou qualquer outro coletivo desprezar os acadêmicos não.. Queira ou não queira precisamos deles, assim como as empresas (que vivem o "mundo real" como o growroom, movimento marcha da maconha, coletivos, etc) precisam da academia.. Afinal, toda ajuda é valida, discussões teóricas são tão importantes quanto questões práticas do dia-a-dia, a depender do ângulo que se encherga..

Pelo que entendi, o growroom preferiu sair e brigar os academicos ao invés de ter um papel menos importante no tal congresso.. Sei lá, acho que não é por ai.. Afinal, novamente pelo que entendi, é um congresso academico, organizado pelos acadêmicos.. Neste caso "empresas" ou "ativistas" vão ter um papel menor mesmo, não tem para onde correr.. Assim como num workshop, feira, etc que seja organizada pelos ativistas os teóricos terão também um papel menor..

Um congresso academico não tem por objetivo resolver questões práticas e imediatas, e sim discutir a teoria da coisa, as diretrizes, olhar os problemas mais profundamentes.. Isto vai de encontro à espectativa de quem está no dia-a-dia do problema mesmo.. Na minha visão qualquer espaço dado pelos acadêmicos é válido, até para poder rolar esta aproximação que sei que é complicada pela diferença nos objetivos/espectativas das duas partes.. Assim como num evento com viés mais prático, os acadêmicos deveriam aproveitar para expor suas idéias no espaço que lhes é concedido..

Como disse não sei dos detalhes desta "briga", então pode ter tido alguns detalhes que motivaram a atitude do growroom.. Mas romper com os acadêmicos não é uma boa, nunca é..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Incrível como o ser humano tem a capacidade de desagregar bem maior do que a de agregar, por vaidades, por arrogância, por prepotência... não sei... só sei que a divisão enfraquece, diminue qualquer coisa neste universo... mas penso que o GR realmente possa fazer um Congresso e ser bem melhor e mais proveitoso e com uma abrangência bem melhor... pois o GR vem para multiplicar e isso é o fator essencial para crescimento de qualquer coisa neste universo em que vivemos... é Isso Paz e Pense Verde

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Penso diferente.São 10 anos de luta!!!!!!

E Não é luta apenas ideológica, teórica, mas quem tá no trampo sabe, na hora que o cúzinho aperta, pedem KY ao GROWROOM para passar no REGO

Chegou a hora do GR se impor. Se não somos respeitados, temos que nos fazer respeitar.

Depois a galera reclama que o GR é fechado, que foca apena auto-cultivo.

Abraçamos todas as ideias, eventos de drogas e seja dando subsidios tecnicos, teóricos, financeiro e até material humano.

No pior das hipóteses em eventos proibicionistas, vamos lá para ficar refutando argumentos, gritando na platéia, pois lá é esperado não termos voz, mas num evento que vai se falar de mudança na lei de drogas,alternativas e soluções e não ter como umas das bandeiras oficial a do cultivo caseiro...

Se não for FALTA DE CONHECIMENTO sobre a história da luta pela legalização da maconha. Da importância do GROWROOM na criação e execução da MARCHA DA MACONHA é o que??!!!

VAMOS CULTIVAR PORRA!!!!!!!!!!

Melhor organizarmos marchas,workshops, copa Canábica e maconheirices genéricas.:happydance: te garanto que é de lá que saem as idéias e atos que realmente fazem a diferença no caso concreto.

Penso que não deveríamos dar tanta importância a quem não nos dá importância.

LUTAMOS DESDE OS PRIMÓRDIOS e essa TRUPE, Caiu de PARAQUEDAS :cadeirada:

:happydance: FIQUEM PUTOS NÃO,GROWROOM É TRADIÇÃO!!!!!!! :happydance:

poisé cara, so que acho que se retirar da parada não é a melhor coisa a se fazer, acho que como vc disse, o GR tem que se impor e assim impor o debate sobre cultivo caseiro tbm!

se os academicos não botaram o cultivo caseiro em pauta a galera do GR tinha que chegar nos espaços de debate e botar isso em pauta e não se retirar.

com o GR fora, quem vai falar de cultivo caseiro agora? os academicos? se retirar pra mim e oposto a se impor....

acho que se retirar é uma postura muito radical!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho que tá sobrando ego não só do lado de lá.

Não PROPUSERAM. A Bia, UMA pessoa apenas, propos, e foi criticada inclusive por vários do que estão sendo acusados aqui de serem "acadêmicos não-marchadores".

Não estou aqui para defender um ou outro. Estou aqui para defender a maconha e tudo que é preciso ser feito para legalizá-la.

Acho que o ideal é um Congresso onde cientistas, políticos, usuários, pacientes, médicos, traficantes, falem com igual respeito. Mas isso ainda está longe de ser alcançado.

Se está em fase de construção esse Congresso, acho que é exatamente o momento de ajudar a construí-lo, até para poder puxar o máximo para aquilo que queremos dele.

O Bas foi convidado a participar da organização, da colocação de idéias, da disputa por o que vai entrar ou sair da programação. Acho que é muito diferente do processo do evento da psicotropicus, no qual o GR só foi chamado com a programação fechada já.

Como disse a ele por MSN, é o momento de colocar o máximo de pressão pra que o Congresso saia do jeito que queremos.

Mas é importante que ele saia. Se não achamos que é o ideal ainda, devemos construir o Congresso que achamos ideal nós mesmos, sempre é assim, com tudo.

Grande abraço e vamos deixar de comprar pilha galera, refletir e tomar decisões são coisas que devem ser feitas com a cabeça fria.

Em tempo: Não faço parte mais da administração, nem da moderação do GR desde setembro de 2010, por questão pessoais com relação ao Bas que não cabem ser discutidas aqui, mas gostaria de saber dos moderadores ou dos membros da administração, e do próprio Bas, se está sendo discutido internamente se o GR deve ou não apoiar, ou o Bas decidiu por is mesmo quando deveria apoiar ou retirar o apoio, porque realmente isso mostra que as coisas não estão sendo decididas da forma mais democratica possível por aqui. Acho que devemos não só criticar os métodos e metas dos outros, mas olhara para o nosso próprio rabo também...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sergio, o Bas saiu, mas eu continuo na organização do Congresso! Inclusive conversando com ele me foi facultado manter o apoio ao Congresso!

Mas como não foi decidido democraticamente o apoio do GR ao congresso, não tem como agora ser decida desta mesma forma sua retirada!

Ontem tivemos uma reunião on line e hj teremos uma presencial, então decidiremos qual caminho seguir!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por favor GR, não saia do Congresso! permaneçam. É muito mais importante que o GR fique!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...