Ir para conteúdo
Growroom

(Ba)Vereador Assume Que Fuma Maconha


Na_Bruxa

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

O delegado da cidade, Kléber Guimarães, informou que vai investigar se na sessão da Câmara, ocorrida há duas semanas, o vereador fez alguma apologia à maconha. “Dizer que é usuário não tem problema, pois não é crime. Agora, temos de ver como foi que ele falou para averiguar se foi feita apologia à droga”, observou.

Quer dizer que o delegado reconhece que ser usuário não é crime. Então tá na hora de mudar essa lei confusa de 2006 e descriminalizar de vez.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Em entrevista a uma rádio de Salvador nesta sexta-feira (3), Silva reafirmou o hábito, mas negou que faça apologia à droga. O vereador, conhecido na cidade como “Pintão”, já presidiu o Legislativo municipal e é primeiro secretário da União de Vereadores da Bahia.

“Nunca ofereci um baseado a nenhum eleitor, nunca levantei a bandeira do uso da maconha pra fazer política, para fazer campanha. Fumo meu baseado porque gosto de me sentir bem e, na realidade, eu fumo um de manhã, meio-dia e à tardezinha, nos horários que quem fuma maconha gosta de usar, a verdade é essa”, disse o vereador.

O político confirmou que compra a droga de traficantes. ”A gente, na verdade, não tem dificuldade para ter posse dela, a realidade é essa. Devia poder comprar em cafés, de forma regulamentada, e que o governo tivesse controle disso. Com certeza meu dinheiro está indo parar em mãos que gostaria que não fosse parar.”

O tema da descriminalização do uso de drogas tem sido objeto de discussão recente em decorrência do episódio da repressão policial à “Marcha da Maconha”, em São Paulo, e por ocasião da estréia do documentário “Quebrando o Tabu”, de Fernando Grostein Andrade, em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) defende a descriminalização.

PINTÃO NELES!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O delegado da cidade, Kléber Guimarães, informou que vai investigar se na sessão da Câmara, ocorrida há duas semanas, o vereador fez alguma apologia à maconha. "Dizer que é usuário não tem problema, pois não é crime. Agora, temos de ver como foi que ele falou para averiguar se foi feita apologia à droga", observou.

Quer dizer que o delegado reconhece que ser usuário não é crime. Então tá na hora de mudar essa lei confusa de 2006 e descriminalizar de vez.

Pelo que entendo ser usuário realmente não é crime, o crime é portar.. O tempo verbal do texto da lêi é o presente.. Tipo, ter fumado ou ter portado no passado não pega nada, diferente de ter matado por exemplo..

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Atitudes como esta é que são importantes. Parece pouco. Sei. Mas isto é a história de um maconheiro saindo do armário. Esconder, em alguns casos, é o mesmo que assumir que está fazendo algo ruim, do qual deve se envergonhar. Devemos ter orgulho disto. E acredito que, quantos mais de nós assumirmos para as pessoas próximas de nós que fumamos e amamos a erva, menos ela será demonizada e mais comum ela se tornará ao cotidiano de todos. É como o esclarecimento da verdade. É mostrar à sociedade que a maconha é uma realidade mais comum e menos nociva do que ela imagina. Assim a idéia se torna mais aceita. Vejam bem, não estou dizendo pra vc mostrar a sua plantação para alguém que possa te denunciar. Tampouco falo que é pra vc falar pro fofoqueiro do seu serviço que vc adora uma macoinha. Digo, isto sim, que é para falarmos para nossos pais, irmãos, esposas, flhos e amigos que fumamos. Inclusive fumarmos com eles podendo ver o ato(de longe, para não os "incomodarmos" com a fumaça). Temos que ajudar as pessoas no exercício da tolerância. E quem mais disposto a exercitá-la em relação a nós do que aqueles que supostamente nos amam? E, se demostrarem interesse, por que não compartilhar com eles um pouco desta paz e alegria? Claro, é preciso saber lidar com eventuais perdas. Sempre lembrando que "quem não estiver preparado para perder o irrelevante, não estará apto para conquistar o fundamental". E também cabe o adendo de que, se vc perder alguns destes laços pelo simples preconceito que os demais alimentam em relação à erva, é hora de vc questionar se estas relações eram tão relevantes assim para ambas as partes... Também temos muito material de qualidade na internet que respalda e embasa nossas decisões. Podemos mostrá-los às pessoas próximas a nós. Amar também é educar. E isto é válido, principalmente, pra quem já tem sua autonomia financeira. Na verdade, para aqueles que não querem viver de hipocrisia, é quase uma obrigação de consciência. Que seja decretado o dia internacional do orgulho maconheiro. Que criemos termos legais como "tendências ervoafetivas" e afins. No mais, paz, amor e alegria a todos nós.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Já que botou pra fora o argumento, não seria mais interessante o cara afirmar que cultiva o seu próprio do que assumir que compra de traficante?

Acho pior o cara afirmar que compactua com o mercado ilegal. Sendo ele o próprio produtor e não estabelecendo qualquer vínculo com outrem, não há prejuízo à sociedade, desse modo não haveria motivação para uma possível punição da justiça.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Já que botou pra fora o argumento, não seria mais interessante o cara afirmar que cultiva o seu próprio do que assumir que compra de traficante?

Acho pior o cara afirmar que compactua com o mercado ilegal. Sendo ele o próprio produtor e não estabelecendo qualquer vínculo com outrem, não há prejuízo à sociedade, desse modo não haveria motivação para uma possível punição da justiça.

Poxa amigo para nós reles mortais é complicado postar foto de Cara limpa.

Imagine um vereador com casa em cidade pequena no interior, dizer que pratica cultivo caseiro :casacaiu: :casacaiu:

O cara falou que fuma e Já estão acusando o cara por apologia :martela::naparede:

Ia no melhor das hipóteses explanar o grow e perder as plantas :watchplant:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ta certo que ele deve der seu próprio "acessor" para cuidar destas questões, tipo delivy. Pensei pela questão da associação que podem fazer dele a traficantes, já que o comerciante é demonizado na nossa sociedade. Caso ele não seja um grower e corra o risco de perder a guarda de suas meninas, não seria interessante ele difundir a idéia? É um tanto absurdo pra mim, por exemplo, eu não teria essa cara de me expor a esse ponto. O que me indago é o seguinte, o que seria pior para a mídia neste momento, a associação ao tráfico ou a agricultura de subsistêcia?

BraveHeart, isso me ocorreu após ler um post do Sano que fazia referência ao que o Aquaponic escreveu:

O dano causado pelo crime de pose de cannabis, consumo e produçao para consumo proprio, se restringe ao proprio sujeito passivo e se o estado nao pune mais com penas restritivas de direito estas situaçoes, como pode ele querer reparar o dano causado por uma pessoa a si mesmo, se inexiste a figura do prejudicado, nao ha dano a ser ressarcido.

O tópico citado é: A Importância De Manter Diários De Cultivo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...