Ir para conteúdo
Growroom

Debate Folha De S.Paulo - Sidarta, Maria Lucia Karam, Dr. Laranajeira, Outros - 21/10 19H30


Bas

Recommended Posts

  • Respostas 197
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

  • Usuário Growroom

Salve Nao compre plante e Percoff. Valeu pelo apoio.

Eu penso em fazer um BO sim. Vou conversar com um advogado. Mais acho q só vai gerar dor de cabeça pra mim e pro Laranjada.

Nao compre plante, nao na planta q tem os canabinoides. O q o Renato falou q varia de uma ninhagem para outra entre outras coisas é a relação THCxCBN ( CBD tb ). Uma especie com mais THC poe estimular certos endo-canabinoides nos seres humanos e as que possuem mais CBN estimulam outros.

Lembro bem dessa parte pq meus pais ja leram bastante sobre o lance de maconheiros terem mais chances de terem esquizofrenia. Mais agora eu aprendi q nao é bem assim.

O SIdarta tb falou disso, porem com outra enfase. Lembra q ele falou q a maconha pode ser usada para diagnosticar se uma pessoa tem tendencia a ter surtos psicoticos.

Mt louco essa fita!

E ai, temos q ficar antenados para os futuros eventos e combinarmos reunioes regulares. Curti pacas conhecer a galera!

Nao compre plante, tu pegou o email do Renato ne? Me manda depois ai plz.

Eu conheci umas advogadas que apoiam a legalizacao. Elas trabalham na ONG ACTBr.org.br ( Um lance anti tabagismo). Elas ficaram bem interessadas em nossa causa, pois querem aprender bastante sobre a maconha para ja começar a bolar campanhas/politicas para ajudar quem precise no futuro. Achei bem interessante isso e talvez possamos buscar uma parceria futura.

Good vibes!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Então galera ontem no final da palestra fui conversar com o Dr Renato sobre o show de informações que nos passou e ele me disse que tinha escrito um livro sobre o tema junto com Sidarta procurei hoje na net e achei ele :

Maconha, cérebro e saúde.

Tem em outras livrarias tambem e é baratinho vou comprar pois fiquei muito curioso em saber muito mais sobre o assunto visto do ponto de vista de quem entende.

RENATO MALCHER-LOPES é mestre em Biologia Celular e até 1999 trabalhou como assistente de pesquisa no laboratório de comportamento animal da Universidade Rockefeller (EUA). Doutor em Neurociências pela Universidade Tulane, e pós doutorado na Escola Politécnica Federal de Lausanne (Suíça, 2005-2006). Hoje é pesquisador do Cenargen-Embrapa.

SIDARTA RIBEIRO é mestre em neurobiologia pela UFRJ, doutor em neurociências pela Universidade Rockefeller (EUA, 2000) e pós-doutor pela Universidade Duke (EUA, 2005). Hoje é Diretor de Pesquisas Científicas do Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra (IINN-ELS).

SUMÁRIO

Introdução

1 História Natural da Maconha

2 O sistema endocanabinóide

3 A maconha como remédio

4 A maconha como tóxico

5 Efeitos mentais da maconha

6 Efeitos neurobiológicos da maconha

7 Sono e sonho

8 A maconha como tônico

9 Fitoterápicos versus medicina moderna

Glossário

Sugestões para leitura

Sobre os autores

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Salve Nao compre plante e Percoff. Valeu pelo apoio.

Eu penso em fazer um BO sim. Vou conversar com um advogado. Mais acho q só vai gerar dor de cabeça pra mim e pro Laranjada.

Nao compre plante, nao na planta q tem os canabinoides. O q o Renato falou q varia de uma ninhagem para outra entre outras coisas é a relação THCxCBN ( CBD tb ). Uma especie com mais THC poe estimular certos endo-canabinoides nos seres humanos e as que possuem mais CBN estimulam outros.

Lembro bem dessa parte pq meus pais ja leram bastante sobre o lance de maconheiros terem mais chances de terem esquizofrenia. Mais agora eu aprendi q nao é bem assim.

O SIdarta tb falou disso, porem com outra enfase. Lembra q ele falou q a maconha pode ser usada para diagnosticar se uma pessoa tem tendencia a ter surtos psicoticos.

Mt louco essa fita!

E ai, temos q ficar antenados para os futuros eventos e combinarmos reunioes regulares. Curti pacas conhecer a galera!

Nao compre plante, tu pegou o email do Renato ne? Me manda depois ai plz.

Eu conheci umas advogadas que apoiam a legalizacao. Elas trabalham na ONG ACTBr.org.br ( Um lance anti tabagismo). Elas ficaram bem interessadas em nossa causa, pois querem aprender bastante sobre a maconha para ja começar a bolar campanhas/politicas para ajudar quem precise no futuro. Achei bem interessante isso e talvez possamos buscar uma parceria futura.

Good vibes!

Sektor blz mano velho.

Escuta só....depois que terminar de upar os videos (ta foda travou o pc 3 vezes mó veneno ja era pa ta no ar) tenta ouvir o que o Laranja disse de verdade.

Na hora confesso que entendi macaquisse mesmo o que saiu da boca dele, mas vendo o video novamente da pra confundir muito com babaquice. Não consengui dissenir na real o que ele disse.

E só te corrigindo Sektor. O lance que tu disse sobre a psicose ta certissimo. Mas eu tava me referindo a outra parte que ele tinha dito sobre a biotecnologia............palavras do homem (Renato) pode conferir no video:

'Hoje em dia existe a possibilidade de usar a biotecnologia a fim de gerar plantas padronizadas de maneira que possam ser utilizadas diretamente na produção industrial, criando-se varias linhagens de maconha. Por serem mais de 70 canabinoides diferentes, podemos criar uma linhagem sedativa, outra analgésica, outra estimuladora de apetites, anti psicotica, anti espasmódica, anti cancerigena, anti inflamatoria, broncodilatadora''....................ufs enfim varias linhagens padronizadas atraves da biotecnologia.

Ou seja é só querer que essa planta revoluciona o mundo. Tecnologia ja temos o que falta é vergonha na cara.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Não Compre Plante, valeu bro. Estou ansioso para ver os videos.

Sim sim NCP. Exatamente isso. Mais note q ele diz 'por serem 70 canabinoides diferentes ...' certo?

Canabinoide:

"

Canabinoide é um termo genérico para descrever substâncias, naturais ou artificiais, que ativam os receptores canabinoides. Englobam os fitocanabinoides, compostos encontrados na planta Cannabis que são estruturalmente relacionados com o tetraidrocanabinol (THC); os endocanabinóides que são encontrados nos sistemas nervoso e imunológico dos animais e que ativam os receptores canabinoides; e, por fim, canabinoides sintéticos, uma diversidade de substâncias que se ligam a receptores de canabinoides. O último grupo engloba uma variedade de classes químicas distintas: a canabinóides clássicos estruturalmente relacionada com a THC, os canabinóides não-clássicas , incluindo quinolinas e arilsulfonamidas, bem como os eicosanoides relacionados com os endocanabinoides."

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Canabinoide

Postei no meu facebook agora pouco:

Até os caretas tem endocanabinoides. E agora?

Valeu NCP.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Então galera ontem no final da palestra fui conversar com o Dr Renato sobre o show de informações que nos passou e ele me disse que tinha escrito um livro sobre o tema junto com Sidarta procurei hoje na net e achei ele :

Maconha, cérebro e saúde.

Tem em outras livrarias tambem e é baratinho vou comprar pois fiquei muito curioso em saber muito mais sobre o assunto visto do ponto de vista de quem entende.

RENATO MALCHER-LOPES é mestre em Biologia Celular e até 1999 trabalhou como assistente de pesquisa no laboratório de comportamento animal da Universidade Rockefeller (EUA). Doutor em Neurociências pela Universidade Tulane, e pós doutorado na Escola Politécnica Federal de Lausanne (Suíça, 2005-2006). Hoje é pesquisador do Cenargen-Embrapa.

SIDARTA RIBEIRO é mestre em neurobiologia pela UFRJ, doutor em neurociências pela Universidade Rockefeller (EUA, 2000) e pós-doutor pela Universidade Duke (EUA, 2005). Hoje é Diretor de Pesquisas Científicas do Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra (IINN-ELS).

SUMÁRIO

Introdução

1 História Natural da Maconha

2 O sistema endocanabinóide

3 A maconha como remédio

4 A maconha como tóxico

5 Efeitos mentais da maconha

6 Efeitos neurobiológicos da maconha

7 Sono e sonho

8 A maconha como tônico

9 Fitoterápicos versus medicina moderna

Glossário

Sugestões para leitura

Sobre os autores

Esse livro é mto bom, recomendo! Leitura fácil (li em uma noite) e mto bem estruturado!

Queria saber a repercussão do debate na mídia, ver como que os caras vão fazer um "resumo" do debate. O cara que fez a manifestação depois, acorrentado, é do coletivo dar, o cara é firmeza!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Então galera ontem no final da palestra fui conversar com o Dr Renato sobre o show de informações que nos passou e ele me disse que tinha escrito um livro sobre o tema junto com Sidarta procurei hoje na net e achei ele :

Maconha, cérebro e saúde.

Tem em outras livrarias tambem e é baratinho vou comprar pois fiquei muito curioso em saber muito mais sobre o assunto visto do ponto de vista de quem entende.

RENATO MALCHER-LOPES é mestre em Biologia Celular e até 1999 trabalhou como assistente de pesquisa no laboratório de comportamento animal da Universidade Rockefeller (EUA). Doutor em Neurociências pela Universidade Tulane, e pós doutorado na Escola Politécnica Federal de Lausanne (Suíça, 2005-2006). Hoje é pesquisador do Cenargen-Embrapa.

SIDARTA RIBEIRO é mestre em neurobiologia pela UFRJ, doutor em neurociências pela Universidade Rockefeller (EUA, 2000) e pós-doutor pela Universidade Duke (EUA, 2005). Hoje é Diretor de Pesquisas Científicas do Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra (IINN-ELS).

SUMÁRIO

Introdução

1 História Natural da Maconha

2 O sistema endocanabinóide

3 A maconha como remédio

4 A maconha como tóxico

5 Efeitos mentais da maconha

6 Efeitos neurobiológicos da maconha

7 Sono e sonho

8 A maconha como tônico

9 Fitoterápicos versus medicina moderna

Glossário

Sugestões para leitura

Sobre os autores

Galera... eu fiz uma busca textual para análise dos currículos na plataforma lattes dos cidadãos descritos acima pelo nosso colega Percoff. Pra quem não sabe, Lattes é uma plataforma nacional do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) onde todo pesquisador brasileiro ou estrangeiro, sério e comprometido, têm o resumo de sua biografia acadêmica.

E advinhem.... Tanto o Sidarta quanto o Renato possuem um currículo lattes variado e bem amplo, com bases sólidas em experiências empíricas, no chamado "o que é de fato, o caso".

Já o Laranjeiras....

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH..... que pena! Nada de bom no currículo dele. Só o velho e arcaico pensamento anti-drogas (Lê-se anti-liberdade). Muito fraco mesmo. Pensamento Tautológico.

AE pessoal, pra quem quiser vou postar o resumo da carreira acadêmica de cada um aqui com o link pro currículo inteiro. Mas não sei se vai rolar o link, em todo caso:

Renato Malcher Lopes

É bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1993), onde também concluiu seu mestrado em Biologia Molecular (1997), é doutor (Ph.D) em Neurociências pela Universidade Tulane (New Orleans, EUA) (2005). Fez pós-doutorado em Neurofisiologia pela Ecole Polytechinique Fedérále de Lausanne (Suíça) (2006) e pós-doutorado em bioquímica analítica, pelo laboratório de espectrometria de massa da EMBRAPA Recursos Genéticos e Biotecnologia, brasília (2007-2009) . Tem experiência na área de neurofisiologia (com ênfase em neuro-endocrinologia), bioquímica e biologia molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: 1) controle hormonal da atividade neuronal; 2) controle neuro-endócrino da homeostase energética (apetite, metabolismo e saciedade), balanço de fluidos e adaptação ao estresse; 3) controle hormonal de endocanabinóides e seus efeitos sinápticos no hipotálamo (Interação dos efeitos não-genômicos de glicocorticóides e leptina no controle da biossíntese e secreção de endocanabinóides) e 4) sinalização inter e intracelular. Durante seu doutorado, Malcher-Lopes descobriu a interação não-genômica entre os hormônios glicocorticóides e leptina no controle da sintese de endocanabinoides e de seus efeitos sinápticos no hipotálamo, na regulação da homeostase e na resposta ao estresse.

(Texto informado pelo autor) http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4798269A1

Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

É Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1993), Mestre em Neurobiologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), Doutor em Neurociências pela Universidade Rockefeller (2000) com Pós-Doutorado em Neurociências pela Universidade Duke (2005). Atualmente é chefe de laboratório do Instituto Internacional de Neurociência de Natal Edmond e Lily Safra (IINN-ELS), Professor Titular de Neurociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Pesquisador do Instituto de Ensino e Pesquisas do Hospital Sírio Libanês, e Pesquisador-colaborador da Universidade Duke. Tem experiência na área de neuroetologia, neurobiologia molecular e neurofisiologia de multieletrodos, atuando principalmente nos seguintes temas: "sono, sonho e memória", "genes imediatos e plasticidade neuronal", "comunicação vocal em aves e primatas", "competência simbólica em animais não-humanos".

(Texto informado pelo autor) http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4784674Y8

Ronaldo Ramos Laranjeira

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (1982), Residência em Psiquiatria pela EPM (1984) e Phd em Psiquiatria pela Universidade de Londres(1994). Atualmente é Professor Titular do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência na área de Psiquiatria, com ênfase em Alcoolismo e dependência de outras drogas. As principais áreas de pesquisa são: tratamento da dependência química, o impacto das políticas públicas do álcool e outras drogas, bases biológicas da dependência e avaliação epidemiológica do uso de substâncias. Na área de treinamento coordena vários cursos de pós graduação latu senso em dependência química (cursos de especialização presencial e virtual). Professor orientador do programa de pós-graduação do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Coordenador da UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) da UNIFESP. É o Investigador Principal do Instituto Nacional de Políticas do Álcool e Drogas, um dos recém criados INCTs (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia) do CNPq.

(Texto informado pelo autor) http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4781161Z7

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ae galera foi mal a demora, não sei por que minha net ficou lenta pra kct esses ultimos diase o pc ainda travou duas vezes enquanto fazia o up. Infelizmente a bateria acabou ainda restando pelo menos 30 a 40 minutos do debate. Porém estou entrando em contato com uma brother que gravou algumas partes tb, na tentativa de deixar o debate mais completo possivel e que todos no País possam ter acesso.

Detalhe fiquei tão indiganado com o LARANJA que ao inves de Ronaldo coloquei como renato laranjeira. Mals ai coisa de maconheiro mesmo uehueheuhueheuhe.

Ai vão os videos.

http://www.youtube.com/watch?v=8fzyJ89Mu38

http://www.youtube.com/watch?v=juWVu3Zk3TI

http://www.youtube.com/watch?v=I8tpHzMnI44

http://www.youtube.com/watch?v=XPKk9wlcCUM

http://www.youtube.com/watch?v=H2oWx3a5UOA

http://www.youtube.com/watch?v=pFV_QtDkux8

http://www.youtube.com/watch?v=sDMSGNpku7g

http://www.youtube.com/watch?v=9TCDXSKqtK0

http://www.youtube.com/watch?v=USHQ3grUKYY

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ai num sei se ta ai nos videos mais uma hora o babão do Laranjada falou sobre a toxicidade da maconha e disse que ela tem altos indices de amonia.

uhauhahhauha

Só que ele tava falando que era proprio da planta e o Dr. Sidarta explicou que a amonia não vem da maconha e sim dos traficantes que colocam isso na erva.

Que burro da 0 pra ele.

E ai Sek vi perfeitamente agora que vc upou o video aos 0:26 segundo do penultimo video ele falou macaquices mesmo.

Velho filho da puta racista.

Esse é o posicionamento de um psiquiatra mas o que pensam os outros ?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Tópicos

  • Posts

    • salve mano, longe de mim querer alimentar treta aqui no GR.  Sobre o remo ser ou não ser ph perfect. Eu já procurei no site deles e inclusive já conversei diretamente com o suporte deles pois aqui no br me venderam como ph perfect. E me retornaram que eles não são ph perfect e que isso não existe.   Are your nutrients pH buffering? No. pH will always depend on the pH of your starting water, it’s not possible to guarantee that pH will end up within a specific range. However, the line is pH stable – that means that after mixing and pH buffering (if necessary), the pH won’t change. Also, if you are always using the same nutrient ratios and the same water, the quantity of pH buffer will be consistent every time.   Eles alegam ser PH estável, que após misturar tudo e regular o ph não vai ficar ocilando e que não conseguem garantir o ph pois dependeria da agua utilizada.     Pode ser que no BR por a maioria das aguas ser em torno de 7, para nós o ph acaba sendo perfect. O que não diz que o ph é perfect. Inclusive eu aqui (meu primeiro ciclo - não sou o dono da verdade) utilizo remo desde o começo e nunca regulei ph. Um dia quando medi o ph e achei q estava meio fora algo em torno de 5.7 e acabei utilizando um ph UP bem pouco algumas gotas. Notei que começaram a surgir manchas nas folhas. Resumo elas reclamaram do PH UP . Parei de usar. Jardim voltou a sorrir.  Mas esse é apenas meu relato.  Abraços e paz. 
    • Aí, deixando de lado essa treta aí de vocês por um minuto... rs Eu to com esse problema do ph 9+ e não sei bem o que fazer (sem condições de osmose reversa por enquanto).. To levando no organico e sumplementando com biobizz.. To com uma planta que chegou na flora sem reclamar do ajuste quimico mas temo que nesse rolê eu esteja no minimo desperdiçando o nutriente que eu tenho no solo. A Biobizz recomenda regulador de ph organico - que é o caso do que eles vendem - mas eu não consegui achar nenhum similar pra comprar por aqui. Eu tava de boa até ver esse esse post gringo, até arriscaria levar essa flora até o fim nesse esquema mas to germinando umas genéticas melhorzinhas e não queria dar tiro no escuro.
    • Não sei de onde veio esse tópico no meu navegador mas abri uma aba sobre o assunto e to com ela aqui faz uma semana, acho que pode interessar pra vocês aí que tão discutindo iluminação: https://growdoctorguides.com/dwc/full-spectrum-led-grow-lights/#alibaba
×
×
  • Criar Novo...