Entre para seguir isso  
Sergio Vidal

Maconha sintética combate dor sem dar "barato"

Recommended Posts

Maconha sintética combate dor sem dar "barato"

Retirado da Revista Galileu - www.galileuonline.com.br

Cientistas norte-americanos estão testando um remédio a base de maconha que combate dor e inflamação sem dar 'barato' nos pacientes. Batizada como ácido ajulêmico, a substância é um derivado sintético do THC (tetrahidrocanabinol), o princípio ativo da maconha causador do efeito entorpecente.

O novo composto foi testado em animais e mostrou-se entre 10 e 50 vezes mais potente que o THC, apesar de não ter algumas de suas propriedades. O remédio se mostrou melhor do que medicamentos conhecidos, como aspirina ou ibuprofeno, para tratamento de dor crônica, artrite reumatóide e esclerose múltipla.

A droga está agora na fase de testes clínicos em humanos, e 21 pacientes com dor crônica estão recebendo a medicação na Alemanha. Dependendo dos resultados, o ácido ajulêmico poderá estar disponível para venda em dois ou três anos.

O coordenador da pesquisa, Sumner Burstein, da Universidade de Massachusetts (EUA), considera que os resultados obtidos até agora são seguros e animadores. A grande vantagem do composto é a ausência de efeitos colaterais, entre eles a alteração de consciência que a maconha produz. A nova droga foi testada em 15 voluntários saudáveis na França no ano passado. Nenhuma reação adversa foi constatada, nem mesmo úlcera gastrointestinal normalmente associada a alguns anti-inflamatórios.

O mecanismo químico pelo qual funciona o ácido ajulêmico ainda está sendo estudado, mas os cientistas já têm algumas pistas. Aparentemente o composto anula substâncias químicas envolvidas em reações de inflamação, como a prostaglandina e a citoquina.

A nova droga, em testes em ratos, também apresentou bons resultados contra artrite reumatóide, prevenindo o desgaste de articulações. Os Cientistas acreditam que ela possa substituir outras drogas usadas hoje, que expõem os pacientes a risco de ataques cardíacos ou derrame cerebral. Contra esclerose múltipla, o composto amenizou a rigidez nos músculos da mesma forma que a maconha faz.

Estudos indicam que o composto também pode retardar a propagação de células cancerosas e prolongar a sobrevida de camundongos com tumores cerebrais. O exército dos EUA avalia se pode ser possível adaptar a substância para aplicação na pele, como forma de aliviar efeitos do gás mostarda, substância usada em armas químicas.

Cientistas estudam os efeitos terapêuticos da maconha há anos, mas os compostos desenvolvidos até hoje provocam 'barato' em alguns pacientes. Até mesmo o Marinol, o único derivado sintético do THC aprovado pelo FDA (vigilância sanitária dos EUA), que é prescito para estimular o apetite em doentes de AIDS e aliviar os efeitos da quimioterapia em pacientes com câncer.

A nova droga foi apresentada por Burstein, que detém sua patente, no encontro anual da Sociedade Química Americana. Uma versão da droga está sendo desenvolvida pela empresa Indevus Pharmaceuticals, com o nome comercial de CT-3.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu a reportagem, Alma :) (alias, bom te ver ainda ativo no Forum :P )

Muito legal esse esquema de sintetizar o thc relativamente modificado.

O problema (pra eles.. :P ) eh que o THC extraido da planta, o LEGITIMO, os cientistas ainda NAO conseguiram isolar SEM os efeitos psico-ativos, pois parece que os efeitos medicinais estao diretamente ligaods aos mesmos psico-ativos.

Vamos ver no que dah :)

Valeu o Link, BOB :P

[]'s a todos,

Lary's

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
Entre para seguir isso