Ir para conteúdo
Growroom

Deus, maconha e gays


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

André Petry

Deus, maconha e gays

A barafunda do título acima, em que se mistura religião com drogas e homossexualismo, é uma autêntica obra do ex-governador Anthony Garotinho, sem dúvida o político populista mais bem-sucedido de sua geração. Ao falar de um palanque eleitoral para uma platéia de carentes na periferia de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, Garotinho combateu seu adversário político parindo a seguinte preciosidade: "Eu nem gosto de comentar essas coisas, mas vocês deviam saber", começou Garotinho, comentando essas coisas em público. "Esse rapaz defende a legalização da maconha e o casamento de pessoas do mesmo sexo", continuou, referindo-se ao rapaz Lindbergh Farias, o candidato do PT à prefeitura de Nova Iguaçu. "E isso não é coisa que cristão apóie", arrematou. Com seu discurso, que em nada se parece com o pronunciamento de um político, mas em tudo se assemelha às intrigas de um alcoviteiro, Garotinho quer ganhar a eleição na cidade fluminense com base numa lamentável plataforma: confundir conceitos e difundir preconceitos.

A confusão de conceitos: o debate em torno da legalização das drogas, seja a maconha, seja qualquer outro entorpecente, é um problema de criminalidade e saúde pública. A clandestinidade das drogas gera as quadrilhas de traficantes, que por sua vez produzem o furacão de violência que as metrópoles brasileiras, o Rio de Janeiro em especial, conhecem tão bem. Em torno da maconha há um interminável debate sobre a dependência química e psicológica – e aí se entra na questão de saúde pública.

(...)

Talvez tudo isso renda votos. Com certeza, também rende atraso, ódio, desinformação – coisas que podem até ser convenientes para um populista, na medida em que criam um pântano de votos fáceis, mas que não ajudam a construir um país.

(...)

Fonte: Revista VEJA - Edição 1873 . 29 de setembro de 2004

Mais uma do Garotinho...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

esse casal chega a ser bizarro...

ha pouco tempo atras a Rosinha fez um comentário, no mínimo infeliz, que gostaria que o 'creacionismo' fosse ensino OBRIGATÓRIO nas salas de aula das escolas estaduais do rio...o pior que esse tipo de politica dá resultados

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
VelhoEddie escreveu

Bem, a posição da Veja foi legal, pena que atinge poucas pessoas...e nem de longe os ouvintes do Garotinho

pois é eddie... e é essa que é a merda..... mas já acredito ser um avanço que ao menos os meios de comunicação mais intelectualizados já estejam ao menos a reconhecer esse tipo de coisa....

sobre o garotinho já nem comento mais.... queria só ver ele tendo o mesmo fim do escadinha.... já não aguento mais esses dois... já não tenho mais estomago pra digerir suas safadezas... e o pior é que esses desgraçados usam a religião e a máquina do estado pra se perpetuarem no poder.... não consigo nem explicar o nojo que sinto de rosinha e garotinho....

bleeeeeeeeeeerg!!!!!!!!! isso sim que é badtrip....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Deus, maconha e gays combinação letal se for mau interpretada, ainda mais o ex- governador do Rio o Garotinho estiver discursando e ainda tem a pachorra de dizer "Eu nem gosto de comentar essas coisas, mas vocês deviam saber" e assim que ele vê os problemas de seu Estado virando as costas para as pessoas que nele votaram e que são bombardeadas pelo trafico e chuvas de balas perdidas.> :(

Deus me livre dos Garotinhos da vida...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Esse garotinho.. inves de ficar no canto dele calado ou entaum se preocupando com os problemas que ele tem q resolver (que não são poucos e fáceis), afinal ele é o secretario de seguranca publica do RJ.. e nao um candidato politico em fase eleitoral (pelo menos nesse momento), e mesmo assim ainda fica por ae dando pitaco nos comicios e tentando, como a reportagem fala, confundir conceitos e difundir preconceitos entre a população, sobretudo a mais carente e mais influenciável...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Dr Albieri escreveu

O Garotinho é um muleke!!!

A galera do Rio que me perdoe, mas o Rio esta como esta por culpa dos governantes q o povo bota lá em cima.

Garotinho, Rosinha e Benedita ninguem merece muito menos o Rio de Janeiro!

Realmente, é praticamente impossível discordar que os governantes eleitos são uma grande M mesmo (minha opinião).

Também é uma pena a Justiça Eleitoral não dar uma "chamada" no Garotinho, por esta espécie de discurso (nele e em tantos outros).

O que se vê aí, pelo menos o que me parece, é que só o problema de educação do povo já não resolveria toda a problemática envolvendo o processo eleitoral (aliás, existe uma reforma política visando também isso).

Creio, que uma melhor observação das regras eleitorais, por parte dos canditados, tem que ser um tópico a ser discutido, com julgamentos mais céleres e confiáveis de tais condutas, e com punições que afetem a imagem do canditado junto ao público vontante, ainda durante o processo eleitoral.

Pode ser até mais ou menos o que acontece. Mas ainda é mais ou menos.

Deste modo, a "queimação de filme" fica a cargo da imprensa, o que também não é uma boa solução (minha opinião), já que a mídia, por sua vez, pode ser extremamente tendenciosa (o que não foi o caso do Garotinho aí relatado, pelo menos na minha opinião), o que pode gerar ainda mais injustiças e manipulações.

Assim, acredito que além de termos a obrigação de melhorar a educação e cultura do nosso povo, precisamos ter um processo eleitoral (digo no sentido de regras eleitorais), mais preciso, com instituições mais fortes e confiáveis e, especialmente independentes e longe de quaisquer manipulações, haja vista a quantidade de barbaridaes que são feitas pelos canditados mais poderos e ignorados pela justiça (não digo aquele negócio de colocar cartaz em local proibido e tal, apesar de incluir isto tb).

O que temos, na maior parte da vezes, é a própria imprensa jogando a sujeira no ventilador, e muitas vezes sem qualquer providência tomada pela Justiça Eleitoral (como no caso do Lula, que foi pedir voto pra Marta - acho que não fizeram nada, digam aí )

É através do processo eleitoral que o político, ou o partido, chega ao poder. Portanto, não podemos admitir baixarias ou golpes baixos, até porque temos ciência da condição educacional do nosso povo, assim como também não podemos permitir que somente a imprensa faça o papel de "carrasco" do político "mal educado".

Entendo que a justiça eleitoral deve se modernizar, ser mais clara, transparente e célere (uma vez que as eleição é um processo rápido) e, também, prestar constas de sua atuação ao povo, sujeito final do processo eleitoral.

Acredito, que muito da atitude do Garotinho se dá em virtude da inoperância da Justiça Eleitoral que, se o punir, ou mesmo fizer alguma coisa, pouca diferença fará, considerando o término das eleições. Ou seja, inócuo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Alem da péssima educação e cultura, passada pelos meios do estado, acho q a religião influencia muito nisso, como sempre influenciou... pode até parecer um comentario idiota, mas alguem se lembra das cruzadas??? por os monarcas (sei la quem era to muito loco agora) quererem ampliar sues territorios, a igreja ajudava com isso, falando da religião dos outros povos... acho q isso ja é da cultura humana usar da religião pra conquistar as coisas ou manter-se no poder... bom sei la...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Li a Época desta semana e fala do mesmo assunto ( queria colocar o link, mas entrei no site da revista é a matéria eatá disponível só para assinantes ). Só que o assunto principal é o Lindberg Faria...o Garotinho é só um coadjante na matéria. Esta fala sobre o Fenômeno Lindberg na cidade de Nova Iguaçu.

Matéria fala dos ataques do Garotinho ao canditado do PT, praticamente a mesma coisa na Veja, não sei se o q o Bodom colocou é a matéria na íntegra, mas na Época, o Lindberg fala q é contra a legalização e que casamento de homossexuais é para ser debatido no Congresso.

O mais absurdo é o cartaz falso q fizeram do Lindberg. Nele está escrito + ou - assim: " Legalize já ", " Maconha não é droga ", " Vote pe legalização "....não precisa nem falar né, qq cara sensato, principalmente concorrendo a Prefeito não teria uma campanha dessas, tá mas que na cara que é arte do Garotinho....sabe o q me parece, que o Garotinho tá com ciúmes.....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Cartaz falso é caso de polícia...Se foi providenciado pelo Garotinho (e porque não - impossível acho que não é - acho até provável)......pelamordedeus...

Não que eu ache alguma coisa de boa nesse Lindberg....mas cartaz falso é o cúmulo da baixaria...

Política, e os políticos, muitas vezes, são nojentos...parece que a ânsia de poder inibe a evolução do ser humano..e ambição desenfreada tolda os verdadeiros objetivos...pelo menos, parece.

Que lepra..

Não dá nem pra ser otimista..~

Tá todo mundo fufu

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...