Ir para conteúdo
Growroom

Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'transtorno'.



More search options

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Cultivo
    • Informações Básicas
    • Solos e Substratos
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 3 registros

  1. Olá, sou novo no fórum e resolvi contar minhas viagens. Experimentei maconha aos 15 anos, depois disso eu raramente fumava, só em festinhas ou em ocasiões diferentes mesmo. Aos 18 anos comecei a fumar com mais frequencia. Hoje, aos 22, fumo maconha quase todos os dias, mas com controle total do meu consumo, pra não entrar no exagero. No meio do ano de 2012, comecei a ter fortes ondas com a maconha, comecei a ter uma espécie de "desconhecimento do mundo", junto a uma sensação incrível de desapego material e imaterial. Até então era controlável a situação, foi aí que numa tarde de domingo eu tive minha primeira bad trip com transtorno dissociativo, me bateu um vazio tremendo e do nada parei de reconhecer todo mundo que eu conhecia. No meu transtorno mental, as pessoas estavam perdendo suas personalidades, gente que eu conhecia há muito tempo, não fazia sentido mais pra mim. Eu não reconhecia meus amigos, nem meus pais. Olhava para minha própria namorada e não conseguia me lembrar da personalidade dela. Até mesmo os lugares em que eu sempre iam foram perdendo totalmente a identidade pra mim. Tudo foi ficando muito vazio, e foi então que resolvi pensar se era eu quem estava ficando vazio. Com muito medo, me mergulhei na psicologia e comecei a ler sobre transtornos dissociativos, inclusive bipolaridade. Talvez esse tenha sido um de meus erros, toda vez que eu fumava, a percepção do transtorno ficava ainda maior, e isso me fazia perceber ainda mais como eu estava com um sério problema. Havia pensado em procurar um psicólogo, mas resolvi esperar mais um pouco. Ficava horas pensando se a maconha havia me dado uma dádiva ou uma desgraça. Ao mesmo tempo que eu desconhecia as pessoas, eu passava a vê-las de uma forma totalmente diferente. A maconha havia me dado faculdades mentais maravilhosas, mas não era normal. Fiquei meses com essa nóia. Passei a tentar me controlar, mas era praticamente impossível controlar meus pensamentos, porque eram prazerosos. Comecei a me isolar, me afastei dos meus pais, dos meus amigos e até da minha namorada, que também fuma. No final de 2012 resolvi dar um upgrade na minha vida com a maconha. Criei horários pra fumar, também passei escolher bastante com quem e onde iria fumar, e isso me ajudou bastante. Passei a fumar em casa, e depois relaxar bastante ouvindo um pouco de Pink Floyd, que é o que eu adoro fazer. Hoje me sinto super bem, comecei a ter outras viagens com a maconha, mas ainda com vestígios do meu pequeno transtorno. Gostaria de agradecer o fórum por dar essa possibilidade de cada um contar seu problema, porque isso colabora muito com cada um. A vida é feita de experiências, e se cada um contar a sua, chegaremos a um compêndio final. Agradeço a atenção, um bom começo de ano pra galera do growroom, e prometo participar mais do fórum porque estou adorando. Há braços! :*
  2. Thespecialist

    Ansiedade x Maconha

    Bom dia a todos, Sou novo aqui no fórum e venho aqui descrever o meu relato com a maconha para que pessoas que estejam sofrendo do mesmo transtorno consigam algumas respostas que procuram! Fumo maconha diariamente desde os 19 anos, hoje estou com 23. Eu nunca tive problema algum em fumar, sempre tive uma brisa muito boa e nada demais nunca aconteceu. Mas antes de falar disso, vou voltar no tempo. Em 2013, eu tomei um ecstasy e tive uma viagem muito ruim, muito ruim mesmo. No dia seguinte disso, fiquei mal, ruim da cabeça, tive transtornos de ansiedade que eu nunca tive e isso mudou minha vida. Procurei o auxilio de um profissional (Psicologo, psiquiatra) eu estava com crises de ansiedade e crises de pânico, devido ao uso do ecstasy, desencadeou tudo isso que descrevi, sendo que eu nunca tive. Foi uma fase ruim da minha vida. Mas tive um acompanhamento de 6 meses com esse psicologo, utilizando a medicação LexaPro (antidepressivo fraco) depois desses 6 meses, nunca mais tive uma crise ou algo parecido, fiquei bem. Porém, suspendi o uso de ecstasy ou sintéticos relacionados e não uso desde então. Nesse ano de 2017, fumando meu baseado de todo dia, aquele no final do dia, depois de trabalhar, ir pra faculdade, sempre fumo no final do dia, quando não tenho mais nada pra fazer. Nesse ano, comecei a ter alguns episódios de "Bad trips" em algumas vezes que fumei. Ex: Comecei a ter uma sensação de desmaio, sensação de que iria morrer, coração palpitando, mas nunca passou de algo preocupante, quando eu tinha, durava alguns minutos e logo passava. Resolvi então, depois de alguns relatos que li aqui no fórum, diminuir a dose, eu passei a fumar metade da quantidade que eu fumava por baseado, ocorreram algumas vezes o episódio e algumas vezes apenas tive uma brisa boa. Porém a 1 mês atrás, fui pra praia em final de semana, com meus amigos, namorada, puta final de semana gostoso e apenas pensamentos bons! Enquanto minha namorada dormia e meus amigos estavam bebendo, PS: eu não bebo. Eu resolvi fazer 1, com uma quantidade normal, a quantidade que eu fumava depois de ter esses episódios, consideravelmente pouco. Depois de fumar, fiquei numa brisa boa por algum tempo, porém depois de um tempo, desencadeou na maior crise de pânico que eu já tive. Eu jurava que eu ia morrer, eu sentia que eu ia apagar a qualquer momento, eu puxava o ar e não via, fica hiperventilando, com sensação de que alguma hora iria cortar o ar, meu coração estava saindo pela boca, eu jurava que era o fim. Esperei um tempo pra ver se ia passar, mas passou 1h e não passou e só foi piorando, então acordei minha namorada e falei que queria ir para o hospital, pois eu achava que estava infartando. Fui ao PS, chegando lá tiraram minha pressão que estava um pouco elevada (16 por alguma coisa) não lembro, e logo fizeram um eletrocardiograma. Que resultou em que? absolutamente nada, coração normal, apenas um pouco descompassado. Após isso, eu me tranquilizei e a sensação ruim, foi passando. Depois disso, no dia seguinte, resolvi não fumar, pois não queria passar por aquilo de novo. E mesmo assim, mesmo sóbrio, tive mais 2 crises de pânico naquele dia. Crises pequenas, fiquei apenas hiperventilando, com sensação de desmaio e com o ar curto. Depois disso, eu vi que a Maconha estava me trazendo de volta a minha ansiedade e desencadeando esses ataques. Mesmo que depois de muito tempo. Voltei no psicologo e estava diagnosticado com Crise de panico de novo. Voltei com a medicação e hoje estou há mais de um mês sem fumar e me medicando e nunca mais tive qualquer princípio de ansiedade. Infelizmente, eu acredito que vou parar definitivamente de fumar, ou pelo menos dar um grande tempo com isso, alguns anos e por aí vai. A maconha ou qualquer outro tipo de droga, se você tem pré disposição de ter alguns transtorno mental, ela vai desencadear isso, alguma hora ou outra. Não tem santo que te salve, ela VAI desencadear isso, é questão de tempo. E acredito que meu corpo transbordou e meu deu um aviso pra eu parar antes que algo pior aconteça, parei, me consultei e hoje estou bem. Sinto muita falta obvio, porque eu amo fumar e amava a brisa, fumar com minha namorada, o sexo chapado, as aventuras eram demais, mas eu tive que parar por conta disso e pretendo continuar assim, porque só quem já teve uma crise de panico pesada sabe o que é passar por isso, é a pior sensação do mundo, fora de controle. Eu espero que tenha esclarecido algumas dúvidas de algumas pessoas que estão passando por isso. Não tente achar que continuar fumando mesmo que pouco vai te dar certo porque não vai, pra algumas pessoas talvez sim porque cada organismo é diferente do outro, mas não conte com a sorte. Se você tiver sofrendo disso, antes que você chegue no auge da crise, pare, repense e fique um tempo sem, porque saúde é tudo, principalmente saúde mental que é tudo na nossa vida. Eu já conheci pessoas que passaram por isso e tiveram que parar. Obrigado a todos por me ouvirem! Espero que tenha ajudado alguém! Um grande abraço a todos amigos!
  3. Olá a todos, antes de botar em questão minha dúvida gostaria de esclarecer que sou novo no Fórum, me desculpem qualquer erro ou transtorno... Eu sei que já foram feitos muitos questionamentos sobre a Despersonalização/Desrealização, mas os que eu li aqui no Fórum não tinham me esclarecido completamente, por isso decidi criar um com a seguinte abordagem: *Alguém que já sofreu de Desrealização ou Despersonalização decorrente do consumo da maconha, poderia voltar a consumir? *Alguém principalmente aqui do fórum já sofreu com isso e voltou ao uso? Alguns detalhes sobre o quadro de Dp/Dr que eu tive: -Eu tenho 18 anos, desde os meu 15 anos sempre consumi maconha e nunca tive problemas com ela, ate um dia em que teve um evento de Reggae aqui na minha cidade e nele eu abusei um pouco da maconha, consumi cerca de 7 baseados da erva alem de ter misturado com o álcool... Tive uma "BadTrip" um pouco intensa mas nada tão insuportável, no outro dia eu acordei com a sensação de que ainda estava "chapado", parecia que eu estava em uma especie de filme ou em um sonho lucido, isso durou cerca de 1 semana e foi insuportável! Então, eu gosto da erva mas estou com um certo receio de usa-la novamente e vim a ter quadros de Desrealização novamente, alguém poderia me dar uma luz a respeito disso? Existe alguém que teve e por experiencia própria poderia dizer se eu posso voltar a consumir? Desde já agradeço...
×
×
  • Criar Novo...