Ir para conteúdo
Growroom

Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'indice'.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 1 registro

  1. 27/10/2014 09h37 - Atualizado em 27/10/2014 09h41 http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2014/10/pf-estima-que-trafico-de-maconha-em-sc-tenha-crescido-17-vezes-em-4-anos.html PF estima que tráfico de maconha em SC tenha crescido 17 vezes em 4 anos Novas prisões têm mostrado a mudança do perfil das' mulas' do tráfico. Em 2014, PF apreendeu mais de 800 kg de maconha nas fronteiras de SC. Do G1 SC A Polícia Federal estima que o tráfico de maconha em regiões de fronteira de Santa Catarina tenha crescido 17 vezes em quatro anos. Nos primeiros 10 meses de 2014, foram apreendidos mais de 800 quilos de maconha nas fronteiras do estado, segundo a PF. Em 2011, foram 60 quilos apreendidos. Dois anos depois, mais de uma tonelada foi apreendida. O Estúdio Santa Catarina deste domingo (26) apresentou uma reportagem especial sobre o novo perfil das 'mulas' do tráfico (veja o vídeo acima). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), elas são as pessoas aliciadas para transportar drogas do Paraguai para os estados do Sul do Brasil. Em Santa Catarina, em 10 dias de fiscalização, seis estrangeiros foram flagrados em rodovias com veículos forrados de drogas. Drogas são escondidas em fundo falso (Foto: Reprodução/RBS TV) 'Mulas' estrangeiras De acordo com o Silvinei Marques, inspetor da PRF, um dos principais problemas é na fronteira entre os países. "Em um passado recente eram menores, depois senhoras e agora estrangeiros. Nos últimos dez dias tivemos diversas prisões tanto de argentinos quanto de paraguaios", disse ele. As novas prisões têm mostrado a mudança do perfil das' mulas', pessoas aliciadas para transportar as drogas. Os estrangeiros são recrutados em comunidades pobres do Paraguai. Criminosos pagam bem pelo serviço e entregam o veículo pronto, recheado de droga. Muitas vezes, as pessoas nem sabem a quantidade de maconha que estão transportando. Conforme o delegado da Polícia Federal, Márcio Antônio Lelis Anater, a mula é uma vítima do traficante e que vê no trabalho uma saída pra solucionar um problema. Um dos presos, um paraguaio, revela que aceitou o trabalho para ajudar a família. "Eu fiz isso porque precisava. Minha mãe está doente. Por isso, eu fiz", conta ele. Droga que sai do Paraguai tem como destino SC, RS e Uruguai (Foto: Reprodução/RBS TV) A droga que sai do Paraguai tem como destino Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Uruguai. Essa é uma das principais rotas do tráfico no Sul do Brasil. A Polícia Federal diz que não há estimativa da quantidade de drogas que circula nas rodovias da região da fronteira. Droga escondida A forma como a droga é transportada, dentro dos carros, é um dos problemas para dificultar a apreensão, já que são colocadas em fundos falsos. A sensação de impunidade também dificulta o combate ao tráfico internacional de drogas. "A regra é que não deveria haver liberdade provisória nos casos de tráfico de drogas, mas tem juízes que têm interpretado que pode haver. Isso acontece muito no Paraná. Colocado em liberdade ele não é mais localizado para responder o processo. Principalmente se for paraguaio", afirmou o Anater.
×
×
  • Criar Novo...