Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'hashish'.



More search options

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Cultivo
    • Informações Básicas
    • Solos e Substratos
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 3 registros

  1. Bud Weiser

    Frenchy Cannoli

    Video com imagens explicitas .... Pros interessados em hashish esse cara é dos mais intendidos. No link abaixo >>>> vários artigos "top" que ele publicou na mídia especializada ... https://frenchycannoli.com/articles/ Bem insider ... Melhor que Netflix "Murder Mountain" >>> tb vi e aconselho ...
  2. olá amigos, apresento-me, quero ensinar um video gravado com objectivos macro onde podem ver como se fuma BHO, butane honey oil. Boas imagenes e boa musica para as extracções cannabicas mas potentes, que superam o 70% d THC com facilidade obrigado pela visita
  3. Bevar Christiania! Olá! Este tópico tem o intuito de condensar os relatos de Christiania que até agora estavam espalhados pelo forum. Creio que isto facilitará a vida de quem ainda planeja visitar este paraíso anarquista do Hash que fica localizado na Dinamarca. Da seu dab dae que lá vem a história. Breve panorama de Christiania : A história começa em 1971, quando um terreno do exército cheio de alojamentos abandonados foi invadido por grupos de hippies, libertários, socialistas, punks e fugitivos (da lei, dos pais, da sociedade convencional), entre tantos outros. A Cidade Livre de Christiania é uma comunidade independente e autogestionada localizada na cidade de Copenhaga, Dinamarca. Christiania, também conhecida como "Freetown Christiania" (em dinamarquês: Fristaden Christiania) é um bairro auto-proclamado autonomo e sustentável. Com cerca de 850 habitantes, cobrindo uma área de 34 hectares, no bairro de Christianshavn na capital dinamarquesa Copenhague. As Autoridades publicas consideram Christiania como uma grande comuna, uma área de um status único na medida em que é regulada por uma lei especial, a Lei de Christiania, a lei de 1989, que transfere partes da supervisão da área do município de Copenhague para o estado . Christiania é organizada em vários conselhos, onde todos os moradores têm direito a opinar e discutir os problemas comunitários. As decisões não são feitas por votação, mas sim através do consenso. Isso significa que não é a maioria que decide e sim que todos tem que estar de acordo com as decisões tomadas nas reuniões. Às vezes, contam-se os votos somente para se ter uma idéia mais clara das opiniões, mas essas votações não tem nenhum significado deliberativo, não contam como uma solução para os problemas da comunidade. Christiania é dividida em 15 áreas, cada uma administrada pelos seus moradores, para facilitar o funcionamento dos serviços básicos. Christiania não tem leis, mas foram criados alguns consensos para o bom convívio da sociedade: Não às drogas pesadas Não às armas Não à violência Não se negociam prédios ou áreas residenciais Minha jornada por la começou no verão de 2012. Fiquei cerca de trinta dias por lá e, na moral, é o paraíso na terra. Pedalando, do centro de Copenhagen, dava 5 min no max. até o bairro Christiania. Tem feira de hashish ao ar livre, show de jazz em pracinhas, sol o dia inteiro no verão, mulheres lindas, ciclovias por toda cidade e comida incrível. É um lugar super relax, mas não tire fotos perto da barraca de hash, tenha bom senso e divirta-se q tudo sairá bem. Enfim, no bairro de Christiania tem mtu hash e maconha sendo fumados, shows de musica e barzinhos. Além de muitas barracas de parafernálias com pipes e até uns Roors. Tbm achei super legal a normalidade com que os locais encaram tudo isto. A barraca de frutas e verduras fica a 15 passos de distancia de barracas de hashs e maconha. No bairro tem muita arte urbana, cafés, restaurantes, bares e lugar para shows. Além da natureza, trilhas de bike e um visual incrível. É verdade que em algumas partes do bairro tem o aspecto descuidado mas no geral o bairro é muito fera. Rola uns picos perto do lago pra curtir uma brisa, mulher fazendo topless tomando sol, umas casas simpaticas. outras menos, muita turistada, mas muita galera local tbm. Os locais são bastante hospitaleiros e bem mais sorridentes e acolhedores qdo comparando com outros países escandinavos. Só a lingua dinamarquesa que é foda demais! Aprendi apenas que 'hai' é 'oi' e 'tak' é 'obrigado'. Mas mesmo assim é bem tranquilo pois todos falam inglês fluentemente. Além disso, vale muito conhecer Copenhagen toda. Tem restaurantes sensacionais, museu da Carslberg [ com edições exclusivas nos supermercados] , parque do Lego, Tivoli, etc. Pois é rapaziada, um viva p/ cidade livre de Christiania! Viva a terra da carlsberg e do frikadeller...com um pouquito de hash! Olha o solzinho das 19:30, tava começando escurecer as 22h . Não sei como é o inverno mas no verão é o paraíso na terra: muita cerveja, mulher bonita,sol,festivais de musica pela cidade e paisagens iradas. A feira de hashish não fecha nem domingo, com muitas barracas diferentes espalhadas pelo green light district. E na real, é igual comprar verdura. Tem hash de tudo quanto é tipo e tudo quanto é preço. Escuros, claros, macios, duros, kiff, ice, wax, etc. E com buds iguais de amsterdam [ nada demais ] . Maioria midgrades e tlvz um ou outro quase highgrade. Uns que vi foram Super Skunk, Jack Herer, Super Silver Haze Minha primeira experiência na feira foi na barraca que tinha uma certa fila. O cara que tava atendendo era um hiponga das antigas de cabelo comprido e barbona branca. Creio que isto é uma raridade lá hoje em dia, pois a maioria dos hippies não vendem mais hash devido a certos casos de repressão do governo dinamarquês no inicio do século 21. Acho que era o unico lá desse naipe se bobear. Perguntei do hash mais saboroso e ele foi super simpatico e sugeriu o Marroc, com gostinho floral, frutado e apimentado. Pala suave, bom para um fim de tarde tranquilo. O segundo que acabei pegando um tal de malana sweet cream q tinha la e que tava com a cara boa..bem melento. Malana Sweet Cream Alem desse peguei um pouco de Durban Poison, SSilver Haze e Zero Zero Preço? Varia dependendo da qualidade e quantidade como qualquer lugar do mundo. Para efeito de comparação, a grama do Charas nesta foto abaixo estava 80 Krones [ aprox. 33 reais ]