Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'drogas em presidios'.



More search options

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Cultivo
    • Informações Básicas
    • Solos e Substratos
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 1 registro

  1. Fonte Publicada em 05/08/2013 05:01:13 A movimentação de protesto dos presos aconteceu na manhã de sábado, no xadrez da 14ª Coordenadoria de Polícia do interior (Coorpin/Irecê). A delegada Maria José informou que por volta das 9h, um preso foi flagrado pegando uma quantidade de maconha para ser vendida dentro da unidade policial. Ao saber que a droga foi apreendida, os presos queimaram colchões e quebraram a grade de uma cela. A delegada esclareceu ainda que o preso flagrado pegando a droga será reenquadrado no crime de tráfico de drogas. A rebelião durou até o final da tarde. Por volta das 16h do sábado, após conversa com a delegada Maria José e o Juiz José Onofre os presos cessaram o movimento. A droga foi apreendida. E a cela quebrada foi desativada. Em Irecê a cadeia pública também sofre o problema da superlotação. Com capacidade para 32 presos, abriga atualmente 51, divididos em oito celas. ____________________________________________________ Já morei em Irecê e por ser uma cidade próxima do polígono da Maconha rola um preconceito enorme na cidade com a planta claro em certos setores, lembro que cheguei na acadêmia e a dona me falou pra ter cuidado ao voltar pra casa a noite pois tinha uns maconheirinhos pela rua ahhahahhaha mal sabia ela. E o contra senso daquela notícia da Suiça sobre a maconha em seus presídios e o efeito sedativo e calmante nos presos, realmente Brasil é um atraso mas não existe nem um lugar com essa pluralidade cultural na minha opinião.