Ir para conteúdo
Growroom

Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'depressão'.



More search options

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Cultivo
    • Informações Básicas
    • Solos e Substratos
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 13 registros

  1. Post com intuito de ajudar, caso precise de ajuda/conselho não exite em me chamar por mensagem privada. Bom esse é meu primeiro post, resolvi criar uma conta especificamente para criar esse post e dar um alerta pra galera ou até mesmo ajudar quem tem/teve problemas similares. Acompanho o fórum a algum tempo e estou vendo muitos casos de problemas psíquicos, no qual eu também obtive por conta do uso da maconha, que serviu como gatilho. Bom, se você está com problemas, sentindo que a onda não passa, se sentido fora de si, angustia, medo constante (pânico), confusões mentais, paranoias, recomendo primeiramente que pare de ler tudo relacionado a isso na internet, pois isso só ira piorar e também que procure um psiquiatra o mais rápido possível, aceite que você precisa de ajuda, não espere ficar pior.. Quanto mais cedo você tratar disso, mais rápido sairá dessa. Hoje infelizmente não posso mais fumar, ultima vez que tentei fumar (a 3 dias atras) com apenas 2 tragos em 1 beck, tive uma crise que pensei que fosse a ultima(pensei que iria morrer), senti Despersonalização, Pânico e Ansiedade novamente; Vou contar a história pra que tudo fique mais claro. Fumo macohna des dos 15 anos, hoje com 17, no começo era só trip boa, risada, bem estar e tudo que atribui a uma good vibe. Porem, nos últimos tempos, estava tendo umas brisas bem "pesadas" apesar de fumar pouco, no máximo 1 fino,já conseguia viajar legal, ou melhor dizendo, bem mal... As brisas não eram como antes, quando fumava sentia que entrava em um filme, me tornava espectador da minha pessoa, havia dificuldade grande de raciocínio e motora também, quando misturava alchool e maconha era bad trip na certa,só pensava em coisas ruins, o quanto era imprestável, pensamentos do tipo " Para que tudo isso, se no final a gente morre?" Meu erro foi insistir em fumar, com pensamento de voltar ter as velhas e boas brisas do começo, porem, a coisa foi ficando cada vez pior, cada vez eu ia tendo brisas mais pesadas, era como isso fosse um sinal/aviso, mas só entendi quando já era tarde de mais. Fui em um festa, bebi, fumei, voltei me sentindo meio fora de si,foi ai que tudo começou, 2 dias depois a onda ainda não havia passado, me sentia estranho e eu pensei,"deve ser só algo da minha cabeça, ta tudo normal" e la vai eu fumar de novo... Encontrei uns amigos e acendemos um, de começo foi só risada, mas sentia que minha cabeça estava destorcendo tudo, foi a brisa mais louca e ruim que tive na minha vida, era como se tudo fosse mentira e estivesse em um filme e alguém tivesse dando play e pause no mesmo. Só percebi o quanto nada disso era engraçado quando cheguei em casa e vi que a brisa que não passava e havia se intensificado, minha cabeça estava rodando, eu sentia angustia, despersonalização e medo, muito medo com medo de ficar daquele jeito para sempre. Tive a ideia de tentar dormir para ver se isso passava, tudo que eu mais queria era acordar no outro dia normal, mas isso só piorou, ao deitar,minha cabeça começou a rodar em sentimentos e pensamentos horríveis, foi ai que surtei, tive minha primeira crise de pânico, sai correndo pro banheiro lavei meu rosto e tentei me acalmar, comecei a ler coisas na internet e fiquei pior ainda, com medo de ser algo ruim permanente, por isso recomendo que não leiam essas bostas, só serviu para intensificar os pensamentos ruins. Depois desse dia não conseguia mais dormir, entrei em conflito com o tempo e comecei a agonizar mentalmente, só conseguia ter pensamentos ruins, fiquei 5 dias sem dormir pensando em merda, minha mente não me deixava em paz sequer 1 segundo, ficava o dia todo deitado chorando, não ia pra escola, nem trabalho e tambem nem tinha contado para minha familia, até que eles perceberam que havia algo de errado comigo e conseguiram me levar ao um psicologo que me encaminhou a um psiquiatra, logo então fui diagnosticado com tudo que contem no titulo, sim, Despersonalização,Ansiedade,Depressão Aguda e Síndrome do Pânico, foda né? Fiquei aproximadamente 2 meses nessa "onda" ruim, até me sentir um pouco melhor, hoje faço terapia psicológica e estou sendo medicado com Paroxetina, consigo dormir e ter mais controle do meu pensamento ( coisa que havia se tornado impossível). As vezes sinto sensações ruins, como agora enquanto escrevo esse texto, mas é algo que estou aprendendo a lidar, aos poucos vou tomando controle de mim, já vejo uma boa melhora mas acabei regredindo um pouco como dito acima quando decidi fumar novamente e senti tudo novamente, me arrependo profundamente. Infelizmente isso foi o que a maconha despertou em mim, até então nunca tinha dando sinais de loucura, pânico, depressão, era uma pessoa normal feliz que, infelizmente não teve sorte com o psicoativo.Nunca imaginaria que a maconha pudesse fazer isso comigo e até mesmo tirava sarro de quem falava que ela podia sim, trazer efeitos negativos em pessoas com pré-disposição a transtornos mentais, mas também eu nem imaginava que eu era vulnerável, em toda minha vida a erva foi a unica coisa que usei, nunca cheguei perto de doce nem nada semelhante. Se você passa/passou por isso, saiba que nenhuma dor é eterna, tudo é fase, tudo passa, esteja ciente disso sempre, eu mesmo no ápice da depressão, pensei em me suicidar, não por ser fraco, mas por ser algo realmente insuportável. Tudo isso aconteceu a pouco mais de 5 meses. Que isso sirva de ajuda para alguém e de conhecimento para outros. Que Jah os abençoe
  2. Nometoque

    Maconha e depressão

    Ola. Estou passando por uma fase muito tensa e acabei tendo depressão. Antes de tudo isso eu fumava bem pouco, dava no máximo 3 bolas por mês. Hoje eu fumo todo dia e nos finais de semana é raro não tá chapada. Na maioria das vezes eu fico muito bem e quase não tenho ataques de pânico mais. Porém algumas vezes a onda que bate é horrível. As vezes eu acho que eu vou morrer. Uma única vez eu quase fiz uma besteira. Queria muito conselhos de quem está ou já passou por isso. Será que é melhor dar um tempo? O que vcs fizeram para melhorar o quadro depressivo associado ao uso da maconha. Vlw.
  3. Amigos, boa tarde! Sou biólogo, tenho 32 anos, sou pai. Tenho ansiedade crônica ou também chamada de ansiedade generalizada. Sofro com essa doença desde a juventude, e desde então essa doença me cobra caro, acredite, já tomei toda tarja preta possível e impossível. Sobrevivi a desejos insanos de suicídio e instabilidade psicológica através do pensamento acelerado e ansiedade. Tenho uma família de cabeça fechada, pai advogado e mãe terapeuta, então a Cannabis nunca foi uma opção, aliás, nem existia os estudos que dispõem o tratamento de ansiedade e depressão (causada por ansiedade) que existem hoje. Me testei e resolvi usar a Cannabis, busquei em artigos, fóruns e grupos de discussões nacionais e internacionais para chegar a um consenso. Uso Cannabis todos os dias a cada doze horas, geralmente as 7:00 (quando levanto) e outra as 19:00 quando chego em casa. Nunca tive uma bad trip. A “dose” é a mesma todo dia, meio beck pra cada momento. A um ano e oito meses não tenho crises de ansiedade e até hoje a depressão não me encontrou novamente. Meu maior dilema e problema atual é conseguir novas sementes, estou na procura, mas sem sucesso. Hoje temo que com a chegada do fim do meu cultivo, pela falta do mesmo eu fique sem meu remédio, ontem mesmo contei, tenho 6 doses. Fica o meu relato, se curem, se cuidem e principalmente não desistam de vocês. Abraços.
  4. Bom pessoal, estou em uma fase difícil da minha vida, uma fase de isolamento, perdi a vontade de fazer as coisas e sentido na vida, tanto que larguei os estudos e não trabalho, não saio de casa nunca, fico jogando e ouvindo musicas, sempre fui meio antissocial, tímido, mas agora está pior. Eu comecei a fumar maconha no começo do ano, fumava com amigos eram ondas boas, aí depois fui perdendo o interesse em tudo, parei de estudar, ficava fumando em casa, até que um dia fumei demais e tive um ataque de ansiedade, uma bad trip horrível aí parei. Agora já faz quase 4 meses que eu não fumo e me despertou a vontade de fumar de novo, mas o meu medo é ter outra bad, tenho dificuldade em sair mas to pensando em fazer esse esforço e ir comprar, lembrando que fumo prensado mesmo.. E pretendo ir em um psicólogo logo para colocar a vida de volta nos trilhos, não vou ficar só fumando porque sei que não posso continuar assim.. O que acham? Será que vou ter bad se fumar?
  5. Galera, recentemente tive uma crise de pânico e já venho sofrendo com ansiedade intensa.. Meu psiquiatra me diagnosticou com depressão e me receitou um antidepressivo. Disse para ele que fazia o uso de cannabis medicinal e ele pediu para eu ficar somente 3 semanas sem usá-la para ver o efeito do remédio no meu organismo, mas que depois poderia voltar a usar. Tem alguém que já passou por isso? Ou faz o uso de medicamento com a cannabis? abcs
  6. Olá, Bom dia. Eu me chamo Vitor e estou perto a dar um grande salto na história da minha família conservadora e religiosa. Eu tenho depressão, ansiedade e dezenas, talvez centenas de fobias desde os 11 anos de idade (atualmente tenho 19), faço uso constante da cannabis tem cerca de 4 meses, tudo escondido da minha família. Enfim, eu procuro artigos científicos ou relatos de pessoas portadoras dessas doença em benefício do tratamento das mesmas com o uso da erva pois vou deixar tudo as claras com minha família (sei que não vai ser fácil, talvez a pior decisão que terei). OBS: Não estou procurando desculpa para usar droga, sendo que como todo remédio, eu procuro tratamento afim de amenizar os sintomas e me encaixar como uma pessoa normal na sociedade.(Tomo cerca de 3 ansiolíticos por dia e 1 anti-depressivo) Não é frescura, procure estudar pois muita gente sofre com essa doença atualmente. Sou fumante, fumo a cerca de 3 anos afim de temporariamente diminuir minha ansiedade. Também realizo ingestão de bebidas alcoólicas. (Mas pra minha família eu posso fumar e beber). De todos os medicamentos cannabis foi o único que temporariamente mudou minha percepção das coisas, já consigo conversar melhor com as pessoas. Cannabis é o único medicamento que me tira do meu mundo sombrio e sem cor que é viver a depressão ou o sufoco traumático causado pela ansiedade (já perdi as contas da quantidade de vezes que eu tentei suicídio, mas creio que foram umas 9/10 vezes em um período de 5 anos). Qualquer ajuda será bem vinda. Obrigado pelo seu tempo.
  7. Bom momento a todos nós, pessoal. De antemão peço perdão pelo texto. Meu problema se extende por quase dois anos, achei que dividir com vocês ajudaria na compreensão. Agradeço demais desde já qualquer atenção dada ao tópico, de verdade. Acompanho o fórum há algum tempo e só agora tomei coragem de me inscrever e postar aqui. Me sinto angustiado demais por meu problema não ter sido causado por excesso em demasia e por soar como "fraqueza", mas infeliz e vergonhosamente é uma questão que eu não consegui lidar sozinho. Vou fazer 24 anos. Uso a cannabis há cerca de quatro anos de forma esporádica, mas só há dois fiz disso um hábito. A história é familiar: tudo corria maravilhosamente bem até que uma noite sozinho em casa (depois de uma semana fumando muito e ter acabado de fumar um prensado de pessima qualidade) tive um ataque de pânico terrível. A paranoia pra mim foi tamanha que perdi o senso do que era ou não real, e caí numa espiral que ia desde brisa com demônios e afins até pensamentos instrusivos dos mais desnecessários possíveis. Dormi com aquilo na cabeça, na esperança de acordar melhor. Negativo, passei o domingo com medo, e naquela mesma noite, não fumei, mas bebi e tive o mesmo episódio de taquicardia, tremores e paranoia. A coisa se repetiu e se extendeu a situações sociais, mas nada tão péssimo a ponto de me constranger demais. Desenvolvi sudorose compulsiva (algo psicossomático pelo visto), tive insônia por alguns meses e os pensamentos intrusivos continuaram por um bom tempo. Fiquei um tempo sem usar nada e tentando lidar com essas questões sozinho. Até que voltei a fumar e, mesmo eu não "sendo o mesmo", acreditei que o melhor era desencanar, que o uso me "amadureceria" pra aprender a lida com aquilo. Isso foi no final do ano passado. Estava trabalhando, frequentava a academia e fumando cada vez mais. Acabei deixando o stress do trabalho e de algumas mudanças da vida influenciarem no quanto eu fumava (normalmente eu sequer me estressaria tanto, nunca fui cabeça quente e sempre prezei saber lidar com as emoções), cada vez mais eu ia aumentando a dose, ficando mais irritadíço e estressado e fumando ainda mais... Chegou a um ponto em que o stress, a falta de estímulo mental da rotina e o excesso de maconha (não sei ao certo se foi isso, mas passei a fumar pra olhar pro nada) fizeram minha cabeça entrar num estado alterado quase que constante. Perdi totalmente o trato social com os outros (sempre me comuniquei muito bem e tive vários amigos), passei por situações extremamente constrangedoras, minha auto-estima foi lá embaixo, não conseguia escrever uma mensagem de texto sem que me viesse um pico de ansiedade e eu passasse a pensar mil coisas além de absorver tudo de ruim emocionalmente. Tinha medo de LITERALMENTE tudo, o que se traduziu num comportamento fechado e naturalmente agressivo/enérgico, eu nunca, nunca fui desse jeito, não é minha natureza. Estou há meses mal saindo de casa, infelizmente não estou trabalhando pois mal consigo me comunicar normalmente com estranhos, ganhei muito peso e a depressão pegou forte. Me tornei uma pessoa que, francamente, não sou eu. Afastei praticamente todos os amigos e conhecidos por medo de me julgarem mal (não consigo concatenar um raciocínio sem ficar disperso ou demonstrar comportamento anormal no geral, parecendo meio "sequelado" ao falar). Cheio de amargura, sensação de não pertencimento e sentimentos ruins na cabeça, nunca fui esse tipo de pessoa. Sem que parece tudo uma frescura do caçete, tenho total noção. Estou morrendo de vergonha, mas infelizmente não soube lidar com isso tentando "deixar pra lá", acho que tem algo bem alterado, porém simples de resolver. Estou aos poucos melhorando, tentando meditar, voltar a fazer exercícios físicos e resgatar a vida, sei que fora essa confusão toda nada em mim mudou de fato, já consegui interagir tranquilamente em algumas poucas ocasiões. Mas em comparação a como eu era, minha situação ainda é precária. Alguém poderia auxiliar na compreensão desse fenômeno? Estou com muitas dúvidas sobre o que foi tudo isso e até hoje creio que a confusão e o não saber seja a causa de eu não conseguir me ajudar direito. Me perdoem nocamente pelo tamanho do texto. Obrigado de verdade por parar pra dar uma lida. Qualquer palavra ou insight açerca disso será de extremo auxílio, estou aberto a quaisquer sugestões. Abraço à todos!!!
  8. Bom dia, Não sei se é o local certo para esse tipo de questionamento, mas aí vai: A partir do mês que vem, vou começar um tratamento para a ansiedade que eu tenho desde meus 16 anos ( tenho 23 atualmente.) Conheci a Cannabis aos 18 anos, e percebi que no efeito dela eu não fico ansioso, mas não posso ficar chapado o dia inteiro pra evitar meus ataques de pânico, então vou começar o meu tratamento para resolver isso. A minha pergunta é > O uso de cannabis pode interferir no uso de remédios ansíoliticos de maneira negativa? Grato desde já.
  9. Boas, eu pensava que tinha sindrome do panico, fui com um profissional ele disse que nao tinha, ele disse que tinha depressao, o que acham que deva fazer? Usar cannabis cultivada para medicamento ou tomar os medicamentos tarja preta para depressao? Eu ouvi falar muito mal dos medicamentos tarja preta, por isso eu prefiro a cannabis, mas deem-me a vossa opnião. Eu já fumei hash e folhagem de maconha e curti muito a lombra, parece que os pensamentos negativos vão embora.
  10. Olá, gente. Eu sou nova no fórum. Decidi vir até aqui fazer essa pergunta pois recentemente estou com alguns problemas por conta do uso da maconha. (Eu acho. Nada certo ainda.) Eu não sou diagnosticada oficialmente com depressão e ansiedade mas faço acompanhamento de psicólogo e vou iniciar minha terapia. Fumo faz uns 3, 4 anos mas com intensidade mesmo só comecei ano passado, esse ano só fumo aos finais de semana. Eu qnd estou na onda não consigo prestar atenção em nada, meu foco some, fico introvertida (e isso prejudica até o meu contato com o meu namorado, que fuma também e se sente com foco em tudo), e começo a ter pensamentos mais tristes, além de que me critico muito. Não gostaria de parar pois eu já tive momentos bons com o uso da maconha (me ajuda a dormir, me retirou boa parte do meu estresse, etc), as vezes eu acho que eu tenho pouca resistencia ou é devido ao abuso (de sexta até domingo só fumando direto), mas antigamente eu não me sentia assim, apesar de que antes eu fumava bem menos. Será que é devido ao meu quadro de depressão e ansiedade? E ah, a maconha é prensada. Parei de plantar por ora.
  11. Boa noite a todos! Bom, acredito que sou mais uma da grande leva que aparecerá por aqui "pós-fantástico", mas espero que possam me ajudar e que eu também possa contribuir de alguma forma. Dei uma olhada nos tópicos e encontrei "pinceladas" em alguns deles que se assemelham ao "meu caso", mas, obviamente, somente um medico poderia me orientar corretamente, mas, e pra achar algum médico (assuma) que entenda do assunto (espero que haja algum aqui!)?! rsrs Vou tentar dar uma resumida e se alguém quiser/puder conversar mais, seja pra ajudar, pra desabafar, pra trocar figurinhas, etc, deve ter um jeitinho de falar em privado, né? rs Há algum tempo andei pesquisando sobre o uso medicinal da Cannabis e não vi um consenso sobre sua utilização na psiquiatria. Desisti de me aprofundar no assunto porque esse é (era?) um sonho distante demais. Da mesma forma desisti do consumo recreativo, pois acho que o prensado que se encontra por aí chega a ser perigoso para ser consumido, pelo menos no meu caso, e não conheço ninguém que plante. Eu tenho TPB (Transtorno de Personalidade Borderline), que é um distúrbio de humor. Tomo muitos remédios e preciso saber o que estou colocando no meu corpo. Preciso saber como aquilo vai me afetar. A quantidade de remédios que tomo não é normal. Os efeitos colaterais... Engordei 42kg, devo ter perdido de 70 a 80% do volume do meu cabelo, dentes todos cariados, a pele ficou horrível, a capacidade cognitiva foi pro espaço, depois do eletro-choque perdi TODA a memória, curto, longo e médio prazo... Há dez anos que não sei o que é dormir uma noite inteira. Gastrite, esofagite, anorexia... Também tomo remédio pro estômago, fígado, intestino, ovário policístico, colesterol, vitamina d, pra emagrecer, coração... Quanto mais remédio eu tomo, mais remédio tenho que tomar. Se eu pudesse substituir pelo menos parte disso por algo natural, que não agredisse meu corpo dessa forma... Vejo na Cannabis, em suas diferentes strains (é isso?), potencial pra me ajudar a dormir, pra diminuir a ansiedade, pra me dar ânimo, pra diminuir o pânico e a fobia social... Ao mesmo tempo, tenho medo de várias outras coisas, mas acho que se for uma planta indicada pra mim, não terei com o que me preocupar, Eu sou péssima em resumir e tenho milhões de dúvidas e desesperos e frustrações... Se alguém puder me dar uma luz, agradeço muito! Ah, sim, já tentei outras "terapias alternativas". Homeopatias, florais, etc, etc... Não faz nem cócegas. Beijos e desculpem por tomar o tempo de vocês.
  12. Olá amigos, estou interessado no uso da maconha medicinal pra tratar a depressão, não quero voltar a usar aqueles remedios que me deixam meio zoado. Dei uma pesquisada no forum mas não achei nada muiito relevante quanto a isso... Alguém conhece info sobre isso? abraços glr
  13. 09 de Março de 2014• 12h11 Maconha pode ajudar a diminuir ansiedade, diz estudo Diversas pesquisas já mostraram que a maconha pode trazer benefícios à saúde e a mais nova descoberta dos cientistas é que a droga pode ajudar a reduzir os níveis de ansiedade. As informações são do Daily Mail. Pesquisadores da Vanderbilt University, nos Estados Unidos, concluíram que a maconha é capaz de regular a ansiedade e também a forma como o corpo reage a ela. Os cientistas descobriram que existem receptores através dos quais a erva exerce seus efeitos em um centro emocional do cérebro. Estes receptores foram identificados em ratos na região das amígdalas, a parte do cérebro que ajuda a regular a ansiedade. O estudo, liderado por Sachin Patel, também mostrou, pela primeira vez, como as células nervosas desta parte do cérebro produzem e liberam seus próprios endocanabinoides, cujo sistema regula a ansiedade e a reação ao estresse, amortecendo os sinais no cérebro. Pesquisas anteriores mostravam que uma pessoa continuamente exposta ao estresse ou a um trauma emocional pode apresentar redução na produção de endocanabinoides naturais, o que resulta no aumento da ansiedade. O uso crônico da maconha, porém, pode, paradoxalmente, aumentar a ansiedade conforme reduz a eficiência dos receptores de canabinoide no cérebro, além de, eventualmente, levar ao vício. Esta descoberta também contradiz uma pesquisa anterior, que associou a droga à ansiedade, depressão, esquizofrenia e transtorno bipolar.
×
×
  • Criar Novo...