Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'Seeds'.



More search options

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Avisos
    • Avisos
    • Bem Vindo ao Growroom
    • Blog
  • Cultivo
    • Informações Básicas
    • Solos e Substratos
  • Outros temas relacionados
    • Notícias
    • Ativismo - Cannabis Livre
    • Segurança e Leis
    • Eventos e Competições
    • Cannabis e a Saúde
    • Cannabis Medicinal
    • Comportamento
    • Culinária
    • Artes, Filosofia, etc
  • Multimidia Cannabica
    • Galeria de Fotos
    • Galeria de Vídeos
  • Cultivo Medicinal
    • APEPI

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 26 registros

  1. Jardineiros, Um amigo dos Estados Unidos irá me trazer algumas seeds. Em princípio eu ia escolher uma strain clássica, mas depois fui abrindo minha mente. Acabei encontrando uma Quantum Kush. TRata-se de uma strain predominante sativa (75%). Essa espécie produz níveis ridicularmente altos de THC. Já mediram 30% de THC nessa porra! hahahaha Bom, palavras do breeder (homwgrwon natural wonders) e do seed bank (seeds here now). Seguem imagens: Não encontrei nenhum cultivo aqui no fórum,sequer um review bem feito contendo rendimento, brisas que se sente, substrato adequado, grow in ou out, tamanho da planta, aromas, sabores, enfim... Alguém tem alguma experiência com ela ou sabe de alguém que já a cultivou? Até encontrei em sites gringos alguns reviews (basta googlear o título do tópico), mas gostaria de saber se tem alguém aqui no Brasil que já cultivou, fumou, ouviu lendas, histórias, boatos, enfim. Bom, certamente farei um diário dessa strain no mínimo interessante. Peguei um pack com regulares, então se ela for realmente boa, quem sabe não rolam umas cruzas interessantes mais além! Cultive sua própria liberdade. Jah Bless.
  2. (POST NOVO - 08/11/2017) Salve galera, fiz uma nova compra com esses caras, e volto aqui pra dar o meu review ai pra galera q ta afim de comprar sementes e curte a opção pick'n'mix oferecida por alguns sites. Essa é a terceira vez que compro com esse site, tive dificuldades pra escolher o metodo de pagamento, pois as opções são relativamente restritas haha, dai optei por pagar com bitcoins, escolhi um site de bitcoins e comprei o valor convertido, por ser bitcoin qd vc compra é 1 valor pra vender é outro, dai tem que por uns 10% a mais por ai, mas eles também dao 10% de desconto pra pgto com bitcoin dai da meio que na mesma e vale a pena, dai em algum site vc printa o valor de conversão e manda pros caras o comprovante de transferencia do bitcoin, essa parte foi susse, dai em pouco tempo eles ja reconheceram o pagamento. Envio foi tranquilo também, com código de rastreamento pois paguei a opção de frete que tinha disponível, foi 8 libras esterlinas o frete, chegou um pouco depois do prazo, mas isso é problema do correio brasileiro. A sementes vieram muito bem mocadas eu achei, inusitado onde elas chegaram mas prefiro não comentar hehehe. Tive uns problemas na germinação de algumas sementes dessa vez, mas parte por erro meu, e parte pela qualidade das sementes, eu acho, vou comentar melhor. Comprei: 2 Narkush Seedsman reg - germinou uma no guardanapo mas meio estranha e não vingou e a outra não nasceu 2 Afghan Spliff seeds reg - as duas não nasceram e uma delas era bem pequena 2 White Widow Nirvana - tentei na celula de germinação de turfa e não nasceram, abri a turfinha hoje e vi que elas germinaram mas pro lado errado, e morreram, achei estranho, mas creio que se fosse em guardanapo teriam nascido sem problemas, triste. Comprei mais algumas sementes regulares e feminizadas de outros seedbanks que não tentei germinar ainda, estão todas com aparência boa, espero não ter mais problemas. Brinde: 1 Girl Scout Cookie fem e 1 Ayauhasca purple da Barneys Farm fem que nasceram bem rapidamente e estão super bem na terra já *-* Nos cultivos passados comprei sementes com eles também, mas de seedbanks mais famosos, Royal Queen, Barneys Farm, Dutch Passion, Greenhouse e etc, sempre tive otimos resultados com a sementes fornecidas por eles, varios aromas, chapos e plantas diferentes, essa é a primeira vez que tento com esses outros seedbanks, acredito que parte do problema de germinação foi por conta disso, e amadorismo meu, mas ainda continuo recomendando comprar sementes com eles, o preço é bom, da pra escolher diversas variedades, o pagamento com bitcoin foi tranquilo, entrega sem problemas, e acredito que as proximas sementes que vou por pra germinar vão vir sem problemas pois tomarei mais cuidado! Até (POST ANTIGO - 2012) Opa galera, como vi pouquíssimas pessoas comentando sobre o seed-city.com, eu resolvi criar aqui um topico passando minha experiencia com eles. Efetuei minha compra la, paguei via paypal (enviando o pgto pra 1 email la) e os caras foram bem atenciosos, o produto chegou, apesar da demora de mais de 2 meses (mas creio que isso não é culpa deles) Resolvi comprar nesse site pois achei os preços bons na opção de sementes por unidade, e quaria comprar strains variadas, acabei comprando 5 strains diferentes, e recebi uma de brinde (todas feminizadas). Como muitos dos breeders das seeds que escolhi não vendem sementes por unidade, eles mandaram apenas recortes da embalagem original das seeds (exceto da blue mistic da royal queen, que eles mandaram a embalagem original inteira, pq a royal queen das breeders que escolhi é a unica que vende sementes por unidades). Em relação as seeds, todas que ja coloquei pra germinar (4 das 6) germinaram muito rapidamente (2 dias todas ja estavam com a radicula em um tamanho bom pra jogar na terra, e todas sairam da terra e vieram a vida sem problemas), as plantas deram uma travada, mas isso foi erro meu! de ph, solo, afinal sou novato, estou ainda no processo do meu primeiro cultivo. Ainda não colhi, logo não posso da report da qualidade do fumo que veio das seeds! mas espero coisa boa porai. Ai umas fotos da encomenda quando chegou (junto veio uns cartõezinhos, um de desconto pra uma proxima compra) No site deles tem mais informações. É isso ai! espero com esse topico, aumentar o numero de opções de sites pra galera comprar, pq eu fiquei rodando infinitos sites, e em uns não tinha sementes por unidade, outros preço caro, outros não conseguia concluir a compra, etc... então acredito que quanto mais opções com report da galera tiver, melhor! se mais alguém tiver algum report sobre esse site pra manda aqui! bora contribuir! Espero não ta recomendando nenhum site fajuto, o que eu posso falar deles eu falei!
  3. Galera sei que tem muita info no forum, mas pesquisei legal e nao achei respostas muito atuais de algum site confiavel pra compra de sementes. Alguem pode ajudar indicando um site, um seedbank? Pode ser no Brasil ou proximo, estou com pressa pois ja tenho tudo em mão faltam apenas as seeds. Agradeço desde já Segura o pega!
  4. Boa para nós rapaziada alguém me indica um banco de sementes Br que seja de confiança ... Valeu a todos grande abraço
  5. E ai galera sou novo no fórum acabei comprando seeds no high supplies, queria saber quem comprou la veio certo, não foi barrado e como que veio o pacote, sera que não passa no raio x fico no aguardo ai quem tive tempo de responder 🤙🏻
  6. Boas pessoal da casinha! Primeiramente peço licença para abrir o tópico relatando um pouco da viagem para o país vizinho que fiz com minha esposa e filha de 03 anos. O Uruguai é uma das joias brutas da América Latina. Embora tenha sido delimitado entre os “gigantes” Brasil, ao norte, e Argentina, ao sul, a República Oriental conseguiu tecer sobre si um manto de cultura e tradições invejável. Num belo entrosamento entre o cosmopolita e o rural, possui a menor taxa de analfabetismo, com mais de 97% da população alfabetizada, e o segundo maior índice de leitura entre os países latino americanos. É possível enxergar os resultados disso nos mais diferentes aspectos, como a hospitalidade do povo, a arquitetura e urbanismo das cidades e na própria forma como os uruguaios encaram a vida. A melhor maneira de conhecer o país turisticamente falando é de carro, há vários postos onde pode se abastecer carros movidos a álcool ou gasolina (sem misturas) porém prepare o bolso, pois por lá paga-se o absurdo de quase R$ 6,00 o litro da mesma. Atualmente como no Brasil, o pais vem passando por momentos de turbulência na economia, e o que se vê por lá é um povo muito consciente com relação a tudo, a grande maioria ainda anda com carros antigos ou ditos populares econômicos, as casas são simples (exceto Punta del Leste e Montevidéu) e ao contrário do que eu mesmo pensava, a grande maioria da população é contra muitas ideias do governo Mujica (atualmente comandado por seu sucessor Tabaré Vázquez). Cultivo de cannabis e growshops: O cultivo indoor por lá ainda é bem modesto, pois as contas de luz e água são extremamente caras, então o que está ganhando cada vez mais força são os clubes canábicos, cada pequena cidade tem o seu e facilmente qualquer um tem acesso. As growshops sobrevivem da venda de equipamentos, fertilizantes e parafernálias (assim como no Brasil). A venda de seeds por lá é legal e qualquer um consegue comprar, porém, passa longe de ser o carro chefe delas, pois lá pode-se comprar seeds pela internet e mandar entregar em sua casa sem problemas, então, basicamente as vendas se restringem aos turistas (principalmente Brasileiros). Growshops visitados: · Hydropoint - Maldonado (bem completa e boa variedade de seeds); · Urugrow – Montevideo (a mais antiga do país, também com boa variedade); · Tu Jardim Cultivos – La Paloma (não possui loja física, apenas entrega via motoboy e pouca variedade). Strains: Boas opções dos Seedbanks Positronics, Eva Seeds, Royal Queen Seeds, Medical Seeds, Resin Seeds, Nirvana e ótimas cruzas caseiras (regalos). Dicas importantes: · Para cruzar a fronteira seja discreto e leve sempre o Rg com no mínimo 10 anos; · Se for comprar seeds, evite ao máximo comprar outros itens de cultivo e tão pouco andar com grandes quantidades de fumo. · Se for de carro tire a carta verde: http://www.cnseg.org.br/cnseg/internacional/mercoseguro/carta-verde/, isso é muito importante para uma viagem tranquila, em uma batida policial ela se faz necessária para não “acharem” algo que esteja irregular em seu carro (sim há policiais corruptos por lá também) que cobrará em Peso ou em Dólar um arrego que sairá mais caro do que tirar esta carta no Brasil, no meu caso não precisei nem apresentar minha CNH para eles em uma batida na estrada; · Troque o Real em qualquer casa de câmbio do Uruguai, será melhor cotado que no Brasil; · É um pais com outros costumes, então saiba chegar que será bem vindo; · Não seja um joker smoker, leve sempre um verde para apresentar para os locais e será muito bem recompensado com os regalos; · Conheça o Parque Nacional de Santa Tereza https://pt.wikipedia.org/wiki/Parque_Nacional_de_Santa_Teresa lugar com muita estrutura para acampar e lindas praias com altas ondas para quem surfa, ondas internacionais como La Moza, Playa de Las Achiras e Playa del Barco. · Conheça também: Punta del Diablo, La Paloma, Punta del Leste – Maldonado e Colônia. Meu destino de viagem era outro porém o Uruguai é o pais mais próximo ao Brasil onde pode-se comprar sementes sem maiores inconvenientes, corri o risco uma vez em pedir seeds pela internet e sabia que o risco de cair a casa seria grande e os gastos com advogado poderia passar dos 5 mil reais, então pensando nisto, juntei essa mesma grana e investi nesta trip, que para minha felicidade saiu tudo como planejado e consegui voltar com um número considerável de exemplares, que manterá meu auto sustento canábico por pelo menos uns 05 anos de cultivo. Abro este espaço para que a galera opine e deixe seu comentário relatando também sua experiência no país vizinho. Obrigado mais uma vez Growroom! Bons Húmos!
  7. Do álbum 2017

    Em breve diário.
  8. fala growlera. sou novissimo aqui estou na minha primeira leva de seeds apos selecionar e verificar todas eu tinha 30 entao resolvi fazer de uma forma mais cientifica separei-as em formas diferentes de cultivo dividindo-as em 3 tecnicas diferentes seperei 3 recipientes iguais de 80 ml (copo de danone) 10 eu coloquei com agua, 10 sobre o papel toalha e 10 no humos como moro em ap tenho de cultivar indor, sendo assim separei uma caixa preta ( um puff) e lendo em varios lugares vi que a temperatura influencia na eclosao usei um receptor velhor da gvt. que é fonte continua de calor pois trabalha em 12V assim gerando 36.7 graus. coloquei dentro do puff e liguei (aferi a temperatura) tudo certo quanto a isso coloquei as 12:00 de ontem os tres copos com as futuras MJ ao se passar horas percebi que apenas 2 que estavam na agua eclodiram muito discretamente en torno de 1mm de germinação. Como sou ancioso e tenho medo de apodrecer as seeds tirei as 10 que estavam na agua e coloquei junto as que estavam no papel mas desta vez cobri com papel umido e coloquei novamente sobre o receptor dentro do puff agora só tenho que entender por que as da terra não eclodiram e quanto tempo vai levar =/ vlw povo qqr coisa me manda um in box no face ta ai o link fb.com/AleisterCW
  9. “É a primeira vez que uma instituição como o MPF defende abertamente a descriminalização para uso pessoal”, afirma advogado October 19, 2016 Harumi Visconti Em decisão histórica, o Conselho Institucional do Ministério Público decidiu que a importação de 12 sementes de maconha da Holanda não é crime. Conversamos com Alexandre Pacheco Martins, advogado que atuou no caso, que nos explicou os possíveis desdobramentos do julgamento. PBPD: Hoje, o Conselho Institucional do Ministério Público Federal (MPF) decidiu que a importação de 12 sementes de maconha não poderia ser considerada crime. Qual o impacto dessa decisão? Alexandre Pacheco Martins: É uma decisão muito importante. Ela muda o paradigma das acusações no país. É a primeira vez que uma instituição como o MPF defende abertamente a descriminalização [para uso pessoal]. Eu nunca tinha visto o Ministério Público falar isso publicamente. Um ou outro até falava nos bastidores, mas eles vão colocar a decisão no papel. Isso é impressionante, é dar autonomia para os procuradores. O órgão falou: “vocês não são mais obrigados a ficar correndo atrás de usuários”. Evidentemente, isso não significa que daqui para frente todo mundo pode entrar no site e começar a importar – mas as chances de elas serem denunciadas e o caso ser arquivado aumentaram em 200%. Se eu entrar agora no site e importar, muito provavelmente isso vai ser apreendido, vai ser encaminhado para a Polícia Federal, que poderá instaurar um inquérito policial, mas eu nem seria acusado de nada. Seria tudo provavelmente arquivado. Mas o que acontece é que a pessoa ainda não vai poder receber a semente, não vai conseguir fazer uso dela. A gente não conseguiu ainda legalizar – e não é no MP que isso seria decidido. Esse é o próximo passo: ganhar no STF e regulamentar o uso. A partir de agora, em qualquer ação semelhante o Ministério Público Federal deverá aplicar essa decisão acordada hoje? Alexandre Pacheco Martins: Não. Essa decisão não tem caráter vinculante, ou seja, ela não obriga os procuradores da República do Brasil inteiro a aplicarem a decisão. Qual é a função do Conselho Institucional do Ministério Público Federal? Alexandre Pacheco Martins: A função dele é traçar as diretrizes para o próprio Ministério Público Federal, ou seja, apesar de não ser vinculante, é esse o órgão que formula as diretrizes do MPF. A partir do momento em que o órgão entende que não é tráfico internacional de drogas nem contrabando, ele desobriga os procuradores que até não concordavam, mas acabavam denunciando pela obrigação funcional. A partir de agora só vai denunciar o procurador que concorda, mesmo, que é caso de tráfico. Enfim, as pessoas que entendem dessa maneira podem continuar aplicando isso, mas grande parte dos procuradores já entendia que não era [tráfico], mas batia na Justiça e alguns juízes falavam “Você pode até achar que não é, mas eu acho que é. Então vou mandar isso para o seu chefe”. E quando chegava no “chefe”, em última análise acabava indo para esse Conselho Institucional – que hoje tomou essa decisão. PBPD: Nesse caso específico, a chance desse réu ser absolvido na Justiça é grande. Alexandre Pacheco Martins: Na verdade, não tem como falar em absolvição porque ele não vai ser processado. Ele nem sequer vai virar réu. Ele foi mero investigado por tráfico internacional e, depois dessa decisão, ele é uma pessoa comum como qualquer outra pessoa do mundo. PBPD: O senhor acha que essa decisão de hoje pode ter impacto no julgamento do RE 635.659, que pode descriminalizar a porte de drogas para consumo pessoal? Alexandre Pacheco Martins: Acho que pode ter um belo reflexo. Ela influencia, mas não determina o resultado. Mas a decisão dá, inclusive, amparo para os ministros que estiverem inseguros: o próprio órgão acusatório oficial do Brasil entende que casos como esse não têm grande repercussão na vida prática das pessoas. PBPD: Um dos nossos seguidores comentou em nossa página que a decisão de hoje foi pautada pela inexistência de THC na semente da maconha. Como o senhor vê esse argumento? Alexandre Pacheco Martins: O julgamento foi bem mais profundo do que isso: eles definiram que não é nem tráfico nem contrabando. Não é tráfico pela inexistência do THC, de fato. Mas cada procurador foi aprofundando em um sentido. Alguns foram no sentido de não ter THC, outros falaram da interferência do Estado na vida privada. Cada um falou em um sentido, mas a decisão final foi a de que não é tráfico porque não tem THC e que, portanto, a semente de maconha não pode ser considerada a droga em si. Num segundo ponto, entendeu-se que não era contrabando também porque o que a gente chama de semente de maconha, biologicamente é um fruto. Se todas as sementes são proibidas exceto as permitidas, os frutos seguem uma lógica diferente: eles não necessariamente são proibidos de serem importados. Eu sustentei nesse sentido e uma das procuradoras até acolheu esse argumento. Mas a maioria entendeu que como a quantidade é muito pequena e o MPF entende que, num paralelo com o cigarro, pode-se importar até 153 caixas de cigarro sem configurar contrabando, não faz sentido você criminalizar todas as sementes de maconha. É muito pouco. Não tem relevância penal essa quantidade. PBPD: Era esperada essa decisão do Conselho Institucional do MPF? Alexandre Pacheco Martins: Esse julgamento começou em agosto. Quando eu fui lá para sustentar, eu estava meio sem esperança. Mas modéstia à parte, a discussão foi tão bacana, a gente trouxe pontos tão interessantes, que eu vi alguns procuradores nos questionando e depois concordando com nossos argumentos. E aí eu vi várias pessoas indo nesse sentido, foi impossível não se empolgar. http://pbpd.org.br/wordpress/?p=4110
  10. Quem acredita que nossa vitória não será por acidente sabe, muito bem, que algo importante como a descriminalização do cultivo pra uso pessoal é uma guerra onde a vitória só virá se tivermos a humildade de saber perder e também reconhecer quando vencemos as batalhas. Neste caso, VENCEMOS UMA PEQUENA MAS IMPORTANTE BATALHA! O MPF de cada estado sempre teve divergência no que diz respeito a acusar alguém de tráfico por importar sementes. Quando alguém era pego importando seeds, as vezes o MP denunciava por tráfico, as vezes não... Então a discussão foi parar no Conselho Institucional do Ministério Público Federal onde no último dia 20/out houve a sessão de julgamento e ficou decidido o seguinte: SE ALGUÉM IMPORTA SEMENTES DE MACONHA NÃO DEVE SER DENUNCIADO POR TRÁFICO. Ñ é decisão Judicial. Não garante q vc não seja autuado. Mas entendam: É apenas o que um dos órgãos mais altos dentro do Ministério Público decidiram e serve como uma "orientação" para todos os outros MP's do Brasil, para que não acusem ninguém de tráfico por conta de ter importado algumas sementes. Tentei achar material diretamente nos sites do MPF, mas não consegui. Segue o conteúdo da divulgação feita pela VICE, aqui: http://www.vice.com/pt_br/read/importacao-semente-de-maconha ###################################################### Importação de semente de maconha não é considerada tráfico no Brasil em decisão histórica Por Equipe VICE Brasil - outubro 21, 2016 Muito mais do que ter a liberdade em acender um baseado e seguir a vida numa boa, a discussão sobre a legalização da maconha para uso recreativo e outros fins, vai além. No Brasil, tivemos um avanço na área medicinal depois da liberação do canabidiol para o tratamento de certas patologias. Já a criminalização do uso pessoal da maconha ainda tem muito a ser discutida. E parece que dessa vez um pequeno passo foi dado: o Ministério Público Federal (MPF) decidiu na última quinta (20) não criminalizar a importação de sementes de maconha feita por um homem investigado pela Polícia Federal, já que, segundo a decisão, semente não pode ser considerada droga. A expectativa é que a resolução da justiça possa abrir um precedente para futuros casos que envolvam growers e usuários. A decisão foi dada por meio do Conselho Institucional do MPF, cuja função é julgar os recursos das câmaras de revisão do próprio órgão e também estabelecer as institucionais do órgão. Segundo o advogado do caso, Alexandre Pacheco Martins, o seu cliente foi enquadrado nos crimes de tráfico e drogas e, posteriormente, contrabando, após importar oito sementes de maconha da Holanda por causa de uma aposta entre os amigos. De brinde, mais quatro sementes foram enviadas. A acusação foi feita após a Polícia Federal rastrear o pacote. O caso quase chegou a ser arquivado pela PF e foi julgado contra o acusado duas vezes até o advogado recorrer ao Conselho, instância máxima do MPF formada por 21 subprocuradores-gerais da República. Assim, o caso das sementes foi reavaliado e votado pelos subprocuradores-gerais. O resultando foi 11x8 a favor do acusado, como conta o advogado. "Para o País, eu realmente acho que é uma decisão histórica. Um baita precedente, uma luz na luta pela descriminalização," afirma Martins celebrando a vitória histórica, um exemplo atual que poderá ser referência para casos mais específicos que envolvem cultivadores de plantas de maconha. Assim como a liberação do canabidiol para uso medicinal autorizado pela Anvisa ainda esse ano e a conclusão do julgamento do RE 635.659 que discute a inconstitucionalidade da criminalização do porte de drogas no país.
  11. Salve salve jardineiros, amigos e colegas de fórum! Ontem começou a circular uma ótima notícia, inclusive aqui no site do growroom, sobre a decisão do Conselho Institucional do Ministério Público Federal que decidiu, por 11 votos a 8, em arquivar um processo que se estendia por 3 longos anos em que o a Polícia Federal havia indiciado um outro colega por Tráfico de droga ao importar 12 sementes de cannabis (8 compradas e 4 de brinde). O MPF pediu o arquivamento, porém a juíza do caso pediu uma revisão do referido órgão que optou por rever o pedido de arquivamento feito por um de seus membros e prosseguir com a denúncia. Espantado com o desenrolar do processo, o advogado buscou um "aparelho recursal" pouco conhecido/utilizado pelos advogados que é o Conselho Institucional do MPF - esse conselho julga decisões do próprio MP e não o processo como um todo, pois isso é competência dos juízes/desembargadores/ministros -, e para seu alívio e surpresa, o dito Conselho firmou um entendimento favorável aos usuários da cannabis. Para o Conselho, a semente não possui a substância proibida - thc - (como eu e muitos aqui já falávamos há mais de ano) e por conta disso não poderia se enquadrar no crime de tráfico, pois ela não possui a substância proscrita nem dela se pode extrair (não podendo ser considerada matéria prima). *EDIT* A discussão não ficou só no ponto de haver ou não THC na semente, foi muito mais profunda é claro. Mas foi um ponto de partida para descartar a hipótese de tráfico de substância ilícita. Aí pode vir a pergunta "mas e o contrabando", a resposta vem do próprio defensor "a maioria entendeu que como a quantidade é muito pequena e o MPF entende que, num paralelo com o cigarro, pode-se importar até 153 caixas de cigarro sem configurar contrabando, não faz sentido você criminalizar todas as sementes de maconha. É muito pouco. Não tem relevância penal essa quantidade." "Apesar de a Justiça brasileira ainda não permitir a importação de substâncias ilegais, a decisão indicou que a preocupação do órgão não deve ser o usuário de drogas, mas o combate ao tráfico. Não por acaso, o julgamento que originou a decisão partiu de uma encomenda de 12 sementes de maconha vindas da Holanda – quantidade tida como insignificante pelo Conselho. Foi a partir deste argumento que a maior parte do colegiado considerou a conduta atípica, e o acusado não será processado. (...) A decisão também pode refletir no Recurso Extraordinário 635.659, que tramita no STF. A ação, suspensa em setembro do ano passado depois do pedido de vista do ministro Teori Zavascki, pode descriminalizar o porte de drogas para consumo pessoal – o que já ocorreu em diversos países da América Latina e da Europa." informa o Jota (revista jurídica) “A decisão significa um importante referencial teórico sobre o papel do Ministério Público na reforma da política de drogas”, afirma Cristiano Maronna, secretário-executivo da Plataforma Brasileira de Política de Drogas. As decisões do órgão, ainda que não tenham efeito vinculante, representam a orientação oficial da instituição que é o poder acusatório do Estado, dando liberdade aos seus procuradores em poder pedir o arquivamento de ações semelhantes. Estamos (ao menos eu estou) esperançosos com possíveis mudanças. Procuradores, que antes se sentiam intimidados por representarem o braço acusatório do Estado e não possuir essa sanha punitivistas - que infelizmente vem se espalhando dentro do MP/MPF -, vão poder pedir o arquivamento de ações com um respaldo do seu conselho máximo. Por hoje é só pessoal. Vamos curtir essa brisa leve de sexta e fazer aquilo que nós adoramos fazer para comemorarmos esse importante passo na nossa luta! Fiquem na paz de Jah!
  12. Boa tarde galera, estou no meu segundo cultivo da cannabis, o primeiro fiz em guerrilha, agora com minha casa legalizada, e esse agora indoor. Estou com uma estufa de 1mx1mX1,8m, estou atualmente com 3 plantas (vasos grandes) com 03 semanas de vida, e outras 4 plantas (vasos pequenos) com 01 semana de vida, ontem eu montei o grow, e vou deixar todas vegetando por um mês, mesmo essas 3 de 3 semanas, porque elas estãopouco desenvolvidas. Então por enquanto tenho somente o básico mesmo, grow, lâmpada (hpi 400w phillips) e ventilador, já encomendei 2 exaustores e 2 ventiladores de grampo espero que cheguem até sexta feira, para ja fazer a instalação, mas estou na espera, ontem como montei o grow, passei as plantas para ele já na vega 18h- 6h, as plantas antes estavam no out mesmo, elas estão em terra preparada para vega, fiz uma pesquisa aqui no growroom e preparei a terra certinho, água estava regando em mais ou menos de 2 em 2 dias, ou as vezes antes quando a terra está seca, mas então, hoje fui dar um confere nas plantas, e notei que o grow está muito suado por dentro, bastante água mesmo (foto), mas creio que seja só o suor das plantas, mas é isso galera, vou postando fotos do grow ao decorrer das semanas, para galera acompanhar, se alguém tiver alguma dica, opinião e ou críticas, serão bem vindas! Valeu
  13. Salve rapaziada, firmeza? preciso de um help de quem ta mais por dentro... Todo mundo sabe que ta dando rolo direito ai com as seeds compradas la de fora, as que vem direto dos sits e tal... o lance é o seguinte; tem um brother meu, que ta morando na Europa, e eu estou tentando convencê-lo a comprar LÁ na europa as seeds, e me enviar particularmente as seeds, sejam escondidas dentro de um livro, ou algo do tipo... Mas esse meu brother ta com medo de dar rolo... existe uma chance realmente expressiva da gente ter problema com isso? teria alguma forma de mitigar esse risco? compensa se arriscar? seria melhor tentar algo aqui pelo BR mesmo e tal? por gentileza, expressem a opinião de vocês. afinal, eu confesso que tbm estou um pouco receoso, nunca importei seed. desde Ja muito obrigado, Paz.
  14. Salve maloca do Growroom, sou consumidor da massa há 6 anos, porém só agora me interessei em iniciar um cultivo. Pesquisando, encontrei algumas espécies que me agradaram, são elas: Liberty Haze, Critical #2, e a queridinha Moby Dicky. Todas no catálogo da Dinafem. São três espécies maravilhosas com características peculiares, e por isso me surgiu algumas duvidas. Gostaria que alguém com experiência em cultivar tais plantas me respondesse algumas duvidas. Por exemplo, dentre as três, qual a melhor para cultivar em outdoor? Segundo a Dinafem, a safra dessas três espécies que eu citei são 650g, 1000g e 1,4kg, respectivamente (Liberty Haze, Critical #2, Moby Dick), gostaria de saber se essa safra é por semente ou é o rendimento de todas as sementes encomendadas (neste caso, 5)? Outra coisa, em relação a potência, quais das três é a mais forte? Segundo o site, a Liberty Haze possuí 25% de TCH, além de 1,8 de CBD, que é um teor muito alto. Porém, o site divulga a Moby Dick como sendo a mais "psicoativa" e a mais forte do seu catálogo, com uma concentração de THC de até 21% e presença de THCV, que potencializa o efeito. Isso me deixou em dúvida, qual é a mais forte? Em relação ao sabor e ao aroma, qual das três se destaca mais (busco uma com sabor bem peculiar, gostoso de tragar ou sentir). Pelo que pesquisei, a Liberty Haze é uma Kush, as outras se enquadram em que definição? Sobre a Dinafem, é confiável e seguro a compra? E por que a compra com cartão de crédito/débito é ruim? Alguma outra alternativa? Por fim, qual das três vale mais a pena?
  15. E aí gurizada, surgiu a ideia de ir pro uruguai (punta del diablo) no carnaval com alguns amigos, e queria ver se alguém daqui sabe como funciona (e se existe) o comércio de sementes por lá, se é fácil ou impossível de conseguir umas seeds de boa qualidade e strain definida? Valeusss até mais
  16. Do álbum Diário - Meu Primeiro Grow

    Fiz a colheita das sementes, no total foram 9 sementes.
  17. Qual é a opção mais rapida? bank transfer ou vale postal ? fiquei em duvida pois os vales postal são muito demorados. estou meio ansioso, tinha umas sementes de prensado guardadas recentemente, brotou 2, infelizmente o infeliz que mora comigo, foi passar pano no meu quarto e derrubou meu vaso (pote de sorvete) da janela, aparentemente parecia Femea por causa do pistilio que surgiu no caule nessa semana... já estava programando meu grow, hoje ele está completo. Sou usuario novo no forum, estou acessando todos os dias, lendo diversos posts, até respondi alguns com oque eu aprendi aqui, cada dia descubro e aprendo coisas novas aqui no forum. Estou atraves desse mesmo post deixar minhas saudações a todos growers ! Boas colheitas e um forte abraço !
  18. Do álbum Meu cultivo

    Essas seeds um parceiro grower me deu . Um amigo dele libanês trouxe 1kg na mochila de lá HAHAHA eles vendem na feira como comida para passarinho.
  19. Bom Dia pessoal queria saber, se niguém conhece alguém que vende sementes por aqui no brasil mesmo? E estou com umas sementes germinando, queria saber como plantar elas terra cuidados essas coisas mais só que elas são de prensados então não sei como fazer ! pois n sei oque ela é =]