Ir para conteúdo
Growroom

Bia22

Usuário Growroom
  • Total de itens

    39
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Bia22 postou

  1. Quando eu ainda não fumava e tinha problemas com meu marido em relação a isso (na época ainda éramos namorados), eu não aceitava bem a idéia dele fumar por simples preconceito. Mas jamais fiz ou pensei em fazer algo desse tipo. O que ela fez foi um total desrespeito a você, não exatamente porque detonou sua plantinha, poderia ter sido qualquer outra coisa. Relacionamento sem respeito está fadado ao fracasso e é uma fonte de infelicidade.
  2. Bia22

    Namorada "Careta"

    Que bom que vc já contou pra ela. Entendo o pq do seu medo mas mentira/omissão minam um relacionamento! Quando conheci meu marido, ele me omitiu que era usuário regular de Cannabis e eu acabei descobrindo quando ofereceram e ele deu um "pega" na minha frente numa viagem que fizemos. Não foi uma situação legal, eu não reagi bem e tivemos muitas brigas por conta disso. Eu até cheguei a abrir um tópico aqui a respeito do assunto. Por conta própria, eu resolvi pesquisar a respeito da erva (história, efeitos, uso medicinal) e ele me incentivou a experimentar para ter a minha opinião pessoal a
  3. É verdade. O neurocientista Sidarta Ribeiro tem alguns trabalhos publicados citando isso e inclusive levantando a questão de como a Cannabis poderia ser utilizada como uma ferramenta diagnóstica para indicar se o indivíduo tem tendências esquizóides. Contudo, sabe-se também que altas taxas de THC também podem desencadear paranóia mesmo naquelas pessoas que estão habituadas a fumar.
  4. Olá, galera Depois de 6 meses ausente, dei as caras de novo aqui pra contar o desfecho da história. Finalmente, voltei para dizer a todos que participaram desse tópico, que experimentei a erva, 2 dias depois do meu último post aqui. Nas 2 primeiras vezes, foi frustrante: enquanto meu marido ficou "chapado", eu não senti PN. Não sei exatamente o porquê da ausência do efeito porque eu traguei direito e "segurei" ambas as vezes (já tinha fumado cigarro durante um período da minha vida) e a erva era de boa qualidade, tanto que ele ficou "high" por umas horas e eu totalmente sóbria e p.
  5. Gostaria de agradecer a todos que de alguma forma colaboraram nesse tópico aqui. Alguns me ajudaram bastante. Em breve, volto para deixar um feedback sobre minha experiência com a erva. Valeu.
  6. Conflitos sempre existem entre casais, o legal é sentar, conversar, negociar e chegar a um denominador comum. Largado na manguaça, ele? Só se for em pesadelo, meu bem, ele não gosta de beber o q ele é gosta mesmo é de fumar maconha, sacou? Qto à tarja preta eu deixo pra quem gosta, não preciso dessas porcarias...
  7. Vou experimentar de quem planta para consumo próprio. Encontrei alguém q faz isso...
  8. Obrigada pelas palavras, querido. Vou experimentar e dou retorno dps.
  9. Obrigada pelas palavras. Primeiro vou experimentar e ver o q rola. Dps quem sabe não sigo o conselho de alguns aqui sobre cultivar pra consumo próprio.
  10. Valeu pela dica. Dps volto para dar um retorno.
  11. Obrigada por responder. Olha, o álcool ele raramente consumia lá, pq fumava todo dia. Aqui ele tem bebido um pouco todo dia para suprir um pouco a falta da Cannabis. Mas não é a mesma coisa pq o q ele gosta mesmo é de fumar, não de beber. Acho q ele fuma maconha para se livrar da ansiedade causada pelo transtorno, como se fosse um remédio mesmo. Já conversamos sobre ele continuar fumando aqui, mas de modo responsável como vc mesmo disse. Não fui eu q disse q ele fazia uso abusivo ou que era viciado. Essas foram palavras dele mesmo q fuma Cannabis há mais 15 anos. Vou providenciar a erv
  12. Q bom q vcs vivem assim em harmonia. O meu noivo quer q eu experimente com ele... ele acha q isso nos aumentará nossa cumplicidade... Eu vou fumar e ver qual é. Valeu!
  13. Olá, como vc ñ leu os posts anteriores, vou resumir: de início eu tinha uma certa resistência, mas dps de tanto pesquisar, não vi sentido nisso. Eu não ligo q ele fume desde q isso ñ atrapalhe o atrapalhe no desenvolvimento das atividades profissionais. Valeu!
  14. Com certeza, muitas coisas estão envolvidas e o álcool certamente é mais tóxico do que a Cannabis. Qto ao transtorno borderline, eu acredito q a maconha ajuda a fazer ele a relaxar pois pessoas q tem esse problema sofrem de muita ansiedade. Sinceramente, eu prefiro ver ele fumando maconho, do que se entupindo de Rivotril... Muito obrigada e um abração pra vc.
  15. Ok, vou fazer isso e dou retorno depois. Obrigada pela dica.
  16. Como meu noivo costuma dizer: "I don't give a shit, cocksucker"...
  17. Olha, obrigada pela preocupação. Em relação a omitir que fumava, eu nunca nem perguntei sobre o assunto pq maconha nunca fez parte da minha vida. Ele só me omitiu mas não fez isso por muito tempo, foi a primeira coisa q ele disse q precisava me contar (e contou) logo que assumimos o relacionamento, e eu até entendo ele ñ ter dito assim q nos conhecemos pois todos sabemos do preconceito em relação aos usuários de Cannabis. Quanto ao álcool, não acredito q eu vá ter problemas, pq ele não gosta de beber, o que ele gosta mesmo é de fumar maconha. Desde q ele voltou da última viagem aos EUA, há
  18. Vc tá certo. Tudo pode ser foco de compulsão, depende muito da pessoa. Eu espero que eu e ele consigamos manejar bem a situação. Muito obrigada
  19. Cara, plantar mas moro num apt pequeno como o meu não dá. Acho q os vizinhos iam sacar logo quando começasse a floração...rsrs Quem sabe no futuro quando eu morar numa casa, quem sabe, fora de Salvador. Quanto ao próximo tópico, eu acho q vai se chamar a "A saga da busca", pq eu vou ter de achar alg q venda maconha de qualidade, ele não é daqui, e eu não sou do ramo, rsrs. Na Chapada Diamantina, ele gostou da qualidade da erva mas aqui ele fumou a de um cara q ofereceu e não gostou não... disse q parecia "pó de serra"...rsrs Então, eu vou ter de começar uma "investigação" para encontrar u
  20. Queria te agradecer bastante pelo que escreveu. Olha, omitir que ele fumava eu até entendo, pq logo que nós conhecemos, ele meio q sondou se eu já tinha fumado e tal e eu disse q não e q nunca tinha nem pensado nisso. Dps q me contou, ele me disse q ñ tinha me contado antes, pq achava q eu ñ ia me envolver com ele se eu soubesse. Ele disse q usa pra relaxar (ele é uma pessoa mto irritável por conta de ser borderline). Em relação a transar "chapado", eu já li e ouvi muitos relatos a respeito... dps q eu fizer isso, volto e conto pra vcs. Muito obrigada pela indicação de filmes. Eu só não
  21. Querido, muito obrigada mesmo por suas palavras. Uma coisa é certa: se a erva e o cara vieram juntos no mesmo "pacote", é porquê tenho algo a aprender com isso. Não estou afirmando aqui que vou me tornar usuária ou coisa do tipo... pode ser que sim, pode ser que não. O fato é que mesmo que eu experimente e não goste, acho q toda essa situação está me ensinando a ser mais tolerante com o que é diferente de mim, entende? E eu vejo isso como algo positivo. Dps que eu fumar a erva, volto aqui pra deixar o feedback. Um abração.
  22. Querido, vamos por partes. Primeiro, em nenhum momento eu me intitulei puritana, você me tarjou dessa forma. O que eu disse é que A MINHA EDUCAÇÃO FOI REPRESSORA E EU CRESCI NUM AMBIENTE PURITANO. Meus pais e irmãos são puritanos mas isso não significa que eu seja, aliás quem me conhece bem sabe que eu não sou e eu tive inúmeros atritos em família justamente por não compartilhar da mesma visão de mundo que eles tem. Segundo, quem te disse que eu era usuária de álcool? Eu disse que havia experimentado, eu não disse que consumia. Eu não gosto do sabor do álcool e pra seu governo, se eu fosse
×
×
  • Criar Novo...