Ir para conteúdo
Growroom

HocusPocus420

Usuário Growroom
  • Total de itens

    297
  • Registro em

  • Última visita

Profile Information

  • Gender
    Male

Últimos Visitantes

1107 visualizações

HocusPocus420's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

107

Reputação

  1. Galera como faz pra botar mais de uma foto agora no forum? Eu upo uma e fala q ja ta no limite de 2MB

  2. http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/03/maconha-sintetizada-em-laboratorio-entra-no-brasil-com-facilidade.html Edição do dia 16/03/2014 17/03/2014 00h02 - Atualizado em 17/03/2014 00h02 Maconha sintetizada em laboratório entra no Brasil com facilidade Disfarçada para enganar a fiscalização, droga é até 100 vezes mais potente que a maconha natural. Parece uma erva comum, dessas que a gente usa na cozinha: erva-doce, orégano, chá verde. Mas a mistura tem um ingrediente secreto: maconha sintetizada em laboratório. Até 100 vezes mais potente que a maconha natural. Disfarçada para enganar a fiscalização, a droga tem entrado no Brasil sem maiores problemas. Parece maconha, tem os efeitos da maconha, mas não é. A droga é um composto feito em laboratório para enganar autoridades em todo o mundo. Uma substância química que tem os mesmos efeitos da maconha e que pode ser misturada a qualquer outra erva. Mas não é ilegal. “Essa tem o cheiro de chá verde. Essa outra de erva doce. E esse de açafrão. Realmente, nenhuma dessas ervas tem aquele cheiro de maconha”, explica o repórter. A maconha de laboratório é vendida como fumo para ser usada em cigarros. No laboratório da Polícia Federal em Brasília, são analisadas todas as drogas sintéticas que entram no país. Só este ano, eles conseguiram identificar oito novas substâncias que eram totalmente desconhecidas pelas autoridades brasileiras. Fantástico: Onde elas são produzidas? João Carlos Ambrósio, perito criminal federal: Principalmente na China e sudeste asiático. Elas são enviadas para a Europa e na Europa é que se produz o material que é colocado à venda, principalmente em sites de internet. Os traficantes usam diversas substâncias que imitam a maconha. Entre os pesquisadores, elas são conhecidas como 'canabinoides' - vem do nome científico para a maconha: Cannabis Sativa. A lista de compostos químicos é imensa: MAM-2201, JWH-210, JWH-250, XLR-11, entre inúmeras outras. Nas ruas e na rede, elas têm apelidos mais sedutores: 'Hi5', 'incenso do mal' e o mais comum, 'spice', pimenta em inglês. “São compostos que simulam ou têm uma reação muito parecida com o THC que é o princípio ativo da maconha”, explica João Carlos Ambrósio. As drogas sintéticas agem nas mesmas áreas do cérebro afetadas pelo THC. “Provocam relaxamento, euforia e podem estar associados também a alguns efeitos adversos, como o desenvolvimento de taquicardia, hipertensão e eventualmente manifestações paranoides e até psicóticas em algumas pessoas mais suscetíveis”, diz Rafael Linden, toxicologista. Os riscos para a saúde são grandes. “Nós não sabemos exatamente a composição desses produtos, que podem ser muito variados e mesmo a concentração presente pode ser muito variável. Então os efeitos são quase imprevisíveis”, afirma Rafael Linden. Mundialmente, já foram identificadas mais de 600 variações desse tipo de maconha, sintetizada em laboratório. Apenas uma delas é proibida no Brasil: a JWH-018. A última atualização da lista de drogas proibidas no Brasil aconteceu há pouco menos de um mês, depois de uma reportagem do Fantástico sobre outras duas drogas sintéticas: a Metilona e a 25I-NBOMe. As duas foram proibidas desde então, com outras 19 novas substâncias. Em nota, a Anvisa diz apenas que os canabinoibes proibidos no Brasil são o próprio THC e o JWH-018. Segundo a Polícia Federal, o consumo de drogas sintéticas está aumentando no país. “O nível de apreensão aumentou bastante, ano passado nós tivemos ações contra maconha, por exemplo, que foram mais de 220 toneladas de apreensão, e o mercado do tráfico ele é muito dinâmico, se você aperta de um lado eles vão fugir para o outro e a droga sintética começa a ser uma opção”, explica o chefe da Coordenação da Polícia de Combate às Drogas, César Luiz Busto de Souza. Para o delegado, a lei precisa ser mais flexível: “Ponto é importante que a legislação seja mais flexível, que as autoridades policiais, Ministério Público, Poder Judiciário possa agir de uma maneira que abranja aquele efeito da droga e não somente uma formula química que pode ser mudada num ato simples de um especialista que está produzindo aquela droga”, explica. To curioso pra saber do que se trata essa tal "maconha de laboratorio" kkkkkkkkkkkk MIDIA FUDIDA so conta piada!
  3. Nao tente sair de Amsterdam com nada no bolso. Voce tem que passar por um scanner corporal que ve ate o que ta no estomago.. Sinceramente, ao criador do topico, se eu fosse voce traria seeds. 3g de bud os cachorros vao sentir o cheiro a 3km de distancia. Seeds nao tem erro, so esconder bem na mala. Buds nem pensar!
  4. Pois e.. Me deixou com uma puta paranoia... Meu coracao ficou a mil. Bem estranho porque sempre ouvia que as sativas que podiam dar paranoia. Estranhei uma Indica como a Blueberry causar esse efeito.
  5. Faaala galera, Recentemente em uma viagem pela europa tive a chance de passar alguns dias em Mr.Dam, e pensei em fazer um pequeno review do que pude fumar por la, assim os proximos sortudos que puderem botar os pés la vao ter uma ideia melhor de onde ir e onde evitar. Antes de tudo gostaria de falar que Amsterdam é uma cidade linda e os holandeses um povo admiravel: extremamente felizes e simples. Menos de 5% da populacao consome cannabis, eles tem um dos menores indices de consumo de cannabis da Europa, quebrando totalmente o argumento dos reacionarios que dizem que se legalizar todos vao comecar a consumir. Existem CENTENAS de coffeshops espalhados no pequeno centro e periferia de Amsterdam, portanto, a menso que voce va para la por alguns meses, nao vai conseguir conhecer todos. Escolher em quais coffeshops voce vai entrar pode ser uma tarefa dificil. Rookies - Coffeshop um pouco distante do centro, proximo a Leidseplein (um bom lugar para quem busca vida noturna). O coffeshop em si nao tem nada demais. Ambiente escuro, musica decente, um pouco careiro. Comprei 1g de cheese que nao me impressionou muito. Greenhouse - TOP em todos os sentidos. Ambiente maneirissimo, cheio dos troféus de Cannabis Cup pelas paredes e fotos de icones do mundo cannabico e famoso em geral marcando presenca la. Ate entao so tinha entrado em coffeshop com musica eletronica (o que pra mim é um lixo, odeio fumar ouvindo batida eletronica), assim que sentei no balcao pra aperta um beck comecou a tocar No Quarter do Led e depois tocou um CD inteiro do Santana. As mulheres do bar sao todas ABSURDAMENTE lindas e muito simpaticas. Strains TOP por bons precos tambem. Se for a Amsterdam nao deixe de passar na Greenhouse. Voltei la duas vezes rsrs. Ai vao as strains compradas la: Silver Girl - Indica dominante, vencedora de Cannabis Cup Super Silver Haze - Talvez a mais famosa strain da greenhouse, efeito mental forte, te deixa bem 'high'. Chocolope - Com certeza a indica dominante que mais gostei. Efeito bem balanceado, sabor bem suave. Bud lindo, douradinho. The Grasshopper - Coffeshop para turistas. Cometi um grande erro ao entrar nesse local. Ambiente muito escroto, nao me levem a mal, mas parecia uma boate gay, cheio de neon pelas paredes, musica eletronica pesada na cabeca o tempo todo, lugar escroto. Fora o preco absurdo. Eles nao vendem menos de duas gramas, o que é uma bosta. Comprei duas gramas de white widow. The Noon - Coffeshop de periferia. Voce nao vai encontrar turistas no The Noon, somente locais. O ambiente nao e nada requintado, mas bem confortavel. Reggae é a trilha sonora. Os precos sao bons mas a qualidade nao surpreende. S5 Haze - Sabor com um toque de limao, efeito tipico de sativa. Blueberry - Me disseram que o The Noon era famoso pela Blueberry deles. Nao achei nada demais, muita folha no bud. Tambem nao gostei do efeito. Foi a unica cannabis de Amsterdam que me deixou com paranoia. Big Buddha Cheese - Superior ao Cheese do Rookies. Strain bem saborosa, efeito couch lock. Um pouco enjoativa depois de um tempo. No comeco do baseado ela e muito gostosa mas no fim eu na oaguentava mais o sabor forte da cheese. Super Polm Hash - Foi o que mais gostei do The Noon. Extremamente barato, se nao em engano foi 6 euros por uma grama. Apertei com meia grama de SSH do Greenhouse. Algumas strains nao deu para registrar, pois comprei e fumei tudo antes mesmo de pegar a camera rsrsrs. Uma que gostei muito, talvez tenha sido a strain que mais gostei em Amsterdam, foi a Amnesia Haze. De fato aquela porra me deixou com Amnesia. Apesar do perrengue imenso para achar o caminho para o hotel de bike, foi muito bom. Comprei 0,6g em um Coffeshop chamado "Feels Good", foi bem barato, por volta de uns 6 euros e rendeu um baseado grande. Tambem rachei com uns brasileiros que encontrei uma grama de ice-o-lator no greenhouse que infelizmente nao deu para registrar. Ice-o-lator te manda para o espaço, e manda seu dinheiro para o espaço tambem, 50 euros uma grama... Mas como experiencia unica de vida vale apena. =) As dicas que posso deixar sao: - Nao compre muita quantidade de uma vez so, voce vai ter muitas oportunidades em Amsterdam rsrs - Sempre converse com o vendedor antes de sair pedindo, normalmente ele vai te mostrar todas as strains e te dar detalhes sobre elas. Lembre-se que voce nao e obrigado a comprar, caso o vendedor nao seja prestativo e simpatico voce pode virar as costas e ir embora. - Nao entre em coffeshops turisticos (Exceto Greenhouse e Barneys). Normalmente voce vai pagar mais caro neles e nao vai ter nada alem do que os outros oferecem. Se voce decidir ir ao Barneys se prepare para enfrentar uma multidao, fumar em pe e esmagado. - Todos os coffeshops fornecem seda e grinder gratuitamente. Alguns tambem oferecem bongs, pipes e ate vaporizadores. Procure se informar no balcao. Ah, e para aqueles que vao a Europa e nao vao para Amsterdam: nao fiquem tristes. Maconha e hash sao comprados facilmente em qualquer lugar da Europa. Em algums paises chegam a ser ate mais baratos que Amsterdam, e a qualidade nao decepciona nem um pouco. Em todos os lugares que passei consegui bons hashs e buds. Ai ta uma foto dos buds que comprei em Berlin, foi bem barato e excelente qualidade. Nao tenho certeza da strain, ja que e ilegal na Alemanha, mas parece que os skunks predominam por la. Valeu galera! []`s
  6. HocusPocus420

    Trip to Amsterdam

    Review de alguns Coffeshops
  7. "Com esse aparato ai, caracteriza que ele eh traficante?" "Com certeza..." Isso depois de descrever o growbox do cara como um "improviso com pedacos de papelao e lampadas" (4 fluorescentes de merda)... Puta que pariu odeio a midia... Malditos jornalistas.
  8. Galera qual o melhor produto para consumir as raizes em um substrato inerte para depois reutiliza-lo?

  9. Por aqui onde eu moro os vermes nao querem saber muito dos meus direitos nao! kkkk Acho que exigindo qualquer coisa que voce citou ai corria o risco de tomar uma surra, alem de tudo! Abs
  10. HocusPocus420

    Paraguaias

    Primeiro experiencia de cultivo com sementes oriundas de prensado paraguaio.
  11. Alguem ai conhece a marca de painéis de LED BloomBoss?

  12. Cervantes ganhou mais um fan!! Que cara foda!!

    1. F!TA

      F!TA

      ele ganhou um cooler?

    2. F!TA

      F!TA

      ou uma cg titan fan?

    3. F!TA

      F!TA

      ou um fã?kkkkk

×
×
  • Criar Novo...