Ir para conteúdo
Growroom

autokush

Usuário Growroom
  • Total de itens

    171
  • Registro em

1 Seguidor

autokush's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

23

Reputação

  1. obviamente ainda não é o que esperamos, mas passo a passo as coisas estão fluindo..
  2. Luiz Klassmann, representante da Anvisa no 4º Simpósio Internacional da Cannabis Medicinal anunciou hoje, na abertura do evento, que a área técnica da agência aprovou a reclassificação do canabidiol no Brasil. O estudo propõe a retirada da substância da lista F1, de drogas proscritas, para a lista C1, que permite a prescrição por médicos com receita normal, em duas vias. Para a medida entrar em vigor, ela ainda depende da aprovação da diretoria colegiada da Anvisa. Klassmann estima que isso aconteça até o final de junho. Se isso realmente acontecer, o canabidiol será o primeiro derivado da Cannabis sativa a ter seu potencial terapêutico reconhecido no país. Fonte: Super Interessante (http://super.abril.com.br/blogs/psicoativo/2014/05/15/agora-e-oficial-anvisa-vai-liberar-a-prescricao-de-cbd/)
  3. 3x.. é mto foda msm!! Curti o Scar Tissue, auto biografia do Anthony Kiedis do RHCP. Nao tem um valor cultural como o Flashbacks mas curto p caramba a historia do rock e essa é das mais loucas que eu li ate agora. hehehehe Ainda quero ler a do Ozzy e do Bob Marley
  4. Tudo certo pra ir! Agora só contando os dias! Vejo voces na pista de madrugada incendiando uns charutos na darkera huhuhuhuhuhuuhhu
  5. Estados são primeiros a legalizar a posse e a venda da maconha nos EUA. Uso foi aprovado em referendo durante as eleições desta terça-feira (6). Colorado e Washington se tornaram os primeiros estados norte-americanos a legalizar a posse e a venda de maconha para uso recreativo, desafiando a legislação federal e provavelmente abrindo caminho para um confronto com o governo de Barack Obama. O uso foi aprovado em referendo realizado durante as eleições desta terça-feira (6). Mas uma outra proposta para descriminalizar a posse pessoal e cultivo de maconha para uso recreativo foi derrotada no Oregon, onde significativamente menos dinheiro foi dedicado à campanha pela causa. Os defensores da emenda constitucional legalizando a maconha no Colorado foram os primeiros a declarar vitória, e os adversários reconheceram a derrota, após contagens mostrando a aprovação da medida com quase 53% dos votos a favor, ante 47% contra. "O Colorado não terá mais leis que orientam as pessoas para o uso de álcool, e os adultos estarão livres para usar maconha ao invés, se isso é o que eles preferem. E nós seremos uma sociedade melhor por causa disso", disse Mason Tvert, co-diretor da campanha pró-legalização no Colorado. A Drug Policy Alliance, um grupo nacional que apoiou a iniciativa, disse que os resultados em Washington e Colorado refletem o crescente apoio nacional para leis sobre a liberalização da maconha, citando uma sondagem do instituto Gallup, feita no ano passado, segundo a qual 50% dos norte-americanos eram favoráveis à legalização, ante 46% contra. Os defensores da legalização no Estado de Washington declararam vitória após o Seattle Times e outros meios de comunicação terem projetado uma vitória para os grupos favoráveis à mudança da lei. Resultados iniciais mostraram vantagem de 55% dos votos a favor ante 44% para a oposição, com cerca de 60% dos votos computados no sistema eleitoral estadual. Os resultados do Colorado e de Washington, que já têm leis que legalizam a maconha para fins médicos, colocam os dois Estados em situação de conflito com o governo federal, que classifica a maconha como um narcótico ilegal. O Departamento de Justiça dos EUA reagiu à aprovação da medida no Colorado dizendo que as políticas de aplicação da lei permanecem inalteradas, acrescentando: "Estamos revisando a iniciativa eleitoral e não temos nenhum comentário adicional neste momento". Separadamente, medidas para o uso medicinal da maconha foram votadas em três outros Estados, incluindo Massachusetts, onde a CNN informou que os eleitores aprovaram uma iniciativa para permitir o uso da maconha para fins medicinais. Os defensores da medida no Estado emitiram um comunicado declarando vitória para o que descreveram como "a lei mais segura de maconha medicinal no país". Dezessete outros Estados, mais o Distrito de Columbia, já têm leis sobre uso de maconha medicinal aprovadas. No âmbito das medidas para o uso recreativo da maconha no Colorado e Washington, a posse pessoal de até uma onça (28,5 gramas) de maconha será considerada legal para qualquer um com pelo menos 21 anos de idade. Os Estados também vão permitir que a maconha seja vendida legalmente e tributadas em estabelecimentos licenciados pelo Estado, em um sistema modelado a partir de um regime que muitos Estados têm para venda de álcool. Fonte: Globo.com (http://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2012/noticia/2012/11/colorado-e-washington-legalizam-o-uso-recreativo-da-maconha.html)
×
×
  • Criar Novo...