Ir para conteúdo
Growroom

Ze Marofa

Usuário Growroom
  • Total de itens

    104
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutral
  1. BRUXELAS, Bélgica – A maconha nativa está ficando mais potente na União Européia, aumentando as preocupações com a saúde e mandando mais pessoas para os centros de tratamento de drogas, disse a agência de monitoração de drogas da União Européia. Estima-se que a maconha nativa seja três vezes mais potente que a importada do norte da África, Caribe e do Oriente. A potência é medida pela presença do tetrahidrocanabinol, ou THC, na cannabis, que se decompõe ao longo do tempo, fazendo com que a maconha importada seja mais fraca que a nativa. Em média, a maconha consumida nas nações da União Européia contém mais de 8% de THC, mas na Holanda, que tem leis menos rígidas contra drogas leves, o índice é o dobro, disse o estudo feito pelo Centro de Monitoria de Drogas e Dependência de Drogas de Lisboa. O estudo diz que pelo menos metade da maconha fumada na Holanda é produzida no local. A Holanda já está sentido os efeitos da maconha mais potente. Autoridades do país dizem que sua política de tolerância não despertou um maior uso de drogas, mas aumentou as preocupações sobre problemas de saúde relacionados a cannabis mais forte. Usuários da maconha mais poderosa podem estar mais propensos a terem ataques de pânicos e problemas psicológicos menores, disse o estudo da União Européia. O estudo também disse que o tratamento para dependência de drogas está se tornando mais “disponível, acessível e diverso” por toda a União Européia. “Desde que começamos a monitorar no meio dos anos 90, nós mapeamos um constante crescimento de todos os tipos de tratamento de drogas na União Européia”, disse Georger Estievenart, diretor da agência de drogas. Os serviços de pacientes em ambulatório aumentaram 25% na França, 30% na Grécia e 60% na Áustria. Na Grã-Bretanha e em outros países o tempo de espera dos pacientes caiu para seis semanas. Também, os viciados agora são tratados para diferentes tipos de drogas, disse Estievenart. “No passado, a demanda por tratamento de droga centralizava-se principalmente da dependência de narcóticos. Atualmente, nós estamos vendo mais indivíduos procurando por tratamento para outras substâncias, como a maconha e a cocaína.” Em 2003, 410 mil pessoas eram dependentes de heroína, eram 320 mil em 1999, disse o relatório. Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/sa...9/1661969_1.xml
  2. Não considerar crime o uso ou o porte, para uso próprio, de substâncias de pequeno impacto na saúde coletiva, principalmente a maconha, nos parece, no entanto, uma medida benéfica. Nesses casos, seria mais útil para a sociedade se a penalização estivesse centrada em medidas administrativas de caráter social. Vamos esperar !!!
  3. mas, me diz: VOCES DUVIDAVAM Q ISSO ACONTECERIA??? EU JAH ESPERAVA..... e o pior.... nos somos os proximos..... E o pior que é verdade !!!!
  4. eh, a falta de carne faz as pessoas se alterarem !!!!
  5. os karas ainda não responderam ? e as verduras e frutas ? naum tem vida ou não merecem viver ? e essa soja q comem, da onde vem ? das grandes lavouras, que expulsam os povos locais e instalam um monte de gauchos e adjacencia ? e a biodiversidade do Cerrado dando lugar aos grandes campos do nosso novo"ouro" ? Vc já viu soja organica ? eu não !!!! Viva A Carne !!!! Viva a nossa deliciosa PICANHA !!!!!! vIVA OS LEGUMES !!! que são assassinados sem direito de fuga !!!! PS: Imaginem o sofrimento de um alface sendo arrancado do solo !!!!
  6. macerai, seus textos são sempre bem articulados e coerentes !!!!! VIVA O MACERAI !!!!
  7. LUCIDEZ E INTELIGENCIA !!!! VIVA ALMA RASTAFARI VIVA LUCY !!!! ISSO SIM EH GROW !!!!
  8. Quando caí por acaso no grow, me assustei, há tempos fumava e navegava e ainda não havia encontrado o GROWROOM, um espaço democrático, onde a maconha é discutida seriamente. Quanto ao futuro, acredito que se nós USUÁRIOS/CULTIVADORES, não lutarmos pela discriminalização do cultivo para o consumo, estaremos vivendo essa mesma situação. O grow mostra o potencial de muita gente, mostra que nem todos os usuários são "retardos" (me desculpem o termo) mas nós somos vistos desse jeito. "aquele sujeito c/ olhos vermelhos, tranquilão, bermudão e que luta contra esse sistema de burgueses e coisa e tal ". Colocar a culpa no sistema eh facil, ateh comodo. Por isso acredito na união, para um debate serio, sem preconceito de ambas as partes. Falando da cultura nos temos muita gente boa aki, que sabe levantar questões , mas tambem temos muitos adolescente que só pensam em fumar um e teclar aqui, vide o appp que eh o mais visitado. não eh critica, mas precisamos nos empanhar mais nos assuntos mais relevantes e vc mesmo disse culturais !!!!! Viva o growroom e sua contribuição para aqueles que realmente sabem "fumar um" tenho dito
  9. Eu axjo q o kra tava na mó larica, não resistiu e comeu o plastico !!!!!!
  10. Esse padreco eh muito doido !!!!! A hostia dele deve ser aqueles cookies de erva. Arrí ehgua !!!
  11. Ae Carcapau, como ai num eh legalize o melhor eh entocar a parada, coloca num Zipbag (axavel em qualquer mercado) e esconde no local de colocar pilhas no velho microsistem, normalmente ninguem fussa por lá. aproveita e entoca a seda tb. da certo pode confiar
×
×
  • Criar Novo...