Ir para conteúdo
Growroom

Bas

Moderador
  • Total de itens

    5506
  • Registro em

  • Days Won

    27

Posts postados por Bas


  1. Mari.

    Da pra participar como convidada. O lance é que como convidada não vai receber as amostras para julgar. Não será juíza, sera apenas uma observadora.

    Mas é lógico que sempre rolam altos! E no sábado podemos fazer um rolê nos Growshops da cidade. É só a gente armar um rolé desses, já que a Copa mesmo é só no Domingo.

    Quem topa?

    Me manda uma MP que a gente combina.

    • Like 2

  2. Irmãos são presos com 40 pés de maconha na zona leste de SP Fernando Neves/Brazil Photo Press/Folhapress 15177824.jpeg Pés de maconha que eram cultivados em casa na zona leste de SP

    REGIANE SOARES

    DO "AGORA"

    27/06/2015 02h00

    A polícia prendeu dois irmãos suspeitos de cultivar maconha em estufas instaladas em vários cômodos de uma casa no Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo. No imóvel, os policiais encontraram cerca de 40 pés da droga em diferentes fases de cultivo, que foram apreendidos.

    O flagrante aconteceu nesta quinta-feira (25), por volta das 17h. A polícia chegou até a casa, na rua Angelo Stefanini, por meio de uma denúncia anônima.

    Um vídeo divulgado pela Polícia Militar mostra como os cômodos da casa foram transformados em estufas. As mudas estavam divididas nos ambientes de acordo com o tamanho. Em alguns cômodos, as paredes estavam forradas com uma lona plástica branca. Em outros, a proteção era com um material laminado.

    O local contava com iluminação especial com luzes brancas e amarelas para simular a luz solar, tinha isolamento acústico e um sistema de exaustão para que o cheiro da maconha não chamasse atenção dos vizinhos.

    Canos levavam água para a irrigar os vasos e ventiladores e aparelhos de ar-condicionado controlavam a temperatura em cada cômodo.

    No imóvel a polícia também encontrou adubo, sementes, vasos, terra e lâmpadas. Uma perícia feita no local constatou que havia 21.300 quilos de tetrahidrocanabinol, uma substância química fabricada a partir da própria maconha e a principal responsável pelos efeitos da planta.

    Em outros ambientes da casa, ramos da planta estavam pendurados em um varal para secar, primeiro passo para a produção da droga. O caso foi registrado no 50º DP (Itaim Paulista), onde será investigado.

    fonte: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/06/1648596-irmaos-sao-presos-com-40-pes-de-maconha-na-zona-leste-de-sp.shtml

    ------

    não dá pra ver direito, mas o que vi foi um cultivo perpetual com um ciclo de no mínimo 2 meses, mais ou menos 40 plantas se revezando em quatro ou cinco ambientes, sendo berçário, 2 ambientes de vega, na qual as melhores plantas deviam ser selecionadas e talvez 2 ambientes de floração. não ultrapassando aí 200 ou 300 plantas!

    muitas plantas pequenas, pois pra ficar as melhores é preciso descartar as que estão mau enraizadas, crescimento travado, doentes, etc.

    quatro malas de erva por dia, quem me dera ter um centésimo dessa produtividade com a mesma quantidade de plantas!!

    não to dizendo que não vendiam... mas e daí?

    de uma vez por todas! agricultor não é criminoso!!! traficante também não!! o simples fato de uma pessoa vender maconha não deveria torná-la um criminoso, e sim um comerciante, lembrem-se são apenas 50 anos de proibição, por interesses sórdidos, contra milênios de uso, sem que houvesse o declínio da humanidade. a proibição é que é hedionda! parabéns para aqueles "juizes" de plantão por disseminar o ódio e a desinformação!

    o julgamento do RE que poderá declarar o artigo 28 inconstitucional está marcado pra agosto, e já está rolando uma campanha para desacreditar o poder dessa planta suprema e reafirmar o poder dos criminosos de verdade, os de colarinho! esse dias mesmo vi uma notícia na folha (bosta), falando que maconha não serve para enjoos.... enjoado fico eu, se até o instituto nacional do câncer dos estados unidos recomenda!!

    fui!

    BRABO!

    Muita mal intenção mesmo!


  3. 08 Junho 2015 | 08:57

    Um ano após regulamentação da lei que permite produzir a droga com regulamentação do Estado, terra especial, livros e medidores de umidade são procurados no país
    MONTEVIDÉU – Terra especial, medidores de umidade, livros sobre o cultivo de maconha e até tesouras para cortá-la são alguns dos produtos cuja oferta aumentou no Uruguai um ano depois da regulamentação da lei que permite a produção e a comercialização com regulamentação do Estado.

    “Percebemos que houve um aumento porque o mercado se abriu e vai continuar crescendo. Já vemos a quantidade de negócios como esse que proliferaram no último ano, já existem cerca de 20″, disse Juan Manuel Varela, dono de uma loja de produtos para o cultivo de maconha no centro de Montevidéu.

    feira_uruguai_ap.jpg

    Em dezembro, Uruguai recebeu feira da maconha – Foto: Arquivo/AP


    Em seu negócio, o uruguaio vende nutrientes, acessórios e aditivos agrícolas para semear em vasos, sistemas de irrigação, carpas de cultivo que permitem plantar em lugares fechados, medidores de temperatura e de umidade, tesouras especiais para cortar as folhas, seda para enrolar os cigarros de maconha e livros.

    Varela decidiu abrir a loja junto com um amigo em 2012, quando a lei da maconha parecia “algo distante”, e lembrou que as vendas começaram a aumentar quando o projeto legislativo foi aprovado na Câmara dos Deputados, em meados de 2013.

    Em 10 de dezembro de 2013, a lei foi definitivamente aprovada pelo Parlamento, mas sua regulamentação foi assinada em maio do ano passado pelo então presidente e impulsor da iniciativa, José Mujica.
    Em agosto de 2014 começaram os registros para os cultivadores domésticos, os auto-cultivadores, que podem ter até seis plantas de maconha em sua residência, de acordo com a legislação.

    Além das lojas especializadas nesse mercado, um tipo de terra especial projetado para o cultivo de cannabis também apareceu nas prateleiras de vários supermercados uruguaios no começo deste ano. “Aproveitamos o furor da lei e fizemos a terra com um visual da maconha. As pessoas se identificam com a folha e as cores de Bob Marley. Eu me aposentei como publicitário e tenho ideias. Todas as terras que há em supermercados se adaptam muito bem aos vasos”, explicou Carlos Mollo, produtor de terras para jardins.

    Segundo o ex-publicitário, seu produto teve boa aceitação nos supermercados, que representam “55 % da venda de todo o negócio”. “Não sei se quem compra são cultivadores de maconha ou cultivadores em geral porque os componentes são muito bons e 80% a 85% das sementes germinarão, qualquer semente”, comentou Mollo, que disse não saber como é a semente da maconha.

    Para a universitária Daiana Castillo, cultivadora de maconha “há muitos anos”, a lei não mudou muito sua realidade, mas agora há acesso melhor aos produtos. “Talvez agora tenha mais coisas, é mais fácil comprar o que é necessário para plantar, talvez tenha mais amigos plantando ou mais gente interessada no tema, ou pelo menos se discute, ao contrário de antes (da lei)”.

    Para Castillo, a crescente oferta de produtos relacionados ao cultivo de cannabis demonstra que a lei “é um avanço social” sobre os tabus, para que os cultivadores não sejam “vistos como delinquentes”. /EFE

    • Like 10

  4. Cara, vc nao precisa do Board 2015 pra postar as noticias e as fotos, me desculpe.

    O forum ja tem um espaço pra isso que é a area de ativismo.

    Se voce quer postar alguma coisa o forum ta ai livre pra sua colaboracao, pra sua contribuição

    Mas eu no final não vi suas fotos nem seus posts.

    Só deu pra ver seu mimimi, olha que merda... Podia ta contribuindo mas ta dando uma de mala de novo

    Talvez se voce tivesse criado esses posts e essas galerias, tivessemos aberto o board marcha 2015

    As coisas acontecem assim no forum.

    Primeiro criam-se os posts sobre um determinado assunto.

    Qdo se tem essa demanda de organizar um assunto, a gente vai la e cria um board pra ele.

    Sempre foi assim.

    E não to te ameaçando de nada, irmão, você que ta se entregando aí dia a dia.

    Pensa nisso.

    • Like 3

  5. Eita. Usando tópico da marcha do ano passado pra falar da marcha atual?

    AAAAAAAAAAAA já sei. É porque este ano não temos Board sobre o tema.

    Qual é a sua cara?

    Você quer ajudar ou tu quer ficar criando intriguinha, semeando a discórdia??

    Tamos de olho em você hein!

    Já ta nessa tem tempo.

    Deixa de ser haterzinho e vê se tenta ajudar ao inves de ficar colocando pilha errada.

    • Like 1

  6. Alias, você só está aqui nesse espaço dizendo isso, porque lhe proporcionamos esse espaço para que você possa escrever isso.

    E só te proporcionar isso já é um ATIVISMO gigante

    Quem quer cultivar muitas vezes precisa de sementes. O seedsman faz uma publicidade de seus produtos e compra quem quer e está afim de correr o risco.

    Entre os membros da comunidade comprarem sementes em sites duvidosos e no seedsman, prefiro que comprem no seedsman que nos apoia e vende produtos de qualidade.

    Correr o risco o cara vai correr se quiser comprar sementes, independente de onde e ponto.

    Não faltam avisos nos tópicos do fórum alertando sobre os problemas na importação de sementes.

    Agradecemos por levantar esse assunto.

    • Like 12

  7. Galera! Esta rolando uma nova proposta de debate no senado que diz respeito a nossa causa, o Cultivo Caseiro

    As propostas que foram levantadas ano passado foram muito importantes para a militância como um todo.

    Vamos apoiar mais essa!! Participe assinando no link abaixo

    LINK: http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaopropostaaudiencia?id=16821

    Tema Central
    Contra o narcotráfico, cultive seus direitos, colha liberdade.
    Importância
    O parágrafo primeiro do Art. 28 da lei de drogas determina que submete-se a medidas alternativas quem, "para seu consumo pessoal, semeia, cultiva ou colhe plantas destinadas à preparação de pequena quantidade de substância ou produto capaz de causar dependência física ou psíquica". Embora o relatório do PLC 37/2013 tenha incorporado um parâmetro para definir objetivamente a quantidade de drogas destinada a consumo pessoal, não modificou o dispositivo que se refere ao auto-cultivo das plantas da Lista E da Portaria 344/98 da ANVISA, incluída a maconha. Embora a descriminalização do porte de drogas para consumo pessoal, como mostrou a audiência pública SUG 10/2014, seja a medida mais humana e eficiente para tratar a pessoa que consome substâncias psicoativas do ponto de vista sanitário e penal, o Senado ainda não demonstrou intenção de propor e aprovar tal modificação, o que demandará mais debates com a sociedade ao longo de 2015. Para tanto, propõe-se a realização desta audiência pública, no âmbito do PLC 37/2013, a ser realizada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, que debata o parágrafo primeiro do Art. 28 da lei de drogas relativo ao auto-cultivo caseiro de maconha. Solicitamos um amplo debate sobre a revisão deste dispositivo, com a consequente retirada da subjetividade do texto original, de 2006, e a definição de um parâmetro objetivo para diferenciar o cultivo caseiro do cultivo destinado ao tráfico ilícito, para que injustiças com usuários e prisões de indivíduos que cultivam plantas que originam substâncias psicoativas para o consumo pessoal deixem de acontecer no Brasil. Propomos, por conseguinte, a adição desta emenda: § 1º A. Destina-se a consumo pessoal o cultivo de até 12 (doze) plantas de Cannabis, por indivíduo, sendo 06 (seis) plantas maduras, em floração, e 06 (seis) plantas imaturas, em período vegetativo, além do produto da colheita da plantação precedente, até um máximo de 480 (quatrocentos e oitenta) gramas de flores secas, não prensadas.
    Vinculação a algum Projeto de Lei
    PLC 37/2013
    Perfil dos convidados
    Laura Blanco, presidente da Asociación de Estudios del Cannabis del Uruguay (AECU) | http://aecu.org.uy/
    Julio Rey, presidente da Federación Nacional de Cannabicultores del Uruguay | https://www.facebook.com/groups/507015936081276/
    Associação Multidisciplinar de Estudos sobre Maconha Medicinal (AMEMM) | https://www.facebook.com/amemaconhamedicinal
    GROWROOM, Seu espaço para crescer | growroom.net + semSemente, Revista de Cultura Canábica Brasileira | http://www.semsemente.com/

    • Like 21
×
×
  • Criar Novo...