SuperJoint_Ritual

Usuário Growroom
  • Total de itens

    6
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutral

1 Seguidor

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Mis-sericórdia é um cara q escreve uma coisa dessa aqui! Isso não é concurso de beleza não véio, quer ver gatinhas entao acompanha Garota Fantástica, vai assistir malhação, aposto que você não leu nenhum questionário completo e tá aqui opinando igual um otário. As mina tão ai no concurso porque amam a ganja, e não porque querem ser modelo, vacilão. Então né cara, como o que vale é a atitude das mina e não o fenótipo! entre as melhores respostas curti as q tão de beck pronto: 32, 33, 47 mas pelo black sabbath, e pela folhinha voto na 15!
  2. Amanha vou fazer a minha doação, e vou fazer mensalmente. A contribuição vai fazer parte das despesas do meu grow :hihihi:
  3. Eu sou usuário medicinal. Faço o que precisar pra ter o meu direito de plantar meu próprio remédio sem ser criminalizado! Apesar de já ser fã de planet hemp, desde os 9 anos de idade, eu só comecei a fumar aos 19 anos. Aos 16 foi diagnosticada minha depressão, e comecei um tratamento com fluoxetina. Mas o remédio nao respondia bem, Aos 17 eu iniciei um tratamento de choque (Eletro-convulso-terapia). Após esse tratamento, eu basicamente só senti efeitos colaterais: Perca de memória recente, Insônia e Dores de cabeça. Após esse tratamento, eu comecei a dosar fluoxetina com remédios para o sono, mas nao resolveu o problema da insônia. Então revoltado com tudo isso, eu parei meu tratamento. Fiquei durante um ano sem tomar remédios, pois duvidava da minha necessidade de tantos medicamentos e até dos diagnósticos médicos, e aumentava meu consumo de alcool. Encarava minha depressão como uma "super baixa auto-estima" . Até que uma dia já desiludido da vida pensei "ja que nao tenho jeito mesmo, vou fuma maconha agora". Já sabia de todos os mitos sobre a proibição, mas ainda acreditava que a maconha traria males como perca de memória, queima de neurônios e câncer. Mas isso nao me incomodava, ja fumava cigarro e bebia desde os 17. Importante ressaltar, que no ensino fundamental fui um ótimo aluno, mas no ensino médio eu perdi o interesse, fiz o 1° ano 3 vezes, o 2° ano 2 vezes, e antes do começar o 3° ano, eu experimentei maconha, era pra ser a perdição final de um adolescente depressivo. Mas eu me surpreendi com o efeito anestésico, a injeção de bom humor e tranquilidade mental, o grande apetite e melhor ainda, o SONO, que pra min foi a minha salvação. Nesse ano, com 19 anos, eu tirei boas notas, passei direto, prestei vestibular na Federal, passei na primeira fase, e por uns 5 pts eu não fui aprovado, isso para alguem que tinha desistido da escola e tentado suicídio 2 anos antes. Nesse ano eu passei a fumar todos os dias anoite pra comer e dormir, e quanto mais eu fumava maconha, menos eu consumia álcool e cigarro, foi tanto que depois de 2 meses de uso diário eu ja larguei alcool e cigarro! Graças à maconha, minha vida seguiu outro caminho, longe dos remédios e tratamentos convencionais que com certeza me levariam à uma vida triste e solitária em alguma clinica psiquiátrica. Pois a necessidade de ingulir capsulas por se sentir triste, nao fazia nenhum sentido pra min. Hoje com 23 anos, eu me sinto totalmente curado da depressão, quando eu lembro que todos os dias eu pensava em morrer, eu nem acredito como eu não enxergava o tanto que viver é maravilhoso, hoje eu sonho em chegar aos 100 com uma saúde de ferro. Definitivamente a maconha me trouxe de volta à vida, me fez enxergar muitas verdade sobre vida, apenas me conectanto como meu presente e me desligando de todas as sombras do passado. Apenas o efeito anestésico me faria apenas sentir o barato na hora, mas nao mudaria minha consciência. A maconha me curou pela seu poder espiritual!