Ir para conteúdo
Growroom

King of the bongo

Usuário Growroom
  • Total de itens

    788
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    3

King of the bongo last won the day on July 18 2018

King of the bongo had the most liked content!

Reputação

276 Excellent

7 Seguidores

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Interests
    maconha
    cânabis
    ganja
    erva

Últimos Visitantes

1499 visualizações
  1. Impressionante como você respondeu a sua pergunta antes de perguntar: Grifo meu. Cultivo responsável tem que ter responsabilidade. Área de proteção ambiental é pra proteção, não cultivo.
  2. Dahora, elas sofrem um pouco após o transplante, mas se recuperam. Talvez a fertilização foliar nem seja necessária, mas ela pode ser feita com qualquer fertilizante que você use normalmente. Se for usar algo químico, tipo um Forth Hortaliças, faça a diluição com 1/4 a 1/2 da medida recomendada pro solo pra evitar que muitos sais afetem a folha. Mas me parece que você está levando orgânico, então um chá de húmus seria firmeza. Tem várias receitas, você pode misturar torta de mamona, farinha de osso, melaço, alga... mas o húmus já é bem completo e vai bastar. Normalmente, usa-se uma b
  3. Amigo, essa foto com luz roxa de zona 😂atrapalha de ver muito detalhe, mas dá pra notar que a ponta das folhas está queimada, o que sugere uma sobrefertilização em algum momento. Fert químico é foda, é só descuidar uma vírgula que ele deixa a planta com fome ou frita ela. As folhas mais próximas ao ventilador parecem estar ficando com um leve formato de canoa virada pra baixo, o que costuma ser queimadura de vento. Mas isso explicaria apenas essa planta e não tem a ver com as folhas amarelas. Veja se reconhece: Quanto de luz você tem aí e qual é a distância? Repare que os proble
  4. Cara, eu fiquei tentado a falar em deficiência de magnésio, mas algo não está encaixando direito, especificamente aquela folha maior com as manchas. Então bora ver um roteiro básico pra diagnóstico: O problema é só nessa planta ou nas outras também (parece que um vaso que no canto da foto não é cânabis, é isso?) Faz quantos dias que começaram os sintomas? Qual é o intervalo entre as fotos? A planta parou de crescer meio de repente? Qual é a mistura do seu solo? Como está fertilizando e com que frequência? Qual foi a última fertilização e/ou rega? O solo está secando em quanto tempo? Testa
  5. Vou repetir o que acabei de sugerir lá no seu tópico: essas informações são básicas demais pra merecerem resposta pronta. Não é preguiça de responder, mas porque é essencial que você entenda iluminação e ventilação e nutrientes e solo, então toque estudar isso pra saber onde está pisando em vez de apenas seguir um roteiro. 👍
  6. Tente perguntar apenas as dúvidas que você não puder eliminar através do seu próprio estudo, gajo. Não apenas você vai evitar trabalho desnecessário aos outros como -- o mais importante -- vai aprender muito mais porque vai ter que raciocinar pra assimilar as informações em vez de receber respostas prontas, faça isso, faça aquilo, não faça assim. Se você ganhar uma estufa toda montada e funcionando pra apenas botar água seguindo uma tabela, jamais vai entender o porquê dos valores daquela tabela, de o solo ser assim, de a ventilação ser assado, de usar esse tipo de luz em vez daquele... E
  7. Isso aparenta ser excesso de luz. 300 W de led é uma tonelada de luz, ainda mais pra plantas jovens. Considerando eficiência de 100 lm/W, você está trabalhando com 7,500 lúmens por pé quadrado (medida de gringo), o que basta pra levar uma sativa fominha na flora, e essas plantinhas estão só começando a vida! Afaste essa luz. Bastante. Mais do que você acha que é necessário ou que leu que precisa ficar quase encostado. Quando as suas plantas se recuperarem e tiverem idade pra digerir luz forte -- pense em uma criança de 6 meses comendo buchada de bode com pimenta --, vá baixando aos poucos
  8. Essa estratégia de fazer furos na lateral dos vasos é boa, ajuda a secar. Mas, a não ser que as plantas estejam reclamando de excesso de água, pode ser apenas aquele processo de ela ir buscando água conforme precisa e, com o tempo, vai passar a usar melhor o fundo. 20% de umidade é muito pouco. Isso pode causar deficiência na planta porque ela não consegue respirar direito, não muito diferente de nós. Coloque umas bacias com água pra acrescentar umidade ao ar, se puder com uma toalha saindo de dentro e presa no teto e até um ventilador pra otimizar o processo. E cuidado com esse cult
  9. Usar só água nas semanas finais é pro caso de usar fertilizante mineral. Os elementos ficam acumulados nas flores e, se não removidos, deixam um gosto áspero na fumaça. Então, deixa-se a planta em jejum pra ela metabolizar queimar essas gordurinhas em vez de continuar mantendo o estoque porque tem mais sobrando no solo. Pra cura, tem vários métodos. Dê uma pesquisada e você vai encontrar tutoriais ótimos com instruções detalhadas. A regra de ouro continua válida: não se precipite, menos é mais.
  10. É o enxague normal, lembrando que, apesar de a gente estar no Brasil e "enxague" ser não só um termo adequado como também uma tradução direta, o povo costuma chamar de "flush". O enxague serve, literalmente, pra enxaguar o substrato e eliminar sais acumulados (caso sejam usados ferts minerais) ou, nesse caso, pra corrigir o pH. Coloque o vaso onde possa escorrer bastante água, no quintal ou chuveiro (de preferência com uma tela no ralo pra evitar entrar terra), prepare a água com o pH ajustado (no seu caso, adicione o calcário antes -- sem exagero, sempre) e vá regando lentamente por
  11. Pode. Seria como a água de um lago, que também tem folhas no fundo. Cocô de passarinho no máximo é adubo, então não haveria problema. Se a sujeira do seu telhado não for partículas chumbo ou mercúrio ou algum outro veneno, tá de boa. Planta e sujeira não são coisas muito separadas na natureza! 😉 Folhas no fundo da cisterna podem causa eutrofização, ou seja, o processo de decomposição consome o oxigênio e "apodrece" a água. Isso ocorre às vezes em represas de usinas hidrelétricas, que recebem todo o escoamento de fazendas no entorno com altos níveis de matéria orgânica e fertilizante
  12. Isso vai depender do tamanho do vaso e tamanho da planta. Uma planta pequena em um vaso grande pode ficar uma semana sem precisar de rega até conseguir ocupar o espaço e começar a beber de golada. A regra básica é cutucar o solo com o dedo indicador -- é mais sensível do que um palito -- até a metade, mais ou menos 5 cm. Se essa primeira camada estiver seca, considerando que seja um solo com boa drenagem, já pode ser feita outra rega, buscando não molhar só diretamente no pé da planta, mas fazendo um anel em torno dela pra evitar concentrar a umidade e incentivar que a raiz se espalhe. De
  13. Sem desmerecer a dedicação do colega em fornecer informações importantes, vou apontar que cinzas de madeira tendem a elevar o pH em vez de abaixar. Seu uso é inclusive recomendado para corrigir acidez do solo, substituindo com razoável eficiência o calcário dolomítico. Por exemplo, temos um artigo da Michigan State University que afirma: Bons fumos. ✌️
  14. Deixe o substrato secar bem e faça um enxague com água e um pouco de calcário dolomítico com pH ajustado entre 6 e 6,5. Depois de passar umas três vezes o volume do vaso, faça a última passagem com água com o calcário e também uma dose baixa de ferts e aguarde secar bem novamente antes de fazer a próxima rega.
×
×
  • Criar Novo...