Luís Antônio

Usuário Growroom
  • Total de itens

    151
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

32 Excellent

8 Seguidores

Contact Methods

  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. Bom.. hj estou com o PHDown nas mãos.. O produto é ótimo, usei apenas algumas gotas (1 ml no máx) para ajustar 20 e poucos litros de água. Em referência à loja, o atendimento foi excelente após meu contato. Me ligaram pra informar a postagem (que por sinal foi no mesmo dia da compra) e que tinham atualizado no site as infos. Achei ruim somente não receber emails de confirmação da loja.. acho muito estranho isso para um comércio eletrônico. Acredito que tenha sido pontual, pois a ultima vez que comprei eu tinha recebido todas as infos por email... Mas como a loja fez questão de entrar em contato comigo, mostra que o povo dali é interessado. Enfim, achei bem bacana e recomendo a compra com eles.
  2. Comprei há 2 dias um phdown da GH e até agora não tive nenhuma manifestação da loja.. Nenhum email de confirmação, nada. Somente o confirmação do PagSeguro.. Mandei email para eles hoje perguntando se teve algum tipo de problema.. posto aqui os resultados...
  3. Cara... acho q talvez vc precise ficar mais umas semanas internado no fórum... hehehehe Pra postar fotos use o imageshack.us que não tem erro... Qto ao stress, sei q pode hermar a planta... mas não sei quais outras consequências...
  4. pois eh galera agora nao sei se vou ter q fazer exame.. to desesperado!! eu tava fumano em torno d 1 por ia, as vezes menos nos ultimos meses e parei d fumar desde q fiquei sabendo q fui chamado... isso nao me atrapalha em nd!! nao deveriam cobrar isso!! puta invasão de privacidade! alguem aki fez akelas receitas milagrosas e se deu bem?? []'s
  5. por isso q eu perguntei alguém +... as do estilo da JU eu to ligado q rola.. qq um jah viu o video do Mr Green... queria saber c tem mais gente ou c vou me tornar o 2º no growroom a usar (ou experimentar) eesas lãs d rocha ultramega mais barata...
  6. alguem mais jah experimentou ou conhece alguém q usa???
  7. Luís Antônio

    Lã De Rocha

    olá a todos caso esse tópico esteja no lugar errado, moderador, por favor troque de lugar... ehehhe então.. encontrei no ML essa lã de rocha: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-128391111-l-de-rocha-la-de-rocha-5-reais-_JM mas é para isolamento acústico.. vcs sabem se é a mesma coisa da que a galera compra cortado em cubos?? pq se for, sai MUITO mais barato comprar essas placas.. e é soh cortar do tamanho desejado.. eu dei uma fuçada por aew, mas nao encontrei algo q sanasse minha dúvida.. pros growers de plantão, vai ae o questionamento: serve ou não??? hehe []'s
  8. eu to usando a metadona há uns 2 meses agora... eu quebrei o acetábulo num acidente de moto.. depois da cirurgia, voltei pra casa e comecei a sentir dores horriveis no pé.. com a cannabis ajudava nessa dor.. mas acabei indo pro hospital d novo.. lah q comecei a tomar essa remediarada.. tds eles foram prescritos pelo ambulatório da dor no HC.. creio q depois q voltei pra casa, nao senti diferença nenhuma no uso da cannabis.. tirando a onda.. heheheh agora veio meu primo dizendo q pode dar parada respiratória.. meu.. acho q eh tanto caô q daqui a pouco vai ser minha vez de dar um e dizer q blz, parei d fumar... uhauhauhuhauauhauha ignoranÇA é PHODA!!! []'s
  9. eu to desmamando da metadona.. segundo o dr., a codeina e a gabapentina são medicamentos q vou ficar usando pra ajudar nessa fase. eu imaginei msm q fosse caô.. não é a 1ª vez q ele solta uns verdes mto malucos pra cima d mim... a ignorância eh phoda.. :Ddura:
  10. Luís Antônio

    Overdose?

    saudações a todos.. eu to com uma dúvida e to precisando de uma opinião dos médicos, farmaceuticos e/ou químico. eu sofri um acidente de moto e to tomando metadona, gabapentina, codeína, parmelor. oq acontece é que meu pai disse q foi no hospital pra perguntar pro meu médico se a maconha interferiria no tratamento e que a resposta deles foi que eu posso ter uma overdose dos meus remédios se continuar fumando... :eek: eu tenho quase ctz q meu pai tá de caô pra cima de mim, mas gostaria de saber a opinião da galera daki.. como minha consulta é soh daqui 1 mes, falta muito tempo pra perguntar pra ele. < hauhuhauhauhuhauha vlw ae pessoal!!
  11. tae a "cartinha" que eu mandei pro carinha: olá dr. Fernando Capez, tudo bem?? Li sua opinião sobre a impossibilidade da legalização da maconha e gostaria de fazer alguns comentários que eu achei importante destacar e falar para o senhor o que o lado "de cá" pensa, ok?? O sr. cita a Lei n. 11.343/2006, a chamada Lei de Drogas, dizendo que: "Como se percebe, em momento algum, a Lei criminaliza a conduta de usar a droga, mas tão somente a detenção ou manutenção da mesma para consumo pessoal. Tutela-se, aqui, o interesse da coletividade, muito mais que o do próprio usuário, pois o que se pretende coibir é o perigo de circulação da substância, resultante de sua aquisição, depósito ou manutenção pelo agente." Ora, mas essa lei se torna equivocada justamente nesse ponto, para iniciarmos. Ela não criminaliza o USO da cannabis, porque considera que os pontos anteriores foram cumpridos. ora, se eu não posso comprar, guardar, plantar, como que eu vou ter acesso à cannabis?? "nosso ordenamento jurídico não admite que alguém receba uma punição criminal por ter unicamente feito mal a si mesmo. " pois é.. teoricamente é isso que deveria acontecer. mas por exemplo: um usuário iniciante de cannabis que deseja plantar para seu próprio consumo, não possui a perícia e habilidade para conseguir criar um sistema "auto-sustentável" (como chamamos um sistema onde consegue-se fazer todo o processo (germinação, crescimento período vegetativo, crescimento floração, colheita, secagem e cura) que, quando pronto pode tornar esse ciclo em torno de 2 a 4 meses) utilizando 1 ou 2 plantas. é necessário adquirir MUITA habilidade e perícia para conseguir utilizar poucas plantas para esse ciclo. Mas, se eu compro pela Internet um pacote de 10 sementes e planto as 10, facilmente posso ser encaixado como traficante. mas lhe pergunto: qual mal eu fiz à sociedade sendo que a semente eu que comprei, a luz eu paguei (com impostos) ou o próprio sol, assim como fertilizantes, terra, tesouras acessórios em geral, inclusive o papel que se usa para fumar a erva eu comprei? entretanto posso facilmente ser enquadrado como traficante. mesmo nunca tendo vendido 1g da produção. " O Direito Penal só pode tutelar bens jurídicos de terceiros, jamais punir o indivíduo que agride a si próprio. " onde que se encaixa sua afirmação na minha opinião acima?? ficaria a cargo do juiz q NÃO conhece a dinâmica da planta dizer se sou ou não traficante. sendo que nem é a planta que se fuma e sim sua flor. mas o que conta é o numero de plantas apreendidas. "Note-se que, muito embora não haja mais qualquer possibilidade de imposição de pena privativa de liberdade para aquele que pratique uma das condutas do art. 28, o fato continuou a ter natureza de crime. " sim. concordo plenamente com essa afirmação. entretanto, o sr deve ter acompanhado essa ultima pesquisa: Quantidade de droga % de condenações Até 1 grama - 0,9% De 1 a 10g - 13,9% De 10 a 100g - 53,9% De 100g a 1 Kg - 14,8% De 1kg a 10 kg- 8,7% De 10 kg a 100 kg - 7,8% Mais de 100 kg - 0,0% como que o sr ainda afirma que não são usuários que estão indo pra cadeia?? um usuário pesado de cannabis chega a consumir 5 a 8 baseados por dia. sendo que cada baseado tenha 0,5g, seriam 2,5g por dia no mínimo. vezes 30 dias, já daria 75g. um usuário pesado de cannabis não iria todo dia comprar seu fumo, então compra oq será consumido no mês. mas essa qtde já pode ser considerado traficante, caso a polícia o pegue com essa qtde, sendo que ele não o é!!! seu colega Dep Fed Paulo Teixeira explica muito bem seu ponto de vista nesse link: http://www.pauloteixeira13.com.br/novidades/?smenu=1&idnoticias=1977 "Além do que, quando se assevera que o usuário deve ser tratado e não apenado, encara-se o problema de uma forma isolada, esquecendo-se que o que se tutela não é somente a saúde daquele, mas justamente a proteção da saúde coletiva. Trata-se de um bem maior que extrapola a esfera individual do cidadão." Ora, a maconha em +- 3000 anos de história nunca teve 1 única morte decorrente de seu uso. entretanto a proibição faz mortes quase todo dia. independente se é usuário, traficante, ou quem esteja no caminho. a proibição gera muito mais violência que o uso da cannabis. "Basta que se tenha presente que, quanto maior o número de usuários, maiores serão os gastos do sistema público de saúde; maiores serão os crimes perpetrados para angariar dinheiro para a compra da droga; e maior será o poder das organizações criminosas." Sim, quanto maior o numero de usuários, maiores serão os gastos com a saude. mas fica a pergunta: e o $$ que é gasto anualmente na tentativa frustrada de proibição for aplicada na saúde? e os impostos gerados pelo comércio nao pagariam por isso? afinal, o que se tem hoje nas clinicas nao são usuários unicamente de cannabis. mas utilizam essas pessoas para levantar dados sobre a cannabis que nao mostram a realidade que é que POUQUÍSSIMOS usuários exclusivo de cannabis têm problemas com ela. http://www.youtube.com/watch?v=pXWKe7183po "Desse modo, a descriminalização não resolve o problema do consumo de drogas, nem elimina o narcotráfico." Mas manter do jeito que está, funciona?? a lei empurra o usuário para compra pois o cultivo é mais facilmente enquadrado como tráfico. o consumo de álcool e tabaco tem diminuido nao por causa de sua proibição (só lembrarmos da lei seca dos EUA que tem como um dos maiores ícones o AL Capone que era um traficante de álcool (importante lembrar que as destilarias competiam uma com as outras usando armas.. assim como acontece em vários locais no Brasil)), e sim por campanhas educativas focadas no resultado. "Num País como o Brasil, em que é patente a sua deficiência na formação educacional, moral e religiosa, de suas crianças e adolescentes, fica difícil sustentar a descriminalização da posse de drogas para uso pessoal, em especial da maconha, pois, com isso, o Estado estará tornando ainda mais fácil o acesso da juventude a uma substância que, ao lado do álcool, como é cediço, traz efeitos nefastos à saúde." Cabe ao estado regulamentar como seria feito essa descriminalização/legalização mas se ele nao consegue cumprir, deve ser proibido?? assim como adolescentes conseguem facilmente o álcool e o cigarro, essas drogas deveriam ser proibidas?? "Quando se fala em descriminalização, pensa-se, de forma individual, na figura do usuário e esquece-se dos motivos sociais que levam à proibição legal, como a proteção da saúde e da segurança pública. " O usuário comprando do traficante, financia o tráfico. nao tem discussão nisso. o fato do tráfico usar esse dinheiro para compra de armas, não implica que a culpa das mortes diárias seja do usuário. é como culpar, por exemplo, o dono do bar que vendeu pinga pra um cidadão, que bêbado, bate na mulher, nos filhos, ou mata alguém. e se ele comprou a bebida em um supermercado?? Fecha o supermercado?? faz um esquema com a polícia com armas de alto calibre para retirar as garrafas das prateleiras?? A descriminalização da maconha visa justamente retirar o financiamento de quem compra armas que é quem causa instabilidade na segurança pública. o problema é que com a lei atual, é mais vantajoso pro usuário, comprar do tráfico. ISSO que deve ser mudado. "Levando-se, ainda, em conta que a venda legal não impediu o comércio de bebidas e cigarros falsificados, bem como o seu contrabando, quem garante que, com a legalização, o narcotráfico não será mantido paralelamente? " sim. não há garantias que o narcotráfico atue paralelamente. Fica a conta do estado a fiscalização de cigarros e bebidas falsificados. mas nao é uma opção do "alcoólatra/fumante", comprar aquele cigarro mais barato, aquela vodka do paraguai, ou dos bares de bairro?? Ele tem a OPÇÃO de comprar em outro local. pois, com a descriminalização a opção de financiar o tráfico fica ao usuário, pois sendo descriminalizado o plantio, por exemplo, nao existiria desculpas para financiamento do tráfico. "Por todos esses motivos, o consumo e o tráfico de drogas são os dois grandes males que desafiam a nossa sociedade, mas que não podem ser debelados com a descriminalização das condutas previstas no art. 28 da Lei n. 11.343/2006 ou com a legalização da maconha, assumindo, pelo contrário, o Direito Penal, com o seu aparato,importante papel de nortear os comportamentos sociais e desestimular as condutas danosas à coletividade." é importante frisar que o estado deve mostrar realmente um norte, e desistimular comportamentos danosos à coletividade. Mas a lei no formato atual, teve um grande avanço, mas infelizmente ESTIMULA o comportamente danoso do usuario de financiar o tráfico e com isso, quem recebe o dano é a sociedade. O que nós pedimos é que nao sejam mais marginalizados e encarcerados os usuários que não são os culpados pela violência, e sim aqueles que com o dinheiro arrecadado, patrocinam o tráfico de armas e a violência gerada pela proibição. Eu sei que é muito difícil mudar uma opinião. ainda mais todos nós que, praticamente nascemos com a proibição. por isso, sugiro que o sr assista esse documentário: http://www.megavideo.com/?d=Z76WSIQE ele trata como que foi moldada a cultura proibicionista norte-americana que é o norte da legislação brasileira. Me desculpe se em algum momento faltei com educação ou respeito. essa nao era minha intenção. Nao sei se o sr chegará a ler esse último parágrafo, mas se sim, parabéns! isso mostra que o sr está "disponível" a um debate aberto e sem preconceitos. Obrigado pela atenção.
  12. vixe velho.. q foda.. mas fique de boa... logo essa neura passa.. é tudo culpa do preconceito... vc fez bem d nao brigar.. mas vai desistir de tudo assim??
  13. "Um homem de 32 anos foi preso pelo Polícia Federal (PF) em Curitiba, nesta quarta-feira (17), com 36 biscoitos de maconha. De acordo com a PF, ele é engenheiro de alimentos e fabricava os produtos recheados com droga em sua residência, no bairro Rebouças. O engenheiro contou à polícia que produziu os biscoitos utilizando maconha, manteiga e água, acrescentando chocolate em pó para melhorar o sabor. O homem disse, ainda, que obteve a receita na internet e consumia de dois a três deles por dia. O homem teria passado a utilizar a droga em formato de biscoitos após apresentar problemas estomacais que o impediam de fumar. Ele informou ter adquirido a maconha de viciados em drogas que frequentam aquele bairro. A polícia apreendeu no local, além dos biscoitos, meio quilo de maconha em formato de tijolo e 220 gramas de uma mistura de manteiga e droga. O homem foi autuado em flagrante e a droga foi encaminhada ao Setor Técnico para análises da PF." Gazeta do Povo 17/06/09 http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vida...maconha-em-casa
  14. esperando tb... a ultima vez o debate foi 1 hr depois do anunciado...