Ir para conteúdo
Growroom

Shortlived

Usuário Growroom
  • Total de itens

    172
  • Registro em

  • Days Won

    1

Shortlived last won the day on February 15 2012

Shortlived had the most liked content!

Reputação

206 Excellent

2 Seguidores

Profile Information

  • Gender
    Male

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Os efeitos psicoativos do THC são o resultado da sua atividade como agonista parcial dos receptores canabinoides CB1. A ativação de receptores acoplados à proteína G CB1 tipicamente resulta em uma diminuição na concentração do segundo mensageiro AMP cíclico, também conhecido como cAMP, através da inibição da adenilato ciclase. O cAMP é um mensageiro secundário ubíquo que regula uma multiplicidade de respostas celulares que inclui a atividade de canais iônicos (canais iônicos dependentes de neurotransmissores são os principais locais moleculares de ação de drogas psicoativas). No cérebro
  2. Ahh, você me citou antes de eu corrigir. Eu confundi o David Watson com o David Potter. O que o David Potter hipotetiza na sua tese é que isso pode ser simplesmente pela enzima responsável pela síntase CBD possuir uma maior eficácia do que a síntase THC em temperaturas mais baixas, ou devido a planta mudar algum mecanismo para melhorar a síntese de CBD às custas do THC. Indica e Sativa refletem somente características morfológicas, mas tecnicamente Indicas e Sativas são da mesma subspécie (Cannabis sativa ssp. indica). Sativas, sendo originalmente equatoriais, tem folhas menores, o que po
  3. Sobre os melhores métodos e condições de cultivo é difícil dizer já que não existem muitos estudos a respeito. Esse estudo sobre as influência das condições agroclimáticas sobre o conteúdo de fitocanabinoides no cânhamo industrial chegou a conclusão que um solo morno teve um impacto positivo na produção de CBD, enquanto o excesso de precipitação teve uma influência negativa. Já a tese de PhD em Ciências Farmacêuticas do David Potter, antigo diretor de botânica e cultivo da GW Pharmaceuticals, chegou a conclusão de que o cultivo outdoor com temperaturas médias mais frias favorecia a produção de
  4. O médico devia estar baseando sua opinião tendenciosa em estudos mais limitados, isso é, incapazes de avaliar se as reduções de matéria cinzenta em áreas cerebrais temporais são causadas pelo consumo de Cannabis, ou se o consumo de Cannabis é uma consequência de reduções de matéria cinzenta em áreas cerebrais temporais. O que esse estudo longitudinal recente sugere é que existe uma associação entre consumo de Cannabis e reduções de matéria cinzenta em áreas cerebrais temporais, mas que não existe causalidade. "A falta de alterações significativas no volume de matéria cinzenta entre os gru
  5. Grey Matter Changes Associated with Heavy Cannabis Use: A Longitudinal sMRI Study (2016) "A falta de diferenças significativas na alteração do volume de matéria cinzenta entre jovens adultos com consumo pesado de Cannabis e controles saudáveis ao longo do tempo sugere que o consumo de Cannabis não reduz volumes regionais de matéria cinzenta nesse período. As correlações negativas transversais entre os volumes do lobo temporal medial e severidade do consumo de Cannabis podem ser o resultado do consumo pesado de Cannabis antes da idade adulta (com dano maximizado antes do início do atual es
  6. Esse artigo do Nico já foi compartilhado e discutido aqui. Além disso, esse meu tópico discute extensivamente o assunto.
  7. Cannabis, ansiedade, depressão, e psicose 1. Introdução Praticamente toda semana algum usuário cria um novo tópico para relatar efeitos negativos após consumir Cannabis. Os potenciais efeitos negativos da Cannabis no funcionamento psicológico dizem respeito sobretudo a sintomas de ansiedade, depressão, psicose, e funcionamento cognitivo debilitado. Apesar de todos os usuários estarem potencialmente sujeitos a esses efeitos negativos, pessoas com um histórico de psicose, depressão, ansiedade, ou outros transtornos mentais, bem como pessoas com problemas cardiovasculares preexis
  8. Sim, visto que terpenos modulam os efeitos fisiológicos e psicoativos da Cannabis. Sim Condições ideais são aquelas que proporcionam estímulos (stress) de uma maneira saudável, ou seja, que estimulam o organismo a superar novas condições adversas sem criar alterações detrimentais na sua atual e bem sucedida relação metabólica com o ambiente. Uma prática relativamente comum é a restrição de nitrogênio durante parte da flora. Essa prática se baseia na ideia de que a restrição de nitrogênio incentiva a produção de substâncias não-nitrogenadas, como fitocanabinoides e terpenos.
  9. Terpenos são farmacologicamente ativos independentemente de fitocanabinoides. Nada impede, no entanto, que eu consuma um suco vegetal rico em terpenos toda vez que eu vá ingerir óleo de Cannabis para produzir sinergia entre esses compostos. O que eu acho contraprodutivo é preservar mais terpenos ao custo de níveis menores de THC e CBD. As plantas não fornecem uma proporção consistente de produtos naturais valiosos como fitocanabinoides e outros terpenos devido a fatores genéticos e ambientais. Alguns terpenos são produzidos constitutivamente, enquanto outros são produzidos apenas em res
  10. Não é possível efetuar a descaboxilação de fitocanabinoides sem provocar uma perda significativa nos terpenos. Geralmente extratos consumidos por via oral ou por via tópica são pré-descarboxilados enquanto extratos consumidos via inalação não são pré-descarboxilados. Tem um estudo antigo que mostra que utilizando o método tradicional de secagem e cura, 31% dos terpenos se perdem durante a secagem (1 semana), 45% depois de um mês (1 semana de secagem + 1 mês de cura), e 55% depois de 3 meses (1 semana de secagem + 3 meses de cura), com a proporção de monoterpenos (mais voláteis) diminuindo de 9
  11. O estudo citado pelo Clark na entrevista (Hillig, 2004) analisou 7 biótipos: c. indica hemp biótipo a = landrace de cânhamo do sul e leste da Ásia c. indica feral biótipo b = populações selvagens da Índia e do Nepal c. indica DFF biótipo c = strain de drogas de folha finas (DFF) do subcontinente Indiano c. indica DFL biótipo d = strain de drogas de folhas largas (DFL) do Afeganistão e Paquistão c. sativa hemp biótipo e = landrace de cânhamo da Europa, Ásia central e menor c. sativa feral biótipo f = populações selvagens do leste europeu c. ruderalis = populações ruderalis da Ásia central O q
  12. O alcalóide responsável pela pungência da pimenta em grãos Piper nigrum, piperina, se conecta a receptores vanilóides localizados principalmente na membrana celular de neurônios aferentes primários, levando ultimamente a produção de óxido nítrico. Piperina e outros agonistas dos receptores vanilóides, como o endocanabinoide anandamida e o fitocanabinoide CBD, modulam o sistema GABAérgico (responsável por produzir efeitos ansiolíticos, anticonvulsivantes, amnésicos, sedativos, hipnóticos, euforizante e relaxante muscular). Sendo assim, piperina produz efeitos ansiolíticos através do aumento nos
  13. Olá, parabéns pelo tópico. Gostaria entretanto de fazer algumas ressalvas. Sativex® não é um canabinoide sintético e sim um produto farmacêutico composto pelos fitocanabinoides THC e CBD. Apesar da padronização na composição, formulação, e dosagem, Sativex® não passa de uma tintura de Cannabis. Atualmente GRP55 não é considerado um receptor canabinoide. O que existe é uma discussão para modificar a atual nomenclatura visto que canabinoides interagem com uma gama grande de receptores que inclui não só os receptores CB1 e CB2 como também os receptors GPR55, GPR18, GPR119, TRPA1, TRP
  14. Sugiro as strains da CBD Crew, como mencionado no meu post inicial. Eu ter mencionado que as strains da CBD crew são mais adequadas por gerarem 50% a mais de exemplares de quimiotipo THC/CBD misto não é atrapalhar. Você ter ficado com o ego doído é que levou a essa discussão inútil. Se você relesse a discussão inútil você perceberia que em nenhum momento te ataquei pessoalmente, você que levou para o pessoal. E fica difícil colaborar quando o próprio moderador que deveria incentivar e prezar correções que nem as minhas fica defensivo e começa a insinuar que eu só estou trollando. Eu já me arre
  15. Eu não entendo porque tudo aqui tem que virar discussão. Meu argumento do quimiotipo continua válido. Eu acredito que você esteja achando que THC é dominante e CBD recessivo, em cujo caso quero reiterar para você que não é o caso. O fato de que é possível a expressão de quimiotipos THC/CBD misto reflete uma codominância entre THC e CBD. Ex. 1: Quimiotipo THC/CBD Misto (Pp) X Quimiotipo THC/CBD Misto (Pp) F1 (Cannatonic) = 25% Quimiotipo THC Dominante (PP), 25% Quimiotipo CBD Dominante (pp), e 50% Quimiotipo THC/CBD Misto (Pp) Ex. 2: Quimiotipo THC Dominante (PP) X Quimiotipo CBD Dominan
×
×
  • Criar Novo...