Ir para conteúdo
Growroom

MANOJUNO

Usuário Growroom
  • Total de itens

    376
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que MANOJUNO postou

  1. Os seus recados serâo passados ao Manojuno. Ele está muito bem e voltará na próxima semana. Mais tarde terá que retornar e se submeter a uma cirurgia simples , de nenhum risco. Ficamos muito gratos . Eu estou regando as "plantas". Tudo está bem e podemos ficar calmos .
  2. eu sou a namorada do Juninho e ele pediu para eu dizer isso. Ele está no hospital internado. está muito mal desaude com cancer. Não sabemos se ele sai afora desta vez então ele quer que voces não desistam nunca do filme deel eé para voces continuarem a fazer o filme. Desculpe se eu errei o lugar porque eu não sei mexer direito aí voces consertam para ele.O medico não pode diser se eeeeeeeele sai e quanto tempo mas ele só fala do filme dele. O irmão dele vai vir aqui depois ver se voces deixam recado para ele evai anotar e levar no hospital.Se ele sair vai vir aqui falar com voces e mandou eu diser que deseja paz e armonia e sorte.Obrigada atodos.
  3. Muito legal esse grow! Os strains também são muito lokos! Muita força aí prá vc irmãozinho! Que sorte ein, só um macho. Vem coisa boa por aí! Queremos ver essa flora como fica. Abração e boas energias! paz, harmonia e sorte!
  4. Quem agradece sou eu, irmãozinho, valeu toda a força. Já está contribuindo. Essa energia positiva vale mais que qualquer coisa! Abração! paz, harmonia , sorte...
  5. Olá Growrunner, é um prazer tê-lo por aqui, brother! Bom o que eu posso te dizer é que a única coisa que temos no momento é um roteiro parcial que está disponivel neste mesmo tóipico como vc mesmo pode constatar se voltar atrás e ler desde o início. Muitos dos irmãozinhos apresentaram grande interesse e pensaram em uma forma de viabilizar o projeto, torná-lo real, mas as dificuldades são grandes porque somos todos amadores, eu mesmo que estou tentando elaborar o roteiro, não tenho o conhecimento suficiente da maneira correta de como se faz isso. O que me vale até agora são apenas algumas noções do tempo em que estava cursando faculdade, onde aprendi bem por alto como se faz um roteiro, mas já faz bastante tempo e não me recordo muito bem. Vou escrevendo assim mesmo, meio que "na tora". Mas não temos muitas pretenções a não ser tornar do conhecimento do público a questão dos growers, desmistificar e informar. Para isso temos em mente que o que nos bastaria seria um roteiro e uma câmera.Aqui no tópico já foram apresentadas várias sugestões muito legais. O que pegou mesmo é que no início eu estava bastante ativo e adiantei muito esse roteiro, mas agora quase não tenho tempo por motivos que já expliquei nos posts passados. Ficou bem difícil, e apesar de eu insisistir em continuar, as coisas não estão andando como eu gostaria. Está indo muito devagar. Como já disse tentei um incentivo de uma rede de tv mineira que lançou um projeto para realização de documentários, mas não tive retorno algum. Agora estamos neste ponto... Eu escrevo o roteiro quando posso, até estar pronto e ver no que dá. Sinto que a minha missão é essa, terminar o que comecei, ir até o fim. É uma questão de honra para mim, uma espécie de dívida com meus irmãozinhos do Growroom. Os que acreditaram e me deram a maior força e apoio. Sinto que devo isso a eles. Além, é claro, do meu sentimento e satisfação pessoal em estar fazendo algo realmente útil e proveitoso a favor de uma comunidade tão séria, consciente, e que tão bem me acolheu. Se eu não achasse que a galera fosse de responsa, nem me atreveria a começar com essa idéia. Afinal tudo o que queremos é dizer a todos que existimos, queremos nosso espaço, e que não vamos prejudicar a ninguém, antes muito pelo contrário estamos propondo algo que possa futuramente servir à sociedade como um veículo de combate ao tráfico de drogas ( no caso específico da Cannabs). Acreditamos que se conseguíssemos o direito ao plantio para consumo próprio, o tráfico de maconha se estingüiria. Mas valeu muito irmãozinho Growrunner, pelo interesse. Se tiver alguma idéia, ou mesmo quiser escrever parte deste roteiro, fique a vontade. Qualquer sugestão sua é muito bem vinda. De qualquer forma, um abração e boas energias aí prá vc! paz, harmonia e sorte.
  6. Muito legal MangueBeat, pensamos sim em algo parecido mas não tínhamos pensado em enfatizar essa parte assim, valeu mesmo ter lembrado, vamos ver como fazemos esta cena. Outra coisa boa que vc falou é em buscar na internet (nem tinha pensado!), obrigado! E vc Smokeweedalllday, é muito gente boa mesmo! Sei que só postou pra me dar uma força, valeu mesmo brother, amigão é vc! Um abraço! Abração e boas energias a todos, tamos indo....Devagar e sempre, mas tamos indo! paz, harmonia e sorte.
  7. Valeu pelo apoio pessoal! Estou me desculpando pela forma com que venho levando o tópico, muito lenta. As vezes fico pensando se a galera acha que estou desistindo, mas não é isso, são os problemas de sempre mesmo... Gostaria de ter mais tempo ,mas no presente momento não tá dando não. Além do mais ando com a cabeça muito cheia e a criatividade muito baixa. Como não queria escrever apenas prá encher linguiça preferi escrever somente quando tiver um bom tempo e uma boa idéia prá postar. Nada de fazer um trabalho meio "nas coxas", antes disso é melhor fazer devagar e bem feito. Se alguém quiser dar continuidade a este roteiro (como já disse várias vezes) pode ficar a vontade e escrever o que quiserem. Todas idéias são bem vindas, e sei que aqui tem muita gente boa, melhor que eu, escondida aí. Nada de achar que " Há...O tópico não é meu, não vou postar isso que estou pensando...", ou "Será que o MANOJUNO vai gostar...", nada disso. Eu vou gostar muito, e o tópico é nosso, assim como o DOC. Além do mais não sou bom coisa nenhuma e nem sei se é assim mesmo que se escreve roteiro de filme, sou igual a qualquer um e todos podemos pensar em coisas legais para o documentário. Mandei o projeto para uma rede de televisão que apoiava a realização de documentários de Minas Gerais, mas até hoje não me responderam nada, então nem sei se receberam ou aprovaram nosso projeto. Uma pena... Pensei em mandar de novo, mas não fiz isso, nem sei porque. Não tem problema, quando o roteiro estiver pronto, com ou sem ajuda deles, faremos o filme nós mesmos! No mais um abração prá todos vcs, agora não tô bom prá pensar em nada mas assim que a HPSzinha acender na cabeça dou continuidade ne roteiro. Boas energias aos brothers! paz, harmonia e sorte!
  8. Olá e bem vindo ao GR irmãozinho Natty. Dread. Não sei quais fatores são determinantes para o sexo das plantas....Imagino que sejam aqueles mesmos que estudamos em biologia, aquela história do "aa"(lembra?), mas também não me lembro muito não... Alguém mais informado em genética é mais indicado para falar que eu, mas uma coisa posso ajudar. Sei sim que nem todas as filhas de uma fêmea são fêmeas, isso nas sementes, no caso de clones sim. Isso porque um clone é como um pedaço da mãe, com mesmo sexo, mesma idade... É a continuidade da mãe, como se fosse a mesma planta. É por isso que é seguro tirar clones de fêmeas, pois assim sabemos que teremos mais fêmeas, o que é bem melhor do que se arriscar com novas sementes. Um abração e boas energias! paz, harmonia e sorte.
  9. Bom irmãozinho, eu, na minha humilde opinião acho que ela não é nem uma nem outra, ou pode ser as duas coisas, depende da forma como se usa, com consiência ou não. Pessoas mais fracas vão utilizar a maconha como um tipo de fuga, não só ela mas outras coisas (prá não dizer drogas). Solução? Pode até ser, no sentido de usar maconha para o raciocìnio , para a finalidade de auxiliar no pensamento, reflexão, busca de alguma possível solução, pode ser... Mas eu mesmo utilizo nem prá uma coisa, nem outra. Para mim é um tipo de calmante natural. Utilizo pro relaxamento, como um suco de maracujá, por exemplo. Na hora certa, depois do trabalho, prá fazer nada, ouvir boa música, ver um filme, algo assim, sei lá. Então acho que varia de pessoa prá pessoa, de acordo com a maneira e finalidade com que é utilizada... Bom , é assim comigo, não deve ser regra, deve variar... No mais um grande abraço prá vc irmãozinho Místico, espero que encontre aqui a sua resposta. paz, harmonia e sorte.
  10. Eu falo por mim. Fumo por prazer. Não acredito em vício físico quando se fala de maconha, talvez psicológico... Fumo a muitos anos e a alguns anos atrás quiz provar a mim mesmo se conseguia ficar sem fumar. Consegui de uma vez, sem esforço nenhum, na maior facilidade, numa boa mesmo. Aí fiquei muito tempo, quase um ano, até que resolvi fumar de novo, e continuo até hoje. Tenho a certeza absoluta que posso parar na hora que quizer, mas a verdade é que não quero não, gosto muito de fumar um. Fumo todo dia, mas de vez em quando dá vontade de não fumar e não fumo, numa boa. Então é por prazer mesmo, nada de vício. Abração a todos! paz, harmonia, sorte...
  11. Eu sei que já disse, mas vou dizer de novo, e dizer mais: Não tem sentido discutir o sentido da vida. Nós é que damos sentido a ela. paz, harmonia e sorte!
  12. É mais fácil entender que a matéria é apenas um estado quando levamos em conta a teoria de Einstein. Ela nos diz que se ultrapassarmos a velocidade da luz nos tornamos energia, o que não quer dizer que deixamos de existir ( E= m.c2)... Desta forma células e moléculas podem tornar-se energia, e essa é a prova equacionada de que a matéria é apenas um estado. Ora, o espírito não é , decidida e obviamente matéria. Deve portanto ser uma forma de energia. Nossa origem pode mesmo ser um acidente molecular ( se é que é mesmo um acidente...), o que não elimina em hipótese alguma o fato de existir o espírito. As duas coisas coexistem em perfeita harmonia, duas expressões do ser em estados divergentes. E o mais incrível de tudo: em uma mesma pessoa! Abração a todos! paz, harmonia,sorte...
  13. Boas energias a todos! Para a cena 15 pensei em um jogo de imagens, sem texto nem nada. Mas queria algo que fosse dinâmico, e que servisse ao mesmo tempo para denegrir a imagem do tráfico e elevar a dos growers. Só que já tínhamos a idéia do canna_farmer quando comparamos as plantações de traficantes e um grow, e eu quis aproveitar isso, porém diferenciar um pouco, para que não ficasse repetitivo. Vamos logo para a cena, eu acho melhor para termos uma visão mais completa. CENA 15: (Ao fundo uma boa trilha mais dinâmica, com um batido forte. No rítmo do batido, a cada 2 compassos as imagens vão mudando, cada hora uma. Imagens comparativas como já disse, hora do tráfico, coisas negativas geradas por ele, seguidas sempre de uma imagem de um grow e algo que seja relacionado... A tela deverá ser dividida em duas para aludir à comparação, de um lado a palavra tráfico,de outro a palavra grower.) Imagem de favela./ Imagem de escola. Imagem de apreensão de maconha em grande quantidade./ Imagem de uma pequena colheita. Imagem de um traficante algemado./Imagem de um grower com a família ( de longe, evitando possível reconhecimento). Imagem de crianças traficando (aviõezinhos). /Imagem de crianças estudando. Imagem de recorte de jornal com reportagem sobre maconha, pode ser tráfico ou apreensão. /Imagem de notícia sobre graduação em curso superior, ou êxito profissional. Imagem de pessoa morta (uma foto bem forte e chocante) com sangue./ Imagem de pessoa trabalhando. Imagem de armamento pesado./ Imagem de vasos e ferramentas utilizadas no cultivo. Imagem de muito dinheiro ./Imagem de uma carteira de trabalho. Imagem da palavra escrita "sujo"./ Imagem da palavra escrita "honesto". Imagem da palavra "escrita" crime/ Imagem da palavra escrita " crime???". Imagem da palavra escrita " criminoso"./ Imagem da palavra escrita " cidadão". Imagem da frase "como acabar com ele?"/ Imagem da frase " dando mais liberdade a ele". Somente na metade da tela que está a palavra "tráfico" aparece escrito a imagem da palavra " traficante"./ A metade da tela em que se lê "grower ainda não aparece nada... (a parte da tela que está escrito "grower" cresce, tomando tela intela inteira, enquanto a parte que está escrito "tráfico" diminui.) Aparece agora a frase " não é traficante!". ( corte, passa para a cena 16). Bom irmãozinhos, não sei se fui bem claro nesta cena. Tentei simbolizar a divisão da tela em duas com o sinal "/ " . De um lado a palavra "tráfico" e de outro a palavra " grower". Estas palavras nunca saem da tela, que está dividida em duas partes. Abaixo de cada uma das palavras é que vão aparecer as imagens, as palavras e as frases, para terminar com somente a palavra "grower" na tela inteira, com a frase "não é traficante" abaixo. Termina junto com a trilha de fundo, tudo em perfeita sincronia. Como o compasso é 2 por 2 as imagens vão mudar de 2 em dois segundos, acompanhando a trilha. Se alguém ainda tiver dúvidas com relação a esta cena poste aí e tentarei explicar de outra maneira. Sintam-se a vontade para quaisquer comentários, críticas, sugestões e complementos. No mais abração a todos e boas energias! paz, harmonia e sorte...
  14. MANOJUNO

    Growroom 4 anos

    É claro que eu não ia ficar fora dessa, né irmãozinhos, antes tarde do que nunca... PARABÉNS GROWROOM !!! E A TODOS OS BROTHERS POR FAZEREM DESTE LUGAR ÚNICO, QUERIDO E INIGUALÁVEL !!! paz, harmonia e sorte a todos!
  15. Bem vindo hencybs! Todos sabem que as mais cobiçadas sâo as fêmeas, tanto pelo rendimento como pela qualidade, mas eu sou pessoalmente a favor de fumar as hermas, e até mesmo os machos. Sei que a galera (maioria) pensa diferente, e tenho de convir que as fêmeas são mesmo muito melhores, mas na falta já fumei experimentalmente machos e hermas e não tive o que reclamar Eu fumaria, mas tome cuidado de não deixar perto de fêmeas (se tiver), porque estas serão polinizadas e aí vc terá sua produção prejudicada. Abraços e boas energias! paz, harmonia e sorte!
  16. MANOJUNO

    White Widow

    Lindas suas plantas inverson, parabéns! Não sei (infelizmente) como é fumar uma WW mas os relatos deixam as expectativas em um nível muito alto. Dizem que é o máximo, por isso já coloquei na minha lista. Pelo visto cuida bem das plantinhas, dá gosto ver essas fotos. Muitas felicidades prá vc. Boas energias e abraços! paz, harmonai e sorte!
  17. No FAQ, Muda, vc encontra muita coisa , deve pesquisar mais um pouco... Mas prá começar, se já tem um grow, deve escolher se vai usar a HQI ou as fluors. Ela ainda novinha aceita começar o desenvolvimento com pouca luz, mas isso não quer dizer que é o ideal. Compre boas lâmpadas (se for de fluor), de coloração branca, uns 200W + ou- ( eu ainda acho que quanto mais , melhor!). Varia muito. Tem gente que já cultivou com muito menos wats que isso, mas não é nada aconselhável não. O bom é fazer direito prá que a plantinha se desenvolva bem no vegetativo, o que vai refletir depois na flora. Dê uma lida no guia de cultivo do VERDIM, na parte de iluminação. Fica lá no " Informações básicas", prá ter uma idéia mais completa. Se tiver um tempinho disponível aí volte neste mesmo tópico e vai avançando, que isso já foi explicado aqui mesmo por diversas vezes, ou pesquise o irmãozinho # [Desert][Eagle]#, que tem uma boa receita de lâmpadas e marcas as quais considera mais adequadas e eficientes. Abração e boas energias, espero estar ajudando em alguma coisa... paz, harmonia e sorte aí prá vc!
  18. Muda bem vindo ao Growroom! Assim que a plantinha sai da terra e abre seus cotiledones (aquelas duas primeiras folhinhas redondas) já está no vegetativo. É normal sim irmãozinho, nos primeiros dias, um desenvolvimento mais lento. Em alguns casos isso pode variar um pouco dependendo do strain (espécie da cannabis). Abração e boas energias prá vc e suas filhinhas! Espero ter ajudado. paz, harmonia e sorte...
  19. Infelizmente tudo o que conseguiram provar a respeito da eficácia e importância da Cannabis em relação à saúde durante tantos séculos não é levado em conta. Coitados dos portadores de HIV americanos... Eles tinham direito em alguns estados a uma cota de Cannabis para auxiliar no seu tratamento, e agora? Antes não tivessem costumado "mal" estes paciêntes. Dão o doce prá depois tirar.... paz, harmonia e sorte a todos!
  20. Bom não sei se eu gostaria que isso fosse verdade.... Acho que se fosse ia querer comer lá todo dia e engordar demais :'> ! Deixando as brincadeiras de lado: Claro que isso não tem o menor cabimento, ia ficar muito mais caro colocar maconha no cardápio, acabaria quebrando o Macdonalds! paz, harmonia e sorte a todos.
  21. Boas energias, brothers! Obrigado A todos por acompanharem o tópico e postarem suas opiniões. Saudações irmãozinho Tiradentes, já pensamos nisto tudo sim, mas não tem que se desculpar de nada é um prazer tê-lo aqui conosco. Estamos pensando é no momento de incluir as propostas, é muita coisa e tudo vai ser encaixado, mas tem que ser na hora certa, no momento adequado. Sua opinião é importante prá mim, fico muito agradecido, o projeto agora tá andando muito lento mas eu continuo acreditando, vai dar certo sim! Abração! Olá brother MangueBeat, valeu postar! vc está coberto de razão,depois que escrevi isto vi que tinha viajado. Nem foi pelo negócio da polícia não, foi mais porque o filme tarta-se de um documentário, não pode ser encenado ( já temos paralelamente a " novelinha do nosso grower anônimo"), tem que ter cunho jornalístico informativo, além de servir para desmistificação do assunto da maconha e growers. Também achei que o que disse sobre perder o impacto esta certo, mas já modicamos a cena, depois volta lá e leia os posts seguintes para entender melhor o que estou dizendo. Valeu a participação, para vcs que chegaram agora quero lembrar o que já disse aqui: O doc é nosso, e cada um pode escrever cenas, alterá-las como quizer, dar sugestões( todas muito bem vindas e analizadas com muito carinho). Tudo será discutido até entrarmos em um consenso, e decidirmos quais cenas devem ser executadas e vão servir melhor aos nossos propósitos. É que gostaria que este filme fosse bem democrático e tivesse a participação de todos. Não podemos agradar a todo mundo, mas podemos tentar :'> (risos)! Abraço prá vc também! Um abração a todos! paz, harmonia e sorte...
  22. MANOJUNO

    Rick Wakeman

    Rick Wakeman começou no Yes, uma das mais importantes bandas de rock progressivo dos anos 70. Após abandonar a banda partiu para uma competente carreira solo deixando seu legado para o rock progressivo inglês, obras primas como: _Viagem ao centro da terra ( esse aí da caverna, maravilhoso memso ,tem razão!) _as 12 esposas de Henrique oitavo _( um outro LP que esqueci o título, tô com prequiça de fuçar os discos para lembrar...) tem aver com o Rei Artur _No Eartly Connection _etc... É um excelente músico, e um dos maiores tecladistas da história da música, um virtuose... Que legal que gostou, é sinal de que vc tem bom gosto musical, depois confira uns discos do Yes: Close to the Edge, Tales from tophografic ocean, Duas obras de arte do rock, os dois com ele no auge da criatividade. Considero isto discoteca básica, a época de ouro em que o rock se uniu á música clássica para introduzir qualidade em seu legado.Abração prá vc e boas energias, irmãozinho malaria! paz, harmonia e sorte!
  23. Black Label irmãozinho, parece que , então, tá tudo certinho.... Só tome cuidado com o papelão, é meio arriscado, fique sempre na vigília, mas é provisório, né, tudo bem. Coloca um ventiladorzinho de leve, é bom prá controlar o calor e ajuda muito no fortalecimento do caule das meninas. Se quiser abrir tópico pode abrir no "Cultivo indoor", vai ser legal sim, não precisa esperar ficarem maiores não. É bom que a galera vai dando uns toques e acompanhando seu cultivo. Sucesso e boas energias aí prá vc e filhas! E feliz páscoa brother! paz, harmonia e sorte!
  24. Boas energias a todos! A cena 13 se tornou um problema que resolvi da seguinte forma: deixemos o texto como está (se estiverem todos de acordo...) mas desconsiderem as tomadas da prisão, e as que a câmera acompanha os usuários. São desnecessárias para ilustrar o cotidiano de uma "boca de fumo". Para isso basta mostrarmos a favela, em panorâmicas. Isso também facilita a realização da cena ( é fácil filmar uma favela, mas difícil atuar nela), e também ,como já concluímos aqui, dramatização nada tem a ver com documentação. Cortemos a cena com o final do texto e tudo fica bem para entrarmos na cena 14. Pensei se não seria bom filmarmos uma entrevista direta com nosso personagem, o grower anônimo advogado. Ele mesmo explicando o porque resolveu realizar um auto cultivo. Complementa e reforça a primeira entrevista do doc (lembram?), e ao memso tempo coloca o grower em situação inédita no nosso filme:a de estar cara a cara com o espectador. Escreverei a cena e depois me dizem o que acham... CENA 14: Penúmbra. Todo o tempo a câmera focaliza ao centro da tela o vulto do nosso grower. vez ou outra pode passear pelas mãos (demonstrando a sua tranqüilidade e/ou inquietação diante das questões), assim como pelos pés. Desta vez o entrevistador não é visto, apenas a voz é ouvida. Começa com ele sentado e a voz do entrevistador: ENTREVISTADOR:_Pronto? Podemos c omeçar? ENTREVISTADO:_ Pronto, podemos... ENTREVISTADOR:_Ao longo deste filme podemos acompanhar vc cultivando Cannabis para seu consumo. Vimos também que vc não tem intenção de comercializá-la, e que vc é um advogado, um membro que representa uma pequena parcela da nossa sociedade que concluiu seus estudos e se graduou, e hoje trabalha e cumpre seu papel social com êxito e competência. A minha pergunta é: Porque uma pessoa como vc se arrisca, levando em conta tudo o que pode vir a perder, como sua reputação, seu nome, entre outras coisas, cultivando cannabis em sua própria casa? O que o levou a isso? ENTREVISTADO:_Bom, prá começar, devo dizer que sou um usuário e amante da cannabis. Muito antes de me tornar um profissional, de me formar. Já fumava no colégio, como todo jovem de hoje, desde cedo tive um contato entre aspas normal com a cannabis. Como pode ver isso em nada me atrapalhou no que diz respeito à minha formação acadêmica. Me formei e me graduei, e continuei fumando. Uma coisa nada tem a ver com a outra. era uma forma de lazer, ou um calmante, se assim quizer, que me ajudava a relaxar, esquecer um pouco a tensão gerada pela vida moderna. Mas não dava prá ficar subindo o morro, entrando em "bocas de fumo", e convivendo com traficantes e bandidos, em busca da cannabis. Isso não condizia com a minha pessoa, além de me deixar amedrontado, inseguro. Estava para me tornar um profissional e pai de família, e não podia mais ficar desta maneira. A minha solução foi, então, partir para o auto cultivo, pois desta forma podia continuar fazendo uso da cannabis sem me misturar com o mundo que a rodeia. Como vê, isto em nada altera ou atinge o meu lado profissional. Sempre fui um advogado competente e responsável, e sempre usei a cannabis como forma de relaxamento, sem que uma coisa se misture a outra. ENTREVISTADOR:_Não teme ser preso (lembrem-se que já falamos aqui que em determinado momento nosso personagem será preso.) dado que sabemos que o que faz é considerado ilegal? ENTREVISTADO:_ Sim, claro que sim! Mas não concordo, não deveria ter esse medo não. O que faço não atinge a ninguém, não prejudica o meu próximo. Não deveria ser considerado um crime. É um ato particular, pessoal. Eu vivo temeroso pelo simples fato de saber que a lei considera o plantio da cannabis ilegal, porque a lei é ultrapassada, errada, e pode me igualar a qualquer criminoso comum, mesmo que eu nunca tenha cometido nenhum crime contra a sociedade, muito pelo contrário, sou, antes de tudo, um cidadão de bem, um trabalhador, que participa e luta por um país melhor, uma sociedade mais justa. Porém, devido a este equívoco constitucional, posso de repente ser enquadrado e sofrer as penalidades previstas em uma lei que não diferencia um cidadão de um criminoso comum, um chefe de família de um bandido, um traficante... Como não teria medo, claro que tenho! ENTREVISTADOR:_Qual sugestão vc daria então para que pudesse ser feita esta diferenciaçaõ entre o que é um "grower" e o que é um traficante? ENTREVISTADO:_Primeiramente a lei deveria ser revista. Deveria ser analizado cada caso. É muito fácil identificar a diferença entre um e outro. Vários fatores podem pesar nesta diferenciação como por exemplo a quantidade, a intensidade do plantio, os antecedentes do cultivador, o papel que é por ele exercido dentro da sociedade em que está inserido, entre outros. Só isto já bastaria para saber se ele é um criminoso ou um simples grower. Ainda podemos levar em conta uma adequação da lei que estipulasse uma quantidade segura, devidamente fiscalizada de plantas, informada às autoridades competentes, com a finalidade de assegurar um plantio legalizado para consumo próprio, o que, obviamente, nenhum traficante ia querer fazer. Mas que todo grower se sentiria feliz em ter o direito de informar e assumir. Em última estância ainda temos (se necessário) uma apresentação a um órgão competente, seja uma delegacia ou outro qualquer, em que seria assinado um documento onde a pessoa em questão se declarasse um cultivador, mas não como uma obrigação, e sim como um dever cívico. Governos podem até mesmo montar esquemas de cadastros, onde a quantidade de plantas fossem relatadas, e através de taxas e impostos, fossem distribuídas as sementes devidas a cada plantador, para que se tenha um controle. Assim desta maneira qualquer um que não tivesse em mãos um documento atestando que aquele plantador não tem permissão para cultivar as plantas, seria imediatamente considerado contraventor em primeiro lugar, e traficante em segundo. (irmãozinhos, acham que estou viajando de novo? Digam, ok?) Como pode ver, soluções é o que não falta. O que falta meSmo é um pouco de boa vontade de nossos governantes para esta questão. Pessoal, depois continuamos. Vão postando o que estão achando. Se tiverem mais idéias para outras perguntas é só dizer. Também para outras cenas. Nem sempre a imaginação funciona (ainda mais com a cabeça tão cheia, como a minha anda...). Críticas são bem vindas também, quem discordar pode dizer sem medo que aqui o que impera é a democracia! "O DOC É NOSSO", e o futuro também! Abração e boas energias a todos! Uma feliz páscoa! paz, harmonia e sorte...
  25. A melhor luz é sempre a do sol. Pode sim deixar no sol até ele se esconder prá depois completar com as fluors, mas achei meio pouca a iluminação... Tenta depois aumentar as lâmpadas, chegar mais ou menos a uns 200 watts de fluors. Agora até que não tem tanto problema porque estão pequenas ainda, mas mais tarde, prá três plantas vai precisar. Repare se não estão espichando ( é sinal de pouca luz). Esse sol é de manhã? Se for procure regular o fotoperíodo adequadamente. Se ainda não as colocou na luz direta do sol vai aos poucos, não de uma vez, prá elas irem se acostumando. Black Label ,irmãozinho, já deve começar a pensar em aumentar o tamanho do seu grow. Rapidamente vão crescer e precisar de mais espaço. Uma caixa não é a melhor opção, não está muito quente não? Se não me engano a Snow White é bem índica, e pode sofrer mais com altas temps. Em caixas (papelão?) pode esquentar muito. Faça um growzinho maior, com bom sistema de ventilação para evitar futuros problemas. boa sorte prá vc e suas filhas, vai postando o andamento das coisas. Estamos torcendo! Abração! paz, harmonia e sorte!
×
×
  • Criar Novo...