Ir para conteúdo
Growroom

Bob Cuspe

Usuário Growroom
  • Total de itens

    213
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

6 Neutral

Profile Information

  • Location
    De um esgoto sujo e podre.

Últimos Visitantes

1127 visualizações
  1. Precisamos demonstrar o CONFLITO DE INTERESSES que existe na aprovação dessa lei que regulamenta a internação compulsória. Por exemplo: Site do INPAD - Instituto que financiou a "pesquisa" que alterou a Política Nacional de Álcool e Drogas. https://inpad.org.br/ Cliquem no ícone do TWITTER e do FACEBOOK no canto superior direito, vejam para onde serão direcionados. O que vocês acham disso?
  2. A "zona cinzenta" entre os art. 28 e art. 33 se mantém. No projeto havia uma alteração criando um patamar no art. 33 (tráfico) caracterizando o "não uso de víolência e pouca quantidade" como tráfico com redução para até 1/6 da pena. Daria mais possibilidade para o usuário rodar como traficante. Felizmente o Bozo vetou essa alteração. Porém ainda é possível, conforme "interpretação da polícia" enquadrar usuário como tráfico devido à falta de critério objetivo como quantidade de droga e caracterização do comércio. Ainda o usuário poderá ser forçado a assinar um tratamento compulsór
  3. Pelo menos uma notícia "menos ruim": A lei foi sancionada pelo Bozo com VETO na parte que alterava o art. 33 da 11.343 Lei nº 13.840 de 05/06/2019 http://www.in.gov.br/web/dou/-/lei-n-13.840-de-5-de-junho-de-2019-155977997 Agora é torcer para que não derrubem o veto.
  4. A lei foi aprovada hoje. Tenho falado por aqui, Min. Osmar Terraplana não armaria toda essa mudança sem a cooperação do Dr. Laranjera. Desde semana passada, o "II LENAD" - Estudo usado para justificar a o Dec. 9761 e a PL37 - sumiu do ar. Era assinado pelo Dr e patrocinado por ele mesmo através da INPAD que é um instituto do UNIAD que ele dirige. Eu li o II LENAD e o único argumento "negativo" sobre maconha era um gráfico no final associando uso de maconha à violência sofrida na infância. Tenho procurado desde então, para reler, mas nunca mais achei na internet. Edit: O I
  5. No Twitter eu perguntei para o juiz Dr. Luis Carlos Valois sobre isso. A PL37 alterou o art. 33 da lei 11.343 criando um patamar mais baixo de traficante: Sem violência e pouca quantidade A resposta do Dr. Valois foi: É a polícia quem determina a situação. O juiz poderá, no caso, cominar a pena oferecendo ao usuário alternativa: Ir para a cadeia ou assinar o documento de internação compulsória. A mudança na PL37 dá mais argumento para a policia enquadrar usuários no art. 33.
  6. Não adianta, agora, dar publicidade para essa pesquisa da FIOCRUZ que foi considerada "ideológica" pelo governo. É preciso entender e denunciar a pesquisa que foi usada no lugar, dando base “científica” para o Decreto 9761 e PL37: O 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas – LENAD Pesquisa Coordenada pelo Dr. Ronaldo Laranjeira O LENAD é financiado pelo INPAD - Fundado pelo Dr. Ronaldo Laranjeira O INPAD é um instituto de pesquisa da UNIAD, que foi fundada e é dirigida a pelo Dr. Ronaldo Laranjeira Ele é dono de diversas clínicas e comunidades que vão se encher de d
  7. Gostaria de chamar atenção para o seguinte trecho da PLC 37 que foi aprovada: Vejam que a alteração não ocorreu no art. 28 que enquadra usuário, porém, criou-se a possibilidade legal de uma pequena quantidade de drogas ser enquadrada como tráfico (art. 33) cujas penas poderão ser cominadas para internação. Na prática: Você que tem uma peça de 20 gramas em casa, uma balança de cozinha e R$100,00 na carteira Polícia chega com pé na porta apreende tudo e te leva O juiz dará a opção: Você prefere ficar na cadeia ou internado numa clínica.
  8. Trecho do artigo do Dr. André Barros na Mídia Ninja: O projeto visa internar usuários e dependentes de drogas apenas com a autorização de um médico, que pode ser até um ortopedista. Basta um familiar pedir a internação de um filho que fuma maconha e um médico concordar. E, na falta de um familiar ou responsável legal, um servidor público da área de saúde também poderá pedir a internação. Vamos barrar esse terrível retrocesso. Maconheiras e maconheiros, uni-vos contra o PLC 37. Não tenha vergonha, venha participar da Marcha da Maconha. Para quem ainda não en
  9. Na minha opinião, muda e muda muito. Segue o raciocínio: Decreto 9761/19 - fim da distinção entre usuário e dependentes, além de incentivar o fomento à clínicas e comunidades terapêuticas. PLC 37 (em tramitação)- legitima a internação compulsória e as comunidades terapêuticas. O Decreto 9761 e o PLC37 são baseados em "pesquisas" do UNODC e e LENAD. As "pesquisas" são assinadas pelo Dr. Ronaldo Laranjeira Dr. Ronaldo Laranjeira fortemente vinculado ao Ministro Osmar Terra. Amor Exigente e outras ONGs proibicionistas, pressionando fortemente a aprovação da PLC37 Dr.
  10. "Dados de uma pesquisa da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) dão respaldo ao argumento de Guerra. O estudo estima entre 3,8 milhões de usuários de maconha, em 2011, dois milhões destes também usavam crack simultaneamente." Destaquei no texto e aqui em cima de novo. Cadê essa pesquisa da UNIFESP? É esse Sr. Guerra, Osmar Seenterra, o Laranjada... todos se apoiando nessa pesquisa. Cadê ela? Procurei no site da UNIFESP e vasculhei no google... nada! Se for o LENAD do Laranjada: http://inpad.org.br/lenad/ Desafio alguém a encontrar essa associação Maconha/Crack q
  11. Levaram o primeiro dependente para tratamento compulsório bancado pelo Estado http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/05/sp-tem-primeira-internacao-compulsoria-de-dependente-de-crack.html Adivinha quem é o médico que pediu pra justiça?
  12. achei boa essa ideia: A policia controlando a produção e distribuição (e lucro) da maconha. : ) no Uruguai parece que a proposta é produzir nos presidios... junta com essa, é o tal do ciclo virtuoso (ou vicioso?) rsrsrs
  13. Muito estranho essa matéria que saiu hoje... Usei umas palavras chave em Checo e procurei algumas reportagens da Republica Checa mesmo. Achei isso: http://zpravy.idnes.cz/zachrana-zfetovane-divky-ze-stozaru-vysokeho-napeti-p0j-/krimi.aspx?c=A120620_162801_zlin-zpravy_sot Joguei no Translator: Na reportagem não fala, (pelo menos a tradução não...) de 4 horas fumando super hiper maconha. Fala que a mina subiu lá por dor de corno ou algo do tipo. Na minha opinião a mídia americana é tão vendida às grandes corporações quanto no tempo de Willian Hearst. E a mídia do Brasil pra varia
  14. O prof. Fa!bio é meu amigo de infância. Quando surgiu a ideia de fazer essa palestra e ele me convidou eu topei na hora. Estou me preparando dia e noite para representar as ideias do GR no evento. Pira vai pirá!
  15. Bob Cuspe

    O Poeta Caretão

    http://blogs.jovempan.uol.com.br/poeta/geral/poeta-o-caretao/ Alguma coisa contraria a "falou pouco mas falou bonito" O GR e a galera do GR é foda!
×
×
  • Criar Novo...