carluxo420

Usuário Growroom
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

12 Good

1 Seguidor

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Falando em Sabbath... Se liguem essas versoes aqui... Projeto Brown Sabbath, Sabbath+funk/soul/jazz NAO TEM COMO DAR ERRADO E aqui o melhor cover de War Pigs que voces verão...recomendo outros cover da Main Squeeze como Have a Cigar do Floyd e Whipping Post do Alman Brothers...
  2. Caraca tvaa dando uma olhada por cima e quanta contribuiçao toppp!!!! Uns hardcore e uns underground que nao esperava ver por aqui!!! Maconha e musica é uma relaçao inexplicavel!!! Imagina daqui ha uns anos, a legalizaçao ja estabelicida e a gente vendo por exemplo MUSICOTERAPIA ALIADA AO USO DE CANNABIS MEDICINAL??? Que sonho!!!!!! Hjta fazendo um solzao aqui depois de uma semana de chuva entao as meninas vao ouvir um bom noise com linhas de baixo nem densas pra se inspirarem!!!!
  3. Opa irmão! Então, podem ser varias coisas. Dependendo do seu solo, era interessante dar um rango pras meninas nessa fase, apesar de que essas folhas pra baixo tão bem parecidas com overwater, mas já que vc disse que espera o solo secar, dai nao sei.. Vou deixar aqui uns topicos pra facilitar a identificação do seu problema blz? Um abraço e boa sorte!!
  4. A velha Sindrome Amotivacional... Tenha ciencia que a cannabis por mais maravilhosa que seja, ainda é considerada uma droga aos olhos da bioquimica/fisiologia. O sistema endocannabinóide exerce enorme influencia na homeostase do SNC, alterando por vezes a dinamica de neurotransmissores como a dopamina e serotonina. Alguns estudos indicam o uso cronico como uma causa da Sindrome Amotivacional, outros apontam o uso cronico como apenas um fatores influente. Eu tendo a concordar com os ultimos, por serem melhores conduzidos. Além disso, tenho experiencia pessoal no assunto. Sofri bastante com a Sindrome associada a um uso crônico e abusivo da planta. Fumava a cada 2-3h, sempre no bong , com o bowl mais cheio possível e tentava inalar o maximo de fumaça de uma vez(vê se isso não é um comportamento patologico?). Esse abuso era pautado pelo desespero e agonia que eu sentia por não me interessar por absolutamente nada ao meu redor. Música, academia e dieta. As 3 coisas que eu mais amo na vida me causavam vergonha, eu passei a considera-las futeis se eu não tivesse sob efeito maximo da planta. Ao mesmo tempo vários sintomas depressivos e ansiosos foram aparencendo, alguns eu fui percebendo que já estavam aqui há um tempo. Vieram as tendencias suicídas. Diagnóstico: depressão associada a crises de pânico. Agora, foi causada pelo meu uso crônico? Ou o uso crônico só intesificou o quadro? Ou será que o uso crônico foi uma consequência, uma tentativa de automedicação inconsciente pra algo que eu já vinha sentindo? Ficam os questionamentos e o espaço pra uma infinidade de pesquisas que essa proibição assassina impede. Hoje tô curado graças a benção de uma familia bem estruturada e uma condição social que me permitiu tratamento. Falando nisso, minha psiquiatra mencionou algumas vezes que tem uma série de relatos que associam a automedicação com cannabis de pacientes com TDAH não diagnosticado. Irado, né? Ela até cogitou isso cmg, mas descartado. Minha dica pra você, irmão. Leve a sério sua relação com o consumo. Se tu ver que esse quadro de desinteresse pode se agravar, evitar o uso, man. Você não quer que isso se intensifique. Os piores momentos da minha vida não foram por tristeza, mas por apatia completa. Quem sabe você não procura um bom psicólogo e conversa sobre? As vezes tem coisas guardadas aí dentro que você nem sabe... Fica na paz e boa sorte!