RafaelSR1

Usuário Growroom
  • Total de itens

    51
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

54 Excellent

3 Seguidores

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    ssa/ba

Últimos Visitantes

307 visualizações
  1. Aprende a não falar merda nos tópicos dos outros. Aprende a ter empatia com o problema alheio. Aprende a ser mais unido com os colegas de ganja. Aprende que nem todo mundo pode ou quer plantar. Aprende que poderia ter acontecido com vc. Aprende que as pessoas fumam o que conseguem. Aprende que o intuito do fórum não é apenas Grow. Aprende que vc é um pau no c$ e que não merece o respeito de ninguém aqui, seu trouxa arrombado.
  2. Lembre também que vc não deve fugir dos seus demônios. Vc tem que conversar sobre eles com pessoas de sua confiança. Caso tenha condições, seria importante procurar uma ajuda profissional. Eles ajudam de verdade! E geralmente eles são bem alternativos com a ganja medicinal. Se for procurar algum profissional c já se certifica se ele é tradicional ou não. Fuja dos tradicionais. Tb tenho meus demônios de forma que nem deixava a minha mente trazer isso à tona. Era horrível só de pensar... E uma vez (chapado!) conversei comigo msm sobre esse caso. Man, me senti muito, MUITO melhor. Óbvio, não fui de uma vez mergulhando no problema, fui aos poucos tentando entender o que de fato tinha acontecido comigo e aprofundando no problema, consegui ver que o que rolou foi horrível mas tenho que seguir em frente. Não deixar me abalar. Meu próximo passo é conversar com minha esposa. Me senti meu próprio psicanalista rs Enfim, abraço.
  3. Ow mano, vlw! Tô ligado nos golpes. Infelizmente é outro risco que se corre.
  4. Olá @xivitz. Enquanto o pessoal não responde... vc já comprou sementes aqui no BR e já recebeu alguma intimação? Tô querendo pegar na seedsbrasil pro meu primeiro grow mas tô cagado de medo!
  5. Olá Galera do mal! 6 são 10 msm! Grow tbm é ciência & engenharia e vcs dominam pacas! Falo isso pq estudo eng de agrimensura e passamos na faculdade por alguns conceitos que vcs abordaram nesse tópico de forma clara e objetiva!! Parabéns!!! E ao @dreadlocos pela paciência em responder a todos! Pessoal, caso seja legalizada a GanJah nos moldes de alguns lugares no mundo, liberando uma quantidade mediana de 10 plantas por usuário, vcs vão continuar fazendo indoor ou outdoor? Sei que muitos tem a problemática dos pais, filhos esposas, maridos, etc.. Mas desconsiderando isso, se vcs pudessem escolher o que fariam? Pelo que eu vejo aqui no GR tem muitas variáveis a serem controladas nas duas modalidades (e eu acho que ainda "chegaria" uma outra modalidade na cultura canábica brasileira com a legalização: a hidroponica rs), mas eu optaria em fazer pesquisas (eu mesmo, com minhas próprias anotações e tals) com as 2 formas clássicas utilizando solos diferentes, substratos diferentes, regas diferentes, luzes diferentes (no caso do indoor), momento de plantar diferente (a depender da estação do ano e localidade regional, o espectro solar pode ser diferente e alterar o clima e outros fatores, obviamente)... Imagino que muita gente já produziu um estudo desses, mas poxa vc fazer o seu próprio deve ser demais!! E o seu controle de qualidade é vc msm! Kkkkk Mas claro que daqui até lá deva existir laboratórios que façam a medição de thc/cbd e outros, da sua planta.
  6. Pesquise sobre uma doutora acadêmica e médica chamada Carolina Nocetti. Ela vai te ajudar. Claro que não pessoalmente (a não ser que vc more em sp e tenha bala na agulha pra pagar uma con$ulta com ela rsrs). Vc deve pesquisar sobre suas falas. Tem um site dela que pode até te ajudar a conseguir uma licença na Anvisa pra vc poder plantar sua ganja de boas na sua casa e qual tipo e dosagem diária serviria pra vc. Os macetes do grow é óbvio que vc pode encontrar por aqui msm no GR. E assista esse vídeo aqui ó: https://www.youtube.com/watch%3Fv%3D7KR4ZSzLA1Q&ved=2ahUKEwiAzPCQ5LjkAhXkKLkGHc2DDfQQwqsBMAF6BAgMEAU&usg=AOvVaw232Bs0BdJs9O6BtW3bDQU6 Ela tb tá no vídeo. Mas não deixe de pesquisar sobre ela e o site dela. Sem dúvidas é uma das maiores referências sobre Cannabis medicinal que nós temos no Brasil.
  7. Ow maninho, com todo respeito do mundo: vc abusava do uso da Cannabis da mesma forma que um usuário de álcool ou qualquer outra droga faz! Vc é viciado. Conheço muita gente do meio canábico que fuma muito (além de haxixe e charas) e não fuma mais que 3 becks por dia pq isso é demais até msm pra eles! E o mais importante é que vc mesmo reconhece isso. Eu fumei durante esses 3 meses passados todos os dias. Geralmente torrava meio beck antes de dormir. Já tem uma semana que não fumo e digo a vc que eu não tenho insônia, eu penso bem, acordo bem, me alimento bem, respiro bem, trabalho bem, durmo bem, parei de bb cerveja (que mesmo já tendo experimentado erva há muitos anos atrás, ainda era meu amor). Hoje eu considero que estou muito melhor do que antes desses 3 meses pq vivia aflito, ansioso e pensando em muitas merdas. E tb estou melhor do que o período em que só andava chapado, olha só! De fato é muito bom viver chapado. Ir pra faculdade de engenharia chapado é delicioso, mas é óbvio que não é o ideal. Passar 10 anos usando uma droga constantemente é algo extremamente nociso ao corpo humano. Imagina um cara usando Rivoltril, Diazepan ou outra droga similar... que loucura, não? Um cara que bebe todo santo dia durante 10 anos? Meu vizinho: morreu vomitando e defecando sangue. E eu iria pelo mesmo caminho bebendo todo santo dia 2 ou 3 long necks. O que muita gente do nosso meio não reconhece e não admite ouvir é o simples fato de que a Maconha é sim uma DROGA!! (Não vou entrar aqui na seara sobre os comparativos com outras drogas lícitas e ilícitas pq se nós formos comparar a Cannabis é uma garota inocente perdida numa floresta a noite cheia de estupradores e assassinos rs, claro que os estupradores e assassinos seriam o álcool, pó, nicotina e outros). Mas é algo realmente preocupante essa falta de percepção de alguns colegas de Ganjah no reconhecimento dessa planta como uma droga. A Maconha é uma droga tão boa, mas tão boa, que até pra largar o vício dela é algo muito mais fácil que qualquer outra. O uso consciente é o melhor fazemos sobre a Maconha. Nunca se esqueçam que toda e qualquer DROGA (mais uma vez digo que lícita ou ilícita) pode te ajudar ou te prejudicar. Quando o Brasil ainda estava engatinhando no século XVI, humanidade já sabia que "a diferença entre o remédio e o veneno é a dose". Fique bem.
  8. De volta ao jogo, rapaziada. Sem data marcada, mas pelo menos ainda é esse ano! https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/06/12/stf-deve-julgar-no-segundo-semestre-se-porte-de-drogas-para-consumo-proprio-e-crime.ghtmlhttps://g1.globo.com/politica/noticia/2019/06/12/stf-deve-julgar-no-segundo-semestre-se-porte-de-drogas-para-consumo-proprio-e-crime.ghtml
  9. Isso não é prensado. Mas a erva não está fresca. Parece que já tem um bom tempo...
  10. Galera, podem fazer chacota e tals.. realmente não ligo. Mas NUNCA se esqueçam que amando ou não, se divertindo ou não, por hobby ou não, o que fazemos ainda é ilegal e podemos, sim, ir em cana por isso! Tem colegas aqui que não plantam pouca erva e podem rodar no artigo 33 direitinhos! Por isso todo cuidado é muito pouco Tava, dando uma olhada aqui no guia de cultivo do GR e no segundo capítulo fala justamente disso: "o segredo do sucesso, é o segredo". Então, eu fiz minha parte: pensei, pesquisei e postei. Segue quem quer. Abraço.
  11. Olá, colegas maconhistas! Tenho passado algum tempo nos últimos dias nos tópicos da guerrilha rindo muito com os relatos, frustrações e alegrias de nossos guerreiros e absorvendo todo o conhecimento que posso sobre o assunto pq com certeza irei trilhar meus passos por aí. O fato é que tenho observado que existe MUITAS fotos, dos guerrilheiros mostrando as mãos. E daí, Rafael? Na minha neura sobre segurança, maldei na hora a possibilidade de alguém saber sobre sua impressão digital apenas pela foto tirada de suas mãos... e não é que essa porra existe mesmo?? Nesse notícia aqui a polícia achou um malandro pela digital: https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2018/04/politica-identifica-traficante-por-uma-foto-da-sua-impressao-digital.html Nesse aqui um hacker mostrou a fragilidade do uso biométrico utilizado hj em dia (já pensei no TRE, mano 😭 ): https://m.oglobo.globo.com/economia/hacker-clona-impressao-digital-apenas-com-uma-fotografia-14929951 Enfim, não sei se isso tem ocorrido em outros tipos de cultivo nos tópicos aqui no GR, mas é IMPRESCINDÍVEL que nessa vida do grow a discrição seja nosso segundo nome!! Cuidado, parceiros! Não vacilem! ODEIO ler que algum dos nossos parças rodaram! Além de ser foda pro parceiro, isso pode desanimar os demais e estimular uma possível volta do financiamento ao tráfico. E avante para o dia 05.06, onde evoluiremos um pouco no quesito canábico! Abraço.
  12. Cara tomar banho chapado é demais pqp🤣🤣🤣 E tipo eu só posso fumar a noite que é quando chego do trampo ou facul, daí vc queima sua paranga de boas e vai tomar uma chuveirada viajando no céu escuro e nas árvores (meu banheiro dá pra um matagal)... maaano é muito bom msm. rs
  13. Cara, não misturar drogas é um dos principais mantras do usuário. Tem alguns vídeos no you tube sobre redução de danos. Sugiro que dê uma lida nesse tópico e nos links que postei. Abraço.
  14. Cara, pelo que vc descreveu realmente pode ter havido abuso de sua parte com relação a ganja. Talvez até uso concomitante com outras drogas lícitas. Mas como vc descreveu ali em baixo a erva não é a causadora é o gatilho da patologia. Da mesma forma que o álcool pode ser, o tabaco, o pó ou até msm um situação pela qual a pessoa passou como um assalto ou um estupro. Vc escreveu uns textos muito bacana. A mente humana é foda. Eu particularmente acredito que as drogas estão aí pra quem quiser usar, mas temos que conhecer qual é a que nos completa. Já deu pra perceber que nem todo mundo sabe usar álcool. Nem todo mundo, por exemplo, se dá com a maconha, ou com o ayahuasca ou sabe lidar com o pó. Acho que existe uma droga em especial pra cada um no mundo. Porém, cada um tem que encontrar a sua. O problema é que o nosso preconceito e medo nos impede de evoluir nesse aspecto. Aí ficamos a mercê da estupidez em nome da ignorância de uma sociedade hipócrita.