Ir para conteúdo
Growroom

Randal Graves

Usuário Growroom
  • Total de itens

    89
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

53 Excellent

1 Seguidor

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Salve, galera! Tava quase virando pra flora, mas me deparei com problemas de umidade devido à mudança de espaço (pc p/ peq armário), o que me atrasou. Tinha usado farinha de ossos no solo no último transplantio (na verdade penúltimo, pois tive que mudar o vaso de feltro em função dos problemas de umidade), li que sua disponibilização seria mais ou menos em um mês após o preparo do solo, o que iria coincidir com a flora no calendário planejado. Ainda não virei para 12h/12h e detecetei sinais do que, depois de bastante ler, concluí provavelmente ser over do fósforo da farinha de ossos. A planta tá meio travada, mas considerando que o consumo de fósforo aumenta na flora, seria mais prudente virar logo pra 12h/12h ou ir ajustando primeiro, regando apenas com água, antes de por pra florir? *obs: comprei um termohigrômetro e estou aguardando chegar. Grato pela ajuda e boa semana a todos!
  2. Galera, preciso de ajuda! De ontem pra hoje minha planta deu uma estressada, creio que em função de alguma mudança que fiz no grow. Estou preocupado pois estava às vésperas de mudar para a flora. Creio que o motivo do estresse foi calor ou light burn, pois o espaço do grow está de fato muito apertado. A princípio o único sintoma foram as bordas das folhas ficando pontiagudas, indicando formação de garras (tanto pra cima, quanto pra baixo). Descartei wind burn pq os sintomas apareceram de forma geral, não apenas nas folhas próximas ao fan. Os sintomas estão leves, porém já liga o alerta. As mudanças: - poda de limpeza, melhorando a iluminação dos ramos interiores - dei uma "selada" no grow para prepará-lo para a flora e evitar entrada de luz por pequenas brechas. provavelmente é algo que contribui para algum aumento de temperatura (estou sem termômetro, devo providenciar amanhã, mas ao menos tateando o grow a temperatura nao parece ter alterado significativamente). coloquei uns "pés" no pcgrow pra abrir um espaço entre o grow e o chão, melhorando a ventilação e facilitando a vida do fan que joga ar pra dentro. - uma lampada grande de 25w estava também muito próxima da planta. aliás, de todas as possibilidades eu acredito que tenha sido essa proximidade o principal fator do estresse. Hoje substitui a lampada por uma menor. A minha dúvida é: como saber se o estresse foi solucionado? Li em diversas publicações que quando essas garras se formam as folhas dificilmente voltam ao normal, mesmo que o problema tenha sido resolvido. Devo esperar novas folhas e, caso estejam sem sintomas, posso considerar que está tudo ok? É uma situação complicada pois não posso esperar muito tempo pra jogar a planta pra flora em função do espaço, ao mesmo tempo que não quero colocar uma planta estressada pra florir.
  3. Dá poda (top) pra cima existe o que? Só memórias. As energias se dividirão nos dois ramos principais abaixo da linha de corte e não mais apenas em um. A planta vai ser a mesma, só que ramificada. O que eu quis dizer é que ele acabou de fazer a poda top e a planta parece saudável, talvez seja o caso de aguardar um pouco mais pra entender os motivos da folha enrugada. As plantas sentem as mudanças e observando a gente aprende sobre elas.
  4. Tá bem bacana esse improviso aí! Também sou iniciante, mas pelas fotos as plantas estão saudáveis... sobre a folha aparentemente enrugada, vai observando, pode ser algo transitório. É bom lembrar que após a poda top a planta vai concentrar a energia nesses dois ramos laterais, e não mais em um ramo vertical único, então ela pode estar apenas sentindo a mudança.
  5. Sem fotos é difícil falar se o problema foi mesmo com a poda. Você utilizou uma tesoura bem afiada e esterilizada (álcool 70, água sanitária, etc) ? No mais o ideal é resolver problemas de temperatura sem desligar ventilação/exaustão, a planta precisa respirar ar renovado.
  6. Salve! Acho que pra contaminar o solo depende de onde caiu esse substrato. No mais, se você usa torta de mamona como fertilizante é bom ter cuidado pois é tóxica para pets e utilizando em conjunto com farinha de ossos pode chamar ainda mais a atenção do cachorro.
  7. O armazenamento desse prensado, como se trata de algo adquirido há muito tempo, fará toda a diferença na experiência. Potes escuros, limpos e secos, embalagens à vácuo, geladeira, etc. Maconha estragada estraga a onda.
  8. Hahaha, eu lembro dessa banda, mano! Ska-punk das antigas, do sul se não me engano né?
  9. Maninho, o solo para o qual fiz a transição para o flowermind é 70% inerte (turfa/perilta/fibra de coco) e 30% orgânico (terra vegetal + humus + 1/2 colher de farinha de ossos e 1/2 colher de esterco de frango), isso num vaso de aproximadamente 3,2L. O fabricante do Flowermind recomenda 30% de matéria orgânica para regulares e 15% para autos. Mas não complemento com nada, na rega é só flowermind mesmo. Para a flora vou tentar combinar Flowermind com TOP MAX da BioBizz, mas sempre testando o TOP MAX em concentrações abaixo do recomendado pelo fabricante. Veremos.
  10. Valeu, manito! Estão saindo os primeiros pistilos já!!! 🙌
  11. Fala, mano! Usei aqueles concentrados comuns, de embalagem 100ml. Utilizei nas regas, as vezes intercalando, minha dificuldade com ele foi acertar a mão mesmo, comecei a usar quando a planta travou o crescimento e os cotiledones amarelaram. Como meu solo era 100% inerte, o 10-10-10 era a única fonte de nutrientes e achei bem difícil achar a dose que a planta precisava, da deficiência ao overfert foi pra mim uma linha muito tênue. Fora que a planta não precisa dos macronutrientes nessa proporção 10-10-10, o que torna tudo mais difícil. Além disso, não tenho como medir a concentração de sais no solo e pra usar esse tipo de fert vi que um controle mais rígido do PH também é essencial. Dependendo da água utilizada o 10-10-10 deixa a solução muito ácida - cheguei a usar água mineral, coletada da chuva e descansada, mas medindo o PH só com fita de papel fica muito complicado. Mas é meu primeiro cultivo, achei o 10-10-10 um caminho mais complicado e estou vendo muitas vantagens no orgânico +flowermind, inclusive na questão do PH, já que o Flowermind dispensa maiores preocupações. Entre investir num PHmetro e mudar o solo e a fertilização, preferi a segunda opção e estou satisfeito. 10-10-10 agora só para a samambaia.
  12. Acho que teu solo tá bom pro Flowermind sim. O humus já faz um trabalho e tanto em conjunto com o flower, dá pra levar sim.
  13. Então, eu iniciei o Flowermind logo após o transplantio de um solo que era basicamente inerte. Meu solo atual é 30% perlita, 30% substrato de turfa, 10% fibra de coco (tudo inerte) e 30% de matéria orgânica: mistura de terra para solo TERRAL (https://www.petz.com.br/produto/terra-para-solo-terral-2kg) + humus + 1/2 colher de sopa de farinha de ossos e 1/2 colher de sopa de esterco de frango. Quando planejei esse solo um amigo brincou que parecia uma feijoada pra planta, mas vou te falar que ela adorou, rs. Isso para um vaso de 3,2 L. Dependendo do tamanho do seu vaso a proporção de farinha de ossos e esterco de frango pode aumentar para 1 colher de sopa. Note que a minha é uma prenseed, por isso 30% de matéria orgânica. O fabricante do Flowermind diz que no caso de autos você pode trabalhar com apenas 15% de matéria orgânica.
  14. Fala, mano! Eu comecei com Flowermind no meio do ciclo e minha plantinha adorou. Mas tive que fazer um flush, pois já tinha usado NPK 10-10-10. Fiz uma diluição maior que a dose recomendada (+água -flower) pra iniciar, e mesmo assim as plantas sentiram um pouco nos primeiros dias, mas nada que não tenha se resolvido com regas intercaladas (flower/água/flower...) até ela se adaptar, o que foi bem rápido. Tem 12 dias que iniciei o Flowermind e já não faço mais regas sem ele. A próxima já irei usar a dose recomendada pelo fabricante. Abs!!!
×
×
  • Criar Novo...