oilengine

Moderador
  • Total de itens

    322
  • Registro em

  • Days Won

    2

oilengine last won the day on February 3

oilengine had the most liked content!

Reputação

516 Excellent

Profile Information

  • Location
    Indoor/hydro/COBs
  • Interests
    Extrações (principalmente solventless), strains, tecnologia, inovação, lifestyle, mercado canábico no geral.

    Strain hunter. Procuro as cepas mais aromáticas e saborosas. Nem precisa ser a mais potente ou ter o maior rendimento. Se chorar resina, o cheiro tomar o ambiente e o gosto ficar na boca já entra pra coleção. #terpsFreak

Últimos Visitantes

789 visualizações
  1. Vape de erva não passa de 250 ºC. Um cigarro ou baseado pode chegar a quase 1000 ºC. Uma bongada gira em torno de 300 ºC (se usar percolator, pre-cooler, gelo, água gelada, etc ainda fica entre 100 ºC e 200 ºC). O vape de erva é claramente mais seguro, no geral. O que anda causando problemas (evali e afins) são produtos inadequados para vaporização sendo adicionados aos líquidos e óleo de cannabis pra "render" (acetato de vitamina E, por exemplo). Geralmente esses carts zoados tem origem no mercado ilegal. Se andou vaporizando "caneta" no Brasil com esses Mario Carts, King Carts e afins que estão na pista agora provavelmente pegou produto falsificado e zoado, o que pode explicar seus sintomas. Mas só estou supondo.
  2. Bem vindo de volta SL! Já é sua quarta ou quinta encarnação aqui? Já foi planta, roedor, paulistano, etc, agora embalagem. 😂 Fica por aí e não perca a paciência com os cabaço. O fórum é pra ajudar os perdidos sair das trevas e achar o caminho da luz. E nós veteranos somos os responsáveis por isso. Só chama!
  3. O que os gringos chamam de "gas". Aquela pegada industrial, química, tinta, chumbo, combustível, solvente característica das Diesel, Cheese, GMO e outras. Terpenos super hypados agora. Te falar que entre as top 3 flores que já fumei, uma era semente de prensado crescida em outdoor no cerrado só com a natureza cuidando. O grower deu no máximo água nos dias quentes. O único cuidado foi colher no momento certo e fazer a cura. Por sinal a cura foi meio "forçada", porque o pote com as flores ficou meses perdido numa caixa de mudança que demorou ser aberta. Admito que não dei muito valor no início pq eram uns bud feio padrão anos 70, meio folhosos com cheiro de mato. Mas depois de curado, pqp! Uma pegada de mamão maduro pra podre, com um pint de ácido/sour e gas/industrial. Várias vezes tentei conseguir um clone dela mas o grower não tinha controle do que mandava no outdoor. Deve ter desaparecido.
  4. Vai feder horrores essa BB Dragon Fire. Boas escolhas.
  5. Pesadão, hein. Só cepa foda. Vai reportando a chegada. Nunca comprei nada por lá mas coço com a quantidade de coisa boa. Breve vou querer arriscar tbm.
  6. Com um investimento já dá pra fazer os testes em casa.
  7. Califa taí a quase meio século na ilegalidade (desde 1970 pois só legalizou real mesmo em 2016) e é a meca da cannabis no mundo. Sem falar de outros lugares pela europa, Canadá e no próprio USA. Todas as strains que conhecemos saíram de um desses lugares e em contexto de ilegalidade. Falar que precisa regulamentar pro BR entrar no circuito é balela de burocrata. Nossa história com cannabis é ainda bem mais curta, com sorte uns 20 anos, mas só a menos de 10 anos que a growing culture tá ficando forte aqui (a hype só tá vindo agora). Desde que comecei a cultivar em 2010 conheci todo tipo de grower, breeder, chucker, etc que tem um trampo excepcional mas ainda não se arriscam no mercado (alguns até fazem trade), muitos se arriscam e eventualmento alguns até rodam por isso (da mesma forma que aconteceu e ainda acontece em todos os lugares do mundo que vivem em ilegalidade). Prova disso é a Cindy, Grapette, AK e outros fenos BR selecionados que alguns até foram pra gringa e estão na mão de gente grande. Pro BR entrar (mais ainda) no ecossistema só precisa de mais tempo e gente com coragem, independente da legalização. Se depender de mim e de vários outros colegas que brincam com seleção por aí isso deve ocorrer nos próximos 5 anos.
  8. Tópico liberado novamente. Espero que se comportem e pratiquem o respeito.
  9. Cuidado que o Kingpen talvez seja o cart mais falsificado atualmente. Se não tiver sido comprado direto com eles ou de um dispensário autorizado, grande chances de ser falsificado. E por carts falsificados existe o risco de usarem produtos nocivos pra "engrossar" o óleo, como foi feito com o acetato de vitamina E.
  10. Não é questão de ideologia econômica. O cara tem o direito natural de ganhar pelo próprio trabalho. Mas um lance de princípios. Minha crítica é só nesse ponto. Btw ele poderia muito bem vender regular até um pouco mais caro, como costumam fazer outros breeders e bancos. No fim só adicionou uma camada de dificuldade pra galera que vai precisar reverter o sexo pra fazer cruzamento e seleção (se bem que da mesma forma que ele fez com a Bubba pre-98 lá no início).
  11. Katsu só tá vacilando com essas fem. Cadê o espírito diy/polen chucker? O cara bebeu na fonte todo esse tempo e passa a vender S1. 🤔
  12. Tranquilo nunca é, mas as chances melhoram com envio stealth. A dica é comprar final de ano em épocas de festas ou feriados mundiais que a amostragem fica menor pela quantidade de pacotes que passam.
  13. https://www.instagram.com/tgo_milk/ - https://www.instagram.com/milkymeds/ https://www.instagram.com/ganjamed.official/ https://www.instagram.com/mstr8420/ https://www.instagram.com/budzareliciuos/ https://www.instagram.com/therealseedcompany/ (especialistas em landraces) https://www.instagram.com/guardianofthelostterps/ (landraces da Sibéria) https://www.instagram.com/inflorescencesofscotland/ https://www.instagram.com/simplysouvenirsf2/ https://www.instagram.com/thehemphouse/ https://www.instagram.com/junkyardoriginalgenetics/ Se olhar as fotos do perfil do https://www.instagram.com/therealseedcompany/ vai ver várias opções de seed traders que ele se relaciona e recomenda. Daí é só entrar em contato. Vamos falando e avaliando essa galera. Em breve devo pegar alguns pra teste e seleção.