Ir para conteúdo
Growroom

rafahemp

Usuário Growroom
  • Total de itens

    296
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que rafahemp postou

  1. Deveriam existir leis proibindo que a religião interfira na política. Princípios religiosos NUNCA devem ser utilizados como base para a formulação de leis pelo simples motivo de que a população não compartilha toda da mesma religião. Eu não sou nem um pouco religioso, não tenho nada contra pessoas religiosas, mas odeio essa mania deles de querer fazer com que todos vivam de acordo com seus valores, tentando converter todo mundo e subjulgar quem não se converte. É a mesma coisa que eu ficar querendo impor meus valores sobre outras pessoas, eu não interfiro em nada na vida de ninguém, não prejudico ninguém com minhas ações então eles que vão cuidar da vida deles e deixem que os outros decidam o que fazer da sua vida. DEVE HAVER SEPARAÇÃO ENTRE A IGREJA E O ESTADO!
  2. Estas leis anti-tabaco são ridículas. Acho um absurdo o governo ditar o que o dono de um bar deve ou não tolerar no seus estabelecimento. Na Inglaterra existem muitos pubs passando por dificuldades ou sendo obrigados a fecharem as portas por causa da falta de movimento por causa de leis deste tipo. Se o dono do estabelecimento permite, quem é o governo para proibir? No máximo eles poderiam obrigar o estabelecimento a colocar um aviso na porta dizendo se o fumo é proibido ou não naquele lugar, daí os clientes decidem o bar que irão frequentar.
  3. O paciente teria que tomar uma outra dose a cada duas horas, não necessariamente um baseado inteiro. Isso é pura especulação de gente que não entende do assunto. Se for usado uma variedade mais potente algumas tragadas bastam para promover o efeito desejado, é só ler em fóruns de discussão sobre o uso medicinal de países onde o uso da cannabis pra este fim é mais difundido. O baseado tem a vantagem que ele não continua queimando até o final se você para de fumar como o cigarro. Você pode enrolar um, dar umas tragadas e deixar de lado no cinzeiro que ele apaga, quando o efeito estiver passando é só dar mais umas tragadas.
  4. Só espero que realmente sigam em frente com os planos e não cedam a pressão de outros países (que pode ter certeza que vai haver).
  5. Fonte: BBC Brasil URL: http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbb...nadrogamc.shtml
  6. Eles gostam de xingar os consumidores porque foram criados ouvindo aquela vélha história sobre os "drogados" e "maconheiros" que não prestam para nada, e sobre o terror das DROGAS (ilegais claro, porque cerveja não é droga, onde já se viu isso, ela é só a velha "loirinha gelada" do domingo de futebol). Dizem que o tráfico existe por causa do consumo mas não enxergam que o consumo é anterior ao tráfico, o consumo SEMPRE existiu. E sempre vai existir. O tráfico apareceu somente quando o consumo e a venda foram criminalizados. E só se tira 100g dessas plantas se forem colhidas, secas e manicuradas direitinho né, se for separado só os buds mesmo. Mas do jeito que os caras mandam (prensando de tudo junto e sem esperar secar direito) rende bem mais. Será que um dia essa gente toda vai abrir os olhos pra essa situação?
  7. Ele fala que as drogas acabarão com muitas famílias brasileiras se não formos mais duros em relação a elas. Em um outro artigo postado aqui nas notícias é dito que segundo cálculos do governo cerca de 30 milhões de pessoas já fumaram maconha no Brasil. Se eles prendessem todas essas pessoas como ele diz, isso iria fazer o que?? Iria fazer BEM pra todas essas famílias??? Tirar a pessoa do contato com os amigos, familiares, impedindo ela de trabalhar e jogando ela numa cela com assassinos, assaltantes, estupradores e sequestradores por causa de UMA SUBSTÃNCIA que ela usa??? Eu sinceramente não entendo o raciocínio das pessoas que defendem este tipo de atitude. Moralismo BURRO.
  8. Enquanto houver proibição, o tráfico dominará. O consumo sempre existiu, o comércio das drogas foi para a mão de criminosos e começou a financiar o crime organizado a partir do momento que foi instaurada a proibição.
  9. Não é a maconha que causa isso, é a ingestão de fumaça, tanto pelo efeitos dos gases produzidos na combustão (alcatrão e etc) quanto pela temperatura da fumaça. O problema não está na maconha em si, mas na maneira como a maioria das pessoas a consome.
  10. Eu não concordo com este estudo também. Houve uma época em que eu fumava 1 maço de cigarros por dia e fumava uns 4 baseados. Mantive esse consumo durante algum tempo. Depois de um tempo resolvi parar de fumar cigarro, foi um sacrifício, é foda mesmo parar de fumar. Com a maconha mesmo depois de longos períodos fumando alguns baseados por dia eu paro tranquilamente, não tenho problema nenhum nisso e não sinto nada. A única coisa que eu notei foi a mesma que algumas pessoas já disseram, nos primeiros dias (comigo somente nos primeiros 2 ou 3 dias) eu demoro um pouco mais para pegar no sono de noite, acho que é porque normalmente eu gosto de dar umas bolas antes de dormir e acabo me habituando a dormir assim, mas só isso.
  11. Não entendi?? Não estou dizendo que ele era bem-intencionado, simplesmente que se ele vende um fumo que ele mesmo planta eu não vejo problema pois não vejo dano à sociedade. Uma pessoa que vende fumo comprado de traficantes está ajudando a financiar o crime organizado, um grower que vende fumo que ele mesmo planta não. Com certeza, não estou dizendo que as pessoas devam fazer isso. Na minha opinião não vale a pena. Pra mim a maior vantagem de se plantar o próprio fumo é que se você não abrir a boca ninguém sabe nem que você fuma um, acho isso uma grande vantagem devido ao preconceito que as pessoas tem com os usuários. É como dizem: O segredo do sucesso é o segredo
  12. Não estou fazendo apologia ao tráfico, mas sinceramente, não vejo problema nenhum em uma pessoa vender um pouco da sua colheita. O problema não é a venda de drogas, o problema são essas organizações criminosas armadas até os dentes vendendo drogas. Ele pode ser traficante, afinal ele vende, mas ele não ta usando esse dinheiro pra financiar o crime organizado ajudando eles a comprarem armas e o escambau. Sou a favor inclusive que numa eventual legalização do auto-cultivo se permita que os growers vendam o seu excedente, isso seria uma alternativa para as pessoas que não tem intenção de cultivar.
  13. Oito plantas não é muita coisa, ele pode ter plantado oito torcendo pra conseguir 4 femeas e colocar para florescer... Isto é muito relativo, oito plantas de 2m de altura da bastante coisa, oito plantas colocadas pra florescer pequenas não. Em um sistema de SOG por exemplo oito plantas é pouco.
  14. Pois é, não ficou esclarecido se o cultivo era grande ou pequeno para uso próprio. E eu concordo, o fato de ele ter armas não quer dizer nada, ainda mais em uma fazenda. Vários amigos meus gostam de armas e tem várias armas, e são pessoas de bem, simplesmente gostam de armas, praticam tiro, colecionam...Cada um com a sua.
  15. Esse é o ponto da questão: Porque se preocupar se QUALQUER UM usa alguma droga se ela é um membro funcional da sociedade e não prejudica as outras pessoas??? POR QUE?? O problema é essa mania que as pessoas tem de querer que os outros vivam suas vidas de acordo com os seus valores.
  16. Esse jornal o diarinho é ridículo, é só dar uma lida nas matérias e ver a linguagem utilizada pelos jornalistas nas matérias. Não acho que possa nem ser chamado de jornal, é uma piada.
  17. Eu concordo que grande parte dos usuários frequentes teria a iniciativa de plantar, mas como você disse, e onde vão plantar? Hoje em dia muitas pessoas moram em grandes cidades, em apartamentos (e é justamente nestas grandes cidades que os maiores problemas com o tráfico acontecem). E também, o preconceito das pessoas não vai simplesmente desaparecer com a descriminalização/legalização. Logo, muitas pessoas não vão querer plantar (ao ar livre) pois estariam se expondo e plantar dentro de casa em um grow exige um trabalho e um investimento/custo que muitos não vão estar dispostos a bancar. Isso os usuários frequentes. E as pessoas que fumam só de vez em quando então? Vão aprender a plantar e cuidar das plantar pra fumar um beck ou outro??? Sem contar que para plantar ao ar livre você tem que plantar na época certa. Como eu disse, não estou defendendo a direção sob o efeito da maconha, acho que deve-se evitar dirigir até sob o uso de medicamentos anti-alérgicos (provocam sonolência), estou simplesmente discordando da idéia que iria ocorrer um aumento no número de acidentes de carro. Concordo que haverá muita gente nova experimentando, agora, não acho que haveria grande aumento no número de usuários frequentes. Você tem que levar em consideração também que com a legalização a maconha perderia o charme de "fruto proibido" que muitas pessoas procuram. Concordo que a descriminalização é um objetivo mais fácil de ser atingido do que a legalização, mas não que é uma estratégia melhor. Neste ponto, teremos que concordar em discordar. Abraços. :pulafuma:
  18. Hahahahhaha. Coletar pólem de uma planta e fertilizar outra ou colocar um macho e uma fêmea juntos necessita de uma tecnologia avançadíssima mesmo. :hihihi: Que ótima reportagem, ele deve ter passado dias pesquisando os fatos pra escrever isso.
  19. Para aumentar consideravelmente o número de acidentes de automóveis teria também que haver um aumento considerável no número de consumidores e não acho que este seja o caso. E também a maconha não é uma droga que afeta a capacidade de se dirigir como o álcool por exemplo (não estou defendendo o uso da maconha e a direção, para se dirigir um veículo o motorista deve estar sóbrio e nisso incluo também medicamentos de ação central), quantas pessoas aqui do grow já se envolveram em acidentes por causa da maconha?? Já foram até feitos estudos demonstrando que ao contrário de um motorista embriagado um motorista sob efeito da maconha se torna mais cauteloso. E de qualquer forma, mesmo se houver um aumento nos gastos de saúde pública isso seria compensado com uma diminuição com os gastos que hoje existem por conta da proibição.
  20. Não falo em cultivo em larga escala, falo em por exemplo coffe shops plantando suas próprias plantas, ou então growers podendo vender o seu excedente, ou então sistemas como Cannabis Social Clubs, existem muitas alternativas. Também sou contra transformar o cultivo da maconha em um produto de produção em massa como o tabaco e o álcool. E outra coisa, eu não engulo essa história de "aumento dos gastos com saúde pública". Em primeiro lugar porque a maconha não é grande responsável por problemas de saúde e também pois não acredito que o uso aumentaria tanto assim quanto dizem. Na verdade com a liberação do uso medicinal poderia até reduzir os gastos com medicamentos do setor público, sabe-se que existem muitas doenças em que ela pode ser usada como único tratamento e em outras quando usada em conjunto com outras medicações pode reduzir bastante a necessidade destas. Como eu disse, não acredito que apenas o cultivo individual venha a atender a necessidade porque a grande maioria não planta o seu próprio fumo e nem tem a intenção de plantar. No início do texto dei uns exemplos de alternativas que acho que podem ser utilizadas (mas podem haver outras).
  21. Post duplicado, desculpa ae. Se algum moderador poder apagar...
  22. Cada vez mais o assunto está aparecendo na mídia. A alguns anos atrás aqui no growroom, agente já falava sobre a importancia de isto acontecer mas eu sinceramente não botava muita fé que hoje isso já estaria acontecendo. Esta é uma daquelas situações em que eu fico feliz que estava errado.
  23. Eu não concordo que legalizar ainda não seja o caso do Brasil. Com certeza o cultivo para o uso próprio deve ser descriminalizado, mas o fato é que a grande maioria dos usuários não planta e não tem interesse em plantar. Mesmo com o cultivo sendo liberado a maioria dos usuários vai continuar comprando, e não faz sentido nenhum liberar o uso se não há uma forma legal de se comprar. Fazendo isso o grande problema ainda vai continuar: todo o dinheiro envolvido no comércio das drogas vai parar nas mãos de organizações criminosas. Isso já seria um passo importante, pois os usuários iam parar de ser punidos (ou extorquidos por policiais corruptos) por fazerem uma coisa que não prejudica ninguém. Mas ainda assim, o dinheiro iria continuar financiando o crime organizado. A liberação somente do consumo sem que haja uma forma legal de produção e distribuição, simplesmente não adianta. É justamente na proibição da comercialização que está o maior problema.
  24. É isto aí mesmo, o que precisamos é trazer o assunto à tona. A algum tempo atrás discussões com relação a esse tema eram impensáveis aqui no Brasil. Os tempos estão mudando... Espero que não pare por aí.
×
×
  • Criar Novo...