Ir para conteúdo
Growroom

vapornamente

Usuário Growroom
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

vapornamente's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

7

Reputação

  1. Salve Galera ! Tudo na paz ? Ontem fui abordado em uma praça junto com um amigo, bem na hora que ele tinha acabado de acender o verde os policiais apareceram. Revistaram meu carro e acharam comigo 8g, mais 3g que estavam com meu amigo e um outro cara foi pego com uma baga. Colocaram a gente no camburão, me espantei com a conduta dos policiais, pois para nos levar até o cartório foram duas viaturas e mais algumas motos de escolta. Parecia que era uma operação de grande porte. Me levaram para uma sala da polícia militar em um cartório e acabei assinando o art. 28. Sou usuário que usa vaporizador e contei a eles sobre isso, pois as 8g eram de ABV e não maconha propriamente dita. Um policial chegou até a comentar se a erva estava vaporizada, talvez não tivesse mais THC e que daí aquilo não poderia ser considerado droga. Só que eu acho que se fizerem perícia vai constatar que havia THC naquilo, então se eu for por essa tese não vai dar boa. Estava lendo outros casos aqui e vi que nosso amigo jpw disse: [Sobre "assinar como usuário na abordagem", lembrem-se que quem assina o Termo Circustânciado é o delegado de polícia e não o policial. TCO assinado por autoridade incompetente gera invalidade do documento e, por consequência, nulidade em um possível inquérito/processo. Essa não é a prática usual, mas é o que a lei determina, então lutem pelo seus direitos. ] Percebi que não foi o delegado de polícia que assinou o TC, mas sim um policial(tenente eu acho) que assinou. Será que eu conseguiria anular este inquérito por causa disso? Mais uma pergunta, quanto aos antecedentes criminais, eu vi que se eu fizer um acordo de Transação Penal com o MP meus antecedentes criminais não constarão nada. Mas vi que vai ficar um registro criminal da ocorrência. Esse registro pode me prejudicar em algo, como concursos, visto para outros países, etc? Grande abraço!
  2. Eu vi o vídeo, mas no resultado das amostras eu não vi a amônia citada, então não sei se eles não acharam ou não procuraram pela amônia.
  3. Valêu vapor por mais informações. Eu tava pensando em comprar um adaptador de água pro vaporizador, mas nem tinha pensado nisso sobre a amônia ser solúvel. Agora tenho certeza que eu vou comprar um hahahaha! Será que fumar no bong também dissolveria a amônia na água ?
  4. Osmar Terra, ministro do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS) assume vaga no Conselho Nacional de Drogas. Osmar é crítico ferrenho da descriminalização das drogas e é autor de um projeto de lei que prevê aumento da pena para tráfico e internação compulsória de dependentes químicos. A nomeação dele é um retrocesso nas políticas sobre drogas e saúde pública. É uma pena ! Mais informações, http://www.cartacapital.com.br/blogs/parlatorio/alexandre-de-moraes-coloca-osmar-terra-no-conselho-nacional-de-drogas
  5. Eai batolino, tudo na paz? Eu também tava pensando em fazer uma trip pro peru e tinha as mesmas dúvidas que o descriminado. O negócio é comprar por lá mesmo então. E dixavador e seda, você levou pra trip? Eles olham essas coisas também?
  6. Galera, eu postei o estudo pra mostrar que a proibição é prejudicial em todos os sentidos. Na saúde pública, na segurança pública, apenas para os traficantes que é um negócio ótimo! O problema é o que o zeluiz disse, o fumo é mal guardado, os cara enterra na terra, perto do rio, etc. Aí não tem como manter a qualidade, eu mesmo via nas biqueira os maluco indo pegar perto do rio ou indo pegar no meio de um terreno cheio de mato. Não quer dizer que todos os prensados são ruins e que nenhum serve pra fumar, já peguei alguns que eram muito bons, daqueles verdinho meio esbranquiçado que dá pra sentir o cheiro de longe. O problema é que hoje em dia qualquer fumo que seja de média pra alta qualidade o custo é muito alto e nem todo mundo tem condições de comprar um prensado cheiroso. Quando só tinha 10zão no bolso ia pra biqueira pegar. Confesso que quase todas as vezes que peguei lá era chuchu com cheiro de chulé. Hoje em dia se for pra pegar chuchu eu prefiro ficar sem fumar/vaporizar mesmo, juntar um dinheiro e ir atrás de coisa melhor. Claro que ter a sua própria planta pra consumir é a melhor solução pra esse problema, mas nem todos aqui podem ou tem condição para isso.
  7. Fala meu chapa ! Pois é cara, eu também fiquei meio desconfiado, até tentei procurar mais artigos sobre isso, mas todos os outros que achei foram produzidos com maconha de alta qualidade. Eu vi o vídeo do cara, mas nele não diz nada sobre concentração de amônia, então quis dar uma pesquisada maior e achei o artigo. Até pesquisei e achei o e-mail do cara que fez o artigo e mandei umas perguntas pra ele sobre o tipo de fumo que eles usaram, mas já faz 3 semanas e o gringo não me respondeu. Acho que ele não tá afim de responder um maconheiro brasileiro hahahaha! Mas eu confesso que depois que li o artigo fiquei meio cabrero, tanto que agora não compro de jeito nenhum prensado de má qualidade, aqueles de cor marrom e com cheiro ruim. Pena que ainda não consigo plantar, mas um prensado de boa qualidade quebra bem o galho. Valêu a informação ai mano! Se cuida!
  8. Adnelsinho, pelo jeito que falou é uma coisa interna, no psicológico mesmo. Não entendo sobre remédios psquiátricos, mas se tenho um palpite (porque conselho não dou), é que você pratique alguma atividade física. Quando você pratica exercício físico o teu cérebro libera endorfina, que é uma droga natural produzida pelo corpo. Já tive crises de ansiedade fumando maconha, a maioria delas não foram tão fortes, então nada que uma água e respiração não resolvesse. Mas já tive vezes que tive paranóias fortes tanto com maconha quanto com outras drogas (LSD, ecstasy), daquelas que você fica de 5 a 10 horas nessa paranóia. Horrível mesmo, imagino que a sua deve ter sido pior ainda. Faz 3 anos que pratico Jiu jitsu e a última paranóia tensa que tive foi um pouco depois de eu começar a treinar. Ficava ouvindo vozes, falando sobre mim, me xingando, falando mal da minha família e essa paranóia deve ter durado umas 10 horas mais ou menos. Posso te dizer que essa paranóia me afetou por um bom tempo na minha vida e treinar jiu jitsu me ajudou muito a superar isso. Um pouco após essa crise eu ainda tinha muitos "flashbacks" dessas vozes e isso sempre me incomodava, mas sempre depois dos treinos minha mente relaxava e eu tinha um pouco de paz. Com o tempo toda essa paranóia foi passando e hoje em dia estou bem melhor. Talvez não seja a solução, mas digo, sem medo de errar, que praticar algum esporte vai te fazer melhor, tanto pro seu corpo quanto pra sua mente. Se for Jiu jitsu então melhor ainda! Hahaha Não esquenta muito também não cara, eu acho que pode ser uma fase "baixa" da sua vida, todos temos nossos altos e baixos, então acredito que logo você supera essa e tá pronto pra próxima. Se cuida man!
  9. Cara, como você tirou ontem acho que é meio cedo ainda, melhor esperar mais uns 2 dias. Se quiser chapar pode fazer do jeito que comentei, no leite mesmo. A brisa é boa e o gosto é bom. Abraço
  10. Também sou dentista e o ideal mesmo é ficar de boa um tempo tanto de cigarro quanto de beck. Entre cigarro e beck ficaria com o beck, pois além das altas temperaturas o cigarro ainda prejudica na cicatrização da ferida. Mesmo assim evite os dois. Pra quem quer chapar tem uma maneira bem fácil de consumir via oral. Pega a erva, dichava bem ela e coloca em um coador de café. Depois pegue um leite integral(se tiver bastante gordura é melhor) e esquente ele até ferver. Pode esquentar tanto no micro-ondas ou em uma panela. Depois de ferver é só pegar o coador com a maconha e colocar no leite e mexer um pouco. Vocês vão perceber que sai uma substância. Espremam o coador até tirar tudo da maconha. O leite pega uma cor amarronzada. Eu costumo tomar quente mesmo, mas como é pós-cirúrgico, coloquem na geladeira e esperem até esfriar. O leite fica uma delícia, com um leve gosto de maconha. Além da brisa claro
  11. Segundo estudo do Reino Unido, "street cannabis" utilizada junto a um vaporizador ou fumada tem efeitos tóxicos. No estudo eles testaram dois tipos de maconha: "street cannabis"(provavelmente um prensado) e maconha produzida nos EUA(alta qualidade) Os pesquisadores usaram 2 vaporizadores para fazer os testes: "Blue meanie vaporizer" - A temperatura utilizada foi de 250ºC O famoso "Volcano" - Neste, foi utilizado temperatura de 200ºC Um aparelho chamado SIFT-MS foi usado para identificar e quantificar as substâncias presentes no vapor. Eles focaram apenas em substâncias tóxicas, então não observaram substâncias como THC ou CBD. O primeiro vaporizador testado foi o "Blue meanie vaporizer". Foram testadas os dois tipos de maconha citadas acima. Na "street cannabis" foram encontradas as substâncias: amônia, metanol, acetaldeído, acetona, ácido acético, isopreno e terpenos. A quantidade de amônia encontrada foi de 170 à 240 p.p.m.(partes por milhão). Na maconha dos EUA foram encontradas as mesmas substâncias, mas em menor quantidade. A quantidade de amônia encontrada foi de 1 à 10 p.p.m. O segundo vaporizador foi o "Volcano". Na "street cannabis" foram encontradas as substâncias: amônia, metanol, ácido acético e terpenos. A quantidade de amônia encontrada foi de 50 à 70 p.p.m. A maconha dos EUA também foram encontradas as mesmas substâncias, sendo a amônia na quantidade de 3 à 6 p.p.m. Eles também fizeram um teste com a maconha queimada(fumada), com os dois tipos de maconha. Na fumaça da "street cannabis" foram encontradas as substâncias: amônia, metanol, acetonitrilo, acetaldeído, acetona e terpenos. A quantidade de amônia encontrada foi de 170 p.p.m. Na fumaça da maconha dos EUA foram encontradas as mesmas substâncias, mas a quantidade de amônia encontrada foi de 10 p.p.m. No estudo eles citam que exposições de 35 p.p.m. à amônia por 15 minutos já podem causar toxicidade. Também citaram que a exposição à amônia em níveis de 24 à 200 p.p.m. por períodos que variam de minutos à algumas horas podem causar neurotoxicidade, que podem durar até 22 meses. Procurei na internet o que seria a "street cannabis" e achei um site do Reino Unido com fotos de maconha de baixa, média, alta qualidade. Este é o link: http://ukcsc.co.uk/what-should-i-be-paying-for-my-weed-and-oil/. Anexei as fotos no post, quem quiser conferir elas estão no final. Nas fotos da pra ver que a "street cannabis" provavelmente é o prensado, assim como aqui no Brasil. Fica o aviso pra quem fuma ou vaporiza maconha de má qualidade. Eu mesmo tinha um Magic Flight e usei algumas vezes com uns "chuchus", mas não aguentava o gosto de merda que era liberado. Sempre usava com um prensado de média a alta qualidade, que deixa um gosto muito melhor. Quanto aos efeitos tóxicos da amônia, acho que não senti algum efeito e se teve eu não sei, sendo que fiquei um bom tempo vaporizando prensados de média qualidade. A qualidade do vaporizador parece que faz diferença também, o "Volcano" foi bem mais limpo que o "Blue meanie". Se alguém tem interesse em comprar o "Blue meanie" sugiro que pense em comprar algum outro vaporizador. Também fica bem evidente que uma bud é a escolha mais limpa, ou seja, plantar é a melhor escolha. Pena que no meu caso isso ainda não é possível. O link do artigo é este: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1360-0443.2008.02281.x/epdf. Como ele é um artigo pago eu usei o http://www.sci-hub.bz para destravar e ler o artigo. Ele é bem fácil de usar, basta copiar o link do artigo, colar na página e clicar pra liberar. Fica a dica pra quem é acadêmico e lê artigos científicos, esse site sempre salva a galera Abraço!
×
×
  • Criar Novo...