Ir para conteúdo
Growroom

ComBudDy

Usuário Growroom
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutral

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Cara, quando eu passei por isso demorou algum tempo pra eu me curar, mesmo eu dormindo muito. No caso eu usava um psicotrópico sugerido pelo psiquiatra. Caso você encare como recomendado consultar um ele pode te ajudar também, mas muitos desses médicos têm a tendência de sentenciar seus clientes: "Você vai precisar tomar isso pro resto da vida", eu tento até hoje fugir disso. Vamos à prática; Você vai buscar uma nutricionista na sua cidade que reconhece a medicina chinesa, isso não é difícil. Depois você explicará pra ela seus sintomas e declare que quer evitar psiquiatras. Ela irá te mandar fazer uns exames, faça e volta. Ela irá repor os nutrientes que faltam no seu organismo e tudo voltará ao normal. Esse processo pode demorar, enquanto isso você pode fazer desintoxicações por alimentação viva, começando hoje: Procure no youtube; "Zé Vivo", ele ensina o que devemos fazer, se sua capacidade de prestar atenção estiver comprometida, assista várias vezes tentando anotar os detalhes principais. Isso já ajuda DEMAIS. Detox. Caso você não encontre uma nutricionista do jeito que lhe falei, o jeito será ir em uma comúm mesmo, aí você precisará argumentar com mais firmeza, tente dar menos detalhes do seu problema, apenas busque a reposição dos nutrientes. o Detox do Zé Vivo já ajudou muita gente nesse Brasil, vai te ajudar também; pessoas com problemas piores que o seu. Boa sorte
  2. Fala galera, depois de alguns anos de uso fiquei com alguns sintomas bem estranhos: Me sentia constantemente observado, sentia que as pessoas poderiam ouvir meus pensamentos. Um descontrole mental muito grande, uma desorganização de ideias e confusões. Claramente sintomas de esquizofrenia. Fui ao psiquiatra e ele me diagnosticou com transtorno de humor bipolar, me passou uma medicação. Nesse caso; ele acreditava que esses delírios eram causados pela minha predisposição genética e o abuso da cannabis sativa, segundo ele o remédio amenizava a abstinência e restauraria todas as minhas funções ao normal. Topei o tratamento e fui levando a vida. As coisas não aconteceram conforme o prometido, a vontade de fumar não diminuiu e os sintomas também não. Tive diversas recaídas e realmente nunca parei com esses esquizótipos. Mas em julho de 2016 eu resolvi voltar a fumar direto, diariamente... Enquanto isso o médico só ia reajustando a dose do Risperidona. Eu fumava todos os dias e por morar em sítio as coias eram mais fáceis, pois não importava se tinha visita, era só sumir no mato. Legal... Acontece que os sintomas de doença começaram a diminuir. Pois por incrível que pareça eu aprendi a dosar minha quantidade de maconha. Cada prensado era uma maneira diferente, mas como comprava em grandes quantidades eu tinha um tempo pra adaptar o número de tragadas. E no início de 2017 parei definitivamente, não sei até hoje o porquê perdi completamente o interesse. A conclusão desse caso é que hoje, em 2018 tirei as seguintes conclusões que podem ser dicas pra você: * A Cannabis é um remédio como qualquer outro, mas tudo depende da dose e sua predisposição. * Psiquiatras não sabem o quanto muitos de nós imaginam, a experiência deles e baseada na farmacologia, inclusive a medicina toda tem o ensino sabotado pela industria. * Qualquer transtorno psicológico tem cura e não se deve usar o termo "transtorno" e sim Sintoma de acidificação do organismo, esse transtorno que eu tenho se cura com alimentação saudável, suco detox, enemas etc * Não é de interesse público que nós mesmos achemos a nossa cura.
  3. ComBudDy

    COMO É?!

    "Olha! Discutir não é a ênfase desse tópico, críticas são bem-vindas já que apesar da sua revolta de um crime contra a comunidade dos annunakis, merecemos respeito." Na verdade eles criam temas exóticos pra despertar em mim, em você um despertar, um pensar, um refletir. É claro que conspiração é um tema muito explorado e mal abordado muitas vezes já que o silêncio intragável do nossa consciência emerge à questões exóticas, não estou dizendo que quem lê é louco, eu já li e em excessos de thc pudo perceber em mim um necessidade de fugir da realidade, chamam por aí né: Surto Paranoico, uns tais especialistas que te observam e classificam. Veja só que legal; minha familia deu ideia pra um cara desses que.. Naturalmente não estuda a cannabis e seus efeitos, estuda o comportamento e reações visíveis em pessoas que não se deram bem com o choose chek, o green, a mery jane. Agora eles querem nos fazer aceitar esses esteriótipos, aceitar que somos diferentes, muitas vezes menores, incapazes, preguiçosos... Infelizmente o senso comum não vai mudar assim, rápido. Mas Veja esse ciclo conectivo, um portal extensivo da personalidade que se personifica através desse texto pra permitir você se expressar através do esforço dessa leitura estranha e louca. Nada é por acaso e estamos enfim finalizando um conceito; Dizíamos: Cada um é cada um. Sim agora vamos nos permitir a entender que chegamos até aqui atravessando barreiras, conspirações e a ignorância; juntos. Somos o futuro de uma sociedade que come veneno e apoia a violência, somos o argumento pacífico e revolucionário, radicais é claro mas só até sermos compreendidos como realmente somos e enfim: Apoiados pelos nossos irmãos que não tiveram acesso à informação, privilégios ou capacidade de experimentar, talvez por medo ou orgulho... Esse cara é você, sou eu, somos nós; não é possível separar a raça humana, mesmo com Hitler, faraós, e um sistema ladrão e superficial. Ainda assim somos uma familia; Cada um é um.peace
  4. ComBudDy

    A Palavra "M"

    Que questões de civil e realidade sejam propensas e contínuas em prol de um amanhã que é mutação de perspectivas em prol de você.
  5. Meu caro; todos concordamos que a maconha é nossa qualidade de vida, né? Invista nela.. Vaporizadores, óleo... Tudo isso dá pra fazer de acordo com a sua realidade.. Não dá pra saber quando se legaliza mas a vida continua e nós não iremos nos prender por erros políticos, ideológicos ou imperícias conscientes pelo fato de com a maconha dependermos menos de industrias... Compreende? Veja esse forum; desde o início dele tem gente contando os dias pra legalizar; a verdade está aparecendo aos poucos e nós ( canabistas sérios ) rs, estamos chegando lá provocando elucidações, conhecimentos... Despertando quem não sabe a profundidade dessa causa que abre portas para uma menos dependência do sistema e a partir disso faz de você, de mim; pessoas capazes de se ajudar. Tenha fé, se ajude; nos ajude. P A Z .
  6. Olá Jovem do crack, rs Olha.. Não dá pra termos certeza se era mesclado ou era só maconha(principalmente porque você não informou a quantidade que ingeriu) Mas tenho uma história pra você: Uma vez fumei um bom e entrei no facebook falando coisas nada a ver com outros usuários e um deles me disse: " Cê tá fumando é crack nessa lombra. " E.. Acredite; eu entrei nessa, comecei a acreditar que tinha crack na minha maconha, super paranoico; isso hoje vejo como um processo; coisa da idade, lá nos States pode só depois dos 21(oficialmente) Entendeu? Pode ser muita coisa... A minha indicação é você estudar o tema e antes de sair por aí fumando o que vê pela frente; fazer experiências; vai fumar com amigos? Fume pouco.. Depois se for a mesma erva, fume o quanto vc quiser mas.. Não se esqueça de fazer alguma coisa, ok? Não seja mais uma estereotipada. Meu conselho? Não fume com medo, isso pode agravar seu quadro; vença seus medos sem a maconha e depois se divirta. Boa viagem e P A Z .
  7. Eu já tive surtos psicóticos( não agudos ) Mas potencializados pelo excesso de THC. Você, assim como todos nós aqui tem consciência de que( apesar da proibição ) a maconha é um remédio. O problema é você poder plantar esse remédio e não depender da industria farmacêutica, não gerando assim lucro pra eles já que ( se você pesquisar ) A maconha é um remédio pra quase tudo... Voltando ao assunto psicose; primeiramente você precisa se conhecer ( já que não conhece o que fuma ) já que o ideal pra você, pra mim... Era uma maconha balanceada 50/50 THC e CBD; assim você iria curar suas psicoses e se divertir ao mesmo tempo, mas como você não planta ( ainda ) você depende do tráfico e desconhece os níveis. Ao se conhecer você cria uma defesa psicológica que favorece na imprevisibilidade dos efeitos, sim: Você pode fumar o quanto você quiser mas... Meu conselho? É que você conheça o que fuma, por exemplo: Você comprou 30 g, no primeiro uso; dê duas tragadas, vá ouvir musica, analise o efeito... A partir daí aumente ou diminua mas... Um detalhe: Não usufrua dos efeitos sob pressão; isso é ruim para as psicoses e almeje plantar... Não sou médico e não confio em qualquer médico mas reconheço que eu seja mais limitado em conhecimento e mais livre de influências. Boa viagem e busque conhecimento. P A Z.
  8. Não é segredo que pra quem tem tendências esquizofrênicas, bipolares... A maconha comprada do tráfico não ajuda muito pelo sua falta de balanceamento entre THC e CBD sendo assim a gente vê médicos metendo o pal na maconha, se baseando no prensado, se baseando em pesquisas tendenciosas e pessoas que por sua natureza não são 100% saudáveis no que diz respeito a normalidade psíquica; veja bem: O negócio é tão sério que pelo que eu sei eu não tenho nenhum problema mental e em alguns episódios fumei com os amigos uma que era riquíssima em THC e tive sérias psicoses já que o problema é você achar que está doente; aí você já começa a ficar e aí voltar atrás é foda mas a conclusão, baseando em estudos que vc pode pegar no Google mesmo: " CBD+fobia+social " Assim a gente chega a conclusão que a maconha quando consumida de maneira consciente reconstrói memórias, provocando mudanças no emocional e no psicológico. Depois dos meus surtos fui pra psicologo, psiquiatra; nada adiantou; meu negócio é crivar e to bem melhor por conta de uma série de fatores; tive que passar um tempo sem fumar; isso foi fundamental agora.. Vamos lá né: Eu tinha sintomas de depressão, bipolaridade e esquizofrenia; a maconha me ajudou a entrar nessa mas NÃO FOI A CAUSA; a causa foi uma série de fatores... Pra encerrar eu digo pra você que fuma, quer fumar e acha que pode surtar; Não se preocupe com nada.
×
×
  • Criar Novo...