Ir para conteúdo
Growroom

Curandeiro Dido

Usuário Growroom
  • Total de itens

    74
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

159 Excellent

1 Seguidor

Últimos Visitantes

753 visualizações
  1. Olá, amigos. Após anos lendo informações quase que unânimes em fóruns em inglês, espanhol, francês e português sobre o que fazer com as plantas macho, resolvi eu mesmo fazer uma experiência nesse outono. Explico: há anos venho plantando de forma despretensiosa algumas sementes de prensado mesmo toda vez que dá. Como não tenho grana nem espaço pra montar uma tenda de cultivo indoor, vou no híbrido maluco que os gringos chamam de WINDOWSILL GROW, que basicamente é o "cultivo de parapeito." Na real o que rola é o seguinte: moro num andar bem alto, num apartamento virando pro noroeste, c
  2. Cara, tem que secar, sim. O processo de secagem é fundamental pra converter a forma ácida dos canabinoides (THC-A, CBD-A, etc) em uma forma psicoativa (que dá barato). Foi justamente por não ter secado a planta que quando tu misturou no leite não deu nenhum efeito.
  3. BASICAMENTE é isso mesmo! Aqui no Solo, se vaporizo no 3 ou 4 eu costumo ficar muito ligadão, energizado, altamente criativo e focado em tarefas tipo ler e escrever, lavar a louça, fazer comida, ir no supermercado; se vaporizo na 5 é um meio do caminho, e se vaporizo no 6 (raramente vaporizo no 7) realmente bate uma lombreira mais pronunciada e eu só quero ficar deitadinho jogando um game ou curtindo um som (acho ótimo no fim do dia pra relaxar). Acabo de dar uns pegas aqui na temperatura 5 do Solo e estou: amarradão, meus amigos. Hehehehe. abraços
  4. Então! Minhas primeiras experiências com vaporizador foram uma merda por isso. Eu puxava e puxava e não vinha nada e eu nunca ficava chapado. Achei que era uma merda. Quando descobri essa técnica eu ainda estava meio incrédulo, mas depois da primeira vez que testei e bateu uma onda BEM FORTE, decidi espalhar o conhecimento ao maior número de pessoas possível, porque é um negócio que realmente ninguém te diz, e você geralmente não se dá conta sozinho. Testa lá e me diz o que aconteceu, tenho curiosidade de saber o que outras pessoas acham. abração
  5. Opa! Geralmente quando alguém reclama que a brisa no vape é menor, das duas uma: ou o vape não é de boa qualidade OU o cara não está sabendo usar direito. A dica que eu dou é a seguinte: comece uma sessão e na hora de puxar, não faça que nem no beck, no bong e no cachimbo. No vape a pilha é puxar bem devagar e durante bastante tempo. Cada pega tem que durar de 15 a 20 segundos, no mínimo. Puxa devagar, de forma constante, contando até 15 ou 20 (ou até mais se conseguir). Daí segure esse vapor por mais 5 ou 10 segundos e depois solte. Duvido não ficar totalmente retardado dando 4 ou 5 pegas
  6. Cara, uma das bads que bateu foi justamente essa: quem me garantia que era mesmo um canabinoide sintético aquele pozinho? E se fosse cocaína, anfetamina, PCP, MDMA, sei lá, qualquer substância que eu nem sabia qual era? E se eu tivesse fumado uma quantidade muito alta e estivesse tendo uma overdose? Juro que o meu nível de paranoia foi precisamente esse (o que, por sinal, só piorou tudo porque acelerou meus batimentos cardíacos e fez o estômago gelar). Acho que o que rolou na real ou foi um pico de ansiedade ou um breve ataque de pânico. De todo mundo, maconha sintética nunca mais. Você não te
  7. Nunca vaporizei, mas já fumei JWH-018 e não recomendo pra ninguém. É muito bizarro. Da primeira vez que tentei foi maravilhoso. Peguei um fumo palha que eu tinha, enrolei um beck e, antes de fechar, botei uma pitadinha do pozinho que um amigo tinha me conseguido. Fumei e foi foda: deu um efeito muito bom, pra cima, e durou muitas horas. Fiquei empolgadão e joguei o resto do pozinho esse no resto do fumo palha que tinha sobrado (que era bem pouco, tudo que tinha não enchia essa letrinha O aqui). Sobrou uma ponta. No dia seguinte acendi a ponta e me sentei pra ver TV, mas deu uns 15 minuto
  8. Acho que depende muito de como se usa o vaporizador. Concordo totalmente com o que falou o DomIke alguns posts atrás: se o cara não usa direito o vaporizador, qualquer vaporizador vai parecer ruim. Uns 3 anos atrás, um amigo trouxe um PAX dos Estados Unidos, e como ele não tava curtindo, me emprestou por uns dois meses pra ver se eu curtia e queria comprar dele - eu também não quis. Hoje, olhando em retrospecto, percebo que em grande parte foi porque eu não sabia usar. Eu puxava o vapor como se fosse um cigarro, pegas fortes e curtos, e não vinha nada, e não dava efeito nenhum. Agora, no
  9. Depende muito! É dos mesmos fabricantes do Volcano, tem tecnologia alemã e supostamente produz vapor de boa qualidade. Os pontos fracos seriam a bateria de curta duração e uma suposta dificuldade de limpeza. Se é o teu primeiro vaporizador talvez valha mais a pena ir pelo Pax2 ou pelo Arizer Air, mas se quiser fazer esse teste do Crafty e depois relatar aí pra galera, também é uma!
  10. Acho que o risco de inalar vidro não vale a caminhada, irmão, mas cada um sabe de si...
  11. Pode crer, alguém postou isso no começo do ano, eu dei uma lida e uma resumida vários posts atrás. Baita estudo feito numa universidade alemã e publicado em janeiro deste ano, ou seja: bem recente. Lendo ele que eu descobri que o Solo é mais eficiente que o Plenty, por exemplo (que é bem mais caro). Consegue extrair mais THC e CBD (e supostamente todos os demais canabinoides, terpenos e terpenoides) com menos desperdício.
  12. Tamo junto! Devo muito a esse thread aqui porque me ajudou muito na decisão de comprar ou não um vaporizador, qual comprar, onde comprar e como usar, então me sinto na obriga de retribuir o máximo possível, compartilhando informação e ajudando como posso a sanar as dúvidas dos irmãos! abraço!
  13. Lindaço mesmo! O defeito do FireFly segundo vários e vários sites gringos é a bateria. Dura pouco, fica viciada rapidamente e em alguns casos simplesmente para de funcionar. Não comprei por isso: imagina investir quase 1 conto num vaporizador e 3 meses depois ele para de ligar?
  14. Massa saber disso, meu! Eu só tinha lido crítica negativa, e a coisa que mais me grilou era justamente aquele papo de que mandavam os produtos do Brasil, quando não era verdade... Mas que bom que você teve uma experiência positiva e falou sobre ela aqui. Sim, na época eu estava entre o FireFly e o Solo (por conta da qualidade e potência do vapor), e só eles tinham o FireFly. Eu estava quase fechando a compra, mas aí li várias resenhas negativas e desisti (sobretudo por conta desse lance de ter outras empresas que tem estoque aqui). Quando comprei meu Solo da VapeBR tinha tudo pra
×
×
  • Criar Novo...