Ir para conteúdo
Growroom

Jãozinho

Usuário Growroom
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutral

Sobre Jãozinho

  • Data de Nascimento July 14

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Botucatu, SP

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Valeu pela atenção, Caieragem! Só mais uma dúvida: é possível que após as apreensões o indivíduo seja dispensado de assinar um 28? Ou quanto a isso não tem como escapar? Valeu! Abs
  2. Boa noite. Então, gostaria que alguém com maior conhecimento na área do direito penal brasileiro -- seja um advogado, juiz, estudante ou até entusiasta -- pudesse me sanar algumas dúvidas. Imaginem a seguinte situação: - Um cara tem 50g de maconha estocados, em sua casa, para seu consumo próprio; - Perto do local onde ele guarda a maconha, ele guarda o dinheiro. Há uma quantidade relativamente alta em dinheiro vivo, tipo uns 400, 500, 600 reais; - O indivíduo não tem passagens nem pendências com a justiça; - Não foi encontrado nenhum outro objeto ilícito, como armas de fogo e outras drogas; - A vizinhança pode assegurar que o suspeito apreendido era usuário, pois não haviam movimentações irregulares de pessoas para a aquisição de material entorpecente; - O suspeito de tráfico é estudante e/ou trabalhador; - Pode ser encontrado também em sua residência materiais que denotem consumo, como sedas e bong. - Não há balanças de precisão, papéis e plásticos para embalar e nem qualquer outro indício concreto que denote as atividades do suspeito ao artigo 33; - Quais as chances desse cara ser preso/não responder por 28?? Salve, falou.
  3. Valeu, parceiro! Salvou o rolê! hahaha E tipo, uma última dúvida: vira de jogar o chá já lavado em produtos industrializados? Tipo, sou um desastre na cozinha, se pá é mais negócio eu jogar o chá numa bolacha ou panetone prontos, por exemplo... Mas anyway, valeu cara! Abssss
  4. Fala aê! Novo no fórum e em dois anos e meio fumando um, nunca comi nada que tivesse com maconha. Tenho algumas dúvidas de como proceder. Comprei bastante chá de um cara que se diz grower. Mas o negócio é preto, meio marrom, sei lá. Não tem aparência de ser de grower. Nem solto veio! Veio prensado! Porém, durante mais de um mês fumando os becks só desse cara, eu nunca senti gosto de amônia, nunca passei mal, nunca vi nada de zoado na paranga quando eu ia bolar o baseado e sempre tive brisas fortes e intensas, algo raro se comparado com os prensados de biqueira que eu fumava. Eis as perguntas: -Esse beck é bom pra cozinhar? - Devo lavar na água quente antes de qualquer coisa? - Qual a dosagem certa para uma brisa forte e longa mas que não traga dores de cabeça, náuseas ou qualquer outro desconforto? - Posso colocar o chá em produtos industrializados, como jogar o dichavado num chocotone e depois comê-lo? - E, no momento, moro com meus pais, ou seja, não posso guardar o B.O na geladeira pra não mofar. Existe alguma outra forma para que eu possa guardar sem que mofe ou que seja 'paloso? Abss
  5. Salve, salve! Sou novo nessa fita e queria ajuda pra uma coisa, manos. Nesses tempos, eu comprei um prensado de um cara que se diz grower. Tava 5 reais o grama. Fiz o negócio com o cara. Até aí, suave. Mas quando eu recebi o chá, eu percebi que ele era meio escuro, meio marrom. Não parecia ser uma coisa de grower. Cheguei em casa, bolei uma broca e fumei. Pra minha surpresa, esse chá era MUITO bom. Tipo, muito bom mesmo. O cheiro era bom, o gosto era bom e eu particularmente não senti amônia no bagulho. Chapei muito, como nunca chapei com um prensado de biqueira. Através desse relato, o que você acham?? É bagulho de grower mesmo ou é só um prensado bosta mesmo que dava mais brisa?? PS.: Quando eu puder, mandarei fotos. Falou.
×
×
  • Criar Novo...