Ravid

Usuário Growroom
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutral

Últimos Visitantes

292 visualizações
  1. Como os amigos aí disseram, se fumar pensando na crise, é crise na certa, e como pra quem possui ansiedade generalizada isso é quase impossível, aconselho fumar de pouco em pouco até se acostumar com a onda, OU plantar uma indica e fumar.
  2. Discordo cara, essa sindrome/fobia realmente existe, é um disturbio de serotonina do cérebro.
  3. No caso eu uso Alprazolam também, que é ansiolidico certo? mas a dosagem muito baixa de 0,5
  4. Cara, cadastrei nesse forum só pra criar um post exatamente sobre a mesma coisa, depois da uma lida, vou ler o seu e já respondo.
  5. Bom Dia, Gostaria de esclarecer uma duvida com vocês Gostaria de saber se a maconha tem alguma interação perigosa com o uso de antidepressivos para síndrome do pânico. Eu tive uma crise de pânico a mais ou menos 6 meses, devido o stress, sou fumante assíduo a 7 anos, todos os dias, porém de uns tempos pra cá eu tenho dado bad trip com a impressão do coração estar acelerado. Eu fiz eletrocardiograma e o médico disse que meu coração é saudável e sem problema nenhum. Acredito que ela de fato aumenta o ritmo cardíaco, sempre aumentou, porém depois que fiquei com essa cisma depois de uma crise de ansiedade cismei com esse lance do coração, antes devia aumentar e eu nem reparava. Tenho sentido uma certa angustia, pois a medicação me deixa apático e infelizmente não posso descontinuar ela nos próximos 6 meses ou 1 ano, meu médico disse que não é bom eu fumar por causa da ansiedade, mas acho que ele é meio conservador quanto a isso. Gostaria de saber se tem alguma informação ou artigo, qualquer coisa, pra ser mais especifico eu uso PAROXETINA pela manhã 20mg e durante a noite 0,5mg de ALPRAZOLAM, já vasculhei a internet e não encontrei nada a respeito. Se puder ao menos me dar uma luz, queria poder voltar a fumar um fino ao menos quando chego do trabalho, ou em situações recreativas. Outro detalhe, gostaria de saber se é possível eu ter um infarte mesmo não tendo predisposição a problemas cardiacos e ter feito eletro recente, eu sempre odiei remédios controlados, e a favor da homeopatia, mas no meu caso é bem necessário eu terminar o uso dos remédios, mas não gostaria de abandonar a ganja, sou psicoterapeuta e sei que isso tudo é coisa da cabeça, mas gostaria de o conforto e ou a informação de vocês. Desde já agradeço e obrigado quem teve pasciencia de ler todo o drama. Atenciosamente Rafael