Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 03/25/20 in all areas

  1. 9 points
    Krl, ainda bem que ninguém aqui fuma
  2. 6 points
  3. 5 points
    Esse post é uma tradução e resumo do excelente trabalho do Dr Bruce Bugbee da universidade de Utah nos EUA. São 30 anos de experiência no estudo do cultivo de canábis em laboratório, adaptada ao cultivo caseiro. O video original em inglês é esse aqui Maximizing Cannabis Yields for Home Growers with Dr Bruce Bugbee Pode parecer muita ciência e muitos números mas, finalmente, de uma vez por todas, eis os números exatos do professor para os melhores rendimentos. Luz: de 30 a 60 DLI (quantidade diária de luz, faça a conversão/calculo com as especificações da luz do seu fabricante). Temperatura ambiente: idealmente entre 26 e 29C mas nunca fora do intervalo 20-30C, evitando grandes variações. Umidade: idealmente a 60% mas nunca fora do intervalo 40-70%. Vento: se as folhas estiverem balançando levemente é suficiente (+-1metro/segundo). CO2: garanta uma boa circulação do ar para reposição do CO2 (+-400ppm), repor o ar a cada par de minutos é suficiente. Somente cultivos muito sofisticados emriquecem o CO2. Temperatura das raízes: a mesma que a temperatura ambiente está ótimo. Água: a cada dois ou tres dias, quantidade suficiente para +-10% vazar por baixo do vaso mas não deixe acumular estes 10% no fundo. Pese os vasos com as mãos para saber se deu tempo de secar o vaso entre uma rega e outra. Se tiver muito pesado ainda tem muita água. Não tem muita regra mas também não tem muito erro. Nutrientes: os macro nutrientes devem ser adicionados a cada rega de maneira bem diluída nas proporções NPK 20-10-20. Adicionar mais fosforo na floração. Oxigenação das raízes: fique atento para que o substrato escolhido permita uma boa oxigenação das raízes. O substrato ideal: • 50% turfa, é o que promove a oxigenação das raízes, deixando o substrato fofo e aerado. • 50% vermiculita (ou perlita) a vermiculita contém sílica que é benéfico para os tricomas. • 1,4g/L de dolomito que contém cálcio e magnésio • 0,4g/L de gipsite que contém cálcio e enxofre Sobre a iluminação, a canábis pode absorver muita luz e seu crescimento é quanto mais rápido e robusto. Porém para poder colocar 60DLI de luz na planta ela precisa que todos os outros parâmetros estejam em seus níveis ideais. Sendo que no estagio vegetativo as luzes ficam acesas por mais tempo, 16-18h por dia a potência da luz pode ser menor que durante a floração onde a luz fica acesa somente 12h ao dia mas as necessidades de luz da planta continuam altas. Durante a floração é extremamente importante obter um período diario de escuridão absoluta, sem nenhuma interferência luminosa. Mesmo um pequeno led piscando dentro do espaço de cultivo ou uma fresta pode atrapalhar a floração e reduzir drasticamente os rendimentos. Espero que ajude a ter altos rendimentos na sua próxima colheita! Salve!
  4. 3 points
    Recomendo a todos a instalação da extensão BLOCK SITE no Chrome e bloquear globo, uol, terra e outro mais que seguem a mesma linha de alarmismo e criticas incessantes ao governo. Acessem o r7.com e perceba a diferença entre eles e como a mídia tenta fazer uma narrativa com objetivos secundários.
  5. 3 points
    Em tempos de COVID-19 quem tem maconha é rei, quem planta esta tranquilo, quem depende do trafico fudeu, mais da metade dos maconheiros com certeza, vamos ah luta galera, precisamso que o cultivo dentro de casa seja legalizado, em pleno 2020 temos pensamentos antigos que nao levam nada. Espero que isso mude, esse governo acabe, e que nao percamos tempo, JAH BLESS.
  6. 3 points
    Velho, todos nós estamos vulneráveis. Infelizmente vai depender da tua realidade. Eu planto maconha em casa já tem um tempo, meus pais sabem, confiam em mim, sabem que não vou sair vendendo. Minhas colheitas são minhas e eu me recuso a vender até que seja legalizado. Nem quando for legalizado eu vou querer vender. Então, só eu sei das minhas plantas. Não preciso sair falando pra ninguém que eu tenho três plantas de maconha no meu armário. Eu moro num bairro nobre, onde as viaturas sequer lembram que existe. Ou seja, eu só vou rodar se alguém me denunciar. Não há como a polícia descobrir. Tenho vizinhos, porém a casa fica bem longe e seria difícil sentir o aroma das plantas. Mesmo sabendo disso, investi num sistema de exaustão com filtro de carvão. Ninguém desconfiaria que eu tenho um grow no meu quarto, nem se eles tivessem dentro do meu quarto sentiriam o odor. Então eu, que tenho todos esses benefícios, não vou sofrer com a proibição. Agora, se você mora em periferia onde a polícia está fazendo operações, se seus vizinhos são chatos e te denunciarem, você vai rodar. Dependendo da sua realidade, você roda como traficante, e aí você tá fudido. Então tem sim um risco, infelizmente, tudo vai depender da sua realidade. Uma plantação de maconha é extremamente difícil de esconder se você não tiver filtro de carvão pra eliminar o cheiro. A planta fede SIM, não acredite nas pessoas que dizem o contrário. O segredo do sucesso é o segredo, enquanto essa merda for proibida no Brasil. Então, se você não quer rodar, plante suas plantas e CALE A BOCA. Não conte pra ninguém, não mostre pra ninguém, nem pros seus melhores amigos. As pessoas que moram com você precisam estar ciente que você planta. Essa é minha opinião.
  7. 3 points
    @Guilhermenv1 , além do over de N que é claro pela folhas em garras pra baixo, certamente teu PH zoou forte. Que idéia... sair jogando coisas na água` sem a possibilidade de medir depois... vc detonou o PH do solo. Diria que se autos, não tem mais jeito.... vc estragou o ciclo e não vai tirar nada dela.... sinto muito ser o portador da notícia. Eu mesmo sou 'iniciante'. Tenho o benefício de ter namorado 2 engenheiras agrônomas no passado e tenho/cuido de algumas "plantas de varanda" há mais de 20 anos... então entendo um pouco, bem pouco de planta... e menino deixa eu te contar uma coisa: É SÓ UMA PLANTA. Se não sabe o que fazer, não faz nada. Mete um pouco de húmus e acompanha teu solo.... agora querer fazer freestyle com plantas é bizarro. Desculpa se pareço professoral, não sou e não tenho gabarito pra tal, mas tenho humildade para fazer o mínimo possível quanto não domino o assunto. Meu conselho para qualquer um que for começar é fazer o mínimo possível... esquece ferts... esquece co2... esquece ... faz o simples... o trivial... o que acontece na natureza... Um solo bom (eu não disse ótimo, mas bom), regas com medição de PH e muita, mas muiiiita obervação. abs!
  8. 3 points
    "Orgulho nacional, patriota virtual Herói militar Xenofobia Boneco demente, paralisia mental Escória cerebral À merda, reacionários Não me importa nada que possas latir Eu sempre amei a liberdade" "Vandalismo é Lindo, de uma pedrada em um bolsonarista!!!"
  9. 3 points
    uma coisa que tá pegando nessa quarentena, é fumar essa ganja forte, e não segurar a tosse... porra , difícil não tossir com haze os vizinhos vão achar que tô morrendo de coronavirus cof cof cof cof ahaam ahaamm
  10. 3 points
    Saalve! Então, os packs da exotic genetics são todos com frete grátis, os outros não, nesse da solfire paguei 20 trumps, mas se você pegar um Pack da exotic e outros 10 de outros breeders você já garante o frete grátis... Eu não peguei tudo junto por vacilo. Cara, sou muito iniciante com esses breeders fodas, quem me passou uma lista ducaralho de ótimos breeders foi o @F Punk, esse sim manja demais, mandei msg pra ele pedindo recomendações de umas geneticas com estilo rock bud, manja? Aqueles que ficam parecendo pedras de tão densos, aí o mano me mandou uma par de breeders da hora no insta, depois fui procurar um seedbank que tivesse as geneticas e que desse pra pagar com cartão, foi aí que mandei msg para o pessoal da exotic e eles me indicaram o area51... Agora eles mudaram, só aceita bitcoin e transferência. A solfire pelo pouco que eu vim olhar é meio que parceiro da exotic, usam alguns cortes deles nas geneticas, mas só vi bons relatos até agora, e essa LSP eu peguei mais pelo visual do que pela genética em si kkkk (bem amador msm) mas se o @F Punkaparecer por aqui, troca uma ideia com ele, com certeza o cara vai te passar a história do banco, das geneticas e muito mais hahaha Nois!
  11. 2 points
    Lei 11343/2006. Vai estudar, mano. Chega de ser gado no séc 21. Pqp.
  12. 2 points
    Tá louco, mano? Ou não entende de política? Vc acha msm que a mídia está errada em criticar esse asno de presidente? Pior desgraça que existe eh maconheiro burro, na boa. Vc merecia um ban por esse post.
  13. 2 points
    ofendeu sim, dizendo que isso é tudo alarmismo da midia. Se voce nao tem pessoas do grupo de risco na sua familia, e só consegue se fechar no seu mundo lindo e perfeito, que se nao ler as noticias, seu dia vai ser melhor.
  14. 2 points
    sai gado, para de fumar, pq gado nao fuma
  15. 2 points
    Eu tenho aqui também, eles ficam também no substrato, mas até onde li eles são benéficos, predadores de lagartinhas, provavelmente estão aqui pois tenho moscas da umidade, controladas agora, mas ainda tem algumas, eles devem estar comendo bem hahaha
  16. 2 points
    Mano, acredito que se você vai investir uma grana até que alta nessas lâmpadas, lhe recomendo comprar cob leds desses simples, que não precisam de driver, dissipadores e coolers e montar você mesmo seu painel. Vai conseguir uma luz de melhor qualidade com um investimento parecido
  17. 2 points
    Não leva a mal, mas comprar seeds de promoção, com claro aviso de estoque antigo, já deveria considerar taxa de germinação de no máximo (quando muito) 75%. Não pode usar sua taxa de sucesso anterior pra sementes de 1 ano como parâmetro. Já tive 90%+ de sucesso com sementes de 4 anos e 20% de sucesso com sementes de menos de 1 ano. A saúde da planta mãe impacta nesse fator. Em se tratando de genéticas comerciais o cuidado com as plantas outdoor no Marrocos não é lá muito criterioso (recentemente tiveram uma doença que atingiu vários campos e perderam várias genética clássicas). Pelo menos 6 meses de estoque (sem contar quanto tempo ficaram com o cultivador até chegarem na loja) + 1 mês de entrega + 2 a 3 meses pra germinar já são 10 meses. Se tratando de sementes de qualquer planta, a depender de como foram cultivadas, a viabilidade cai muito rápido. Precisa sempre levar em consideração que sementes velhas precisam de tratamento especial na germinação pra aumentar a taxa de sucesso, como uso de água oxigenada, ácido giberélico, temperatura adequada, etc. Tem growers mundo a fora que tem um puta trampo pra conseguir germinar 2 em 30 sementes velhas com todas as técnicas. Respeito e apoio o seu direito de consumidor, mas comprar um produto perecível já degradado na condição de "as is" é preciso levar em consideração todos esses fatores.
  18. 2 points
    @joaofuminho, tem que ser pouco calcario. Se já jogou, não jogue mais.
  19. 2 points
    Isso é verdade @Rasthael, mas negocio do tráfico é que já envolvi demais com essa energia e queria dar um basta, e depois que parei de plantar por questões de ansiedade continuei dando dinheiro para esse movimento a troco de porcaria, por que os prensados de hoje em dia tão um lixo! Esse papo de companhia é coisa pessoal hahaha, já sentei com muita gente nada a ver só para fazer a cabeça...era meio viciadiiiiim hahaha, mas agora é isso que esta acontecendo, estou a quase uns 40 dias nessa sem fumar e sento com maconheiros todo dia, agora mesmo tava na pracinha aqui passeando com os dogs e sentado na roda do beck!! Gosto demais da proza, mas as vezes tinha coisas para fazer, as vezes sentava com gente que não soma...moro sozinho e minha casa vivia com gente fumando, agora galera sumiiiiiiu...Então na real o papo das companhias na minha vida era sincero, muita gente que só quer fazer a cabeça e não soma. Sou apaixonado com a cannabis, mas esse lance de ansiedade me frita um pouco ainda, sem crises de pânico, mas crises de ansiedade ainda tenho umas, e o prensado não ajuda em nada isso. Tava faltando maturidade para mandar em mim mesmo, e é o que estou fazendo, dando uma desintoxicada, e voltarei no dia que tiver um longo período sem sentir ansiedade. O que percebi foi que a falta de atividade física tbm me ajudou a ter umas recaídas na ansiedade, principalmente por que as academias fecharam com o Corona Vírus e comecei a ficar bem parado. Faculdade tbm parou. Ai qualquer pequeno stress já sinto uns efeitos ansiosos...e sobre o efeito da ganjah, principalmente as sem a proporção adequada de CBD esses efeitos eram bem indesejáveis... Espero vencer esse processo amigo, confiante que vou vencer e voltar a fumar um produto de qualidade e com menor frequência, eu era muito cabeção bicho...fora de base! Fumava mais que todos os amigos maconheiros que tenho...25g tava durando 5 a 6 dias. Curto demais o que você fala aqui no fórum amigo. Foi bem pessoal o que comentei hahaha. Então é isso, esperando vencer esse período ruim da ansiedade, a 6 meses nessa já mas beeeem melhor que no inicio. Então to esperando vencer isso total para reencontrar essa plantinha sagraaaada com uma consciência maior e sem deixar meu vicio gritar mais alto! Abraço! Hoje mesmo tive um stress em casa e senti a ansiedade anormalzinha, negocio que me incomoda é isso, que antes das crises de pânico essas situações não me incomodavam muito...mas é a vida! Fiz muito abuso de drogas durante os últimos 10 anos especialmente da cannabis...então to aprendendo a ficar de cara pela primeira vez em 10 anos haha...mas AMO a cannabis! Só odeio o tráfico! kkkk
  20. 2 points
    Emasculando uma filhotinha e ouvindo essa obra!!
  21. 2 points
    @Crocojack sempre é bom aparecer alguem cuspindo verdades igual você. até p abrir os olhos da galera novata que tá chegando na cena e não tem muita noção do que presta e do que não presta quando o assunto é sementes mas n da p citar só os fodões (Bodhi, Karma, Top Dawn, Exotic Genetics, Rare Darkness etc) e esquecer que há outros breeders ''mais humildes'' que também produzem coisas boas (óbvio que não no mesmo nível que a nata). até pela questao da libra/euro/dolar estar tao valorizado ante nosso pobre real. por isso é bom dar opções razoavelmente boas aqueles q nao tem cacife p investir na nata e mano da tristeza de ver quanto growers bons tem no insta que torra dinheiro c seed comercial porca p tocar o cultivo ahahauh chega ser inacreditavel
  22. 2 points
    Ainda bem que eu vaporizo. Nao que nao deva trazer tantos males mas te digo. MInha garganta, minha saude e tudo mais melhorou.
  23. 2 points
    Fumar maconha ou qualquer outra substancia faz mal. Vcs podem acreditar no que quiserem mas faz mal e uma hora o corpo de vcs nao vai aguentar mais. Fumar faz mal pro coracao, pulmoes, rins , figado, faz mal pro sistema digestivo . Como tudo na vida em excesso faz mal fumar tmb faz. Seja maconha ou tabaco que vc mesmo planta. O problema eh a combustao, cria muitas substancias que sao absorvidas que vao pro sangue e circulam o corpo todo. Seu sangue fica sujo uma hora os rins nao aguentao mais limpar tao bem e ai o coracao sofre com aquele sangue sujo e fica fraco. entao o proximo a ficar ruim é o sistema digestivo, vc para de absorver tao bem os nutrientes. Comm baixos nutrientes e o sangue sujo vc fica imunodeprimido. Imunidade baixa. Infeccoes., gripes e doencas Sem contar o cancer ou os pulmoes
  24. 2 points
    uma pena que nem todos tem condição de comprar packs desse nível né. ainda mais no meio dessa pandemia aí q levou a libra esterlina p casa dos 6 conto, e o dolar/euro na casa dos 5.. discordo muito de voce qd ce diz que ''tirando a nata dos breeders nada presta''. a nirvana ta aí p provar que da p voce tirar coisa boa e gostosa. kc brains tbm, com a ''leda uno'' e a ''mango'', vencedores de prêmios de copas canabicas. até o seedsman ultimamente ta c uns resultados no minimo atraentes o negócio é plantar! até prensado ta valendo
  25. 2 points
    Tanta dica boa, de breeder de verdade e seedsbank confiáveis, tenho que escutar ainda o povo falar de MSB, cannabiorganic, BSF, severo seeds, gente confiáveis de insta e erc....... quem compra desse povo acha que tá levando algo "top" mas na verdade é tudo bulk seeds.. tem umas aí que até inventa genéticas novas kkķkkk Meu povo, quer coisa de qualidade, procura povo sério à lá exotic genetics, bodhi, karma, topdawn e etc..... Fora isso, é tudo bulk seeds made in Marrocos.
  26. 2 points
    Sei... vários usuários novos, elogiando o Maconha Seed Bank....hummm... sei...
  27. 2 points
    sim,sao pistilos. sobre clone o amigo la ja respondeu :9 ai só com umidificador mesmo pode ter vindo errado,é praticamente impossivel uma fotodependente começar a florir sem o 12/12. o segredo é muita pratica e uma combinação infinita de conhecimentos. sobre a nutrição,da uma olhada nas raizes expostas,se trata de uma hidroponica de respeito!! e sim,muito vegetativo,repare na grossura e robustez dessa planta.. é herma. é normal mas depende da strain.. o seu caso pode ser relacionado a umidade/temperatura,tem que conferir isso.. fica foda ver a planta com esse roxão intenso. desliga esse led e posta uma foto mais nitida pra gente ver as folhas 1) sim 2) sim,pela internet é mais facil achar lampadas quentes. hoje em dia ninguem mais gosta das luzes alaranjadas então nas lojas fisicas tem majoritariamente lampadas brancas confere a procedencia desses 600w em led,se for realmente 600w em led resultando em +50k lumens tá otimo pro tamanho de grow.
  28. 2 points
    Chegou as braba! haha e tem outro pacote vindo com + 2 packs ai vou
  29. 2 points
    Cara, ta foda... meu green acabou a uns 5 dias, a abstinência ta batendo forte já, ta rolando bastante estresse, ansiedade, irritabilidade, etc... Me sinto receoso de ir comprar weed justamente por não saber a respeito da questão sanitária das parangas envolvendo o Covid-19, infelizmente onde moro atualmente não posso cultivar indoor. To estudando oque pode ser feito no momento , essa crise pode demorar meses... talvez o jeito seja ter fé e aguentar a barra, tmj galera.
  30. 2 points
    Boa mano. Haja visto o ataque direto desse novo vírus aos pulmões, é pertinente hoje, investir em redução de danos. Evitem fumar em demasia. Não compartilhem. (Por enquanto). Usem piteiras longas. Preservem o bom funcionamento de seus pulmões. Até que a epidemia perca força, devemos nos guardar em casa para não sermos um vetor de proliferação. O risco é real, mas em sua grande maioria, só afetam fatalmente os debilitados de alguma forma ou condição. Tmjj e moh fyaaa 🔥 Fé e força ✌🏼💚🇧🇷
  31. 2 points
    Então, tu não é o primeiro nem vai ser o último a ter esses colaterais. Segue a dica: pare o quanto antes, pois isso só tende a ficar pior, e, vai começar a afetar tua cabeça mesmo sóbrio. Ansiedade social é algo que tende a transicionar da psicose com THC pra sobriedade. Esse auto-julgamento também é um passo largo pra depressão pois automaticamente leva ao isolamento. Isso não tem a ver só com o fato de ser prensado, mas com a proporção de THC:CBD da planta, se foi fumado ou vaporizado, tua condição clínica, teu passado, a tolerância, traumas, companhias, et cetera. Já se sabe também que monóxido de carbono suprime a respiração e isso por si só já é um gatilho enorme pra ansiedade, pois coloca todo teu aparato neuro-hormonal num estado de fight-or-flight animalesco, como se tivesse dado de cara com um leão na savana, mas continuamente. Fique um bom tempo sem fumar, e quando surgir a oportunidade de algo solto, com uma boa companhia e num lugar calmo, faça o teste.
  32. 1 point
    cochonilha de carapaça....da-lhe no google para saber mais sobre.
  33. 1 point
    Não estava assistido muito televisão. Qdo surge uns assuntos polêmicos, acabo assistindo o JN para saber o que as pessoas estão recebendo de informação. Ontem(30/03), acabei assistindo o jornal à noite, um trecho do jornal da Band e da Record. O conteúdo é realmente, muito diferente do JN. Os 2 foram bastante positivos, abordaram outros assuntos que não APENAS coronavirus. A sensação que tenho é que TUDO no Brasil cria 2 grupos radicais. Muita intolerância com quem pensa diferente. Parece que as pessoas já nascem com a certeza de tudo, não mudam de opinião.
  34. 1 point
    ??????? Amigo, já entendi sua linha de argumentação, não vou dar continuidade a isso. Seja feliz.
  35. 1 point
    Vamos por partes, Vamos por partes, vai ser hidro ou solo? Se for solo vc vai pegar garrafas pets pra por automáticas não é recomendado, vasos maiores vai te render mais e terá menos trabalho pra regar, automáticas se for no orgânico como vc está fazendo tem que ter um solo bem rico tanto pra época do vegetativo como pra floração pq a vida dela vai ser em um vaso só, não se deve fazer transplantes em autos. Vc tem fertilizantes minerais então pq não faz um solo inerte? menos trabalho. No orgânico te indico ir na sessão dos orgânicos aqui do fórum, pra iniciar com um solo bom mesmo até a preparação deve ser com cautela, solo deve ser descansado pelo menos por um mês, os macros e microorganismos, micróbios e outras coisas devem ser bem constituído nesse tempo, as auto são chatas com nutrição podem travar e não da colheita boa e só tera gastado seu tempo e dinheiro. Fazer chás, usar chorume é mais quando a planta sentir fome e acabar todos os nutientes e sais minerais do solo. Dá uma aprofundada no assunto principalmente na parte das automáticas. Na hidro é top fazer mas cuidado com as autos, infelizmente não consigo mais manter o controle diário das soluções e ph ai larguei de mão, mas um dia eu volto de novo. Espero ter ajudado. ✌
  36. 1 point
  37. 1 point
    Obrigado, vou ler tudo... não adianta chorar pelo fert derramado, atitude construtiva sempre... Errar e aprender com o erro!
  38. 1 point
    olá da uma lida, vai te ajudar muito! https://www.growroom.net/board/topic/62523-carências-excessos-pragas-e-fungos/
  39. 1 point
    Pode ser deficiencia de enxofre segundo esse tópico: https://www.growroom.net/board/topic/62523-car%C3%AAncias-excessos-pragas-e-fungos/ Agora... sem entender ph, solo, alimentação... fica dificil.
  40. 1 point
    Atualização das meninas, reagiram até que bem ao transplante 🙏🏻
  41. 1 point
  42. 1 point
    https://hightimes.com/grow/history-hybrids-how-breeding-selection-led-modern-marijuana/ A HISTÓRIA DAS HÍBRIDAS: COMO O CRUZAMENTO E A SELEÇÃO LEVARAM ATÉ A MODERNA MARIJUANA Híbridas de OGKush, como esta Triangle Kush, hoje são quase unanimidade, assim como as famosas espécies do passado. Texto de Joe Bender, Cannabis Crop Solutions, LLC. Tradussa de rlalmeida @846r3 Cultivadores de cannabis procuram sempre a espécie notável do amanhã. Inumeráveis sabores e uma multiplicidade de efeitos são combinados, criando infinitas possibilidades. Nos últimos 60 anos, reprodutores lucraram sobre a diversidade da cannabis mais do que nunca, cruzando variedades de ao redor do mundo. E hoje, enquanto as leis sobre Cannabis ficam mais flexíveis na América do Norte e também em todos os lugares, reproduzir está cada vez mais fácil, o que se reflete na quantidade de variedades disponíveis dos distribuidores de sementes. Ao acessar um sementário para decidir qual variedade comprar, é capaz de surgir a pergunta, “Mas de onde vieram todas estas espécies?”. A história de complica para muitas das raças modernas, que, normalmente, são híbridas que vieram de outras híbridas. Mas os blocos principais de muitas variedades é curto, oriundo de importantes fazendas e projetos de criação. Entender a história do hibridismo moderno tem valor para além da tradição cannabista. Familiaridade com a linhagem da variedade pode ajudar na hora de adquirir sementes ou clones. Cultivadores e boticários comerciais beneficiam-se de uma ampla coleção de variedades, fator que atrai o cliente e suas muitas necessidades, Assim, saber como escolher dentro de um amplo espectro de sabores e de efeitos é uma habilidade muito útil. Cultivadores deveriam também entender as necessidades ambientais para suas linhagens, e quais práticas de cultura funcionam melhor para cada uma, e estes fatores são influenciados em grande parte pela ancestralidade. Além disso, o cruzamento de espécies para obter diversidade e qualidade, no futuro exigirá uma seleção mais atenta, e será beneficiado pelo conhecimento acerca das espécis do passado. UMA SISTEMATIZAÇÃO DOS IMPOSTOS DA CANNABIS Existem muitos e diferentes tipos de Cannabis. Embora os taxionomistas normalmente discordem sobre como classificar a planta, é suficiente dizer que os quatro tipos amplamente reconhecidos são a sativa, a indica, a afegã, e a ruderalis. O proeminente etnobotânico Richard Evans Schultes notou com interessae que, embora os “taxionomistas cuidadosos” frequentemente estejam determinados a dividir as plantas com precisão, sua natureza plástica e habilidade de adaptação para cruzamento entre gêneros e espécies aparentemente diferentes sugere que “as plantas não foram feitas para catalogação nem classificações”, e que, nos casos como o da identificação da Cannabis, “uma perspectiva histórica é necessária”. Levando em conta estas considerações, delinearei os tipos de plantas de Cannabis da maneira mais útil possível. Sativas crescem no máximo até 20 pés (6,10m), e têm o caule com internós distantes, mais liso e mais esponjoso do que suas outras primas. Elas produzem achenes que ficam parcialmente expostas (achenes são os frutos secos de algumas plantas, como girassóis, comumente chamadas de sementes, mas que, na verdade, são frutas que contêm apenas uma semente). As folhas da C. Sativa são relativamente alargadas, com pontas em forma de lança. O ramo de flores da Sativa é indeterminado, porque as plantas continuam a crescer novas flores por cima das antigas durante um longo período, e algumas das espécies equatoriais florescem por até cinco meses. Embora não estejam concentradas nos trópicos, as plantas de sativa são adaptadas a latitudes mais quentes, onde a duração do dia pouco varia durante o ano, e as condições de temperatura permitem seu desenvolvimento contínuo. Indicas são menores em tamanho do que as sativas, algumas vezes atingindo até 10 pés (3m), e são mais determinadas a florescerem. Elas têm um caule liso e denso, quase sólido, e suas folhas também são menores do que as de sativa ou da afegã. Curiosamente, as folhas de C. Indica são bem mais curtas e pontiagudas. Adaptada a regiões montanhosas e de clima frio, e cultivada para a produção de haxixe, plantas de afegã são mais baixas, robustas e vigorosas, e seu caule é quase sólido. A marijuana de afegã é comumente confundida com a de indica; entretanto, em 1926 Mikolai Vavilov descreveu a afegã como um tipo bastante diferente. Seguindo seus passos, alguns cultivadores continuam separando a afegã devido à sua baixa estatura (menos do que seis pés, ou 1,8m, de altura), um caule estriado, folhas maiores e mais largas, pecíolos longos e característicos, brotos mais densos, tempo de florescência mais rápido e uma viagem mas sedativa do que as variedades de indica. Quando a maior parte dos cannabistas mencionam o tipo indica, é nas plantas com herança de afegã que eles estão pensando. Lembremos ainda que, ao mesmo tempo que a India possui frias montanhas para o norte, ela também possui climas tropicais para o sul; e esta rica amplitude climática poderia ajudar a explicar as diferenças morfológicas que criou a necessidade de diferenciar a afegã da indica. A Ruderalis foi classificada pela primeira vez em 1924, com origem creditada à Russia Ocidental, ou Sibéria Ocidental, ou ainda Ásia Central. A C. Ruderalis atinge menos do que dois pés (0,6m) de altura, e pode não ter ramificações. Seu caule é liso e esponjoso, as folhas são pequenas e largas, e seus frutos ficam maduros bem rápido e têm uma camada peculiar e carnuda em sua base. A Ruderalis é famosa e sempre lembrada como a fonte da genética de florescência automática das Cannabis. As variações de florescência automática não exigem dias curtos (menos do que 12 horas) para florescer, ao contrário do que acontece com a maior parte das variações da planta; independente do ciclo de luz, começam a florescer assim que atingem a maturidade, o que acontece algumas poucas semanas depois de germinar. PROJETOS DE CRIAÇÃO: A RAIZ DE TODO O BEM Quando os fazendeiros permitem a polinização natural e recolhem as sementes de suas plantações, e depois plantam estas sementes no ano seguinte e repetem este processo ao longo do tempo, variedades com heranças genéticas são produzidas. Esta era a prática mais comum, até a idade moderna. Estas variedades com heranças genéticas são, de alguma maneira, o resultado da seleção natural. Fatores de meio ambiente, tais como a quantidade de chuva, temperatura, níveis de umidade e horas de luz solar durante o dia, aliados a fatores biológicos, tais como patogenias e animais herbívoros, determinam a viabilidade de cada indivíduo em seu ambiente. E plantas com características que possibilitam tirar o melhor destes fatores, estas irão produzir mais pólen e mais sementes do que as plantas menos adaptadas. Assim sendo, as variedades com heranças são mais adaptadas às suas condições locais. Quando os fazendeiros trocavam sementes com heranças pela sua região, e davam continuidade ao processo de coletar sementes para continuarem plantando, desenvolviam projetos de criação. Dentro de um cenário, as plantas compartilham características comuns entre si, mas ainda mantêm um certo nível de diversidade genética. Projetos de criação de Cannabis são a origem das híbridas modernas. Exemplos notáveis de projetos de criação incluem a Afegã, Veneno de Durban, Jamaicana, Ouro Colombiano, Vermelha do Panamá, e a Tailandesa. Cultivo interno ajuda criadores a inventar uma erva mais turbinada PRODUTOS CLÁSSICOS DA CRIAÇÃO Durante os anos 60 e 70, a maior parte da marijuana consumida nos EUA veio do cultivo em meio externo. De acordo com pesquisadores, o cultivo de cannabis nos EUA com a finalidade de produzir tipos com alto índice de THC, mas que acabaram cedo demais para o consumo fora da América do Norte, data do começo dos anos 60. Variedades jamaicanas e mexicanas terminavam rapidamente sua florescência, mas eram apenas moderadas em sua potência. Os cultivadores cruzaram estas variedades (ou seja, fizeram hibridismo) com raças mais potentes, de floração mais duradoura, tais como a Panamenha, a Colombiana e a Tailandesa. E ainda, depois cruzaram entre si estas híbridas, criando as famigeradas sativas externas dos anos 1970, que incluem Original Haze e Maui Wowie. O retro-cruzamento consistia da selecão de plantas irmãs, fêmea e macho, com as características desejáveis, e polinizar as fêmeas usando os machos. Mesmo com uma seleção cuidadosa, o retro-cruzamento, durante gerações sucessivas, produzirá uma variante homogênea, onde todas as plantas exibirão os traços procurados. Espécies homogeinizadas são chamadas de “estáveis”, ou de “raças legítimas”, porque gerações sucessivas de retro-cruzamento mantém as características da variedade. Skunk#1: Talvez a mais famosa variação retrocruzada de todos os tempos seja o Skunk#1. Desde a metade até o final dos anos 70, entusiastas cannabistas que peregrinavam trouxeram as variações do cenário Afegão para as montanhas da Califórnia. Foi lá que os fazendeiros descobriram que as plantas afegãs se misturavam muito bem às altas e esbeltas sativas, tão populares à época. Um grupo, chamado de Sementes Sagradas, surgiu no cenário alternativo do Norte da Califórnia, e usou o retro-cruzamento para estabilizar uma híbrida de afegã, com Colombian Gold, com Acapulco Gold, tentando criar a Skunk#1, que teve sua primeira oferta ao público no sementário de 1981. Rapidamente, a Skunk#1 tornou-se a mais popular variação em toda a Califórnia, graças ao seu sabor doce e barato crescente. Em 1982, a polícia destabilizou os Sementes Sagradas, mas um de seus agricultores, Sam Skunkman, deu um jeito de salvaguardar a premiada genética. Durante os anos 80, as leis mais brandas da Holanda acerca da cannabis atraíram cultivadores e fazendeiros, o que levou à criação de muitas empresas holandesas de sementes, incluindo a Banco de Sementes da Holanda e a Super Sativa Clube de Sementes. Deixando a Califórnia, Sam Skunkman peregrinou, levando junto sua coleção de variações Sagradas, inclusive a Skunk#1. Foi lá que o trabalho sério dos Sementes Sagradas caiu no gosto do público, na nova companhia de sementes, A Escolha do Cultivador. Realocar a genética californiana para uma Holanda que tolerava maconha sem igual no mundo foi um evento monumental para o futuro da cannabis. O trabalho de criar florescia na Holanda, sem impedimentos pela parte do governo, e nasceu uma plataforma para despachar sementes ao redor do mundo. Quando aconteceu em Amsterdam a primeira Copa de Cannabis Alto Grau, em 1988, quem levou o primeiro lugar foi a Skunk#1, d'A Escolha do Cultivador. Retrocruzada desde 1978, a natureza homogênea e de raça legítima da Skunk#1 faz dela uma escolha excelente para criar novas híbridas. Quando cruzamos duas variações de raça legítima, o resultado é conhecido como uma híbrida F1. Híbridas F1 expressam os traços das duas linhas parentais de uma maneira uniforme, em cada uma das plantas. E híbridas F1 normalmente exibem “vigor híbrido”, o que significa que a planta tem índices mais animadores de taxa de crescimento e de produção, dentre outros fatores, quando comparadas com suas linhas parentais. Graças aos fatores de comunicar uniformidade e vigor nas crias, Skunk#1 é altamente desejada para se criar, e, hoje em dia, é a progenitora de muitas das linhagens, muito mais ela do que qualquer outra variação do repertório. Devido à combinação dos traços de sativas tropical e afegã, Skunk#1 é uma variedade de alto índice produtivo. Sativas tropicais desenvolvem ramos longos e bem aerados, mas pouco densos, o que facilita na secagem depois de uma chuva, e aumenta sua resistência ao mofo em climas chuvosos. Plantas afegãs possuem as características opostas: ramos pequenos mas sólidos, uma adaptação ao ambiente árido e de pouca pressão que favorece a proliferação do mofo cinzento, Botrytis cinerea. Hibridizando estes traços contrastantes, surgiram ramos largos, de densidade moderada e esponjosa. Esta estrutura dos brotos fez maravilhas pela produtividade; entretanto, o Skunk#1 é propenso ao mofo cinzento. Quando cultivado em ambiente externo, nas áreas úmidas da Europa ou da América do Norte, a Skunk#1 continuará a florescer outono adentro, mesmo com as condições favoráveis ao mofo cinza. Seu período de maturação um pouco mais longo, e a estrutura híbrida dos brotos, significam que as primeiras flores que produzir estarão envelhecendo, e cercadas por camadas de flores mais novas na época da colheita, criando as condições ideais para o Botrytis. Por causa disto é que a Skunk#1 é a escolha indicada para plantações internas ou em estufas, ou em áreas externas de clima Mediterrâneo. Variações da planta com brotos de estrutura híbrida semelhante, como a AK-47 da Serious Seeds, ou a S.A.G.E. da T.H.Seeds, também se desenvolvem melhor nestes ambientes. Northern Lights: outra variedade clássica é a Luzes do Norte, que também levou a inúmeros e sensacionais projetos de criação. Original do Pacífico Norte, acredita-se que esta variedade seja um retro-cruzamento de afegãs, somente. Ela foi introduzida na cena cannabista holandesa graças ao trabalho da antiga lenda Nevil Schoenmakers, fundador do Banco de Sementes da Holanda. Schoenmakers produziu muitos cruzamentos e retro-cruzamentos desta variedade, tais como a NL#5 x Haze, NL#5 x Skunk#1, Pérola Prateada + Hash Plant x NL#1. Foi em 1991 que Schoenmaker vendeu o Banco de Sementes da Holanda para a Sensi Sementes. Atualmente, Sensi oferece um tipo de semente de NL, criada por meio de um longo caminho de retro-cruzamento de "três variações originais da NL". Sensi Sementes descreve pouco odor para a planta, e, para os brotos maduros, um aroma de almíscar de mel, terra, e zimbro. A variação Super Névoa Prateada, da companhia Greenhouse Seed, é um híbrido espetacular da NL. Ela possui o arma clássico da Haze, que é uma reminiscência de pinheiros, e possui um barato verdadeiramente psicodélico, que é pró-ativo e realça as cores. Blueberry: a variação Mirtilo, feita pela DJShort, é uma híbrida de sativas afegãs estáveis. Ela possuiu vários tons de um doce sabor de frutas, e um barato eufórico. O aroma é semelhante ao de uma torta de mirtilos, e as plantas têm uma tendência de mostrar belíssimos matizes de azul e de púrpura, quando chega a colheita. Ela produz mais quando é cultivada a partir da semente, mas também consegue fornecer amplas fornadas com seus clones. Os clones devem estar bem espaçados, para que suas folhas sejam bem atingidas pelas luzes, ou eles não produzirão muito. Como muitas outras variações (como por exemplo, a AK-47), as plantas mães de Blueberry tendem a florir pouco quando são deixadas sem podas por muito tempo. Frequentes podas no topo previne este problema. Podas de manutenção e produção de clones exageram sua densa estrutura afegã. Isto cria muitas áreas de sombra em sua base, e por isso é melhor podar os ramos inferiores, de maneira a conservar e prevenir infestação de mosquitos, que também trazem fungos. Já que é uma linhagem de retro-cruzamento, a Blueberry hibridiza-se excelentemente com quaisquer outras raças de retro-cruzamento. Por reconhecer sua qualidade e compatibilidade, os criadores a utilizaram em incontáveis híbridas, o que se evidencia pela quantidade dos nomes "Blue" e "Berry" dos sementários da atulidade. Procurando uma "Golden Nugget" Nenhuma linhagem impactou o mundo cannabista tanto quanto a Haze, e a Skunk#1 e a Northern Lights - nenhuma, até que inventaram a OG Kush. Ela possui o sabor mais marcante dentre todas as linhagens que já usei. É difícil concordar, mas uma vez que você foi apresentado ao aroma da Kush, você nunca o esquecerá. Não é apenas seu sabor marcante, mas também seu nível de THC, que tende a ser maior do que 25%, tornando esta uma das linhagens mais brutas de todo o mundo. Híbridas de OG Kush já são quase unanimidade nos dias de hoje, tanto nos boticários quanto nos sementários, assim como foram famosas as linhagens de antes. Um caso de sucesso na hibridagem da OG Kush é o Biscoitinho das Escoteiras Mirins (OG Kush x Veneno de Durban), que vem com um murro na mente e também é bastante saborosa, para combinar. Um aspecto fabuloso da OG Kush é a combinação de ramos curtos e angulosos com galhos longos. As plantas têm uma aparência peculiar, bastante pequena, e em cuja vegetação não parecerá lá tão saudável ao cultivador experienciado. Embora as forquilhas pequenas sejam desfavoráveis ao peso do galho, a média do resultado da morfologia desta variedade é que muita luz atinge sua superfície, de maneira que as plantas tendem a produzir com qualidade máxima até mesmo na base dos galhos. Isto permite que as plantas possam ficar mais próximas umas das outras, e isto, quando somado a uma temporização britânica de foto-período vegetativo, favorece o aumento da produção sem deixar de lado a qualidade do produto. Entretanto, quando cultivada em ambiente externo, é necessário proteger sua OG Kush dos ventos, que pode facilmente separar alguns galhos do caule principal. Plantações de maconha são utilizadas cada vez mais para a produção de CBD MACONHA Na últimos anos, cresceu exponencialmente o entusiasmo pelo cannabidiol (CBD). O CBD possui efeitos anxiolítico, antiepiléptico e anti-inflamatório. Normalmente é extraído das sementes das plantas, criadas para ter brotos volumosos produzindo muitas sementes. A tendência nestas plantas é de ter um conteúdo significativo em resina, mas não precisam conter mais do que 0,3% de THC, para ainda ser chamada de "maconha". Ao invés de uma porcentagem alta em THC, a resina da planta é rica em CBD. A fibra difere-se da semente, nesta hora: são cultivadas bem juntas, para promover o estiolamento e ramos longos, utilizando variedades de alturas e, geralmente, de baixo índice de produção de flores. Existem as variedades de maconha que abarcam estes dois fins, mas elas são menos procuradas do que os tipos especializados em produzir ou a fibra, ou a semente. Os criadores desenvolveram variedades de marijuana que produzem tanto o THC quanto o CBD. A mais célebre dessas é a Cannatonic, da Sementes Resina. Os melhores exemplares da Cannatonic possuem um sabor ridiculamente forte de toranja, além da proporção de um para um no índice de produção de THC e de CBD, o que proporciona um efeito incrivelmente relaxante. With improved legal status and a greater public interest than ever before, cannabis is set for a new wave of breeding success stories. The future may bring a revival of breeding for the outdoors, and as rules against shipping loosen, regional specialty strains could develop, as were once common. Undoubtedly, indoor, outdoor and greenhouse cultivation will continue to evolve, aided by technology, research and a never-before-seen availability of strains. Conhecer a história da cannabis é crucial para adivinhar o futuro da planta. Compreender as origens do hibridismo moderno também pode ajudar quem cultiva, de maneira a usar os recursos disponíveis na maneira mais satisfatória possível, guiando-os no processo de montagem do mais variado cardápio de variedades e na escolha do tipo certo para suas práticas de cultura. Com a melhora no estatuto da legalidade e o interesse público cada vez mais crescente, a cannabis está pronta para uma nova onda de histórias de sucesso. Pode vir no futuro um reflorescimento pelo plantio em ambiente externo, e, enquanto as regras acerca do envio pelo correio ficam mais brandas e claras, as variedades de especialidade regionais podem se desenvolver, como já foi bastante comum uma vez. Sem dúvida nenhuma, cultivos em estufas, em ambientes internos ou em ambientes externos, continuarão a progredir, auxiliadas pela tecnologia, pela pesquisa e por uma disponibilidade nunca-vista-antes de variedades. publicado originalmente no número de Outubro de2019 da revista HIGH TIMES. tradussa por rlalmeida @846r3, 26 de Março de 2020. compre não: plante!
  43. 1 point
    da pra fazer igual vc falou , deixe a terra bem seca antes do transplante , mas todo cuidado é pouco , e com certeza vai atrasar o desenvolvimento da planta esse transplante , paz.
  44. 1 point
    Salve rapaziada! Lancei 4 seeds teoricamente da mesma espécie no meu grow, porém tenho percebido que 2 parecem ser diferentes. 2 estão se desenvolvendo bem, e outras 2 estão um pouco menores. Porém, uma delas está com as folhas superiores enrolando pra baixo. As quatro estão em um grow 0,80x0,80x1,80 estão com uma lâmpada HQI de 400w, no ciclo 18/6. To usando os ferts da BioBizz. Elas estão com 15 dias hoje. Alguém sabe me dizer o que pode ser o fato das folhas estarem enrolando pra baixo? Ps: segue a foto das Marias, fico no aguardo. Aceito dicas e sugestões
  45. 1 point
    Claro que tem prenseed bonita, mas nem era exatamente o meu ponto... só queria mostrar a evolução das plantas para que as pessoas pudessem tirar conclusões dentro das suas realidades/possibilidades. Tentei importar e acabei perdendo dinheiro e noites de sono. Como não tem vindo coisa boa nas prenseeds daqui, recorri ao fornecedor em questão por indicações de outros growers que conheço que tiveram bons resultados (lógico que usei nome falso, entrega em outro endereço e paguei o boleto em dinheiro no caixa do banco). Vou esperar o teste final da seda para uma opinião definitiva, mas o que estou vendo são três espécies bem diferentes uma da outra e de certa forma dentro das características que foram passadas. Outro ponto que me faz acreditar que não sejam prenseeds é que nunca vi nascer um macho das feminizadas e as autos florescem rapidamente no 20/4. Até o momento não estou me sentindo enganado. Sabia que não estava comprando sementes top, mas não é porque não consegui pegar a Giselle Bundchen que vou deixar de curtir outras meninas bonitas!
  46. 1 point
    Pessoal, testei vários links que foram passado anteriormente (aliás, obrigado) e nenhum funcionou. Então pesquisei um pouco e consegui encontrar para ser baixado de forma simples. Obs.: Não sei sobre as regras de postar links de outros sites, mas só quero ajudar os que como eu, não conseguiram o livro. https://www.jointheadshopsmoke.com/post/2017/11/19/biblia-da-cannabis-traduzida
  47. 1 point
    Sou pai da Sofia, uma menina linda de 8 anos, em dezembro faz 9, que sofre de uma doença rara CDKL5, e depois de todas as tentativas com os remédios tradicionais, acabei descobrindo nos EUA que a maconha rica em CBD poderia ajudar minha filha no controle das crises e no cognitivo. Hoje apesar de não controlar as crises, posso afirmar que junto com o VNS ( um aparelho para controlar as crises) é disparado o melhor remédio. Muito melhor do que os alopatas, que tem grandes efeitos colaterais. A partir dessa história começamos um movimento, capitaneado pela minha mulher Margarete (Guete) e junto com outras mães e pais na luta pela maconha medicinal – a Apepi, que se juntou a outros movimentos e grupos pela causa da maconha. Hoje plantamos para fazer o remédio dela e temos um habeas corpus, o que torna nossa plantação legal. Conseguimos fazer um óleo dosado pela UFRJ e cada vez melhor. Mas preciso melhorar a minha plantação já que o nosso gargalo para ajudarmos as crianças é realmente a quantidade produzida!
  48. 1 point
    estudando e desaprendendo... alguém tem experiência em descarboxilar cepas de CBD? Li que o tempo e temperatura são diferentes para descarboxilar tais cepas...
  49. 1 point
    Paz, É engraçado quando te chamam de maluco mas quem não é? Estamos em uma página de um país falando de uma das plantas mais maravilhosas do mundo. Mas tem um problema usar e plantar é proibido no Brasil. Então somos todos malucos. Mas uns malucos diferentes. Somos uns malucos que o Rau Seixas cantou. Somos um malucos da paz, da alegria, da compaixão com o próximo. É foi está compaixão que me levou a repassar o que vivi. Para que os meus irmãos da erva não passassem as mesmas angústias que passei. Paz a todos.
  50. 1 point