Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 05/22/19 in all areas

  1. 2 points
    http://adai.uw.edu/mcacp/portuguese/ Curso Online em portugues sobre os efeitos da cannabis no tratamento de dor cronica.
  2. 2 points
    Qualquer uso excessivo interfere SIM. A mesma já relatou que interfere.
  3. 2 points
    Oi @help acabei de ler seu relato e acredito que você esteja equivocada, o uso não atrapalha em nada na rotina... Eu uso a 16 anos e sou empresário tenho 2 filhas pequenas e sou casado a 7 anos, fumo todo santo dia e posso te garantir que não afeta em nada a rotina. Cumpro com meus deveres e obrigações, se realmente o fato dele fumar te incomode, acredito que não seja bom voces ficarem juntos, tendo em mente que ele não pensa em parar! Não podemos e nem devemos mudar as pessoas para nos agradar isso seria muito egoísta, temos que amar e respeitar cada um do jeito que é! Não existe sensação melhor que chegar em casa depois de um dia estressante de trabalho e fumar aquele bom baseado e relaxar... Respeita o cara tenho certeza que isso vai unir bem mais vocês. Espero ter ajudado Boa sorte!
  4. 2 points
    Salve Grower, Linda sua planta. Nessa fase a planta começa a utilizar a energia armazenada nas folhas debaixo para criação dos buds. E normal amarelar e perder as folhas debaixo. Nas fases finais da flora e possível perder quase todas. Apenas tire as folhas amareladas, vai perceber que elas soltam so de manipula-las. Retire essas folhas pois a cor amarela e atrativa para pragas, nao as deixe sobre o solo. Foco agora em manter a humidade relativa entre 40 a 50% e temperaturas entre 23 e 28 graus. Sucesso em seu cultivo! As Gorilas sao absurdamente resinadas. Vai curtir. Jah Bless!
  5. 2 points
    só pra não esquecer.
  6. 1 point
    Desde 2002 o Growroom atua na defesa dos usuários de Cannabis, mas ainda somos um grupo muito carente de diversos itens básicos para manutenção da sua existência. Estamos precisando da sua ajuda e existem várias formas de você fazer isso. No momento, nossa única fonte de renda são as publicidades e a venda de adesivos Loja do Growroom. Para ajudar, basta entrar em contato e juntos encontraremos uma forma de receber sua colaboração. Envie um email para [email protected] COMO AJUDAR: Você pode adquirir o serviço Growroom Premium - Para saber mais CLIQUE AQUI Ou pode ainda doar material de consumo de escritório para o Growroom (Papel A4, cadernos, cola, canetas, fita adesiva, corretivo, etc); O Growroom é carente também de material permanente para seu funcionamento (impressora, scanner, câmera fotográfica, câmera filmadora, megafone, etc); Você pode ainda nos ajudar prestando algum serviço ou conseguindo algum desconto em serviços essências ao nosso funcionamento (impressão de panfletos, xerox, digitalização de documentos, etc); É possível ainda ajudar o Growroom sem gastar nem um tostão. Divulgue nosso endereço em seu blog, site e redes sociais (orkut, msn, twitter, etc); ESTAMOS PRECISANDO DA SUA AJUDA PARA FORTALECER E INSTITUCIONALIZAR NOSSO TRABALHO. JUNTE-SE A NÓS! O Growroom é um grupo recente e ainda muito carente de diversos itens básicos para manutenção da sua existência. Estamos precisando da sua ajuda e existem várias formas de você fazer isso. No momento, nossa única fonte de renda são as publicidades e a venda de adesivos produzidos por nós mesmos. COMO FAZER DOAÇÕES EM DINHEIRO E PARA ONDE VAI ESSE DINHEIRO? Com as doações e o dinheiro da Loja do Growroom e do serviço Growroom Premium temos podido atualmente manter diversos projetos e todos eles precisando de muita ajuda. Estamos preparando um porfólio com tudo que já fizemos e com tudo que está sendo feito atualmente para poder facilitar a compreensão da dimensão do trabalho e o quanto é imporante a ajuda de todos. Por enquanto segue um resumo abaixo, para se ter alguma noção do trabalho e dos custos. Não temos a conta fechada de todos os custos e grana arrecada ainda, mas com certeza faltam muitos recursos que no final são investidos por nós mesmos. Logo postaremos o balanço completo. Trabalhos atuais e projetos em andamento Manutenção do Portal e do Fórum (trabalho de administração, custos com programação, hospedagem);Institucionalização do Growroom (custos burocracia; aluguel sede);As consultorias na defesa dos casos de Growers presos e a formação de uma rede de advogados para defende-los (custos processos);Evento sobre legalização uso medicinal - maio/SP - (custos produção, passagens, hospedagens);Formação da rede de pacientes para entrar com uma ação coletiva requerendo autorizações para uso medicinal (custos processos);Editoração da Folha da Cannabis, primeira revista de cultura canábica brasileira (custos da produção, distribuição);Editoração de livro sobre a Cannabis (custos da produção, distribuição);Campanha dos adesivos reimpressão do modelo atual e impressão de novos (custos impressão);Produção de camisetas (custos produção/impressão);Impressão de material informativo sobre Cannabis e cultivo (custos impressão)
  7. 1 point
    PDF - CERVANTES, Jorge. Marijuana Horticulture Salve pessoal. O arquivo que achei na internet deste livro estava dividido em 6 partes, com mais de 500mb tudo junto. Consegui juntar os arquivos e diminuir bastante o tamanho. Compartilho aqui com todos. Criei um torrent porque esses links sempre saem do ar. Se puderem baixar e manter semenado por um tempo, seria ótimo pra propagar o arquivo. Abraços. (não achei uma área específica aqui no fórum para este tipo de compartilhamento... se já tiver, desculpem pelo vacilo) CERVANTES, Jorge. Marijuana Horticulture - The Indoor-Outdoor Medical Growers Bible.torrent magnet link
  8. 1 point
    Expocannabis Uruguay Encuentro internacional de cannabis y cáñamo. Shows, stands & conferencias 📅 6, 7 y 8 de diciembre 2019 🚩 Montevideo, Uruguay 👉 Entradas Ticketuno.com www.expocannabis.uy ➡️ GUIA URUGUAI PARA MACONHEIROS - Download Grátis http://bit.ly/2LLxHU5 Criei o tópico para o povo que esta afim de ir esse ano de 2019 ja ir se organizando e se algum veterano quiser ajudar é uma boa. Dúvidas frequentes: - Evento/Ingressos - Dicas de hospedagem - Programas de Passagens - Roteiro - Roteiro intercalando estados
  9. 1 point
    Um dos maiores enganos no cultivo é que o PH da solução é a única preocupação em relação ao ph que afeta a qualidade da colheita, o que não é totalmente verdade. O que afeta de fato é o PH e a alcalinidade de 3 coisas: 1. Sua água 2. Sua mídia de cultivo 3. Nutrientes Do começo O Ph (potencial de hidrogênio) é uma medida para íons de hidrogênio e hidróxido, e é medido em uma escala entre 0 e 14, sendo 7 um PH considerado neutro, <7 ácido e >7 alcalino. Quando sua água, substrato ou solução de nutrientes está ácida (<7) ela contém mais íons de hidrogênio do que de hidróxido, assim como quando está básica (>7), contém mais íons de hidróxido do que de hidrogênio. Os hidrogênios e os hidróxidos interagem entre eles até chegar em um equilíbrio que resulta nos valores de ph que estamos acostumados a lidar. E é muito importante compreender isso pois esses elementos (hidrogênio e hidróxido) fazem parte dos elementos que compões os macro e micro elementos das soluções nutritivas. E estes elementos são classificados em dois grupos diferentes; Um grupo, chamado de cátions (carregados com carga positiva), contém mais íons de hidrogênio; o outro, chamado de ânions (carregados com carga negativa), contém mais íons de hidróxidos. Também nosso substrato é afetado por esses cátions e ânions contidos nos macro, micro e nos elementos secundários que usamos. Dentro os elementos que são cátions temos a uréia e amônia (ambos são formas de Nitrogênio), potássio, cálcio, magnésio, ferro, zinco, manganês, cobre e cobalto. Dentre os ânions, temos os Nitratos (outra forma de Nitrogênio), fosfatos (formas de fósforo), sulfatos, carbonatos e bicarbonatos. Então, o que tudo isso tem a ver com colheitas melhores? TUDO, o balanço correto desses ciclos contém a chave para colheitas consistentemente mais pesadas e de qualidade superior. ************* 1. A ÁGUA Como dito anteriormente, um dos maiores enganos é acreditar que o ph da solução nutritiva é o fator que vai levar suas plantas a colheitas melhores. E não é totalmente verdade, a preocupação maior deveria ser com a alcalinidade da água. Este é um dos maiores responsáveis por afetar as colheitas. Alcalinidade A água não é apenas água, ela contém vários elementos que variam em quantidade a depender da fonte. A alcalinidade da água é a concentração de todo tipo de íons (cálcio, magnésio, potássio, sódio, etc) em ambas as formas, carbonatos e bicarbonatos, sendo os bicarbonatos os maiores criminosos. Para piorar, alcalinidade se acumula em sua mídia de cultivo em um ciclo vicioso que fará o PH de seu substrato/reservatório subir depressa e, consequentemente, causar problemas de estabilidade e colheitas menores. Quando a alcalinidade de sua água não é medida e é usada para misturar sua solução nutritiva - mesmo com o ph ajustado e apropriado da solução - suas plantas podem sofrer com um contínuo acúmulo de alcalinidade que vai sorrateiramente aumentar o PH de sua mídia, travando elementos vitais para as plantas e te subtrair do verdadeiro potencial de colheita. Diferença entre alcalinidade e "dureza" da água PH e "Dureza" da água são coisas diferentes. A "dureza" é a medida da concentração combinada de cálcio e magnésio insolúveis na água, e não da presença de cabonatos e bicarbonatos. Produtos que dizem reduzir a dureza da água acabam por deslocar os íons de calcio e magnesio mas deixam no processo os carbonatos e bicarbonatos, não resolvendo o problema da alcalinidade. Uma água considerada leve e segura está abaixo dos 30ppm no leitor de EC. ****************** 2. SUA MÍDIA DE CULTIVO Uma curiosidade sobre o sistema de raízes das plantas é que ele é uma máquina de controle de PH; ele manufatura e solta no substrato íons de hidrogênio ([H+] - Ph down) e de Hidróxidos ([OH-] - Ph up). Esse sistema modifica o PH do substrato pra se adequar à composição elementar dos nutrientes. É perceptível como a compreensão disso pode te dar mais controle das suas plantas e, consequentemente, maiores colheitas. Lembrando que outros fatores também contribuem para a oscilação do PH, como a ação microbiana, temperatura do meio e a água/nutrientes das regas. Vale ressaltar que existem oscilações de PH entre os períodos diurnos e noturnos; quando no período escuro tanto a planta quanto as bactérias "dormem" o que reduz a quantidade de reações na mídia de cultivo. Isso faz com que haja uma tendência a subir o PH nesse período. Essa dica é muito importante pra quem cultiva em hidro, as variações de PH podem ser benéficas se bem utilizadas dentro do range ideal. Como sabemos, a cannabis prefere o solo ligeiramente ácido. O PH é variável e na maior parte dos casos o PH tende a subir e o maior desafio é evitar isso. Cátions: Uréia e Amônia (formas de N) Potássio Cálcio Magnésio Ferro Zinco Cobre Manganês Cobalto Ânions: Nitratos (N) Fosfatos (P) Sulfatos Carbonatos Bicarbonatos O equilíbrio na formação do solo é a peça chave pra um PH balanceado. Qualquer elemento em excesso pode facilmente desbalancear esse equilíbrio. Tipos de mídia e sua dependência do PH Alguns tipos de mídia tem uma certa habilidade em "bufferizar" (é uma maneira de dizer que tem habilidade de evitar as variações drásticas do PH) o PH, outras não. Essa habilidade é chamada de Capacidade de Troca Catiônica (Cation Exchange Capacity ou CEC). Em outras palavras, CEC é a habilidade da mídia em absorver ou liberar cátions (+). Substratos que são dependentes do PH não resistem às suas variações. Então, mídias independentes tem alta CEC e pode resistir a essas variações por longos períodos, o que é bom! Normalmente solos orgânicos tem húmus e alguma argila em sua composição, são materiais que tem alto CEC e ajudam a segurar mudanças radicais do PH. Com hidroponia é diferente. Muitas das mídias tem baixa CEC e precisam e precisam da monitoria e ajuste constante do PH. Algumas mídias utilizadas, como lã de rocha, argila expandida ou perlita tem baixo CEC e se encaixam nesse nível de controle e você terá de controlar com mais frequência o PH. Algumas mídias tem alta CEC como o coco e a turfa, que ajudam a controlar o índice e podem ser considerados independentes. Sobre o Sunshine Mix É um substrato muito perto do ideal. Normalmente (depende um pouco de onde foi retirado) ele tem um PH entre 3.5 e 4, o que é baixo. Porém com um pouco de calcário dolomítico o ph vai para 5.8~6.3 por um período de aproximadamente 6 semanas. Sobre a fibra de coco Normalmente vem com um ph próximo de 5.5. O problema maior é que o Cálcio e o Magnésio se prendem ao coco e não são facilmente liberados, o que não é bom. Sua planta precisa ter acesso a esses nutrientes. Agora, se você adicionar calcáreo dolomítico, seu PH tende a subir e também não é o que queremos. Então o que fazer? Esse problema pode ser resolvido acrescentando Ca e Mg quelados nas suas soluções nutritivas. Fertilizantes próprios para cultivo em coco já vem com essas questões ajustadas, o que é um fator ao se considerar ao trabalhar com essa mídia de cultivo. A fibra de coco também tem muito Potássio então normalmente utilizar fertilizantes com esse elemento em menor escala é importante pra evitar toxicidade. Outro detalhe é sobre fibras de qualidade inferior; são trabalhadas na água salgada como parte do processo de quebra das cascas e nem sempre bem lavadas após isso. Garanta que esses sais sejam "flushados" antes de começar seu cultivo. ************** 3. NUTRIENTES Como sabemos, as plantas se alimentam de macro, micro e nutrientes secundários. Todos esses nutrientes carregam uma carga positiva (cátions) ou negativa (ânions) e afetam o PH conforme as plantas os utilizam. Diferentes formas dos elementos (ex: Nitrato ou Amônia que são formas de N) carregam diferentes quantidades dessas cargas. Agora vem a parte curiosa. As raízes das plantas consomem ambas as formas através de uma troca: Quando ela usa cátions, ela libera íons de hidrogênio (H+), que tornam sua mídia mais ácida e fazem o PH cair; Quando ela consome ânions, as raízes liberam hidróxidos (OH-), que fazem o papel contrário! Conforme há equilíbrio, cátions e ânions trabalham em parceria. O truque é o equilíbrio entre esses cátions e ânions para manter o PH ideal em sua mídia, o que leva tempo e muita pesquisa e observação. Mas pode ser feito. Quando suas fontes de N utilizam muitos cátions de Amônia, por exemplo, moléculas ácidas ajudam a manter o ph ideal em sua mídia. Mas quando suas fontes são basicamente nitratos, você está trabalhando com moléculas alcalinas, o que significa que você constantemente terá de ajustar com ph down. Nesse cenário a planta terá seu N mas os pecíolos ficarão menores, as folhas ficarão menores e os galhos mais finos, não fornecendo estrutura para segurar os buds. A indústria de fertilizantes, de forma global, se preocupa em fornecer os nutrientes corretos para as plantas, mas aparentemente e segundo esses estudos, a forma como esses nutrientes serão disponibilizados faz toda a diferença na dinâmica do PH. Em um cultivo de solo a dinâmica que rege o PH é bastante variável; em hidro esse problema fica bastante sério. Por isso é importante pesquisar as fontes dos nutrientes dos fertilizantes, principalmente do N que é usado em abundância. Outra coisa a se levar em consideração é a utilização de [cálcio, magnésio, potássio] carbonatos e bicarbonatos em suas fórmulas, como um "ph buffer" - isso pode gerar um efeito indesejado de alcalinizar sua mídia de cultivo. ************** Medição do Runoff Muitos cultivadores defendem a medição do runoff como forma de medir o PH da mídia enquanto outros alegam ser desnecessário. Independente disso, é um parâmetro a mais. Porém visto a dinâmica do PH apresentada, tomar uma atitude perante um teste no runoff pode ser precipitado. Em solos orgânicos não vejo praticidade na questão; Em solos inertes e semi-hidro esse parâmetro pode ajudar mais. Em hidro aguardo os especialistas falarem a respeito. O fato é, para fazer uma medição de runoff, me parece sensato usar água destilada ou de PH neutro (7) sem adição de nutrientes. Para uma medição mais segura do PH no solo, recomenda-se também recolher um pouco do solo próximo do fundo do vaso, colocar na água PH neutro, filtrar a água e medir novamente; porém me parece impraticável para vasos (pode funcionar para solos outdoor). Outra possibilidade é utilizar um medidor de PH de solo (aquele com a espiga de metal) que tanto é condenado pelos growers como medidor. Essa é a maneira mais prática de fazer isso. Ouso dizer que esse tipo de medidor não é bem visto por falta de conhecimento da dinâmica do PH no solo, já que há variações nas regiões e de acordo com a temperatura, momento do dia (ou noite) da medição, etc. O melhor parâmetro nesse medidor é próximo à massa de raízes. Esse tipo de medidor é muito útil em cultivos orgânicos, até o meu quebrar eu usei muito pra entender o processo de compostagem e saber exatamente quando meu solo estava pronto (quanto tempo de descanso) para o plantio, que é justamente quando há estabilização do ph. Conclusão São várias as formas ajustar o ph de seu reservatório/água/solução nutritiva usar ph up/down ou Hidróxido de Potássio (up) e Ácido Nítrico ou Fosfórico (down). Outras formas são utilizadas e discutidas pelos growers incansavelmente aqui no GR então se sobraram dúvidas não se acanhe e utilize a busca! Para cultivadores de solo, estudar com detalhe o papel de cada matéria prima utilizada e seu potencial CEC,utilizar fertilizantes de boa procedência; Aos orgânicos, entender a dinâmica do ph no solo, e perceber que as vezes alterar o ph da solução pode prejudicar mais que ajudar; Aos hidros, controle de ph e bons ferts é uma prioridade; em comum a todas as modalidades, água leve e muita observação! Apunhado de materiais, como sempre o tópico está aberto à correções e sugestões de melhoria. Grande abraço a todos! Fontes e Material complementar http://www.growroom.net/board/topic/28673-efeito-de-diferentes-materiais-no-ph-do-solo/ http://www.growroom.net/board/topic/44393-tipos-de-substratos-bsico/ http://www.growroom.net/board/topic/3506-ph-e-phoda/ thctalk, icmag, general hidroponics forum, advanced nutrients forum e megalog artigos acadêmicos: http://www.chem.ucla.edu/dept/Faculty/merchant/pdf/microbial.pdf http://www.cnpso.embrapa.br/producaosojaPR/fertilidade.htm http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/43594/1/0805.pdf livros: Effect of Water pH on Yield and Nutritional Status of Greenhouse Cucumber Grown in Recirculating Hydroponics Hydroponics: A Practical Guide for the Soilless Grower todos os growers, espalhados pela casa, que se propõe a debater o assunto
  10. 1 point
    É preferível colher eles maduros, quando a concentração de resina é efetiva. Não terá problema, mas não recomendo arrancar nada antes da colheita e secagem. Paciência jovem kkkkk
  11. 1 point
    O momento pra podar depende de quantos top buds pretende deixar. Em regra, a cada nó de galhos sairá um par de novos topos. Se podar a planta com 6 nós, desses 6 poderá ter 12 topos (em teoria, depende de muita coisa). Recomendo podar a partir do 5 nó, que é quando a planta já tem uma estrutura para suportar o estresse, e pode resultar em 10 top buds. Boa sorte.
  12. 1 point
    Se você trocar o fotoperíodo ela simplesmente vai começar a revegetar, o que não necessariamente vai transforma-la em hermafrodita ou matar sua planta como o rapaz acima falou. Mas pode sim causar certo estresse nela, mas não necessariamente isso vai prejudicar o desenvolvimento da sua planta.
  13. 1 point
    Galera sou novo aqui no forum, e tambem em plantar essas maravilhas. Estou com problema em uma de minhas meninas. É uma Amnesia Haze Auto, ela esta florindo ja mas nao sei oq acontece que do nada as folhas do topo ficam murcha, caiem como esta na foto. Quando fica no escuro e volta a luz, ela esta boa de novo, com as folhas tudo para cima passa mais um tempo volta a ficar assim. Alguem pode me ajudar, nao sei mais oq faço, ja tentei rega, fertilizante e nada... desde ja agradeço muito... salve e bora plantar!!!
  14. 1 point
    A Olá @help boa noite! O uso contínuo da maconha não interfere na rotina da pessoa, desde que utilizada de forma não exagerada. A maioria das pessoas que frequentam esse fórum faz uso diário de Maconha e tem suas responsabilidades com trabalho, família, estudos. Eu acredito que se seu namorado tava reprovando na faculdade, foi por vacilo dele, e o fato de estar fumando mais que o normal, foi pra tentar ter uma válvula de escape do problema, que digamos, que não é o correto. Mas as pessoas sempre usam álcool, maconha, comida, doce como válvula de escape, isso é normal. 3x ao dia não é uma quantidade exagerada, mas pode ser muito, pra quem tem responsabilidades.. Eu acho prudente vcs tentarem entrar no acordo e creio que resolverá a situação ou vcs não darão certo. vcs parecem ser un casal jovem. Eu na minha época de faculdade fumava era em media 10 baseados por dia. E eu nunca tive uma namorada que fumasse comigo, embora todas aceitassem. Boa sorte
  15. 1 point
    Concordo plenamente. Inclusive, os estudos clínicos mais recentes sobre dependência química no uso de drogas, apontam como as que menos causam referida adição. Informação é sempre importante antes de lançarem qualquer tipo de (pré)conceito sobre outras drogas que fazemos - ou não - o uso. Jahbless!
  16. 1 point
    Tá vegetando mais não mano..Tá florindo e é um macho msm..Se for de raça da pra guarda o pólen que vem dentro desses ovinhos e futuramente polinizar uma fêmea..as folhas sao iguais as da fêmea..exceto que alumas folhas das femeas tem tricomas..essas ai bai tem. Po tô vendi que ngm vem mto aquibresponder as dúvidas da galera..Eu msm fiz uma pergunta lá atrás e nenhuma alma boa respondeu kkk Bem eu tô respondendo algumas que considero capaz..fazendo a minha parte quem sabe o universo não joga de volta kkkk
  17. 1 point
    Hahahaha, manda pro condomínio do Bolsonaro... 🤑
  18. 1 point
    Tirando o topico da tumba ... Acho de extrema importância mantermos nossa comunidade atualizada perante as leis relacionadas ao cultivo . Alguma novidade sobre tal ??? Vamos nos unir galera
  19. 1 point
    Qual é do seu falso moralismo? Quem busca conhecimento sobre a planta sabe que ela tem um grande potencial tanto pro bem quanto pro mal. É cientificamente comprovado que em pessoas que tem predisposição genética, espécies com alta concentração de THC contribui para os surtos psicóticos. Aliás existe muitos estudiosos como Sidarta Ribeiro defendem que justamente por isso o THC pode ser usado como diagnóstico. Já o CBD é anti-psicótico não altera a atividade mental e reduz os efeitos psicoticos do THC. Tenho predisposição genética (herança do meu pai) ao surto bipolar, e no Brasil minhas experiencias com Skunk com níveis altos de THC e muito baixos de CBD, não foram nada positivas. Mas no exterior pude conhecer variedades híbridas de sativa e indica e strains com THC e CBD bem equilibrados que me trouxeram relaxamento, chapação sem paranoias e benefícios tanto mentais quanto físicos. Procure conhecimento antes do julgamento!
  20. 1 point
  21. 1 point
    Alô irmão, Vou colocar minha opinião aí, e espero que ajude em algo.... 1 - O n. de puxadas ou tragadas depende de muitos fatores. Entre eles e principalmente, eu acho, a qualidade do fumo que está vaporizando. Cannabis de melhor qualidade, com muita resina, bem seca e curada gera mais vapor. Um fumo no seu vape pode chegar a 10 puxadas de vapor denso e bem visível, enquanto outro fumo bem palha pode chegar a 2 puxadas, por exemplo.... Outro fator é a temperatura e tipo de sessão de vaporização que está fazendo. Se começar em temperaturas mais baixas e for subindo a temp. ao longo da sessão, provavelmente consegue mais tragadas/puxadas do que se começar na temp. mais alta... Em resumo, o gabarito da resposta 1 é: Depende 2 - Quando o vapor for ficando ralo e/ou quando o sabor dos terpenos estiver acabado é que a maioria das pessoas param de vaporizar. Aquele gostinho de pipoca queimada é o sinal que tá na hora de trocar o fumo do vape. Gabarito: Quando o sabor da pipoca queimada pintar ou quando o vapor for sumindo 3 - A erva já vaporizada (ABV ou AVB - do inglês already beeing vaporized, ou already vaped bud) ainda contém princípios ativos. Em concentração pequena, é obvio, mas tem. O que eu faço, sei que muitos fazem e recomendo fazer é ir juntando o seu ABV e quando tiver uma quantidade legal, faça um concentrado ou extração, seja no alcool, manteiga, azeite ou óleo de coco. Se não tiver uso, doe esse óleo de coco para quem tem cancer de pele usar (uso tópico, por exemplo) e observe o resultado milagroso.... Não recomendo fumar, mas se essa é sua praia (fumaça), sugiro que fume suas flores antes de vaporizar, e não depois.... rsrs ... O abv, como dito, tem concentrações pequenas de canabinóides, só vai ferrar tua garganta e trato respiratório e não vai te dar muita onda.... Mas, se fizer um concentrado (extração QWiso hash com alcool, por ex) e der um dab no prego de titânio com esse óleo, vai sentir efeito forte e principalmente corporal. Outra sugestão é comer o ABV direto, já que ele ja está decarboxilado. Recomendo começar com dose pequena (1 colher de sopa) e aguardar para avaliar os efeitos.... Gabarito da número 3: Como na propaganda do Neston: Existem 1000 maneiras de usar seu ABV, invente a sua! valeu, boas!
  22. 1 point
    Alô irmandade, Que estranho! Aqui aparece uma mensagem dizendo que não tenho permissão, olha só: Link eu até tenho, mas recebo a mensagem de erro postada logo aí acima. Se alguem por acaso quiser tentar, segue um link: https://www.growroom.net/board/topic/61325-vaporizador-vapcap/?do=findComment&comment=1312934 valeu, boas!
  23. 1 point
    Alô irmão, Não conhecia esse. Excelente fonte de referência! Obrigado pela dica valeu, boas!
  24. 1 point
    Revivendo mais um bom conteúdo de 2011 . Fiz uma cura de uma planta em 2016, uma Ruderalis hibrida, que durou 16 dias . Leio muito o povo dizer que pra uma boa cura é preciso de alguns meses pra deteriorar a clorofila etc e tals, mas não é preciso . O fato é que quando curamos a erva em um maior período de tempo, a gente perde o mais interessante que é o THC . (pra quem ama THC) Meu conselho pra quem quer uma erva forte e de bom gosto, é curar em no máximo 20, 25 dias . Não haverá o gosto ruim da clorofila que nem dizem . Além do mais, curas corretas e de curto período é muito mais vantajoso do que curas longas, devido ao fator THC . Muitos gostam mais do CBD, CBN, então deixam mais tempo curando pra obter êxito nestas características . Mas o fato é que quanto mais velha a erva, menor THC ela terá, mesmo tendo sabor e aroma melhor (o que não acho verdade) . Se for pra fumar um fumo pouco chapante, leve a cura por 3 meses, mas ... se seu objetivo é BRISA e SABOR, cure em menor escala de tempo . Do que adianta um fumo ser saboroso, ter bom cheiro, boa fumaça e não chapar o bastante ? De nada ! Concordam ? 3 meses de cura ? Loucura isso ! Em 20 dias, 25 dias temos uma erva de bom gosto, aroma, peso e potência . É isso que queremos ! Ou não ? De qualquer forma, é valido também a cura em períodos maiores, porém não é regra de que o fumo fica melhor . Isso é falácia . Sou grower desde 2014, estudo desde 2012, já perdi quase 400gr de erva por errar na cura (ser apressado) e em 3 anos consegui 2 colheitas sendo que apenas uma eu fumei (a do link abaixo) e outra eu perdi por cabaçar demais . Colhi, pendurei no varal por 3 dias e levei pro pote de vidro de 3 litros logo na sequência, isolando a parte externa do pote com saco de lixo preto (para que os buds não tivesse contato com a luz (mesmo estando dentro do guarda- roupas os potes)), mantendo fechado por 96hrs (por conselho dos mais antigos do fórum), para então abrir pela 1ª vez . Em 2 intervalos de 96hrs que eu deixei o pote fechado, a erva mofou toda, exalou cheiro de XIXI e tudo mais . Fiquei puto da vida com isso, que aconteceu ano passado 2016, mas os quase 400gr que eu perdi na cura me ensinou grandes e valiosas lições que eu estou agora em 2017 aplicando . Há 4 dias estou executando o processo de cura da minha primeira Maria de 2017 . Desta vez de forma correta e precisa . Estudei para karalho e desta vez não vou seguir conselhos errados . Colhi a 1ª parte da Maria no dia 20-JUNHO-2017, fiz a manicure das folhas e levei para o guarda- roupas os ramos manicurados, pendurados de ponta- cabeça e em regime de escuridão total . Desta vez é muita erva e eu não vou vacilar de novo, pois aprendi com o meu erro anterior . Seguir os conselhos dos growers mais antigos que dizem ser necessário manter os buds dentro do pote fechado e escondidos num local escuro, por mais de 48hrs dentro dos primeiros dias de cura, me levou a errar na cura . O certo é nos primeiros dias a gente abrir mais vezes os potes e com o passar da 1ª semana, aumentar o intervalo de tempo (ai sim haverá vantagem) . Mas manter os potes fechados e no escuro por mais de 48hrs nos primeiros dias de cura, pode te fazer perder a erva mofada, mesmo vc tendo secado ela corretamente dentro do guarda- roupas antes da cura nos potes . O fato é que também existem várias informações sobre cura que nos leva (nós, iniciantes) a errar por tentar seguir algo que alguém disse ser o correto . Por exemplo : o fato de eu abrir os potes de vidros de 96 em 96 horas foi absorvido de dicas de cura de pessoas que disseram que isso seria necessário para a NÃO DEGRADAÇÃO do THC pelo contato do AR e LUZ, porém isso me induziu ao erro (esta informação), visto que após a secagem do fumo (antes da cura), se colocarmos os buds em potes de vidros de 3 litros (com espaço pra O2) e deixarmos mais do que 24hrs fechado nos primeiros dias, o fumo pode vir a mofar (por umidade) e se perde toda a colheita por seguir conselhos mal explicados de pessoas que se dizem experientes ou pelo menos aparentam . Então aconselho à todos os iniciantes que JAMAIS (durante a cura) deixe o pote de vidro FECHADO e escondido com os BUDS por mais de 24hrs nos primeiros dias, aumentando pra 48hrs o tempo de abertura dos potes somente após uns 7 dias, pois se manter o pote fechado de 48hrs em 48hrs, dependendo da condição de clima e tempo da sua região e do seu armário, sua erva em 5 dias poderá mofar . Manter os potes fechados por muito tempo não é aconselhável no inicio da cura, há não ser que você tenha todos os equipamentos de medição de umidade do ar, do pote, enfim ... e controle isso bem de pertinho para não correr o risco de errar . Então minha dica é : jamais deixe os potes fechados por muitas horas nos primeiros dias de cura (apos a fase da secagem) . Isso pode comprometer o seu trabalho . Não se deve ter pressa ! Tb não se deve vacilar e deixar o fumo entocado no armário sem abrir os potes, pois desta forma você correrá o risco de abrir e ver um véu de mofo sobre os buds, apesar de muitos dizerem que abrem de 48 em 48hrs nos primeiros dias de cura . É triste demais errar por seguir conselhos errados e mal explicados desse povo que vive de teorias mal explicadas . Aconselho a todos uma cura de no máximo 25 dias para obter um fumo de potência e sabor IMPECÁVEIS . Mais que 25 dias já é coisa dessa gente que produz kilos e kilos e pode manter guardado . Enfim ! A cura é, pra mim, o processo mais delicado, mas não é difícil de se realizar . Só cuidado com as receitas prontas que vocês seguem, pois na maioria das vezes pode dar errado .
  25. 1 point
    o THC sem o CBD e outros canabinoides é um desencadeador de psicoses, imagino que a natureza das primeiras plantas matinham um equilibrio perfeito entre canabinoides, o homem que modificou através da seleção artificial, mas isso não chega nem perto do que uma planta prensada, estragada e em decomposição pode fazer com os neurotransmissores, a própria amônia da planta podre já supre teu sistema respiratório, que provavelmente é 50% de gatilho pra ansiedade... é jogar baralho com o cérebro mesmo. a questão é que, além disso, mesmo a maconha mais podre, ela ainda tem uma porcentagem de canabidiol, o THC vai precisar de algo a mais pra causar uma psicose, é aí que entra o pensamento ansioso... um pensamento ansioso, mínimo que seja, tipo ''faltei ao trabalho hoje'', vira uma bola de neve quando tem muito THC e pouco CBD correndo no teu cérebro, imagine esse pensamento como uma ponta de 10cm de uma corda de 5 metros, e o THC como uma polia, quanto mais THC mais a polia gira, e derrepente essa ponta de 10cm virou 5 metros de corda, ou seja, centenas de pensamentos ansiosos, um em cima do outro, disputando a atenção do teu Eu... é aí que tu tem uma crise de ansiedade. imagine que ao invés de UM ÚNICO pensamento ansioso você tenha vários, como a pressão da sociedade em ti, sobre o trabalho, sobre o futuro, sobre relacionamentos, conquistas etc. que é comum alguém na tua idade ter, eu tive por exemplo, e essa foi a maior ou talvez única causa dos problemas que tive com a ganja. então, a causa principal é ambiental, somado com o THC - a não ser que tu injete THC intravenoso a causa da psicose vai ser sempre ambiental - o THC só vai fazer com que uma pequena preocupação se torne uma grande perturbação. menor de idade tem ambiente hormonal e psíquico favorável a uma psicose, então de um tempo na ganja, cuide da tua vida pessoal e profissional e quando estiver bem resolvido consigo mesmo volte a fumar aos poucos - se ainda tiver interesse - , e preferencialmente plantas de boa qualidade, nada de planta podre do topo do morro.
  26. 1 point
    PESSOAL, ESTAMOS VENDO QUE MUITOS USERS AINDA NÃO ESTÃO CONSCIENTES DO PERIGO QUE CORREM AO IMPORTAR SEMENTES. NO CENÁRIO ATUAL ESTÁ MUITO ARRISCADO PEDIR SEMENTES DO EXTERIOR, EXISTEM MUITOS RELATOS DE INTIMAÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL E PEDIDOS DE SOCORRO AO [email protected] APESAR DE POUCOS CASOS RESULTAREM EM PRISÃO, ALGUNS SÃO ENQUADRADOS EM TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS, O QUE PODE RENDER GRANDES DORES DE CABEÇA E ALTOS GASTOS COM ADVOGADOS. ENTÃO NOSSA RECOMENDAÇÃO É QUE NÃO COMPREM, NO FÓRUM NÃO É PERMITIDO QUALQUER TIPO DE NEGOCIAÇÃO OU DOAÇÃO E PODE RENDER BANIMENTO SUMÁRIO. EIS NOSSA OPINIÃO, SE FOREM PEDIR PEÇAM POR PRÓPRIA CONTA E RISCO.
  27. 1 point
    Cbd crew tem muitas variedades abundantes em cbd no Attitude seeds bank e possivel comprar desse breeder
  28. 1 point
    Também ja tive despersonalizacao despertada pelo uso de cannabis, mas diferente de voce isso por determinado tempo fudeu com minha vida. Passei quase um ano desrealizado, vivendo como num sonho, e sem emocoes, afastado da realidade, e o pior de tudo, sem saber o que aquilo era. Felizmente depois de um ano fudido descobri o que era e com o tempo consegui melhorar, hoje estou 100 por cento curado. Encontrei na internet diversos videos e ate um forum(em ingles)http://www.dpselfhelp.com/forum/ sobre o assunto, nele descobri como me curar. A maioria do forum é de pessoas que despertaram a DP com o uso de cannabis. Infelizmente esse transtorno é bem desconhecido no Brasil e muitas vezes mal diagnosticado, sendo tratado como outras disordens. O que faz com que muitas pessoas sofram sem saber o que estao passando, e é um problema relativamente comum, recentemente meu amigo adquiriu essa disordem(tambem por uso de cannabis) e no momento esta sofrendo bastante. Só ha uma coisa que nao entendi,que me gerou uma duvida quanto ao seu transtorno. Voce disse que o sentimento de DP/DR é prazeroso. Tanto eu, como meu amigo, e todos os relatos de Dp que ja li sentem a como algo MUITO ruim, um sentimento horrivel e que simplesmente pode tirar todo o prazer da sua vida. Há tambem uma grande diferenca entre o estado proporcionado pela dp e o estado de perda de ego proporcionado pela meditacao e evolucao espiritual(dos quais sou estudante), enquanto a percepcao é aumentada nos estados meditativos, assim como a realidade a lucides e a inteligencia. Na dp o individuo se sente desorientado, e tem perda das capacidades intelectuais. Fiz esse relato pois caso voce esteja nessa situacao espero te ajudar, pois um dia ja me encontrei em uma situacao horrivel devido a esse problema
  29. 1 point