Ir para conteúdo
Growroom

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation on 10/31/16 in all areas

  1. Se eu planto minha ganja corro o risco de me pegarem e tirarem minha liberdade. Mas se não planto, então já me pegaram e já não tenho liberdade.
    3 points
  2. Repito,muito afudê este tópico de músicas! Irmão,conheci Dead Kennedys jogando Tony Hawk 1 lá pelo ano 2000. Muito foda.Grande abraço a todos!
    2 points
  3. Browwwwwwwwwwwwww, que coragem, se eu tenho duvidas sobre a mulher eu nem conto, já me fizeram me sentir como bandido nessas conversas e idéias de ser honesto com as pessoas, mas elas não são honestas nem com elas mesmos... Prefiro ser honesto primeiro comigo mesmo...
    2 points
  4. Deixa ela fazer o que ela quiser, se contar contou. A consciencia é dela e é ela quem vai ter que se acertar com o Deus dela depois. Só não pode fazer o que ela quer, senào tá fodido pro redto da vida. Acho que muitos aqui já passaram por algo parecido nessa idade. Eu não sou diferente, tinha uma que fez a mesma coisa e contou pros meus pais. Não era religiosa nem nada, mas foi cagueta, e já tinha até fumado comigo. Azar dela. Terminamos e um ano depois conheci a mulher da minha vida com quem já tô casado há 14 anos. Maconherona e parceira pra todas as horas. Além de meus pais agora saberem abertamente que eu fumo e sou maus feliz que nunca por ela ter terminado comigo. Não é difícil arrumar namorada maconheira não brother, aliás, é bem fácil. É só procurar no lugar certo. E com certeza num é numa igreja.
    2 points
  5. Bom dia família Growroom! Primeiramente vou me apresentar, me chamo Roque (nome falso), sou funcionário público, tenho 22 anos, trabalho desde os 12 anos e até hoje estudo e cumpro minhas responsabilidades como homem. Meu primeiro contato com a cannabis foi aos 16 anos, dei um tempo e voltei há 2 anos atrás. Fumo com regularidade e curto minha brisa de boa, com amigos, no parque ou no carrom, sem me expor ao público (crianças e etc) pois acho falta de respeito aqueles que legalizam no meio da multidão. Pois bem... Minha noiva descobriu e surtou, vou contar com mais detalhes: Sai pra dar uma volta (15 minutos) de carro, bolei um e fumei, cheguei em casa normal, tranquilo, ela sentiu o cheiro na minha camiseta e boca e surtou (pela primeira vez). Chorou a noite inteira, gritou, me agrediu e me tratou como um nóia ou um viciado em crack a beira da morte, ela é religiosa e conversadora. Já levei ela em show de reggae, trindade-RJ, praia "legalize" e iria contar ainda este mês! Conversei com ela, expliquei que sempre usei e nunca errei com ela, mas nÃo adiantou, na visão dela eu sou um drogado, dependente químico e mereço estar numa clinica de reabilitação. Ela até perguntou quem escolher, a maconha ou ela! Respondi que não ia mudar meu jeito de ser. Meu erro: Não ter contado quando nos conhecemos, porém ela não iria aceitar da mesma forma, porém eu iria evitar este cenário. Pois bem, terminamos e ela fez a pior cagada!! Contou pra família inteira dela como se eu fosse um nóia e está ameaçando a contar pra minha família. O que fazer? Eu já abri mão. Muito difícil encontrar uma mulher que goste ou que respeite. Alguém já passou por isso? Abraços família!
    1 point
  6. Boa tarde galera, Fui um dos pioneiros deste fórum a cerca de 12 anos atrás. Enquanto era aluno de Agronomia da ESALQ-USP tive contato com o fórum pela primeira vez. Aprendi muito e também dividi os meus conhecimentos Agronômicos com outros participantes. Nesta ocasião plantei sementes importadas pela primeira vez, e assim segui cultivando até me formar. Por mudar de estado e trabalhar em multinacionais, frequentemente recebia visitas de amigos, clientes, etc, ocasião que resolvi parar para não me expor profissionalmente. Entretanto, há três anos atrás decidi realizar o sonho de ter uma vida mais livre. Prestei 3 concursos públicos e passei nos 3. Escolhi vir morar no Espírito Santo. Cobri meu corpo de tatuagens, comprei uma moto, rodei parte da América do Sul e o que não poderia faltar: Sementes ao solo e decretei minha independência dos traficantes. hehehe Moro numa cidade chamada Montanha, no extremo norte capixaba, divisa com a Bahia. Estava tudo muito lindo, estava tudo muito belo até que no dia 19/12/2014 estava com minha namorada na cama, era cerca de 11 da manhã e vi minha casa ser invadida pela polícia num sábado sem nenhum mandato judicial. Apreenderam minhas plantas 13 plantas (2 Super Lemom Haze, 2 Jack Herer, 2 OG Kush e 7 White Widow), fui levado para a delegacia e posteriormente levado para a delegacia da polícia civil e carceragem. Em nenhum momento fui destratado ou algemado. Pediram para tirar foto e deixei, EM NENHUM MOMENTO ESCONDI MEU ROSTO. Quem tem que ter medo de polícia é bandido, o que não é meu caso. Sou pai, trabalhador e profissional bem sucedido, não vi necessidade de me esconder. Fiquei numa cela fedida, suja, com ratos e baratas, sem vaso sanitário até na segunda feira, ocasião onde um contato político meu conseguiu com um juiz de uma cidade próxima meu alvará de soltura. Estou respondendo o processo em liberdade. Alguns fatos me chamaram atenção: 1) Tanto na polícia civil quanto na polícia militar TODOS os policiais se declararam a favor da legalização da Maconha, dizendo que não aguentam mais prender pequenos traficantes e que certamente seriam mais úteis correndo atrás de bandidos. 2) Um policial civil foi aluno do Afrânio na UERJ e me deu a maior força. Agora fica o vazio dentro de mim. Sou portador de TDAH e desde a adolescência me auto medico com Cannabis. Tentei outras drogas alopáticas, porém nenhuma delas era tão efetiva quanto a Cannabis medicinal. Não conheço nenhum traficante na minha cidade e desde então estou sem minha erva. Gostaria de contribuir cm meu relato para que um dia possamos viver em um país diferente. Creio que eu seja liberado do meu emprego em 2016 para fazer mestrado, certamente vou para o Uruguai, onde posso ganhar mais 2 anos e meio cultivando minha erva e esperando que possamos um dia viver em um país onde decisões e leis sejam mais baseadas em fatos e evidências científicas do que em preconceitos e tabus. A partir de agora vou me expôr, não tenho problemas com isso e vou mostrar minha cara para defender minha causa que é a Legalização da Maconha. Eu exijo ter o meu direito de plantar minha cannabis no meu quintal sem ser importunado por ninguém. Desejo a todos um Feliz Natal e que tenhamos um 2015 de avanços na nossa causa. Para quem quiser entrar em contato, estou a disposição. Dalton Ribeiro daltonluis@gmail.com https://www.facebook.com/daltonberni.ribeiro
    1 point
  7. Luiz Edson Fachin, ministro do stf, está usando a velha estratérgia de seus tempos de advogado: sentar sobre o processo e deixar o tempo passar. Jaá está com processo retido há um ano e três meses. Ele veio de meio onde a proibição só dá lucro. Ele está tentando defender um "mercado" que rende muito dinheiro pra advogado. O cara retém o processo há quase um ano e meio! Só no judiciário brasileiro mesmo... Enviado de meu LG-E410f usando Tapatalk
    1 point
  8. E ai turma???? Quero compartilhar uma coisa que fiquei muito entusiasmado com o resultado ....Pra turma do Titan 2 que sofre com o vapor quente com gosto de plastico....seu sofrimento acabou com o Titanmate by Zeluiz......basta tirar o bico do titan 2 e substituir pelo bico do Flowermate V5 de silicone....como é uma adaptação quando vc encaixa o bico do V5 ele encosta a sua base no forno e esquenta muito coisa que acontece no V5 tb diga-se de passagem mas neste caso ele esquenta um pouco mais tem de ter cuidado para naum queimar....fiquei preocupado com o bico de silicone mas ele naum esquenta tira o gosto de plastico e o vapor fica idêntico de um V5...tem 3 dias que estou testando e tudo esta normal tanto no bico como no vape.....com esta descoberta acho que vou concorrer com o premio Nobel da vaporização....hehehe....te
    1 point
  9. " Presidente, deputados, senadores, prefeitosGovernadores, secretários, vereadores, juízesProcuradores, promotores, delegados, inspetoresDiretores, um recado pras senhoras e os senhoresEu pago por tudo isso, imposto sobre o serviçoA taxa sobre o produto, eu pago no meu tributoPago pra andar na rua, pago pra entrar em casaPago pra não entrar no Spc e no SerasaPago estacionamento, taxa de licenciamentoTaxa de funcionamento liberação e alvaráPassagem, bagagem, pesagem, postagemImposto sobre importação e exportação, Iptu, IpvaO Ir, o Fgts, o Inss, o Iof, o Ipi, o Pis, o Cofins e o PasepA construção do estádio, o operário e o cimentoEu pago o caveirão, a gasolina e o armamentoA comida do presídio, o colchão incendiadoEu pago o subsídio absurdo dos deputadosA esmola dos professores, a escola sucateadaO pão de cada merenda, eu pago o chão da estradaA compra de cada poste eu pago a urna eletrônicaE cada arvore morta na nossa selva amazônicaEu pago a conta do Sus e cada medicamentoA maca que leva os mortos na falta de atendimentoPaguei ontem, pago hoje e amanhã vou pagarMe respeita! Eu sou o dono desse lugar! "
    1 point
  10. Não houve não amigo, pode confiar. O que aconteceu foi que o CIMPF tem um posicionamento favorável à importação de semente, tendo se posicionado à favor da tese de insignificância (conduta atípica) POSTEI SOBRE ISSO AQUI. Em resumo, o entendimento deste Conselho não faz Lei e nem edita Lei, tão somente deu respaldo institucional aos Procuradores que pediam o arquivamento desses processos por serem à favor da tese. O que acontecia, para entender melhor: Procurador do MP pedia o arquivamento do processo (ele não oferecia a denúncia), aí o Juiz pedia pra um "procurador chefe" reavaliar o caso e usualmente havia o oferecimento da denúncia por outro procurador. (isso deveria ser considerado inconstitucional por diversos motivos, até porque o Juiz já está imparcial na causa, mas não é então o jeito é aceitar). Acontece que agora, com essa decisão do Conselho Institucional do MPF, os procuradores tem mais "autonomia" para pedir os arquivamentos e o juiz não tem muito o que reclamar, entendeu? Agora se o procurador quiser oferecer a denúncia amigo, prepara o bolso e a cabeça, porque a dor é grande. Citação do post: "As decisões do órgão, ainda que não tenham efeito vinculante, representam a orientação oficial da instituição que é o poder acusatório do Estado, dando liberdade aos seus procuradores em poder pedir o arquivamento de ações semelhantes. Estamos (ao menos eu estou) esperançosos com possíveis mudanças. Procuradores, que antes se sentiam intimidados por representarem o braço acusatório do Estado e não possuir essa sanha punitivistas - que infelizmente vem se espalhando dentro do MP/MPF -, vão poder pedir o arquivamento de ações com um respaldo do seu conselho máximo." Fica na paz, abraços!
    1 point
  11. https://youtu.be/DCa968Cb1D8 Este vídeo meio que complementou o que @andreznd falou sobre despersonalização e desrealização, agora eu não sei, qual dos dois tenho mas sei que tenho um deles ou os dois, e pelo jeito está no começo, vou procurar um profissional na area, o que tenho medo é que tenha alguma possibilidade de cirurgia, até mesmo pq no vídeo estão a falar que o conhecimento é pequeno sobre, e é uma coisa muito complexa. Eu não vou me aprofundar muito no assunto, eu tentarei aprender um pouco sobre e aprender a controlar apenas. Obs: Neste momento meus pensamentos estão meio confuso, então não liguem se estiver tudo muito bagunçado.
    1 point
  12. Que a nossa vontade de ser FELIZ seja maior que o nosso medo...lute e conquiste irmãos.
    1 point
  13. Aprendam a clonar e arrumem um corte com aquele amigo que ja ta cultivando para driblar a questão de arrumar uma semente. As vezes é um bom caminho. É fácil. Assim a gente vai longe.
    1 point
  14. Ja vi este video umas 247 vezes ....xonei....naum pelo cara mas pelo vape pena que Dab Spot naum fez video com ele....sinto muito mas naum vai ter pra ninguem.....quem é Pax3...hihihihi....
    1 point
  15. R$1200 - R$1400. Vai ser páreo duro decidir entre pax 2 e Davinci IQ, acho que se não precisa pra concentrados e afins o Davinci IQ é melhor escolha. Eu só penso que muita mudança, muita coisa nova no projeto fica suscetível a problemas nos primeiro lotes, o pax 3 já não mudou tanto assim, me parece mais confiável, eu vou vender tudo o que tenho e pegar os 2
    1 point
  16. Salve semeadores do meu Brasil. Tenho 29 anos, sou usuário de Cannabis a 1 ano e 2 meses. É isto mesmo, 1 ano e 2 meses apenas! Este é meu primeiro post no Fórum, apesar de ler quase que diariamente os tópicos do Growroom. Venho através deste deixar meu depoimento, como usuário, como ser humano, como cidadão, como paciente, e compartilhar minhas preocupações. Minha história com “Maria” é recente, porém motivada por problemas de saúde que me acompanham a anos. Em 2010, fui diagnosticado pela primeira vez com Transtorno de Ansiedade Generalizada resultando em recorrentes crises Pânico. Logo após os primeiros dias eu não acreditava, não aceitava, porém os sintomas eram claros e intensos. Tudo o que eu pensava era “Como eu faço tudo isso passar..”. No início foi uma batalha, dia após dia, e o pior, contra eu mesmo; Contra um pedaço independente porém consciente de meu magnífico “main core”, leia-se cérebro, resultado de milhares de anos de evolução. Um fato interessante sobre Ataques de ansiedade e/ou Pânico é que não são fatais, isto literalmente, entretanto me recordo “estar morrendo” pelo menos 2 vezes por semana. Fiquei amigo dos enfermeiros do hospital mais próximo a minha casa, quase que um paciente vip. Eu chegava desesperado, tremendo, com braços dormentes, dores no peito, sem ar, pressão arterial variando e simplesmente a sensação de estar morrendo. Acredito que só quem já passou por isto sabe o que estou falando. E amigos, digo com propriedade, não julguem muito menos menosprezem quando alguém está em uma crise de pânico, é desesperador. O pior, apesar de psicológico, os sintomas são reais; tão reais que inclusive em algumas situações eu desmaiava e por 2 vezes tive convulsões. Pior ainda é você “estar morrendo” e no final das contas continuar vivo. Se muitos têm medo de morrer, imaginem você encontrar a morte e no final das contas não acordar no paraíso (rs). Como se ela aparecesse para mim com sua foice afiada, vestes negras, densas e gastas, com um olhar sombrio e falasse: “Ráaa, pegadinha do malandro.”. Tenso. Após 5 Psiquiatras, 3 Psicólogos, diversos tratamentos e terapias diferentes, remédios e mais remédios... Eu continuava encontrando com “Mr. Death”, que acabou virando um grande amigo. Era certo, toda semana nos encontrava-mos para trocar uma ideia. Mudanças na rotina, mudanças na alimentação, mudança no trabalho, mudança até de mulher! Melhorei, mas não o suficiente. Chegava a tomar 4mg de Rivotril diariamente apenas para tentar me sentir normal, e me sentia completamente o inverso. Mesmo após tanto, “Mr. Death” vinha me visitar. Conversando com outras pessoas com os mesmos problemas de saúde, percebi que nada mudaria. Todos os procedimentos, terapias, medicamentos, eram basicamente os mesmos, eficazes para alguns, camufladores para outros, e posso garantir que para muitos a situação era a mesma que a minha. Tudo isto mudou quando eu li um artigo científico que falava dos benefícios do CBD e suas propriedades medicinais. Nem me lembro exatamente qual, até porque após este, li centenas e centenas. Lembro exatamente o quão fiquei chocado em saber o quão desinformado eu estava. Comecei a pesquisar sobre casos parecidos com o meu e a utilização da Cannabis como tratamento alternativo. Todo material e pesquisas que encontrava eram estrangeiros. Nada, ou quase nada escrito, ou deposto por um de nós. Tive que confiar nos “gringos”. Fiquei por volta de 2 meses pesquisando, lendo, vendo documentários e criando coragem, até que em contato com um Médico norte americano, e após muitos emails, ele escreve uma frase que mudou bastante minha vida: “Experimente. Morrer você não vai, ninguém nunca morreu devido ao consumo de Cannabis. O máximo que irá acontecer é você passar mal, ter uma crise de pânico, e isto também não irá te matar, correto? ( )” complementou ele. Sejamos honestos, eu não sou “santo”, muito menos “bicho do mato”, eu já tinha fumado “maconha” antes, quando era adolescente, fumei algumas e algumas vezes, e por incrível que pareça, ou por incrível impacto da sociedade, passou, não curtia mais. Coragem criada, conhecimento adquirido, era hora da busca, e esta parte foi fácil. Geralmente qualquer um encontra “maconha” em uma cidade relativamente grande. Acompanhado, para caso eu passasse mal, apertei um “péssimo” baseado, parecia Ronaldo antes do Medida Certa, todo torto, barrigudo e estranho, mas era um baseado. Dei algumas tragadas e já senti os efeitos. Louco fiquei. Mais importante de toda esta experiência, não passei mal. Não morri. Não me senti “curado”, nem melhor que o dia anterior, mas foi um passo grande porém despercebido. Volta e meia, um dia ou outro, eu fumava novamente, mesmos efeitos, todos ótimos. Ainda passava mal as vezes. Algumas inclusive após fumar, o que me fazia a acreditar que essas vezes foram causadas talvez pela paranóia. Decidi que precisava estudar mais. Neste momento eu descobri que a “maconha” que eu estava consumindo não era a Cannabis que eu precisava. O maior problema: Onde encontrar você “Maria”? Nossas leis são retrogradas, nossos comandantes corruptos, nossos protetores..tão opressores. Eu não só me sentia mal quando procurava o fornecimento, como me reforçava cada vez mais a coragem para realizar meu próprio cultivo. Medo. Sim, este era o sentimento, puro em sua forma. Medo de ser preso por ter uma planta viva e saudável em minha casa. Medo porque o meu direito não era meu. Por um ano e dois meses (aproximados), eu infelizmente comprei “maconha”; posso SIM ter contribuído com tráfico que mata e apodrece a sociedade, em alguns casos posso ter contribuído como o sustento de uma família normal como qualquer outra; não sei, não julgo, não tinha informações. Mais importante até o momento era que eu parecia melhorar. Todos os envolvidos em minha vida sabem, pois foi uma decisão transparente e comunicada. Minha família sabe, meus amigos sabem, meus sócios sabem. Todos sabem. Eu não me tornei um vagabundo como alguns podem ter pensado. Eu não comecei a trabalhar menos por isto. Eu não me tornei pior. Após muitos meses todos hoje ao meu redor são testemunhas vivas do quanto eu melhorei. Do quanto estou mais saudável. Do quanto estou mais feliz. Muito por mudanças gerais em minha vida, e muito por causa de “Maria”. Fazem meses que não visito meus amigos no hospital. Nem consigo lembrar quantos meses são. Não preciso mais contar. Consumo Cannabis todos os dias. Continuo indo ao Psiquiatra e tomando os remédios por ele receitado, mas ele não sabe que utilizo Cannabis (mentira ele sabe). Dos picos de 4mg de Rivotril, Lexotan, Diazepam, etc, etc, etc. Hoje raramente preciso tomar alguma destas drogas. As vezes 0.25mg de rivotril. 0.25mg, isto é uma vitória para quem aumentava as doses a cada visita ao médico. Para mim, isto é mais que apenas uma vitória, é ser livre. O melhor de tudo é que eu fico ótimo/“mucho loco” com apenas 2..3 tragadas. Resumindo, nem consumir muito eu preciso! Todos sabemos o quanto é bom, portanto assumo, as vezes a dose é recreativa mesmo Todo este longo depoimento agora me deixa chegar ao ponto mais importante e motivador para escrever este texto. Eu decidi me dar o direito de poder colocar uma semente na terra e deixar uma planta crescer. Porque esta planta irá me fazer bem. Porque cuidar dela será minha terapia, colher ela será uma comemoração e consumir ela será talvez boa parte de minha cura. E é com esta decisão e respaldo moral, que decidi fazer da melhor maneira e mais transparente possível. Ontem, 22/01/2014, comprei em meu nome, no meu cartão de crédito e mandei entregar no meu endereço, vários itens relacionados ao cultivo de Cannabis, substratos, vasos, reguladores e até mesmo uma estufa. Não é que eu queira dar uma de “maluco” ativista, mas convenhamos, eu não devo nada a ninguém. Eu não estou fazendo nada de errado. Não estou fazendo mal a ninguém. Não terei então mais medo. Sou Diretor de Tecnologia, sócio fundador de 2 empresas, ganho relativamente bem e nunca mais espero dar um centavo que seja para pessoas que degradam nossa sociedade. Plantarei minha “Maria”. Espero que cresça saudável e me faça muito feliz. Espero que nossas leis mudem. Espero que nossos líderes evoluam, ou sejam trocados. Não dormirei com medo, mas caso acorde assustado ao sons de “opressores” a minha porta, torço para que todos estejam apenas cumprindo seu trabalho, e sejam apenas, humanos. Martin Luther King disse: “É nosso dever moral, e obrigação, desobedecer a uma lei injusta.” Tudo o que eu quero é apenas natureza. Atualizarei este tópico regularmente informando sobre a vida de minhas "Marias" e os resultados positivos e/ou negativos do meu tratamento. Abraços a todos!
    1 point
  17. users no novo layout do fórum,
    1 point
  18. Bom, pelo que eu ainda lembro, o jogo consiste em uma foto com algo que tenha relação com a ultima foto... vamos lá...
    1 point
  19. Bom dia rapaziada, tudo bem? Vamos às novas. (Detalhadamente) Saindo do meu trabalho, acabei encontrando com ela no estacionamento me esperando, de surpresa, pois não há esperava ver naquele dia (6 OUT 14/SEGUNDA - NO MESMO DIA QUE CRIEI O TÓPICO), ela estava com uma cara de choro, olhos cansados e fundos, triste, e eu muito bravo com a situação, mais sentei para conversar com ela dentro do meu carro com a maior paciência do mundo. Pois bem, expliquei tudo novamente mais a fundo e detalhadamente, mostrei vídeos referentes à legalização ou regulamentação (quebrando o tabu e documentários) e fiz o inusitado, peguei minha erva na frente dela e comecei a bolar um com o intuito de ela ver como é, que é SIM UMA PLANTA, e que não me deixa agressivo e louco como a sociedade e ela em especifico pensa. Fui até o Parque Ibirapuera com ela, e fumei longe dela, pois ainda não é a hora de se mostrar tanto (opinião minha). Único problema é que fumei um míssil sozinho, e bateu uma brisa da porra, fiquei chapado e falei algumas asneiras (coisas da brisa mesmo), porém tudo controlável, calmo e tranquilo. Conversamos muito, comemos no Mac e passamos juntos das 16:30 horas até as 22:00 horas, e a reação dela foi positiva! Ela disse que viu que realmente não é o que ela pensou e que eu estava divertido como pessoa, rindo bastante com ela, conversando mais e que eu parecia o mesmo de quando a conheci pela primeira vez (coisas boas). Como forma de desculpas ela me deu um presentão ontem, juntou a família dela e pediu desculpas e disse que ela inventou tudo aquilo, pois estava com raiva, disse que me ama e me aceita, e que só fez todo aquele show pois não tinha as informações necessárias sobre a erva, e que sempre pensou que era uma droga pesada e viciante, que eu poderia ficar magrelo e largar emprego (falta de ler). Confesso que fiquei com dó quando a vi no estacionamento, sua cara cansada, olhos fundos, estava até mais magra e etc, pois na cabeça dela maconha era uma “espécie de crack”. Resumindo, as coisas melhoraram e ela está tranquila sobre isso. Conversei com a família dela e todos estão de boa, nem acreditaram nela pois na cabeça deles eu sempre fui uma pessoa normal e honesta. Gostaria de agradecer agora EXCLUSIVAMENTE e todos os IRMÃOS que me ajudaram nesse pequeno problema mais que me causou um mal estar muito grande, que se alguém quiser fumar um no parque comigo e trocar uma ideia será muito bem vindo e de coração, novamente, meu MUITO OBRIGADO. Abraços família!
    1 point
  20. Contei para minha família que consumo regularmente semana passada, até então eles nem desconfiavam (sempre fumei apenas no vaper, entao o cheiro era bem de bouas), mas eu ja estava preparando o terreno a meses, apresentando os pontos positivos da erva, historia, males do proibicionismo e tal....foi uma situação um pouco estranha nos primeiros dias, mas logo todo mundo entendeu e aceitou de boa...o importante é vc ter argumentos inteligentes para rebater todo e qualquer argumento conservador e proibicionista, um minimo de estudo resolve bem as coisas
    1 point
  21. iashhfgaihasihahishishsihaihhiaiasjsjaijejejejejejejjejejejejehejehegehehgehegaheiegahae Brother,como jah falaram aí,muita gente já passou exatamente isso ou algo parecido Hoje em dia nem passa mais pela minha cabeça tentar juntar óleo e água.... cansei! ( só insisti pq aquela rapariga era MUUITO gostosa!! e safada....kkkkkkkk)
    1 point
  22. Ae Roque! Cara comigo aconteceu tb algo parecido. Mas também compartilho da opinião de nossos irmãos aqui do GR. Se a pessoa te ama, ela vai te amar de um jeito ou de outro e vai te respeitar e respeitar suas escolhas. Minha esposa, na época namorada, sabia que eu tinha parado um tempo, mas sempre disse a ela que assim q desse vontade eu voltaria a fazer uso. Até o dia que ela foi em minha casa e viu um pézinho. Sentamos, conversamos e ela pediu pra eu mostrar a ela que meu uso era equlibrado e que não havia motivos pra ela se preocupar. O que ela me fez ver foi que ela tinha preconceito devido à sociedade e à família que passava valores truncados em respeito à erva. Um dia ela fumou pra entender o que eu sentia. Hoje eh de boa o plantio em casa, e de vez em quando ela fuma comigo. Somos felizes. Diálogo e respeito. Acima de tudo o amor do casal. O resto o universo alinha e tudo acontece. Fica na paz irmão. Tamo junto!
    1 point
  23. " " kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, nem um nem outro kkkkkkkkkkkkkkkkkk Rapaziada, de coração, nunca pensei que fosse tão bem recebido numa situação tão particular, por isso, convido a todos de SP que queira fumar um, estão convidados! hehe. Fiz minha escolha pessoal após tanto pensar. Realmente contar pra toda família dela foi um absurdo, pois acaba expondo a pessoa de forma errada. Abraços!!!
    1 point
  24. Aee brow sai fora, se ela gostasse mesmo de vc ela respeitaria suas escolhas sem querer fazer vc escolher a ou b. Felizmente nunca aconteceu comigo até pq eu digo logo pra depois n ter treta, mas um vez uma amiga veio falar comigo pq o marido dela fumava e ela tava pensando em acabar e tal, dai perguntou o q eu pensava, eu perguntei: Ele te trata bem? Ela disse, sim muito bem. Como ele fica quando fuma? Ela disse, ele bota uma musica, vai lavar o carro, as vezes me ajuda a preparar a comida, fica conversando sobre várias coisas, come. Ai eu disse: o carai tu ta reclamando de que, vai ser feliz porra, agradece dele n ser daqueles q sai pra beber e quando chega mete o cacete na esposa, menino, gato, cachorro. Agora isso pq ela se preocupa com o que a sociedade vai falar. Tu n tá fazendo nada errado n brow, toca tu vida e vai aparecer alguém q goste de vc de verdade.
    1 point
  25. e ai roque, então cara, eu aconteceu algo bem parecido, eu tinha uma namorada e ela era totalmente contra, um dia ela me pegou fumando com os amigos e ficou muito puta da cara, não falou mais comigo durante o dia, arrumou suas coisas e foi embora pra casa dela e não queria mais namorar comigo, contou pra família dela que eu fumava, contou pra minha família também, mas eu fiquei de boa, passou uma semana ela já estava querendo voltar, mas com a condição de que eu parasse de fumar, então sentamos e eu expliquei tudo oque sabia sobre maconha, acredito que ela foi pesquisar também e viu que era algo muito de boa, menos prejudicial que o álcool, era algo que não me fazia mal, pelo contrario, só me fazia o bem, então ela aceitou, e melhor que isso, hoje ela também fuma comigo. Então assim roque, eu acho que se é pra ser vai ser, você é assim, se ela te ama e quer você na vida dela, ela vai te aceitar como você é, não é a ganja que vai dizer quem você é ou não, sua personalidade é a mesma com ou sem maconha, não aceite quem não te aceita como você é. Tomara que de tudo certo e ela te aceite, fica na paz irmão, valeu
    1 point
  26. Leva a mal não, não é nada pessoal, mas bem feito!!! Vc é o culpado disso tudo estar acontecendo. Mentiu para uma pessoa que em tese vc amava e iria se casar com ela, visto que eram noivos. Vc só esta colhendo o que vc mesmo plantou. Agora? Bola pra frente, encare o que vc causou e arrume uma mina que no mínimo lhe respeite, e seja sincero com ela. Ta cheia de maconheira ai responsável, que leva a vida numa boa. Só procurar.
    1 point
  27. Ela me pareceu ser mais uma daquelas fanaticas religiosas. Rapaz afaste-se dessa menina, não é bom andar com drogados.
    1 point
  28. põe p correr brother, ter um pré conceito é uma coisa, alienação é outra. a bola é sua amigão, se quer abrir mão dos teus conceitos p salvar o casamento, saiba que ela pode muito bem jogar na tua cara mais de frente, que te ''libertou'' e coisas do gênero, sem contar o papelão que já te fez passar entre a família dela. mulher é o q mais tem meu caro, mantenha a postura, levante a cabeça e saia atrás de outras...
    1 point
  29. Se assume mano. tem vergonha nao. Parece pelo que voce fala que voce mesmo se esconde pra fumar um. Irmao ta trankilo fumar um, cumpre tuas responsabilidades e pronto. é até bom irmão, pra voce ver quem é que gosta de vocÊ de verdade, e quem gosta da mascara que vc usa pra sociedade.
    1 point
  30. ela já estava era procurando pretexto para terminar a relação, e arranjou, justamente por você não ter dito antes. a base de qualquer relacionamento é a cumplicidade e honestidade dos dois. e quando se ama de verdade a pessoa releva, pode até ficar triste, mas nunca vai esculachar e terminar a relação e te expor contando para toda família dela e para a sua, a não ser que já fosse a intenção terminar e te afastar, com uma justificativa que todos ficariam do lado dela.
    1 point
  31. mano manda essa muié pra pqp! cara se vai casar com um a louca dessa?? sou casado veii, minha mulher não fuma, mas sempre me respeitou (na verdade acho q ela gosta de me ver chapado kkkk)! nunca deixei NINGUÉM escolher o que eu quero faze! Não é uma questão de "a maconha ou ela", é uma questão de andar nos seus princípios. Senão meu irmão você vai ser bosta pra ela porque ela "te manda". Que coisa pior de que ser frouxa?? sai!!!! põe as cara bixo! Abraço!
    1 point
  32. Cara eu também tenho alguns problemas depressivos, mas eu não tomo nenhum remédio, porém fumo bastante. As vezes quando o dia ta uma merda ou bateu aquela bad ja preparo a vela pra dar uma aliviada na mente e conseguir levar o resto da rotina... Mas algo muito importante que sempre vale ressaltar é que caso você use de maneira medicinal, não deixe NUNCA a erva te controlar: ela é o meio pra você se tratar, não a consequência do tratamento. Isso significa que ao menos eu nunca tomo como PRIORIDADE fumar antes dos afazeres. O ruim não é o uso em si, mas a dependência psicológica que a ganja te proporciona por deixar tudo mais interessante de se fazer(ao meu ver claro rs). Uso racional com qualquer tipo de droga sempre é bem vindo boas carburadas!
    1 point
  33. "O VAZIO DA EXISTÊNCIA HUMANA NOS LEVA AO CAOS COTIDIANO. A ILUMINAÇÃO, O CONHECIMENTO É O QUE PODERIA NOS SALVAR, MAS EXIGIR ISSO DO SER HUMANO, É QUERER DEMAIS DE UM ANIMAL TÃO IRRACIONAL. O HOMO SAPIENS ESTA EM ROTA DE EXTINÇÃO, MINHAS PRECES É PARA QUE O SUCESSOR, O "HOMO CONSCIÊNCIUS", VENHA À REDIMIR NOSSOS PECADOS." http://www.growroom.net/board/topic/51402-ras-geraldinho-e-a-igreja-da-maconha/
    1 point
  34. Mano, eu sofri de depressão muito forte, e apos muita terapia, passar por diversos remedios antidepressivos prescritos por psiquiatras, o que mais funcionou para mim foi o dia a dia com as garotas de meu grow... muito alem do apenas fumar, o dia a dia do cultivo, a interação com esses seres vivos lindos e cheirosos que sao as plantas de cannabis, me ajudou DEMAIS!! ajudou tanto que minha psicologa, mesmo nao sendo a favor da cannabis (nem contra), admite que o cultivo, no meu caso ao menos, pode ter salvado minha vida de um eventual suicidio. Principal coisa contra a depressao é ACEITAR A SI MESMO, GOSTAR DE SI MESMO!! e para isso, voce tem que FAZER O QUE GOSTA, mesmo que nao aceito por hipocritas da sociedade... TUA SAUDE MENTAL, TUA VIDA é mais importante sempre. Descubra o que te faz FELIZ, e vai atras disso cara. Depressao é uma merda, mas somos mais fortes que essa porcaria que fica pregando peças em nosso cerebro... somos muito mais fortes, basta apenas gostarmos e aceitarmos mais quem somos Espero que tu melhore logo cara, Depressão é uma merda.. espero que a tua nao chegue aos extremos de pensamentos suicidas.. mas MELHORA LOGO MANO!! busca ajuda... NINGUEM PRECISA SOFRER!! Boa sorte, melhoras ai mano.. de coração.
    1 point
  35. Depressão se cura com plantio de Cannabis e não a compra.
    1 point
  • Newsletter

    Want to keep up to date with all our latest news and information?
    Sign Up
×
×
  • Criar Novo...