Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 01/15/12 in all areas

  1. 10 points
    Salve Salve Galeraaaaa de bem, Saudações Growroom !! To aqui pra falar galera que eu sou o Pedro, sou o cara do video ! é galera é foda agente pensa que nunca vai acontecer com agente, na hora parecia cena de filme ! Ainda bem que sempre acompanhei por aqui casos de amigos growers que foram presos tambêm e ja tinha uma certa idéia de como agir, mas na hora é foda vem milhões de coisas na minha cabeça ! Descobriram a parada toda por causa de um assalto que rolou no prédio, e avistaram a planta ... eu cultivava ela na floreira aqui de casa, era um espaço bom, terra bem areada, ali rolava varias outras plantas tambêm , era lindo de ver a Cannabis ali interagindo com as outras plantas . Fui levado a delagacia pelo fragante, revistaram as coisas e tal e acharam só uns baseadinhos que eu tinha pra fumar ... Cheguei la fiquei esperando pra falar com o delegado e tal, nisso foi super de boa, fui digamos "bem" tratado .... dai chegou esses reportes ae , tinha varios deles .... quando me viram ali no ato ja começaram a falar que iam gravar e tal, fiquei meio assim falei putz, vou aprecer na tv, fedeu ! koakaokaokaokaokaokaoakoakoak mas pensei , não vou aparecer da cabeça baixa que nem bandido , ja que aconteceu essa é minha chance de tentar passar uma mensagem Positiva , tava meio nervoso ali na hora, mas a coisa foi fluindo, respirei fundo e comessei a falar tudo que eu tava sentido e que pensavam sobre nossa amada SANTA MARIA !! Esses reportes são uns tirado ! ahuhauhauhauhauhauhauhaua eles fazem aqueles jornais que paça meio dia, ele tentou zoar a parada, mais graças a Jah consegui reverter a situação ! Fiquei impresisonado com o tanto de apoio que recebi de amigos e de pessoas que nunca vi na minha vida, é incrivel como somos unidos e com uma Vibração muito Grande de POSITIVIDADE ! tenho orgulho de fazer parte dessa Familia toda ! Só tenho que Agradecer, a galera que ta sempre comigo, a galera que nunca me viu e mandou aquela vibe, ao grande GROWROOM que se não fosse essa casa aqui, onde eu apreendi muita coisa sobre a Ganja e tambem como ser uma pessoa melhor ! e a Jah que iluminou a cabeça do Delegado para que me julga-se como USUARIO e não como traficante ! No Final o Amor sempre Vence galera ! Precisou de advogado e tal, agora vou terque ir no forum, vão marcar a audiencia .... Tava meio sumidou do forum, mas tem uma galera que deve lembrar de mim ! Um Salve galera ! passei aqui porque tinha que falar que estou bem e que o pior ja passou ! As vezes algumas coisas precisam acontecer, pra gente crescer !! Fiquei muito fudido em pensar em todos os irmãozinhos que ja ficaram presos, alguns até anos por causa do seu remédio ! revoltante mesmo porra ! aquilo não é lugar pra ser nenhum ! Um Salve pra todos os Guerreiros ! PAZ, JUSTIÇA E LIBERDADE !!!! Isso ae galeraaaaaa, a Paz e o Amor venceu mais uma vez !!! VIVA A LIBERDADE, VIVA A SANTA MARIA, VIVA O CULTIVO CASEIRO DE CANNABIS, VIVA O AMOR , VIVA A PAZ ! Muita Paz pra todos os Guerreiros de Fé ! fiquem na Paz e Proteção de Jah ! JAH GUIA !
  2. 3 points
    Falou e disse!!!!!! O bom guerreiro não gela, não agrada ao injusto e nem amarela !! Disse tudo que o babaquera e a sociedade precisavaM ouvir. ESSE É O EXEMPLO QUE TODOS DEVEM SEGUIR !!! PS: Pablito_grow para ativista do mes de JANEIRO de 2012 GROWER NÃO É TRAFICANTE 2012 É TUDO NOSSO
  3. 2 points
    Fotos que tirei do meu cultivo, nada querendo mostrar o cultivo em si, só umas fotos que tiro quando to chapado e hipnotizado pelas plantas, muitos aqui devem saber o que é isso: as fotos podem ser usadas a vontade, só peço que citem o crédito. Banga mesmo.
  4. 2 points
  5. 2 points
    CAra parabens pela atitude. Vc ficará marcado na historia do GR como um exemplo de cara gente boa, que não se deixou abater, um guerreiro dos nossos. Bola pra frente irmão, que Jah ilumine o coração do Juiz assim como fez com o do delegado. Grande abraço! GAnhou meu respeito de admiração.(e de boa parte do GR)
  6. 1 point
    É hora de andar para frente Do Growroom O Brasil está caducando. Basta qualquer olhadela rápida nos noticiários para constatar que tem muita coisa errada – inclusive e, em alguns casos principalmente, até o próprio noticiário. O Brasil até chega a andar para frente, mas curte mesmo é andar para trás. Como se, numa interpretação completamente equivocada do manguebeat de Chico Science, tivéssemos que nos inspirar no passo dos caranguejos das lamas do manguezal. Pelo contrário, ora bolas! A mente brilhante do músico e poeta pernambucano propunha exatamente o oposto: “um passo à frente e você não está mais no mesmo lugar”. Insistem, porém, em descumprir tal precioso conselho – ou estão parados, ou andam para trás. No debate sobre as drogas, o improvável chegou a acontecer em 2011. Conseguimos caminhar, mesmo com dificuldade, em direção a um modo mais racional e humano de entender a questão. Mas, ao mesmo tempo, os fatos mostraram que quando, porventura, damos um passo à frente, logo outros são dados para trás, numa espécie de penitência bizarra. Ao passo em que assistimos ao julgamento histórico do STF que finalmente atestou a legalidade das marchas da maconha, vimos a mesma Justiça, em diferentes estados brasileiros, execrar e infernizar famílias de pessoas de bem, ao colocarem na cadeia usuários e cultivadores, como no caso Sativa Lover e tantos outros. Pudemos ver também a liberdade religiosa ser ignorada após três sequenciais invasões à primeira igreja rastafari Niubingui Coptic de Sião do Brasil, depois que seu mantenedor e sacerdote Ras Geraldinho mostrou suas plantas e concedeu entrevista para uma edição histórica da revista Trip, inteiramente dedicada à maconha. Vimos os filmes Cortina de Fumaça e Quebrando o Tabu serem lançados, repercutindo o tema de forma inédita e massiva, e ainda livros importantes engordarem as estantes da biblioteca canábica brasileira, como Fim da Guerra, do jornalista Denis Russo Burgierman, e Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor, do antropólogo Sérgio Vidal. Vimos Mandacaru botando a cara e a blusa do Growroom na TV aberta, políticos, artistas e famosos se posicionarem a favor da legalização, sites canábicos e growshops se multiplicarem e, depois da repressão violenta à Marcha da Maconha em São Paulo e do julgamento do STF, as marchas da liberdade espalharem-se pelo país, com menos truculência e abuso de autoridade por parte da Polícia Militar. Contudo, como em um passe de mágica macabro, assistimos o progresso descer ralo abaixo depois que a corporação interpretou, no fim do ano, seu segundo ato circense de ignorância e violência na capital paulista: o show da USP. Um episódio sofrível, com direito a mais porrada e autoritarismo, cobertura escandalosa e irresponsável da imprensa, distorções, falácias e preconceito, gozação em blogs babacas e redes sociais – e, claro, o retrocesso do debate. O ano de 2012 chegou ainda no balanço da mesma onda. O STF novamente dá indícios de sua tendência progressista com relação ao entendimento sobre as penas para usuários de drogas, conferindo “repercussão geral” ao julgamento que decidirá se é constitucional ou não tipificar o uso de drogas como crime. A decisão futura terá de ser aplicada pelas instâncias inferiores em casos idênticos, exatamente como o que já aconteceu na Argentina e no Uruguai com relação tanto ao uso, quanto ao cultivo da erva. Basicamente uma legalização na gambiarra, subentendida somente por um dos três poderes. Em contrapartida, assistimos com receio um início de ano com forte e familiar tendência fascista da polícia e dos governos. Vem à tona, novamente, o caso USP, que à época suscitou reações das mais desinformadas e reacionárias nas mesas de bar e na internet, ambiente em que, hoje, parece ser obrigatório emitir uma opinião ‘cabeça’ ou engraçadinha sobre tudo, na mesma hora em que a primeira notícia sai, independente de se ter ou não conhecimento do assunto. Quando a prisão agressiva de estudantes que fumavam maconha no campus aqueceu a revolta dos alunos do movimento estudantil, que resolveu ocupar a reitoria por motivos totalmente além-maconha, muita gente se perdeu e falou bobagem por aí. O senso comum virou “nossa, a galera filhinha de papai tá pedindo pra fumar maconha na USP” e as piadinhas e comentários imbecis se espalharam como um vírus pela web. Agora, a PM mostra, finalmente, qual sua real função dentro do campus. Exibe a comprovação de que faz todo o sentido a reivindicação dos estudantes pelo fim da parceria entre a USP e a corporação. Dá um novo show, com um policial pançudo mostrando todo seu despreparo não só físico como principalmente moral e psicológico. Um vídeo-evidência de racismo e abuso de autoridade dentro da Polícia Militar. O oficial entrega de bandeja a vergonha alheia à turma que outrora bateu no peito que o bacana era “meter o cacete nos maconheiros”. Dessa vez, nem a grande imprensa conseguiu ignorar e o rapaz mostrou na televisão e nos jornais sua revolta, seus dreads e sua tão requisitada carteirinha de estudante. Claro; agora com muito menos repercussão e debates acalorados. Incrível prova de que quem tem, mesmo, a memória curta são os caretas de plantão. Ainda em Sampa, outra atração sensacionalista da Globo, do governo e da PM, à lá desocupação do Complexo do Alemão, tomou as televisões brasileiras, mostrando uma enxurrada de viciados em crack correndo da polícia “como ratos”, forma criminosa como a emissora se referiu aos dependentes. Uma operação completamente higienista, desumana e ineficaz, em que nem os próprios policiais se sentiram à vontade para cumprir. Um sem-número de desesperados, correndo pelas ruas da Luz, desviando de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo, ocupando as praças e arredores da região e lutando por sua já despedaçada existência. Se a primeira parte da operação assusta, olhos atentos, pois, à segunda fase, que propõe a internação compulsória de dependentes. Como bem afirmou o delegado da Polícia Civil do Rio e defensor da legalização, Orlando Zaconne, há casos em que o controle através da medicina pode ser bem mais cruel que pelo direito penal. Já vimos uma vibe nostálgica da ditadura rolando na segurança pública, por que não uma volta à banalização manicomial na saúde? O papo de uma descriminalização restrita, em que qualquer usuário é tratado como doente, se generalizado, pode abrir portas para punições mais danosas aos consumidores de drogas até que o próprio xadrez. No remelexo dos acontecimentos positivos e negativos, deve ser dado o devido destaque ao aumento do número de simpatizantes pela legalização da maconha e à disseminação de informação crítica e de novos questionamentos. As pessoas, enfim, parecem despertar do letárgico comodismo. O ativismo canábico vive um momento importante, de impulso e de crescimento, e não pode, nem vai, deixar a peteca cair. Muito se falou que 2012 será o ano dos protestos e da contestação política – pois que assim seja. Que as marchas, que já começam a ser marcadas, relembrem os avanços do ano passado e mostrem, com seriedade e inteligência, a urgência de uma nova lei de drogas. Que saiam todos às ruas, sem medo de mostrar a cara, de se afirmar usuário, de aparecer na televisão. Que levem as mães, os filhos, as esposas, os maridos, os amigos, o cachorro, o gato e o papagaio. Mostremos ao STF que prisão não é lugar para quem fuma ou planta sua própria planta. Que não pedimos mais tolerância, exigimos respeito. Que, agora, o tempo de andar para trás acabou. http://www.growroom.net/2012/01/12/e-hora-de-andar-para-frente/
  7. 1 point
    Parabens irmao, lindas fotos , achei maneiro tambem porque quase nao se ve fotos de plantas macho.
  8. 1 point
    Salve capitao_verme, mano, deve ser uma super estufa especial a laser para maconha geneticamente modificada, digital e com controle remoto importada da holanda huashuahsuass É um derrame de baboseiras que vem acompanhados na redação da notícia ou entrevistas referentes a prisões envolvendo cannabis plantada, é uma pior que a outra, outro dia um cabo pm disse o que o haxixe é a semente da ganja, vixxxi....... Enquanto não se mudar a cultura vai ser sempre assim, toda vez que rodar alguém logo será rotulado de traficante, é impressionante como a mídia tenta vender e transformar a imgem de um grower honesto em traficante, são relatos minunciosos levando todos a acreditarem que o grower planta a erva pra traficar, financiar atividades ilícitas e ainda ficar rico sem trabalhar. O que me deixa indignado é saber que os mesmos caras da mídia que detonam o grower "as vezes" são os mesmos que financiam o tráfico lá na boca do fulano. Esse é o quarto poder. J_H
  9. 1 point
    muito louco.....madou bem....
  10. 1 point
    gostei principalmente dos macros. com resina até nas bolas compromisso do irmão de atualizar periodicamente com mais retratos,né? valeu
  11. 1 point
    Acho que a prova em questão é demonstrar aos cristãos, sejam evangélicos ou católicos, que nos registros mais antigos, não em bíblia de loja, mas em papéis, papiros, seja lá o que for, está escrito CANNABIS, referindo-se ao óleo usado. E que sendo comprovado ser esse material escrito, um material de sei lá qtos mil anos, e que nesses "papéis" estava escrito a palavra "maconha", não necessariamente maconha, mas o tal de "kaneh-bosem" dos judeus, que é uma referência a Cannabis em registro antigo hebraico, então a maconha,Kaneh, cannabis, passa a ter aceitação de todos os cristãos, já que esses acreditam que a bíblia foi escrito em Aramaico e Hebraico. Então é isso, a prova é pra quem é cristão, pra quem não é continua a mesma coisa, não muda nada e não se precisa provar nada. Mas pra uma das religiões mais seguidas no mundo, seria interessante sim provar isso. Aliás, os judeus aceitam bem a maconha, não aceitam jesus como filho de deus, mas a Kaneh...rsrss: http://www.youtube.com/watch?v=ad1dy37tRsk
  12. 1 point
    Por acaso é esse vídeo??? Se não for, e caso queira eu tiro ok. Amigo o mandado estava literalmente plantado do chão. DECRETO-LEI No 2.848, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1940. Código Penal. SEÇÃO II DOS CRIMES CONTRA A INVIOLABILIDADE DO DOMICÍLIO Violação de domicílio Art. 150 - Entrar ou permanecer, clandestina ou astuciosamente, ou contra a vontade expressa ou tácita de quem de direito, em casa alheia ou em suas dependências: Pena - detenção, de um a três meses, ou multa. § 1º - Se o crime é cometido durante a noite, ou em lugar ermo, ou com o emprego de violência ou de arma, ou por duas ou mais pessoas: Pena - detenção, de seis meses a dois anos, além da pena correspondente à violência. § 2º - Aumenta-se a pena de um terço, se o fato é cometido por funcionário público, fora dos casos legais, ou com inobservância das formalidades estabelecidas em lei, ou com abuso do poder. § 3º - Não constitui crime a entrada ou permanência em casa alheia ou em suas dependências: I - durante o dia, com observância das formalidades legais, para efetuar prisão ou outra diligência; II - a qualquer hora do dia ou da noite, quando algum crime está sendo ali praticado ou na iminência de o ser. § 4º - A expressão "casa" compreende: I - qualquer compartimento habitado; II - aposento ocupado de habitação coletiva; III - compartimento não aberto ao público, onde alguém exerce profissão ou atividade. § 5º - Não se compreendem na expressão "casa": I - hospedaria, estalagem ou qualquer outra habitação coletiva, enquanto aberta, salvo a restrição do n.º II do parágrafo anterior; II - taverna, casa de jogo e outras do mesmo gênero. Em resumo eles entram a qq hora dia e noite em: flagrante delito e para salvar vidas, sem essas condições só com mandado e só durante o dia(ou com luminosidade natural suficiente para se ler o mandado) É o que já falaram, vá nomear um defensor, se preferir procure auxílio gratuito, se não souber onde, vá ao fórum e se informe, seu defensor na certa vai tentar desqualificar o 33 para o 28 e isso implica em um só assumir tudo, caso contrário como que vai sair do 33? É meio difícil jogar um 28 qdo tem dois ou mais, cai numa situação em que um passa mesmo que gratuitamente para o outro e ainda pode subir para o 35, muito cuidado com o que vão dizer, todavia parece que um só foi conduzido, então provável que rola só o 33 mesmo. Ajeita alguém para começar a tomar conta do caso e acompanhar de perto pra ver direitinho o que os caras estão colocando no papel. O art. 35 da Lei 11.343/06 define o delito de associação para o tráfico da seguinte forma: “associarem-se duas ou mais pessoas para o fim de praticar, reiteradamente ou não, qualquer dos crimes previstos nos arts. 33, caput e §1º, e 34 desta Lei”. E o fato do delegado ter enquadrado no 33 nada tem haver com a entrada da pm sem mandado, se caso nada tivessem encontrado a situação se reverteria. Boas Vibrações A Todos Vocês!!!!!!! Japa_Hemp
  13. 1 point
    Achei estranho o relato lá no outro tópico dizendo que ele assinou o 33 e foi liberado!? Ó fato dos pais saberem eles podem alegaga que preferem o filho cultivando a comprar de traficante(redução de danos) e eles não têm obrigação de denunciar o filho, isso é direito natural... Se precisar vamos ajudar no que for possível... Esse rapaz é prova de que o estudo do Drº Datiu Xavier é testado e aprovado:A maconha cura vícios piores e mais danosos.
  14. 1 point
    Fosse eu no final mandaria aquele abraço pro Growroom sem dúvida.....pow ! É o principal cara, nao pode esquecer , kkkkk
  15. 1 point
    Massa o Pedro falou bem, Soh faltou o salve pra galera do GR;;;
  16. 1 point
    O mais ironico de tudo isso é que esse programa tem aquele estilão de jornalismo de porta de delegacia, ficam mostrando os casos e ridicularizando o pessoal, logo de um programa desse sai o único relato decente que já vi sobre um cultivador preso na TV. O moleque muito consciente, falou bem. Merece total apoio e que saia com um 28 como a lei determina. O apresentador é um bosta, tão bosta que fica tentando imitar os 'consagrados' jornalistas desse tipo. O bestão chamou o delegado de 'homem da capa preta', sendo que esse é juíz porra! HAHAHA! Viu os vídeos do Farofina na internet e não aprendeu nada! HAHAHA!
  17. 1 point
  18. 1 point
    um jovem consciente, plantando para uso próprio, nada mais do que isso! É DO GR SIM! LIBERTEM A CANNABIS! SIM AO AUTO-CULTIVO!
  19. 1 point
    Pra facilitar um pouco mais, segue tradução do google tradutor, com algumas mudanças.... Jesus era, quase certamente, um usuário de maconha e um dos primeiros defensores das propriedades medicinais da droga, de acordo com um estudo de textos bíblicos publicado este mês. O estudo sugere que Jesus e seus discípulos usaram a droga para realizar curas milagrosas. O óleo da unção usado por Jesus e seus discípulos continha um ingrediente chamado kaneh-bosem que já foi identificado como extrato de cannabis, de acordo com um artigo escrito por Chris Bennett na revista drogas, High Times, intitulado Jesus foi um "Maconheiro" ? O incenso usado por Jesus em cerimônias também continha um extrato de cannabis, sugere o Sr. Bennett,que cita antigos estudiosos para confirmar suas afirmações. "Não há dúvida sobre o papel da cannabis na religião judaica", diz Carl Ruck, professor de mitologia clássica da Universidade de Boston. Referindo-se a existência de cannabis na unção óleos usados ​​em cerimônias, ele acrescentou: "Obviamente, a fácil disponibilidade da cannabis, há muito estabelecida na tradição judáica, teria inevitavelmente migrado o seu uso pelo cristianismo. " Sr. Bennett sugere que os ungidos com o óleo usado por Jesus foram "praticamente mergulhados nessa poderosa mistura. Embora a maioria das pessoas modernas optar por fumar ou comer maconha, quando seus ingredientes ativos são misturados a uma base de óleo, ela também pode ser absorvido através da pele ". Citando o Novo Testamento, o Sr. Bennett argumenta que Jesus ungiu os seus discípulos com o óleo e os encorajou a fazer o mesmo com outros seguidores. isso poderia ter sido responsável pela cura do olho e doenças de pele referido nos Evangelhos. "Se a cannabis foi um dos principais ingredientes do óleo da unção antiga, e receber este óleo é o que fez Jesus Cristo e os cristãos seus seguidores, então perseguir aqueles que usam cannabis poderia ser considerado anti-Cristo ",o Sr. Bennett conclui. Notícia meio antiga,não é ???