Ir para conteúdo
Growroom
[[Template gallery/front/view/imageFrame is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]

18-308522-Purrfectcloseup.jpg

ricco y locco
Entre para seguir isso  
Entre para seguir isso  
Do álbum

rotinas

  • 247 imagens
  • 0 comentários
  • 32 image comments


Recommended Comments

texto do Marcelo Growroom, cerca de 2002

Beleza galera?? Andei vendo uns posts a respeito da cura do fumo.. como faço às vezes gostaria de passar minha experiência a respeito deste assunto..portanto acendi um e vou escrevendo...

Quando começei a plantar eu simplesmente colhia no momento certo ( para quem não sabe qual o melhor momento de colher eu sugiro dar uma olhada nos outros posts específicos deste tema..) esperava secar (ou às vezes nem esperava ) e fumava..... mais tarde isso se revelou um grande erro.. percebi q meu fumo estava bom mais ainda faltava algo.. começei a consultar um monte de fóruns e mais tarde comprei um pequeno livro específico sobre o assunto (la importancia del curado - Urtigueras - LCC) , que me forneceu todas as respostas para que eu iniciasse minhas experiências com a cura (nesse lance de plantar maconha só se aprende lendo bastante e experimentando mais ainda... ).. espero com esse tutorial convence-los da importância da cura e passar o método que costatei ser mais eficaz para mim.

A cura é fundamental para conseguirmos uma maconha de melhor sabor, potência e menos agressiva para nosso pulmões.. além disso com um processo adequado de cura poderímos, ao menos em teoria, variar certos aspectos das características psicotrópicas do fumo... Os cubanos têm os melhores charutos em parte pelo apurado processo de cura que promovem em seu tabaco... o correto envelhecimento do vinho é um processo parecido com a cura... mas vamos lá..

Na etapa final do desenvolvimento da planta ela incrementa muito sua produção de resina.. nessa resina se econtram - entre muitos outros componentes - os psicotrópicos cannabinóides... os principais cannabinóides encontrados nesta etapa são o ácido tetrahidrocannabinóico (THCA) o famoso THC o cannabidiol (CDB) e o cannabinol (CBN)... existem outros componetes variantes, e suas versões ácidas mas eles são em pequena quantidade e portanto irrelevantes para nós..

Seus efeitos aproximandos (considerando-se q cada pessoa tem uma reação diferente...) são:

THCA > não é muito ativo psicotropicamente falando.. têm 10% do poder psicotrópica do THC.

THC > é o componente mais conhecido e responsável pela onda euforizante q sentimos em alguns tipos de maconha.. do tipo querer ir fazer as coisas... ( apesar de estarmos bem loucos e não conseguirmos fazer nada... )

CDB > proporciona um sentimento euforizante pesado porém de curta duração... mais ou menos como quem não fuma (tabaco) e fuma um cigarro, tragando bem fundo... vc vai ficar tonto, talvez enjoado mais por pouco tempo.... os papas do assunto dizem q este é o psicotrópico que nosso sistema nervoso mais rapidamente cria resistência... tb se diz q as experiências desagradáveis com a maconha (tipo pânico e enjoo) são devidas geralmente ao CDB, por isso estas sensações são mais comuns em fumantes novatos...para os fumantes experientes no entanto este componente pode ser prazeroso..

CBN > Têm as características relaxantes da maconha (leia-se chapadonas...)

Bom o THCA é o que está mais abundante neste momento (antes de colher, na etapa final de seu desenvolvimento..) um fumo com muito CBN é geralmente aquele q te dá vontade de não fazer nada.. o CBN tb acaba por se decompor em outros componentes não psicoativos, porém depois dos outros componentes acima citados.. e daí é q vem aquele fumo velho, um pouco chapante e nada euforizante..

No momento da colheita a planta têm mais THCA (pouco ativo) do que THC (muito ativo) têm tb uma parte de CDB (legal pois é bem psicoativo) e uma pequena parte de CBN ( q deixa chapadão) .. quem quizer comprovar isso basta fumar um bud ( de boa qualidade..) recem colhido... provavelmente ele não carburará mas experimentem colocar um um bong ou cachimbo.. vcs irão, provavelmente, ficar levamente euforizados (pela ação do THC) e nada chapados (pois ainda têm pouco CBN).. depois curem corretamente o fumo e tentem comparar as ondas ( se vcs se lembrarem.. )

Bom aí é q entra a primenra parte de processo de cura que é a Secagem

1. SECAGEM

secagem é o processo de deshidratação da maconha (secagem mesmo.. q tira a agua e deixa ele "carburável").. e pricipalmente de transformação do THCA em THC.... isso se faz deixando o fumo em contato irrestrito com o oxigênio do ambiente.. o problema é q parte do THC se transforma em CBN e portanto o que conseguimos realmnte é aumentar o THC e o CBN ou seja nesta etapa o fumo fica mais euforizante e mais sedante ...

A secagem ideal é obtida da seguinte maneira:

a) corte o caule da planta e a pendure de cabeça para baixo, sem cortar as folhas... isso é util pois as folhas acabaram por cubrir os buds delicadamente, os protegendo de qualquer manipulação externa... lembrem-se q os cristais e as resinas são bastante frágeis e quanto menos as manipularmos melhor...

B) mantenha sua planta no escuro, em um ambiente ventilado (mas sem ventanias...) e seco.. na temperatura ideal entre 18 e 22 C ( é importante não ter uma temperatura cima de 30 C pois isso acelera muito a conversão de THC em CBN e aí teremos um fumo muito chapante e pouco euforizante..)

C) a secagem se dá lentamente... não tenha pressa.. caso esteja na seca compre uma paranga, mais não apresse o processo... NUNCA use fornos ou secadores de cabelo.. sei por experiência própria, q isso é nada mais do q disperdiçar o fumo...

D) o processo está completo quanto o peso de tudo chegou a 25% do inicial... mas têm uma maneira mais prática de verificar.. basta tentar entortar o galho.. se ele quebrar e dentro estiver seco, beleza...

E) não deixe secar demais.. pois um mínimo de humidade (cerca de 10% do peso em água) é necessário para o processo seguinte (cura) mas não deixe húmido demais pois senão vai mofar.. é galera só com o a experiência...

Bom findo este processo manicurem a planta (tirem tudo q não for buds.. fohals e galhos desnecessários.. eu tiro até as folhinhas pequenas..) e passemos para a cura propriamente dita.

2. CURA

Na etapa da cura queremos q a clorofila (q dá um péssimo gosto a maconha e "pega na garganta") e outros componentes se decomponham.. a correta cuar melhora muito o sabor e o aroma do fumo..

A decomposição da clorofila se dá em aproximadamente em 60 dias e a transformação de outros óleos essenciais ( q dão o aroma) se dão em 90 dias.. assim q o processo ótimo de cura leva 3 meses.. mais em uns 50 dias já temos um excelente fumo..

Lamentavelmente neste processo parte do THC oxida tranformando-se em CBN.. com a maconha perdendo assim parte de sua psicoatividade eufórica embora ganhe muito em matéria de sabor... o processo ideal de cura é uma combinação de gosto pessoal, condições ambientais e genética da planta...

Uma boa maneira é ir curando e experimentando um pouquinho, até q se chege ao ponto ou se acabe a paciência...

Duarante a cura ocorrem nos buds inúmeras reações químicas o alguma atividade de biosintese.. basta lembrar de como amadurece e depois apodrece uma maçã, mesmo depois de colhida..

Depois de tentar algumas técnicas de cura eu faço assim:

A) Guardo os buds em um recipiente hermeticamente fechado e opaco, preferencialmente aqueles vidros com tampas vedadas com borracha.. como os vidros são translúcidos eu os guardo em uma caixa de papelão ou armário fechado, sem luz...

É importante q o vidro fique cheio até a metade, somente e com os buds sotinhos.. poius assim teremos um pouco de O2 necessário para a cura...

Buds q pegam luz poderão acabar por desenvolver microorganismos anairóbicos q acabarão por estragar o produto final... se vcs deixarem eles com oxig6enio a vontade eles acabarão por envelhecer, oxidando todos os componentes legais... se bem q um pouco de oxigênio é necessário para a cura... a temperatua ideal é de 25 C

B) uma vez por semana abro o vidro dou uma "mexidinha nos buds" e fecho de novo.. isso é importante para renovar o O2 e contribuir p/ quebra da clorofila...

C) caixas de papelão não são indicadas pois elas renovam o ar muito... caixas de madeira, desde q bem fechadas e q a tampa feche bem são boas, mas neste caso encha a caixa de buds (assim teremos menos espaço para o O2, para compensar a renovação pela porosidade da madeira..) e a abra a cada 10 dias... eu experimentei e gostei..

Quando chegar ao ponto, geralmente após umas 6 ou 7 semanas guarde o fumo em pequenos vidros herméticamente fechados e opacos e não os abra mas... e como fumar? já q esles não podem ser abertos

bom abram os vidros somente das quantidades de fumo q vcs vão consumir na próxima semana de guardem os outros sem abrir e sem renovação de O2.. outra opção é guardar pequenas quantidades de fumo em embalagens de filme preto... (sem abrir..) este é, sem dúvida, o melhor jeito de conservar a maconha.. se vcs o expuserem ao O2 depois de chegarem no ponto exato da cura a processo vai continuar, oxidando todo o THC e cagando tudo...

Congelar não é uma boa opção - apesar de diminuir a velocidade da degradação dos canabinóides - pois acaba por deshidratar o fumo, danificando as moléculas que dão o aroma e sabor...

O fumo velho é aquele q o THC já virou CDB e o CDB já se decompos...embora mais lentamente q o THC (note q a essa altura o THCA já foi para o caralho..)

Bom e o CBD, aquele q dá pânico, e junto com o THC é o psicotrópico mais legal?? ele se decompõe lentamente... com muito pouco O2 e portanto quase q independente da armazenagem... portanto sentiremos mais os efeitos do CBD em fumos mais novinhos... mesmo se o acondicionarmos corretamente..

Reitero q tudo isso depende de ínumeros fatoras tais como gosto pessoal, e genética das plantas.. mas em linhas gerais é isso...

Espero poder ter ajudado...

Um abraço,

Marcelo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário

Valeu pelo texto ricco ! tava procurando esse texto pelo forum e nao encontrava pq era muito antigo, vindo aqui encontrei ele de novo, um texto simples mas que eu aprendi com ele a 10 anos a tras, valeu mesmo!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário

muito bom o texto ricco!Mas acho que faltou ele falar das qualidades medicinais do cbd(talvez em 2003 essas qualidades não tivessem tão difundidas).Mas no texto ele fala a toda hora que o cbd é ruim porque dá panico, mas atualmente os kush são muito ultilizado por pacientes de cancer ou até mesmo de epilepsia...Valeu pelo texto!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Adicionar um comentário...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...