Marta Suplicy vira relatora de projeto de lei sobre cultivo medicinal

A senadora defendeu o auto-cultivo para democratizar a acessibilidade aos extratos de cannabis

4
1861
senadora Marta Suplicy durante fala cobre cannabis para uso terapêutico na CDH
A senadora Marta Suplicy (PMDB/SP) fala na CDH sobre a descriminalização do auto-cultivo medicinal de maconha - 14/12/2017 (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH) aprova relatório da senadora Marta Suplicy (PMDB/SP), que considera o cultivo de maconha para fins terapêuticos.

A sugestão nº25 de 2017 havia sido negada sumariamente pelo relator inicial, senador Sérgio Petecão (PSD/AC), que entre outros argumentos sem base científica, afirmou que o Brasil não estava preparado para o debate sobre descriminalização da maconha e que uma possível regulação do cultivo de cannabis poderia aumentar a ingestão de produtos industrializados, como refrigerantes e chocolates.

Marta Suplicy então pediu vista do relatório apresentado por Petecão, e apresentou um novo relatório para a Comissão de Direitos Humanos do Senado que aprovou o texto.

Relatório de Marta Suplicy

Em sua análise, a senadora do PMDB reconhece que a sugestão do programa e-cidadania é de grande interesse da população, uma vez que a maconha pode ser utilizada de forma terapêutica para uma variedade de doenças.

Apesar do texto concordar com o relator Petecão, quanto a não descriminalização do cultivo pessoal de maconha para fins recreativos, a análise da senadora acolhe a ideia do cultivo para uso medicinal.

A senadora fundamenta sua análise em estudos que comprovam a eficácia dos canbinóides em amenizar os sintomas de uma série de doenças, que acometem pessoas que necessitam das propriedades da planta, uma vez que são resistentes aos tratamentos convencionais em uma diversidade de enfermidades, como o câncer, e nos relatos positivos de pacientes e parentes sobre os extratos da erva.

“Já passou da hora de legalizar o cultivo da maconha para uso terapêutico. Cabe lembrar que em audiência pública realizada na CDH, médicos, psicólogos, pedagogos e parentes de pessoas que fazem uso medicinal da planta, relataram os benefícios terapêuticos do seu uso em caso de epilepsia e de autismo.”

SAIBA MAIS:
Saiba como obter cannabis medicinal no Brasil

Além disso, Marta enxerga no auto-cultivo a única saída para democratizar o acesso ao remédio, uma vez que o custo de produção é baixo e a qualidade do remédio é melhor do que o da indústria

“Há inúmeras razões pelo qual se fala no cultivo da cannabis para fim terapêutico. O óleo artesanal utiliza a planta inteira, sendo assim, encontra uma resposta muito melhor do que os compostos industrializados e os custos e produção do óleo são muito baixos, tornando-o mais acessível às famílias brasileiras. Hoje existem medicamentos que custam caríssimo, na média de 1500 reais, e não possuem todas as propriedades que a planta têm.”

No Twitter, a senadora comentou a decisão:

Projeto de Lei

Marta propõe que o artigo 28, da lei 11343, seja alterado para que o cultivo de cannabis para uso pessoal terapêutico seja descriminalizado, em quantidade não mais que suficiente para o tratamento descrito na prescrição médica.

Em votação os membros da Comissão aprovaram o relatório proposto, assim a sugestão 25 vira projeto de lei sob relatoria da senadora Marta Suplicy. Agora a proposta deve passar por outras Comissões antes de ser votada no Senado.


Desde 2010 o Growroom está lutando por leis mais justas e racionais para cultivadores, pacientes e usuários da cannabis. Essa vitoria e muitas outras é graças a vocês que nos apoiam e nos incentivam. Contribua com nosso apoia.se


Confira o trecho e o relatório na íntegra:

DOC-Voto em Separado - SF176293144480-20171213

 

4 Comentários

  1. Já não suporta mais ser encarrado como um fora da lei, porque gosto de me tratar com CANNABIS. TENHO INSONIA, DEPRESSÃO E FIBROMIALGIA e não sou obrigado a me envenenar com os remédios convencionais.

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.