Pesquisa Pornhub: Nem na hora do sexo…

0
1416
Pesquisa do Pornhub aponta as preferências dos Maconheiros

Autênticos tabus para alguns, o melhor dos dois mundos para outros. Erva e Sexo são possivelmente dois dos temas tradicionalmente mais controversos nos tempos que correm, sendo também – quem diria – duas das temáticas que mais atraem o interesse dos internautas por esse mundo fora. Que o digam o Pornhub e a High Times, portais online vanguardistas no mundo da pornografia e da cannabis, respetivamente.

Numa iniciativa em conjunto com o site norte-americano de erva, o Pornhub analisou os dados de pesquisa dos seus utilizadores para tentar descobrir qual a relação entre a substância e a pornografia. Os resultados foram conclusivos – existe todo um nicho de entusiastas de marijuana no Pornhub, sendo esta uma tendência extremamente popular. A análise da equipa estatística do portal pornográfico centra-se em 3 aspectos fundamentais: como, o quê e quem. Vamos aos dados.

pornhubweed_01

No que diz respeito à terminologia deste tipo pesquisas, nada de novo ou surpreendente. O termo “weed” é, de longe, o mais utilizado pelos internautas nas suas pesquisas, seguido por “marijuana” e “pot”. Relativamente à combinação de palavras mais frequentes, “smoking weed” e “weed sex” são os termos mais populares na caixa de pesquisa.

pornhubweed_02

Do como passamos agora ao o quê, isto é, tentar perceber no que é que consiste a pornografia relacionada com marijuana. Em primeiro lugar convém referir que esta tendência não deve ser confundida com o que aquilo a que os entusiastas da canabinoide apelidam de “Pot Porn” – fotografias ou imagens sugestivas de cabeços de erva e outras variantes da droga, um pouco à semelhança da denominação mais popular “Food Porn”. No entanto, a equipa do Pornhub não descarta a possibilidade de que qualquer cenário sexualmente estimulante que envolva erva possa ser considerado, de certa forma, “Pot Porn”.
Na sua essência, a weed porn pertence ao fetiche tabagístico, algo definido pela sexóloga Silka Winsome como “the enjoyment of smoking as an act of oral fixation”. Segundo Winsome, esta é uma tendência predominantemente masculina, referindo que“the male seems to experience a sexual tension, or high, watching an attractive woman light up and bring [the cigarette, the joint, etc.] to her lips to draw the smoke in”. No diz respeito aos resultados derivados da pesquisa por este tipo de pornografia, o Pornhub oferece um pouco de tudo: desde vídeos pornográficos em que o enredo gira em torno de erva até vídeos em que o acto sexual explícito é substituído por pessoas a fumar. Há também, como seria de esperar, vários vídeos de pornstars conhecidas por consumirem erva, nos quais se destacam Pinky e Madison Ivy enquanto estrelas mais procuradas pelos cibernautas em busca de weed porn.

pornhubweed_03

Por fim, falta falar do “quem”, que passa por analisar os dados demográficos. Segundo o Pornhub, o nicho dos entusiastas de weed porn é maioritariamente composto por homens na casa dos 18 aos 24 anos. O género masculino é cerca de 117% mais provável de efectuar este tipo de pesquisa, enquanto a faixa etária acima referida tem uma probabilidade de o fazer de 120% relativamente a pessoas de diferentes idades.

pornhubweed_04

Já no que concerne à posição geográfica, os analistas do Pornhub analisaram ainda a frequência de pesquisas por weed porn nos vários países. Eslovénia, Costa Rica, Israel, Canada e Estados Unidos da América foram os países que mais se destacaram, enquanto a Coreia do Sul foi o país cujos residentes menos pesquisaram por esta vertente pornográfica.

pornhubweed_05

FONTE: Shifter PT